Confira endereço dos postos de Fortaleza que vacinam contra H1N1

vacina-h1n1

Via Jornal Floripa

Todos os postos de Fortaleza estarão abertos neste sábado (29), Dia D de vacinação contra a H1N1 para grupos prioritários. Apesar de a campanha oficial ser iniciada na sexta-feira (29), a vacina já está disponível nos postos de saúde da capital e do interior do estado.
Até o fim da campanha, 2.017.553 pessoas no Ceará deverão ser imunizadas contra a gripe.

Confira na tabela abaixo o endereço de todos os postos de saúde de Fortaleza que disponibilizam a vacina, em cada uma das seis regionais.

Essa população faz parte dos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, que incluem 575.979 crianças de seis meses a quatros anos, 138.800 trabalhadores da saúde, 96.440 gestantes, 15.853 puérperas, 24.555 indígenas, 924.727 idosos acima de 60 anos, 212.753 pessoas com doenças crônicas, 24.557 adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas e população carcerária e 3.889 funcionários do sistema prisional em todo o Estado.

A meta de cobertura é a imunização de, no mínimo, 80% de cada um dos grupos prioritários para a vacinação, que somam 1.614.042 pessoas. Ao todo serão 2.270 postos fixos, além de 1.100 postos volantes para assegurar vacinação a quem mora em locais de difícil acesso.

Postos de saúde
Regional I Regional II Regional III
1. Floresta – Rua Tenente José Barreira, n° 251 – Álvaro Weyne  (85) 3452.6657 ? 3452.3464

2. Fernando Façanha – Rua Rio Tocantins, s/nº – Jardim Iracema (85) 3452.6660

3. Carlos Ribeiro – Rua Jacinto Matos, 944 ? Jacarecanga – 3452.6373/3283.4556

4. Dr. Paulo de Melo Machado – Rua Bernardo Porto, 497 – Monte Castelo ? 3452.6380

5. Guiomar Arruda – Rua Gal Costa Matos, 06 ? Pirambu – 3452.6378

6. Lineu Jucá – Rua Vila Velha, nº 101 – Barra do Ceará (85) 3452.5887 – 3452.5888

7. Casemiro de Lima Filho –  Av. Francisco Sá, nº 6449 – Barra do Ceará (85) 3452.5877 ?/ 3452.5876

8. Virgílio Távora –  Av. Monsenhor HélioCampos, s/nº – Cristo Redentor (85) 3452.3487

9. Rebouças Macambira –  Rua Creuza Rocha, s/nº – Jardim Guanabara (85) 3452.6687 ? 3284.6251

10. João Medeiros de Lima – Av. Dom Aloísio Lorscheider, nº 982 – Vila Velha (85) 3452.6646 – 3452.6645

11. Francisco Domingos da Silva – Av. Castelo Branco, 4707 – Barra do Ceará (85) 3452.6643/ 3452.6644

12.  Quatro Varas – Rua Profeta Isaías, 456 – Pirambu (85) 3101.2594/ 3286.6041

1. Odorico de Morais – Rua São Bernardo doCampo, s/nº – Castelo Encantado (85) 3433.2738 ? 3433.2757

2. Benedito Artur de Carvalho – Rua Jaime Leonel, nº 228 – Luciano Cavalcante (85) 3452.1897 – 3452.1880

3. Paulo Marcelo – Rua 25 de Março, nº 607 ? Centro – (85) 3433.9701 – 3433.5898

4. Miriam Porto Mota – Rua Coronel Jucá, nº 1636 – Dionísio Torres (85) 3433.2748 ? 3452.2315

5. Frei Tito –  Rua José Cláudio Costa Lima, nº 100 – Caça e Pesca (85) 3433.2730 ? 3452.2313

6. Irmã Hercília Aragão – ? Rua Frei Vidal, nº1821- São João do tauape (85) 3452.1883 ? 3257.4620

7. Rigoberto Romero – Av. das Graviolas, 195 – Cidade 2000 – (85) 3433-2746

8. Pio XII – Rua Belizario Távora, s/n – Pio XII – (85) 3452.1896

9. Flávio Marcílio – Avenida Abolição, 4180 – Mucuripe – (85) 3433 2737

10. Célio Brasil Girão – Rua Professor Henrique Firmesa – 82 – Cais do Porto – (85) 3433.2739

11. Aída Santos e Silva – Rua Trajano de Medeiro, 813 – Vicente Pinzon  – (85) 3265.6566/ 3433.2734

1. Meton de Alencar – Rua Perdigão Sampaio, nº 820 – Antônio Bezerra (85) 3488.3271 ? 3235.2147

2. Clodoaldo Pinto – Rua Banward Bezerra, nº 100 – Padre Andrade (85) 3433.9745 ? 3478.3940

3. Eliézer Studart – Rua Tomaz Cavalcante, nº 545 – Autran Nunes (85) 3488.3259 -3290.9690

4. Fernandes Távora – Rua Maceió, nº 1354 – Henrique Jorge (85) 3488.3254 ? 3496.9932

5. Prof. Luiz Recamonde Capelo – Rua Maria Quintela, 935 – Bom Sucesso – 3488.3252

6. César Cals de Oliveira Filho – Rua Cel. Matos Dourado, S/N ? Pici – 3488.3251

7. João XXIII – Rua Júlio Braga, S/N – João XXIII -3488.3258

8. Francisco Pereira de Almeida – Rua Paraguai n/s com Rua Chile, S/N – Bela Vista – 3433.2890

9. Waldemar Alcântara – Rua Silveira Filho, 903 – Jockey Clube – 3488.3253

10. Prof. José Sobreira Amorim – Av. Des. Luis Paulino, 109 – Henrique Jorge – 3488.1271

11. Santa Liduína – Rua Prof. João Bosco, nº 213 – Parque Araxá (85) 3433.2569 – 3223.5777

12. Humberto Bezerra –  Rua Hugo Victor, nº 51 – Antônio Bezerra (85) 3212.1920

13. George Benevides – Rua Pio Saraiva, nº 168 – Quintino Cunha (85) 3105.1086 ? 3235.1677

14. Ivana de Sousa Paes –  Rua Virgílio Brígido, s/nº – Presidente Kennedy (85) 3238.1851

15. Hermínia Leitão ?- Rua gal. João Couto, nº 470 ? Quintino Cunha (85) 3433.9741

16. Anastácio Magalhães – Rua Delmiro de Farias, 1.679 – Rodolfo Teófilo (85) 3433.2564 / 3433.2560

Regional IV Regional V Regional VI
1. Maria José Turbay Barreira – Rua Gonçalo Souto, nº 420 – Vila União (85) 3272.4055

2. Abel Pinto – Travessa Goiás, s/nº – Demócrito Rocha (85) 3131.7339 – 3452.5191

3. Luis Albuquerque Mendes – Rua Benjamin Franklin, 735 ? Serrinha (85) 3131.7335 – 3292.7735

4. Dom Aluisio Loscheider –  Rua Betel, s/n° – Itaperi (85) 3131.1945 – 3105.2002

5. Gutemberg Braum – ? Rua Monsenhor Agostinho, nº 505 ? Vila Pery (85) 3452.5199 ? 3292.6735

6. Oliveira Pombo – Rua Rio Grande do Sul, s/n – Pan Americano – (85) 3482.8576

7. Gothardo Figueiredo – Rua Irmã Bazet, s/n – Damas

8. Ocelo Pinheiro – Rua Elcias Lopes, 517 – Itaoca

9. Roberto Bruno – Avenida Borges de Melo, 910 – Fatima (85) 3227.9177

10. José Valdevino de Carvalho – Rua Guará, s/n – Itaóca (85) 3131.7338

1.Guarany Mont?alverne – Rua Geraldo Barbosa, nº 3230 – Granja Lisboa (85) 3452.2496 ? 3497.0060

2. Galba Araújo – Av. Senador Fernandes Távora, nº 3161 ? Genibaú (85) 3452.6753 ? 3452.6752

3. Luiza Távora – Travessa São José, nº 940 ? Mondubim (85) 3433.4916 ? 3469.0641

4. João Elísio Holanda – Rua Juvêncio Sales s/nº – Aracapé (85) 3105.3055 ? 3131.6222

5. Abner Cavalcante Brasil – Rua Joana Batista, nº 471 – Bom Jardim (85) 3452.2468 – 3498.1225 ? 3245.8391

6. Luciano Torres de Melo – Rua Delta, nº 365 – Vila Manoel Sátiro (85) 3433.4922 ? 3484.4801

7. Siqueira – Rua Eng. Luis Montenegro, nº 485 ? Siqueira (85) 3105.3342 ? 3105.3343

8. Maciel de Brito – Av. A, s/nº, 1ª Etapa – Conjunto Ceará (85) 3452.2487 – 3452.2477 ? 3452.2486

9. Parque São José – Rua DesembargadorFrota, s/nº – Parque São José (85) 3483.5451

10. Fernando César Vieira Diógenes – Rua Teodoro de Castro, S/N – Granja Portugal – 3488.324

11. José Paracampos – Rua Alfredo Mamede, 250 ? Mondubim – 3433.4914

12. Graciliano Muniz – Rua 106, n.º 345 – Conj. Esperança – 3433.4913

13. Dom Antônio de Almeida Lustosa – R: A, S/N – Granja Lisboa – 3245.9323

14. Maria Viviane Benevides Gouveia – Rua João Áreas, 1296 – Vila Manoel Sátiro ?(85) 3433-4902

15. Argeu Herbster – Rua Cel. João Correia, 728 – Bom Jardim – 3452-2495

16. Edmilson Pinheiro – Av. H, nº 2191 – Granja Lisboa (85) 3452.2421 – 3259.3398

17. Pedro Celestino – Rua Gastão Justo, nº 215 ? Maraponga (85) 3433.4915 – 3298.1258

18. Jurandir Picanço – Rua Duas Nações, s/nº – Granja Portugal (85) 3452.2480 – 3259.5829

19. José Walter ?- Avenida L, nº 1880 3ª etapa ? José Walter (85) 3433.4918 ? 3291.4602

20. Zelia Correia ? – Rua Antônio Pereira, 1495 ? Planalto Airton Sena (85) 3452.5125 ? 3433.4900

21.  Ronaldo de Albuquerque Ribeiro – Av. I, s/n – Genibaú.

1. Waldo Pessoa – Rua Capitão Hugo Bezerra, nº 75 ? Barroso (85) 3452.1830 – 3472.4674

2. Monteiro de Moraes – Av. Evilásio Miranda, s/nº – Sapiranga Coité (85) 3452.6091 ? 3273.4333

3. Hélio Goes Ferreira – Av. Eng. Leal Lima Verde, nº 453 – Conjunto Alvorada (85) 3273.4813 ? 3452.5714

4. Terezinha Parente – Rua Nelson Coelho, nº 209 – Lagoa Redonda (85) 3105.1626 ? 3488.3288

5. Jose Barros De Alencar – Rua José Nogueira de Alencar ? Pedras ? 3105.1562

6. Maria De Lourdes Jereissati – Rua Reino Unido, 115 – Conj. Tancredo Neves ? 3452.8160

7. Francisco De Melo Jaborandi – Rua 315, Nº 80 – São Cristovão ? 3488.330

8. Messejana – Rua Cel. Guilherme Alencar, s/n ? Messejana – 3474.2637

9. João Hipólito –  Rua Três, nº 88, Conjunto Napoleão Viana – Dias Macedo (85) 3105.3200 – 3289.4098 ? 3105.3200

10. Manoel Carlos Gouveia – Av. Des. Fausto Albuquerque, nº 486 – Jardim das Oliveiras (85) 3452.6092- 3488.3287

11. Pedro Sampaio – Av. Iracema, nº 1516 – Conjunto Palmeiras (85) 3488.3300 ? 3105.1767

12. Vicentina Campos – Rua B, nº 145, Conjunto Jardim Primavera – Parque Dois Irmãos (85) 3493.4732

13. Alarico Leite – Rua dos Paroaras, 301 – Passaré – (85) 3452.9369

14. Edmar Fujita – Av. Alberto Craveiro, 1480 – Castelão – (85) 3105.3089

15. Janival De Almeida – Rua Coelho Garcia, 25 – Castelão – (85) 3105.3095

16. Evandro Ayres De Moura – Av. Castelo de Castro, S/N – Jangurussu – (85) 3105.1765

17. Anísio Teixeira – Rua Guarani, nº 355 ? Messejana – (85) 3433.5285 ? 3433.5299

18. Mattos Dourado – Rua Floriano Benevides, s/nº – Edson Queiroz – (85) 3105.1564/ 3488.3291

19. César Cals de Oliveira – Rua Capitão Aragão, 555 – Aerolândia – (85) 3247.5213

20. Galba Araújo – Avenida Recreio, 1390 – Lagoa Redonda – (85) 3488.3319/ 3256.5400

21. Sítio São João – Rua 5, 71 – Jangurussu – (85) 3105.1765

22. Luis Franklin Pereira – Rua Alexandre Vieira, s/n – Coaçu.

23. Maria Grasiela Teixeira Barroso – Rua Babilônia, 250 – Ancuri

24. Edilmar Norões – Rua K, s/n – Rosalina

25. Dr. Pompeu Vasconcelos – Rua 5, s/n – Barroso

26. Osmar Viana – Rua Chiquinha Gonzaga s/n – Jangurussu

27. Marcus Aurélio Rabelo Lima Verde –  Rua Iracema, nº 1110 – Conj. Santa Filomena/Jangurussu

Ceará: Justiça nega ilegalidade da greve dos professores da rede estadual

prof93573

Os professores da rede estadual decretaram greve, durante assembleia realizada na manhã desta quarta-feira, 20, no Ginásio Poliesportivo da Parangaba. As aulas nas escolas públicas do Ceará devem ser paralisadas a partir da próxima segunda-feira, 25, conforme o Sindicato dos Professores e Servidores de Educação e Cultura do Estado e Municípios do Ceará (Apeoc-Sindicato).

A categoria pede reajuste de 12,67%, além da convocação dos professores reclassificados no concurso de 2013, efetivação dos direitos de estabilidade, implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) e ampliação definitiva da carga horária. “Os professores não aceitaram esse reajuste somente na PVR, foram que os professores temporária nem recebem essa PVR [Parcela Variável de Remuneração]”, afirma a professora da rede estadual, Marita Lima.

“Nós entendemos que a educação deveria ter um caixa propria, que é o Fundeg. O governo poderia encmainhar uma proposta dieferenciada independente do reajuste geral”, afirma o presidente do sindicato, Anísio Melo.

O sindicato dos professores informou que, nas próximas 72 horas, a greve será comunicada ao governo e pais de alunos da rede pública.  A rede estadual possui 705 escolas do Ensino Médio, com  445 mil alunos e 13.863 professores efetivos nas unidades escolares.

O POVO Online entrou em contato com a Secretaria da Educação (Seduc), que informou estar  em permanente diálogo com os representantes dos professores.

”Dando sequência aos diversos encontros para tratar da valorização dos professores, a Comissão de Negociação composta por representantes do Governo do Estado, por meio das Secretarias de Governo, da Educação (Seduc) e Planejamento e Gestão (Seplag) esteve reunida, no dia 19, com o Sindicato Apeoc. Durante o encontro, o Sindicato apresentou a pauta de reivindicações da categoria que considerou como questão central o reajuste diferenciado para os profissionais do magistério”, explicou a secretaria, em nota.

(O Povo)

 

Atendimento a eleitores no Ginásio Paulo Sarasate segue no fim de semana

tre-ce-mutirao-quarto-dia
Atendimento prossegue no sábado e domingo (Foto: TRE-CE/Divulgação)

Prossegue até quarta-feira (4), o mutirão do Tribunal Regional Eleitoral no Ceará (TRE-CE) no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza.  Neste sábado (30) e domingo (1º) o TRE prosseguirá atendendo os eleitores da capital, das 8 às 12 horas. De segunda a quarta-feira o atendimento no Paulo Sarasate é das 8 às 17 horas. Segundo o TRE, só quem precisa resolver alguma pendência em relação ao título deve procurar a Justiça Eleitoral.

A movimentação de eleitores para tirar o título, transferir ou solicitar a segunda via tem crescido a cada dia. Durante esta semana, 12.910 eleitores receberam atendimento e a previsão é de que o movimento aumente ainda mais nos últimos três dias de mutirão, quando são esperadas mais de 4 mil pessoas em cada dia. Nesta sexta-feira, (29), foram atendidas 2.959 pessoas no ginásio.  Na quarta-feira,  termina o prazo para o eleitor regularizar a sua situação perante a Justiça Eleitoral e poder votar nas próximas eleições.

Foram instalados no ginásio 88 kits biométricos, sendo que 24 são para atendimento prioritário às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Cerca de 200 pessoas, entre servidores da Justiça Eleitoral, terceirizados, seguranças e policiais militares estão mobilizados, a fim de garantir atendimento satisfatório aos eleitores.

(G1 Ceará)

 

Gol inicia rota diária entre Fortaleza e aeroporto de Congonhas, em SP

gol

A empresa aérea Gol começa a operar neste domingo (1º) uma nova rota direta e diária entre Fortaleza e o aeroporto de Congonhas, em São Paulo. O voo da companhia aérea é a primeira a operar a rota sem escalas ou conexão de forma diária. Os horários de partida de Congonhas são às 14h25 e 22h10 e, de Fortaleza, às 2h44 e às 12h32.

A Gol é a segunda companhia aérea a operar a rota. A Avianca já oferta o voo direto Fortaleza/São Paulo (Congonhas) aos sábados, desde fevereiro. “São Paulo é o maior mercado emissor de turistas nacionais do Ceará. Essa nova rota será essencial para trazer ainda mais visitantes”, diz o secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho.

(G1 Ceará)

Veja o que abre e o que fecha no feriado de 1º de maio em Fortaleza

016menor

Neste domingo, 1º de maio, é comemorado o Dia do Trabalho no Brasil e em diversos países do mundo. A data marca uma série de protestos ocorridos na cidade de Chicago, nos Estados Unidos, em 1886.  Para homenagear aqueles que morreram nos conflitos, a Segunda Internacional Socialista, ocorrida em Paris, na França, em 20 de junho de 1889, criou o Dia Mundial do Trabalho, que seria comemorado em 1º de maio de cada ano.

No Brasil, o feriado começou por conta da influência de imigrantes europeus, que a partir de 1917 resolveram parar o trabalho para reivindicar direitos. Em 1924, o então presidente Artur Bernardes decretou feriado oficial.

O feriado, apesar de ocorrer no domingo, vai modificar o funcionamento de alguns setores. Confira o que abre e fecha no feriado do dia do Trabalho, em Fortaleza.

Shoppings
Lojas fecham no domingo (1º), mas cinemas, áreas de lazer e praças de alimentação funcionam normalmente. No sábado (30) o funcionamento é normal.

Supermercados
De acordo com a Associação Cearense de Supermercados (Acesu), os supermercados permanecerão fechados no dia 1º de maio.

Padarias
Funcionamento neste domingo depende de cada estabelecimento.

Lojas
Comércio do Centro de Fortaleza e as lojas de rua estarão fechados em 1º de maio e voltam a funcionar normalmente na segunda-feira (2).

Mercado dos Peixes
O Mercado dos Peixes, na Avenida Beira-Mar, atenderá a população normalmente. O horário de funcionamento dos 45 boxes de venda de pescado fresco é das 6h às 22h. Os quatro boxes de fritura de mariscos funcionam de 9h até o fechamento do equipamento.

Correios
No domingo as agências já não funcionam, independentemente de ser feriado ou não. No sábado (30), funcionam apenas algumas agências terceirizadas.

Metrofor
No domingo, o Metrô de Fortaleza não opera. Operação é normal no sábado.

Cagece
A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) informa que funcionará em regime de plantão durante o ferido. Lojas de atendimento voltam a atender normalmente na segunda-feira. Os consumidores podem entrar em contato com a companhia gratuitamente por meio do telefone 0800.275.0195.

Coelce
A Coelce, durante o feriado do Dia do Trabalho vai manter equipes de plantão para atender a população. A área de atendimento ao cliente, que funcionará normalmente, 24 horas por dia. Para comunicar ocorrências, solicitar serviços ou informações, o contato da Central de Atendimento é 0800.285.0196. As lojas de atendimento estarão fechadas e voltam a funcionar normalmente na segunda-feira (2).

(G1 Ceará)

Preço de 12 produtos tem redução nos supermercados de Fortaleza

732665-reeducac3a7c3a3o-alimentar-com-produtos-da-cesta-bc3a1sica-03

A pesquisa mensal realizada pelo Procon Fortaleza identificou redução de preços em 12 de 47 produtos pesquisados em abril. O tomate, que por três meses consecutivos aparecia com maior aumento de preço, foi o produto com maior queda em abril, conforme o estudo divulgado nesta sexta-feira (29).

Pimentão, cenoura e ovos também aparecem entre os alimentos que mais sofreram redução. A pesquisa foi realizada nos dias 25 e 26 de abril, em 10 supermercados de Fortaleza. Se comparada a soma do preço de todos os produtos do mês anterior com a deste mês, a economia é de 9,5%, caindo de R$ 327,94 em março para R$ 299,49 em abril. (Confira o preço mais barato, mais caro e médio de todos os produtos na tabela abaixo.)

Em relação aos produtos que tiveram alta nos preços destaca-se a farinha de milho, de 500g. O alimento, de uma mesma marca, pode ser encontrado de R$ 1,08 a R$ 3,99, uma diferença de 269,44%. Já o extrato de tomate, de 350g, foi o item que apresentou menor variação, indo de R$ 3,09 a R$ 3,19 entre os supermercados pesquisados, o que confere 3,24% de diferença.

Variação de preços
Segundo a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, é preciso cautela mesmo com a redução de preços. “É bom lembrar que alimentos sofrem muita variação por conta de mudanças climáticas, armazenamento e ainda produção. O consumidor deve sempre fazer as contas, pesquisando os locais mais baratos e exigindo o cumprimento da oferta anunciada”, diz.

A Diretora também explica que o Código de Defesa do Consumidor (CDC) garante o cumprimento da oferta anunciada em encartes publicitários. “Se houver divergência no preço do produto exposto na prateleira com o valor apresentado no caixa, o consumidor deve pagar sempre o menor preço”, defendeu.

Tabela de preços nos supermercados de Fortaleza (Foto: Procon/Reprodução)
Tabela de preços nos supermercados de Fortaleza (Foto: Procon/Reprodução)
(G1 Ceará)

Uber começa a operar em Fortaleza e expande atuação no Nordeste

uber-fortaleza-homemetc-624x416

O Uber iniciou suas operações na cidade de Fortaleza nessa sexta-feira (29). A capital cearense é a 11ª cidade no Brasil e a 3ª no Nordeste a receber o aplicativo, que tem sido protagonista de inúmeras polêmicas desde a sua chegada ao país. A cidade recebeu a modalidade mais econômica do app, o uberX, que roda com veículos de quatro portas, ar-condicionado, fabricados a partir de 2008.

Os preços praticados pelo app tornam uma corrida muito mais barata em relação ao táxi. No Uber, a tarifa de base é de R$ 2,50, acrescida de R$ 1,20 por quilômetro e R$ 0,20 por minuto. O valor mínimo da corrida é de R$ 6. Já no táxi comum, a partida custa R$ 4,76, enquanto o quilômetro rodado na bandeira 1 sai por R$ 2,38 e na bandeira 2 custa R$ 3,57. A economia do Uber, chega a ser, em média, 35% na bandeira 1 e 50% com a bandeira 2.

Via http://www.showmetech.com.br

Francisco supera José como nome de homem mais popular entre cearenses

francisco-nome-masculino-desenho-tatuagem-9

Assim como ocorre em todo o Brasil, Maria é o nome mais comum do Ceará, com ampla vantagem sobre o segundo lugar. Mas, enquanto no País José é o nome mais usual entre homens, no Estado, ele é desbancado por Francisco.

O nome do atual papa desbanca o do santo padroeiro do Ceará nas preferências. Desde a década passada, porém, ganham destaque também Ana, Pedro, Gabriel e Vitória.

A partir de informações do Censo 2010, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou ontem levantamento inédito sobre os nomes mais frequentes entre a população brasileira. Foram listados 63.456 nomes masculinos e 72.814 femininos.

O IBGE identificou 11,7 milhões de pessoas chamadas Maria. No Ceará estão 967.042. No País, José aparece em segundo, com 5,7 milhões de pessoas. Francisco é o sexto, atrás de João e Antônio entre os nomes masculinos. Porém, no Estado o quadro se inverte. Com 520,2 mil pessoas, os carinhosamente conhecidos como “Chicos” só perdem em quantidade para as Marias.

Maria, José e Francisco estão nos três primeiros lugares entre os cearenses nascidos desde antes de 1930 até o fim do século XX. Entre os nascidos até a década de 1950, José prevalecia sobre Francisco. Das décadas de 1960 até 1980, Francisco passou à frente. Entre os nascidos na década de 1990, Francisco chega a ficar à frente de Maria.

Na década de 2000, porém, Ana despontou e apareceu atrás apenas de Maria no Estado. Francisco veio a seguir. José ficou em quinto, atrás de João — outro nome a ganhar popularidade na última década.

Entre os nascidos na década de 2000, Gabriel, Vitória, Mateus, Letícia, Davi e Gustavo apareceram pela primeira vez na lista dos 20 mais comuns no Ceará. Pedro, que era 11º, passou a ser o sétimo. Lucas passou de 18º para 11º.

Já Fátima é nome comum entre as nascidas na década de 1950, mas que se tornou menos comum. O mesmo ocorreu com Manoel, moda entre os nascidos
antes de 1930.

Multimídia

Confira quão comum é seu nome na sua cidade, estado e no Brasil e veja se ele está em alta ou baixa

http://bit.ly/pesquisanomes

Fala Cidadã

Maria Vitória Alves de Freitas, 30, atriz

Filha de um Francisco e de uma Maria, Maria Vitória leva com ela o nome feminino mais comum e um dos que mais tem sido dado às meninas do Ceará na última década. Para o filho de apenas um mês e meio, a escolha do nome versa sobre a virtude que ela considera mais importante. “Francisco para mim é simplicidade”.

(O Povo)

Cesgranrio fará concurso do IBGE para 7,8 mil vagas temporárias

fb-ibge1

A Fundação Cesgranrio (FCC) foi escolhida para organizar dois processos seletivos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para até 7.825 vagas temporárias. Ainda não há definição de data para publicação do edital.

O extrato de dispensa de licitação com a escolha da organizadora foi publicado no “Diário Oficial da União”. A seleção foi autorizada por meio da portaria nº 1 publicada no DOU em janeiro deste ano.

A autorização permite a contratação de até 25 supervisores de pesquisa por telefone, 7,5 mil agentes de pesquisa e mapeamento e de 300 agentes de pesquisa por telefone.

Segundo a portaria que autoriza as contratações, os contratos serão de um ano, com possibilidade de prorrogação por mais dois. As contratações deverão ser feitas por meio de processo seletivo simplificado.

O edital de abertura das inscrições deverá prever o número de vagas, a área de atuação, a descrição das atribuições, a remuneração e o prazo de duração do contrato.

Decorrido o período de 3 anos a partir da divulgação do resultado do final do processo seletivo, não mais poderão viger os contratos firmados com base na autorização contida na portaria.

Suspensão de concurso
Na semana passada, o IBGE anunciou a suspensão do concurso para 1.409 vagas temporárias destinadas ao Censo Agropecuário, bem como das atividades ligadas ao Censo experimental.

Segundo comunicado, o concurso foi cancelado por conta do corte no orçamento do instituto, que inviabiliza a realização do censo agropecuário, que estava previsto para 2017. O orçamento para a pesquisa, que era de R$ 330.800.000,00 no Projeto de Lei Orçamentária, foi reduzido para R$ 266.856.444 na Lei Orçamentária aprovada pelo Congresso em janeiro.

O concurso recebeu cerca de 124 mil inscrições, segundo a Cesgranrio, organizadora da seleção.

O IBGE informou que quem se inscreveu no concurso receberá reembolso do valor pago. Os procedimentos para receber o valor serão informados pela Cesgranrio (www.cesgranrio.org.br). O valor das inscrições era de R$ 35 a R$ 120.

O concurso previa 1.409 vagas temporárias com salários de R$ 1.560 a R$ 7.166. Entre elas, 223 vagas para analista censitário (AC), 700 para agente censitário administrativo (ACA), 486 para agente censitário regional (ACR).

(G1 Concurso e Emprego)

Um Brasil de Marias e Josés: IBGE apresenta os nomes mais comuns no País

nomes

Levantamento inédito realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela os nomes mais frequentes no Brasil, identificados pelo Censo Demográfico 2010. Denominado Nomes do Brasil, o projeto mostra que para as mulheres, o nome preferido é Maria, com 11,7 milhões de pessoas. Já para os homens, o mais comum é José, com 5,7 milhões de pessoas. Foram observados 130.348 nomes diferentes na população brasileira, 63.456 masculinos e 72.814 femininos, sendo que há nomes comuns aos dois sexos e apenas o primeiro nome foi considerado.

As informações disponibilizadas estão organizadas por sexo, para Brasil, Unidades da Federação e municípios. O levantamento também aponta os nomes mais frequentes até 1929 e por década de nascimento a partir de 1930, possibilitando identificar nomes que entraram e saíram de moda e aqueles que aparecem de maneira mais constante.

O projeto tem por base as listas de moradores dos domicílios em 31 de julho de 2010, data de referência do Censo 2010. Foram registrados obrigatoriamente o primeiro nome e o último sobrenome de todos os moradores do domicílio e, havendo mais de um morador com primeiro e último nomes iguais, foram registrados os outros nomes que permitissem distingui-los.

As formas variantes dos nomes foram contabilizadas distintamente, conforme registradas na lista de moradores do domicílio no momento da coleta do questionário. Desse modo, nomes como Ana ou Anna, Ian ou Yan, Luis ou Luiz, entre outros, foram considerados isoladamente, com a grafia original da coleta. Também não foram previstos sinais como acentos, cedilha, trema e til (por isso os nomes citados estão sem esses acentos).

Reprodução/IBGE

Histórico

Desde 1930, para o sexo feminino, Maria e Ana se mantêm estáveis em primeiro e segundo lugar, respectivamente, para todas as décadas. Na terceira posição, Francisca aparece até a década de 1950, Marcia nos anos 1960, Adriana na década de 1970, Juliana na década de 1980, Jessica na década de 1990 e Vitoria nos anos 2000.

Para o sexo masculino, José e Antônio aparecem em primeiro e segundo lugar, respectivamente, até a década de 1980. Na década de 1990, Lucas subiu à primeira posição e José caiu para a segunda. Já nos anos 2000, João ficou em primeiro e Gabriel apareceu na segunda posição. Até os anos 1960 e na década de 1990, João aparece na terceira posição, que foi ocupada por Francisco, na década de 1970 e 1980, e Lucas, nos anos 2000.

O estudo permite ainda identificar nomes comuns até a década de 1930 que caíram em desuso nos anos 2000. O nome Alzira, que antes de 1930 aparecia 8.132 vezes, só apareceu 288 vezes nos anos 2000. Para o sexo masculino, Oswaldo aparecia 1.335 vezes até 1930, caindo para uma frequência de 235 registros nos anos 2000. Outros nomes como Geralda, Severina, Avelino e Waldemar apresentaram comportamento semelhante.

Já em relação à década de 1950, deixaram de ser utilizados nomes como Terezinha, que caiu de 84.879 para 768 registros nos anos 2000; e Neusa, que aparecia 36.327 vezes na década de 1950 e caiu para 243 registros nos anos 2000. Para os homens, caíram em desuso os nomes Benedito, que possuía 54.451 registros nos anos 1950 e caiu para uma frequência de 2.560 nos anos 2000; e Severino, que passou de 39.475 na década de 1950 para 1.373 nos anos 2000.

Famosos

Por outro lado, ganharam popularidade nos anos 2000 nomes como Cauã, Rian, Enzo, Kailane e Sophia. Em relação à década anterior, foram registradas 81.184 pessoas a mais com o nome Cauã; 69.347 pessoas a mais com o nome Rian; 41.968 registros a mais para Enzo; 22.420 para Kailane e 19.226 para Sophia.

Pelo estudo, é possível observar o comportamento de nomes de pessoas famosas e personagens que marcaram época. O nome Dara, por exemplo, personagem de uma novela nos anos 1990, cresceu 4.592% nessa década. Nos anos 2000, o nome Cauã cresceu 3.924%, provavelmente influenciado por um ator famoso.

Dentre os esportistas, o nome Romário explodiu na década de 1980, quando cresceu 402%, aumentando, ainda, 278% na década de 1990. Ayrton foi bastante utilizado na década de 1990, crescendo 269% nesse período. Zico teve seu auge de registros nos anos 1980, quando nomeou 300 pessoas. Já o nome Pelé apresentou 35 registros nos anos 1960, aparecendo ainda nas décadas de 1970 e 1980.

No projeto são apresentados somente os nomes que apareçam 20 vezes ou mais para o total Brasil. Para Unidade da Federação se exige uma frequência de ao menos 15 nomes iguais e, para os municípios, exige-se uma frequência de ao menos 10 nomes. Por essa razão, o total do Brasil para alguns nomes pode não ser igual à soma das Unidades da Federação, assim como o total das Unidades da Federação de alguns nomes pode não ser igual à soma de seus municípios.

Fonte: Portal Brasil, com informações do IBGE

Claudia Raia estrela espetáculo em Fortaleza

claudia_raia
Foto: divulgação

Cláudia Raia desembarca em Fortaleza neste fim de semana para apresentar a trajetória de sua carreira no Cineteatro São Luiz.“Raia 30, o musical”, mostrará as várias facetas da artista que além de atriz é bailarina, cantora e pioneira de musicais no Brasil.

Com texto de Miguel Falabella e direção de José Possi Neto, o espetáculo conta o início da carreira da atriz até mostrar personagens marcantes de sua história.

Tancinha, Tonhão, Sally Bowles, Sheila, Charity Valentine. Figuras importantes em sua vida profissional, como também sua mãe Odette e sua irmã Olenka, são homenageadas no musical. Bailarinas, as duas foram as maiores incentivadoras para que Cláudia entrasse no universo do ballet clássico.

Com a participação do artista Marcos Tumura, “Raia 30, o musical” diverte o público com esquetes humorísticas e emociona com números musicais totalmente novos, além de apresentar números consagrados de seus espetáculos anteriores revisitados sob um olhar contemporâneo.

A ex-mulher de Edson Celulari é muito conhecida por suas atuações em novelas. Seu último trabalho na TV foi em 2015, na novela “Alto Astral” em que interpretou a paranormal Samantha.

As apresentações na capital acontecerão no Cineteatro São Luis, nos próximos dias 29 e 30  e 1º de maio.


Serviço

Raia 30, o musical
Datas: 29 e 30 de abril e 1º de maio
Local: Cineteatro São Luiz – Rua Major Facundo, 500 – Praça do Ferreira – Centro
Horários: sexta e sábado às 20h e domingo às 19h
Informações: 3231-9461
Vendas: Cinetatro São Luiz
Horários bilheteria: terça à sexta-feira das 10h às 18h30; sábado e domingo: uma hora antes, de acordo com a programação do teatro.
Vendas online: www.ingressorapido.com.br

Clientes O Povo tem desconto

Redação OPOVO Online

INSS divulga data e horário de provas de concurso

concurso-inss
O Cespe/UnB, organizador do concurso do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) cujo objetivo é preencher 950 vagas de técnico e analista, divulgou, nesta quinta-feira (28), os horários em que serão aplicadas as provas objetivas, marcadas para o dia 15 de maio.

Segundo o comunicado (disponível para consulta entre os anexos da notícia), os exames serão aplicadas às 8h para candidatos ao cargo de analista e às 14h para quem concorre a uma vaga de técnico. Em ambos os casos, eles terão duração máxima de 3h30.

Embora também estivesse prevista para esta quinta, a consulta aos locais de prova foi adiada para o dia 4 de maio. Ela será disponibilizada no site do Cespe/UnB (www.cespe.unb.br).

Para técnico, a prova será composta por 50 questões de conhecimentos básicos (ética no serviço público, regime jurídico único, noções de direito constitucional, noções de direito administrativo, língua portuguesa, raciocínio lógico e noções de informática) e 70 de conhecimentos específicos (seguridade social). Confira o conteúdo programático completo no final da notícia.
Candidatos a analista serão submetidos a 120 perguntas sobre as disciplinas de língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática, direito constitucional, direito administrativo, legislação previdenciária, legislação da assistência social e conhecimentos específicos.

Contratações ainda em 2016

Boas notícias para quem se inscreveu para o concurso INSS: as contratações dos aprovados devem mesmo começar já em agosto.
De acordo com o diretor de gestão de pessoas do INSS, José Nunes Filho, o instituto espera de fato cumprir o cronograma desenhado para oconcurso, no qual estão previstas as primeiras nomeações para o início do segundo semestre de 2016.
Questionado sobre a viabilidade dessas contrações em plena época de contenção de gastos e ajuste fiscal por parte do Governo, Nunes explicou que a própria autorização para a abertura das 950 vagas, concedida pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) em junho do ano passado, já incluía o cronograma com as nomeações previstas para agosto. Ou seja, de certa forma, o MPOG já está ciente da intenção do INSS e, segundo Nunes, geralmente esses cronogramas são respeitados e cumpridos até o fim.

Sobre o concurso INSS 2016

Do total de oportunidades, 800 são para o cargo de técnico do seguro social, que exige ensino médio completo. As demais 150 ofertas destinam-se à função de analista, que admite profissionais com nível superior em serviço social e registro no conselho de classe.
 
As remunerações vigentes correspondem a R$ 5.344,87 para técnico do INSS e a R$ 7.954,09 para analista do INSS. Nesses valores já está incluso o novo auxílio-alimentação de R$ 458.
Os salários do técnico compreendem R$ 639,18 de vencimento básico (VB), R$ 1.022,69 de Gratificação de Atividade Executiva (GAE) e R$ 3.225 de Gratificação de Desempenho de Atividades do Seguro Social (GDASS) de 100 pontos. Já as remunerações do analista constituem-se da seguinte maneira: R$ 890,42 de VB, R$ 1.424,67 de GAE e R$ 5.181 de GDASS.

Aumento salarial em 2016

Em 2016, as remunerações e os benefícios concedidos pelo INSS terão um aumento, que foi estabelecido por meio de um acordo feito entre a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o Ministério do Planejamento.
Com relação aos benefícios, o auxílio-alimentação passou de R$ 373 para R$ 458, enquanto o valor per capita médio de assistência à saúde foi de R$ 117,78 para R$ 145 e o auxílio-creche subiu de R$ 73 para R$ 321. Já o VB e o GAE terão um aumento de 5,5%, enquanto o aumento do GDASS ainda não foi divulgado. Com o acréscimo dos 5,5%, as remunerações, incluindo o novo vale-alimentação e o GDASS de 100%, chegarão a R$ 5.436,27 para técnico e a R$ 8.081,42 para analista. Vale lembrar que tais valores não incluem o reajuste no GDASS, pois a porcentagem não foi revelada.
O aumento dos benefícios agora no mês de janeiro de 2016, enquanto as remunerações sofrerão reajuste só em agosto, conforme definido no acordo entre o MPOG e os sindicatos.

Confira a distribuição das vagas do concurso INSS 2016

Para técnico as oportunidades serão lotadas da seguinte maneira: São Paulo (113), Acre (5), Alagoas (14), Amapá (5), Amazonas (34), Bahia (76), Ceará (22), Distrito Federal (10), Espírito Santo (4), Goiás (40), Maranhão (33), Mato Grosso (26), Mato Grosso do Sul (12), Minas Gerais (82), Pará (84), Paraíba (4), Paraná (37), Pernambuco (35), Piauí (2), Rio de Janeiro (17), Rio Grande do Norte (20), Rio Grande do Sul (49), Rondônia (22), Roraima (3), Santa Catarina (32), Sergipe (7) e Tocantins (12).
A função de analista terá chances nos Estados de São Paulo (18), Acre (6), Alagoas (2), Amapá (3), Amazonas (3), Bahia (22), Ceará (7), Goiás (4), Maranhão (4), Mato Grosso (6), Mato Grosso do Sul (7), Minas Gerais (15), Paraíba (4), Rio Grande do Sul (12), Pará (6), Paraná (3), Pernambuco (3), Piauí (1), Rio de Janeiro (4), Rondônia (5), Roraima (2), Santa Catarina (6), Sergipe (1) e Tocantins (5), além do Distrito Federal (1).

Concorrência do concurso INSS

Por diversos motivos, o concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) prometia, desde meados de 2015, apresentar uma concorrência bastante acirrada. Além do fato de tradicionalmente ser um dos órgãos mais visados do funcionalismo público, o INSS costuma convocar um bom número de aprovados nas seleções, possui cargos bastante atrativos – como o de técnico, por exemplo, que exige apenas nível médio e oferece salário de R$ 5,4 mil – e se diferencia ainda, desta vez, por ser um dos poucos que não teve seu concurso afetado pelo corte orçamentário, anunciado em setembro do ano passado pelo Governo Federal, como medida do ajuste fiscal para equilibrar as contas.
De qualquer forma, talvez ninguém esperasse que o novo concurso INSS, aberto em uma semana relativamente “morta”, entre o Natal e o Ano Novo, pudesse ameaçar atingir um recorde histórico em número de inscrições. Mas essa possibilidade veio à tona no dia 27 de janeiro, quando, em reunião realizada junto a representantes da Fenasps (Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho e Previdência Social), a presidente do instituto, Elisete Belchior, afirmou que a seleção já havia registrado, até o momento, mais de 1 milhão de inscrições.
Veja mais: confira dicas de aprovada no último concurso do INSS
Até então, estrelam no hall de concursos com maior número de candidatos: o da Caixa Econômica Federal (CEF) realizado 2014, em primeiro lugar, com 1.156.744 inscritos disputando nove vagas imediatas, além de formação de cadastro reserva; e, na segunda colocação, o daEmpresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) promovido em 2011, com 1.120.393 candidatos para 9.190 oportunidades.
O número oficial de candidatos inscritos no concurso INSS 2016 deve ser divulgado em breve.

Concurso INSS 2017

O Ministério do Trabalho e da Previdência Social (MPTS) informou que já foi encaminhado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) um pedido para abertura de novo concurso com 7.351 vagas para o quadro de pessoal doINSS. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, das oportunidades, 1.530 são para perito médico e o restante para técnico e analista do seguro social.
O ministro do MPTS, Miguel Rossetto, chegou a divulgar que o objetivo do órgão é que a autorização seja concedida ainda este ano. Ou seja, se o aval for liberado, é bem provável que o novo concurso INSS ocorra em 2017. Confira mais detalhes aqui.

Aprovado no INSS dá dicas para candidatos

“Para se preparar bem para o concurso INSS é essencial saber que o processo seletivo tem uma forma mais amigável que a de outras seleções ligadas à área fiscal: não cobra prova discursiva, resumindo-se a uma prova objetiva com 120 questões de múltipla escolha. O cansaço físico e a necessidade de preparação específica (como, por exemplo, a que é feita para avaliações discursivas) são menos intensos, deixando o concurso mais palpável para os candidatos, principalmente para aqueles que se prepararam e cobriram todo o edital.
Nas 120 questões dentro dessa parte geral se encontram matérias que serão úteis não só para esta prova, mas para a grande maioria dos concursos públicos existentes, tais como língua portuguesa, ética no serviço público, noções de informática, noções de administração, noções de direito administrativo e noções de direito constitucional.
Em sua preparação para o concurso INSS 2015/2016, busque materiais atualizados e que explorem bem o conteúdo. Forme uma boa base em direito constitucional e administrativo, acompanhada de um estudo regular de língua portuguesa. Não negligencie as matérias de informática e administração, muito embora conhecimentos prévios de ambas podem ser bastante úteis para diminuir a intensidade no estudo destas e focar nas anteriores. Ética no serviço público é uma disciplina cujo estudo não é tão extenso e, se bem trabalhada, pode garantir um ótimo aproveitamento.
Por experiência pessoal, posso afirmar que é um concurso altamente recomendável para os que desejam ingressar na administração pública em um cargo efetivo, regido pelo Estatuto (Lei 8.112/90), trabalhando em uma autarquia de vital importância e desenvolvendo um trabalho ligado à sua área de formação. A lista de matérias cobradas tem um tamanho razoável, que demanda uma preparação a médio prazo e que se antecipe ao edital, porém, a realização do concurso em uma única fase objetiva e a abertura de um número bastante razoável de vagas fazem de tal certame uma grande oportunidade para você que deseja se tornar servidor público!”
Kaique Knothe de Andrade, aluno da Central de Concursos aprovado no último concurso do INSS
 

5 dicas de direito previdenciário para técnico do INSS

 
1 – Leia o texto da Lei 8.212/91, 8.213/91 e o Decreto 3.048/99
2 – Saiba os artigos 194 e 195 da Constituição Federal
3 – Saiba os prazos de carência, sempre caem!
4 – Saiba os benefícios que não podem acumular (previstos no artigo 124 da Lei 8.213/91) o que não é proibido é permitido
5 – O “grosso” da prova é benefícios previdenciários, dê uma atenção especial a este conteúdo
Professora Lilian Novakoski (AlfaCon Concursos Públicos)

5 dicas de raciocínio lógico para técnico e analista do INSS

1. Domine muito bem os 3 assuntos (Proposições, Porcentagens e Teoria dos Conjuntos), para isso exercite bastante;
2. Nas Proposições saiba todas as principais equivalências logicas e negações de proposições compostas, além de um assunto novo (pelo menos na cobrança em provas) que é as propriedades das conjunções e disjunções. Saiba também os principais conceitos de proposições, saiba negar proposições (negue a ação do sujeito) e tenha em mente também os quantificadores lógicos;
3. Nas Porcentagens domine a regra de três (que resolve praticamente tudo) e lembre-se de que quando não tiver valor base para o calculo utilize sempre o 100 como base (facilitara e muito a sua vida);
4. Na Teoria dos Conjuntos é que você deve tomar mais cuidado pois a interpretação do texto é que determinara seu sucesso não questão, faça uma boa leitura das informações, extraia a maior quantidade de dados possíveis e veja se os valores atribuídos são restritivos a uma determinada situação ou não, além de, no caso de envolver mais de 2 conjuntos começar a colocar os dados a partir das maiores interseções;
5. Por fim, acredite em você, no que você estudo e aprendeu e faça o seu melhor, com isso o resultado positivo será uma questão de tempo e esforço e dedicação.
Professor Daniel Lustosa (AlfaCon Concursos Públicos)

Dicas de informática para técnico e analista do INSS

 
Para preparar-se de forma correta para as questões de informática do concurso do INSS, devemos entender que é importante estudar resolvendo provas anteriores, pois neste momento existe uma indefinição da banca organizadora. As matérias, no entanto, são, em sua estrutura teórica, as mesmas. Portanto, você deve focar em provas da Fundação Carlos Chagas, Funrio e Cespe/UnB, priorizando a escolha por concursos que ocorreram em 2014 ou 2015.
Geralmente, as provas para o INSS têm uma abordagem técnica sobre a informática, com prioridade para temas como Redes de computadores (topologia e escopo), Segurança da informação, além de Internet e Intranet (serviços, protocolos e regras de compartilhamento de dados).
Como se trata de uma autarquia federal, o INSS aborda nas provas de informática tanto softwares proprietários, como o Windows, Word e Excel, quanto softwares livres, como o Linux, Whiter e Calc, portanto, os estudos devem ser direcionados para estas duas classificações de softwares.
Temas que estão em destaque recentemente e são alvo de ações governamentais devem ser estudados também de forma diferenciada, como a Lei 12965/14, o chamado Marco Civil da Internet e os conceitos de Cloud Computing e Cloud Storage (computação e armazenagem e dados em “nuvens”, que são os servidores da Internet ou Intranet.
Informática para concursos não tem relação com o uso dos computadores e conhecimento prático, pois a abordagem é teórica e muito particularizada, neste sentido, os alunos que têm conhecimento de usuário ou mesmo acadêmico em informática, devem entender que a abordagem em concursos é muito diferente e se reeducar para a forma em que as questões abordam o tema.
Professor Luiz Rezende (AlfaCon Concursos Públicos)
 

Dicas de direito constitucional para técnico do INSS

Na disciplina de direito constitucional, o Cespe/UnB não costuma cobrar apenas a letra da Constituição, abordando diversos conhecimentos doutrinários e jurisprudenciais. Assim, separei algumas dicas que tenho certeza que te ajudará a fazer uma boa prova de constitucional:
1) Leia a Constituição: apesar de cobrar jurisprudência, muitas questões são extraídas exclusivamente da Constituição Federal. Algo importante é que não se deve tentar decorar a lei e sim compreender os artigos para então memorizá-los – até porque conseguir decorar todos os artigos do edital vai ser bem difícil.
2) Tenha um bom material de estudo: um bom material didático vai te ajudar a compreender os artigos da Constituição, facilitando a sua memorização, além do mais esse material, que deve ser compatível com o concurso pretendido, deve apresentar o aprofundamento doutrinário e jurisprudência cobrado pela banca.
3) Faça muitos exercícios: o seu preparo só poderá ser medido na realização de exercícios, especialmente realizando questões de provas anteriores.
Adriane Fauth é professora no AlfaCon Concursos Públicos

Conteúdo programático para técnico do INSS

Ética no serviço público: 1 Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal: Decreto nº 1.171/1994 e Decreto nº 6.029/2007.
Regime jurídico único: 1 Lei 8.112/1990 e alterações, direitos e deveres do Servidor Público. 2 O servidor público como agente de desenvolvimento social. 3 Saúde e qualidade de vida no serviço público.
Noções de direito constitucional: 1 Direitos e deveres fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos; direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade; direitos sociais; nacionalidade; cidadania; garantias constitucionais individuais; garantias dos direitos coletivos, sociais e políticos. 2 Administração Pública (artigos de 37 a 41, capítulo VII, Constituição Federal de 1988 e atualizações).
Noções de direito administrativo: 1 Estado, governo e Administração Pública: conceitos, elementos, poderes e organização; natureza, fins e princípios. 2 Direito Administrativo: conceito, fontes e princípios. 3 Organização administrativa da União; administração direta e indireta. 4 Agentes públicos: espécies e classificação; poderes, deveres e prerrogativas; cargo, emprego e função públicos; regime jurídico único: provimento, vacância, remoção, redistribuição e substituição; direitos e vantagens; regime disciplinar; responsabilidade civil, criminal e administrativa. 5 Poderes administrativos: poder hierárquico; poder disciplinar; poder regulamentar; poder de polícia; uso e abuso do poder. 6 Ato administrativo: validade, eficácia; atributos; extinção, desfazimento e sanatória; classificação, espécies e exteriorização; vinculação e discricionariedade. 7 Serviços Públicos: conceito, classificação, regulamentação e controle; forma, meios e requisitos; delegação: concessão, permissão, autorização. 8 Controle e responsabilização da administração: controle administrativo; controle judicial; controle legislativo; responsabilidade civil do Estado. Lei nº 23 8.429/1992 (sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função da administração pública direta, indireta ou fundacional e dá outras providências). 9 Lei n°9.784/1999 (Lei do Processo Administrativo).
Língua portuguesa: 1 Compreensão e interpretação de textos. 2 Tipologia textual. 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação gráfica. 5 Emprego das classes de palavras. 6 Emprego do sinal indicativo de crase. 7 Sintaxe da oração e do período. 8 Pontuação. 9 Concordância nominal e verbal. 10 Regências nominal e verbal. 11 Significação das palavras. 12 Redação de correspondências oficiais (conforme Manual de Redação da
Presidência da República).
 
Raciocínio lógico: 1 Conceitos básicos de raciocínio lógico: proposições; valores lógicos das proposições; sentenças abertas; número de linhas da tabela verdade; conectivos; proposições simples; proposições compostas. 2 Tautologia. 3 Operação com conjuntos. 4 Cálculos com porcentagens.
Noções de informática: 1 Conceitos de Internet e intranet. 2 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática. 3 Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações utilizando-se a suíte de escritório LibreOffice. 4 Conceitos e modos de utilização de sistemas operacionais Windows 7 e 10. 5 Noções básicas de ferramentas e aplicativos de navegação e correio eletrônico. 6 Noções básicas de segurança e proteção: vírus, worms e derivados.
 
Seguridade social: 1 Seguridade Social. 1.1 Origem e evolução legislativa no Brasil. 1.2 Conceituação. 1.3 Organização e princípios constitucionais. 2 Legislação Previdenciária. 2.1 Conteúdo, fontes, autonomia. 2.3 Aplicação das normas previdenciárias. 2.3.1 Vigência, hierarquia, interpretação e integração. 3 Regime Geral de Previdência Social. 3.1 Segurados obrigatórios. 3.2 Filiação e inscrição. 3.3 Conceito, características e abrangência: empregado, empregado doméstico, contribuinte individual, trabalhador avulso e segurado especial. 3.4 Segurado facultativo: conceito, características, filiação e inscrição. 3.5 Trabalhadores excluídos do Regime Geral. 4 Empresa e empregador doméstico: conceito previdenciário. 5 Financiamento da Seguridade Social. 5.1 Receitas da União. 5.2 Receitas das contribuições sociais: dos segurados, das empresas, do empregador doméstico, do produtor rural, do clube de futebol profissional, sobre a receita de concursos de prognósticos, receitas de outras fontes. 5.3 Salário-de-contribuição. 5.3.1 Conceito. 5.3.2 Parcelas integrantes e parcelas não-integrantes. 5.3.3 Limites mínimo e máximo. 5.3.4 Proporcionalidade. 5.3.5 Reajustamento. 5.4 Arrecadação e recolhimento das contribuições destinadas à seguridade social. 5.4.1 Competência do INSS e da Secretaria da Receita Federal do Brasil. 5.4.2 Obrigações da empresa e demais contribuintes. 5.4.3 Prazo de recolhimento. 5.4.4 Recolhimento fora do prazo: juros, multa e atualização monetária. 6 Decadência e prescrição. 7 Crimes contra a Seguridade Social. 8 Recurso das decisões administrativas. 9 Plano de Benefícios da Previdência Social: beneficiários, espécies de prestações, benefícios, disposições gerais e específicas, períodos de carência, salário-de-benefício, renda mensal do benefício, reajustamento do valor dos benefícios. 10 Manutenção, perda e restabelecimento da qualidade de segurado. 11 Lei nº 8.212/1991 e alterações. 12 Lei nº 8.213/1991 e alterações. 13 Decreto nº 3.048, de 06/05/1999 e alterações. 14 Lei de Assistência Social (LOAS): conteúdo; fontes e autonomia (Lei nº 8.742/1993 e Decreto nº 6.214/2007 e alterações).
O conteúdo programático para o cargo de analista do INSS pode ser consultado no edital anexo à notícia.

Réplica em tamanho real da Arca de Noé visitará Fortaleza e Rio de Janeiro

540x350_arca-de-noe

Quatro anos após o carpinteiro holandês Johan Huibers completar a sua réplica totalmente funcional e em grande escala da Arca de Noé, agora o navio está programado para viajar por 5 mil milhas ao longo do Oceano Atlântico da Holanda para Brasil. O projeto seguiu as medições bíblicas encontradas no livro de Gênesis.

A Fundação “Arca de Noé”, um grupo com sede em Pasadena, Califórnia, está levantando fundos para financiar a viagem, que se desenvolverá durante o verão de 2016. Uma viagem que será transmitida ao vivo para o mundo ver, como as velas do navio apontadas para as cidades de Fortaleza e Rio de Janeiro.

A Arca de Noé, deve permanecer no Brasil de dois a quatro anos. Durante este tempo ela deverá ser transportada para vários portos, além de Fortaleza e Rio (já mencionados), Manaus, Belém, Recife, Salvador, Vitória, Santos-Guarujá, Florianópolis e Porto Alegre. Em cada porto, os visitantes poderão ir a bordo, visitar a arca com exposições e aprender a história de Noé e os ensinamentos de Cristo. Em cada porto, a coordenação da Fundação deverá fazer um trabalho com as comunidades locais para trazer as famílias carentes e órfãos para visitar o projeto de graça. Este compromisso é possível por meio de doações que estão sendo feitas no site oficial.

O navio, também conhecido como “Arca de Johan”, deverá visitar também San Diego, Long Beach, San Francisco e Seattle quando ele for fazer sua passagem pelos Estados Unidos.

O objetivo é levantar fundos para criar o projeto “Arca da Esperança”, com centros educativos pelo Brasil que irão ajudar a educar e fornecer suporte para os mais desfavorecidos, de acordo com um comunicado de imprensa.

“A Arca é uma réplica enorme que também é informativa e cultural, um centro de eventos bíblico e interativo”, explica o comunicado. “A Arca de Noé fornece uma experiência judaico-cristã, baseada na Bíblia para jovens e idosos”.

O navio pesa cerca de 2.500 toneladas, mede 95 pés por 75,5 pés de altura e 410 pés de comprimento e pode acomodar 5.000 pessoas. Ele já esteve em plena exibição desde 2012, com os visitantes da Holanda, além de proporcionar uma experiência interativa, bíblica e temática.

Huibers decidiu construir uma réplica em tamanho natural da Arca de Noé, depois de embarcar em projetos de ajuda a Bósnia, Albânia e Etiópia e supostamente depois de ter um sonho que oficialmente o levou a começar a planejar e construir o navio.

“Em 33 anos, a ideia construção do carpinteiro Johan Huibers surgiu quando ele sonhou que uma tempestade com maré feroz inundou toda a província de Nood-Holland na Holanda”, diz uma descrição no site da fundação. “Esse sonho marca o início de uma aventura emocionante em que Johan superou obstáculos aparentemente intransponíveis para alcançar seu objetivo final; a construção de uma réplica da Arca de Noé!”.

Esse sonho, que ele descreveu como um pesadelo em uma entrevista com a Associated Press por volta de 2012, ajudou a acender a faísca que acendeu o projeto. “Eu quero fazer as pessoas questionarem, para que eles possam ir em busca de respostas e finalmente, encontrar a salvação através de Deus e da vida eterna”, disse Huibers.

Fonte: Guia-me / com informações The Blaze

Eduardo Cunha se torna alvo de mais duas investigações na Lava Jato

c9381kuy6v19yo7n3jxnqbog0
Valter Campanato/Agência Brasil – 05.04.16 Presidente da Câmara, Eduardo Cunha responde a quatro inquéritos e a uma ação penal no STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato na Corte, autorizou nesta segunda-feira (25) a abertura de mais dois inquéritos contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Os pedidos chegaram à Corte na semana passada, em segredo de Justiça, e citam os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Com a decisão, Cunha passa a responder a quatro inquéritos e uma ação penal no Supremo.

Na sexta-feira (22), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que Eduardo Cunha é alvo de mais seis inquéritos por fatos distintos, no âmbito das investigações da Operação Lava Jato.

Em dezembro do ano passado, Janot pediu ao STF o afastamento de Cunha da presidência da Câmara. O relator do pedido é o ministro Teori Zavascki, que ainda não tem data para liberar o processo para julgamento.

Para justificar o pedido, o procurador citou 11 fatos que comprovam que Cunha usa o mandato de deputado e o cargo de presidente da Casa “para intimidar colegas, réus que assinaram acordos de delação premiada e advogados”.

No mês passado, o Supremo abriu ação penal contra Cunha por entender que há indícios de que o parlamentar recebeu US$ 5 milhões de propina por um contrato de navios-sondas da Petrobras.

Na defesa, o advogado Antonio Fernando de Souza disse que a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal contra o deputado “não reúne condições para ser admitida”.

(Agência Brasil)

Depoimento do doleiro Fernando Baiano pode complicar situação de Cunha na Comissão de Ética

20160426093138937182u
Fernando Baiano é aguardado na tarde de hoje para depoimento na comissão que pode cassar o mandato de Eduardo Cunha (foto: Brunno Covello/Gazeta do Povo e Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil )

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados ouve nesta terça-feira o doleiro Fernando Baiano, conhecido como Fernando Baiano, acusado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público de ser um dos operadores de propina da Petrobras para o PMDB. Baiano é uma das testemunhas indicadas por Marcos Rogério (DEM-RO), relator do processo contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acusado de quebra do decoro parlamentar por ter mentido à CPI da Petrobras, afirmando que não tinha contas bancárias no exterior. Versão desmentida pelo Ministério Público da Suíça, que enviaram ao Brasil documentos atestando contas em nome de Cunha e de familiares dele.

Cunha nega ser dono das contas, que, segundo ele, são administradas por trustes, e afirma ser o “usufrutuário” dos ativos mantidos no exterior. O processo já tramita há seis meses na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar. Aliados do presidente da Câmara são acusados de adotarem manobras protelatórias que arrastam as investigações por todo este tempo, como apresentação de recursos que retardaram os trabalhos ou resultaram na retomada de fases das atividades do colegiado.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já enumerou em petição ao Supremo Tribunal Federal (STF) 11 motivos para o ‘necessário e imprescindível’ afastamento do presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha do mandato de parlamentar. O documento foi entregue ao STF em dezembro de 2015, mas a Corte ainda não tomou uma decisão.

Testemunha

Na quarta-feira (27), o conselho deve ouvir a última testemunha arrolada pelo relator: o empresário João Henriques, que atuava como lobista do PMDB e disse, em delação premiada da Operação Lava-Jato, que transferiu mais de US$ 1 milhão para contas de Cunha no exterior. A partir daí, serão ouvidas as testemunhas indicadas pela defesa de Eduardo Cunha.
Outro delator da Operação Lava-Jato, Ricardo Pernambuco Júnior, executivo da Carioca Engenharia, disse em delação premiada que pagou propina a Cunha no valor de R$ 52 milhões, divididos em 36 prestações, para que empresas acessassem recursos do Fundo de Investimento do FGTS.

Ameaça

Aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), estariam pressionado o vice-presidente Michel Temer a cumprir compromissos firmados para a aprovação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Cãmara dos Deputados. Eles teriam ameaçado apoiar a abertura de um pedido de afastamento contra o vice, em tramitação na Câmara.

Fortalecido pela aprovação do prosseguimento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara, o presidente da Casa, Eduardo Cunha, conta com apoio de partidos do Centrão (PP, PR e PSD) e de parte da oposição para enterrar o processo por quebra de decoro no Conselho de Ética e salvar o mandato de Cunha.

(Iracema Amaral,  do Estado de Minas)
Link: http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2016/04/26/interna_politica,756558/depoimento-hoje-de-doleiro-pode-complicar-situacao-de-cunha-na-comissa.shtml

Pop, reggae e música eletrônica animam fim de semana no CEARÁ

Por Lena Sena, via G1 Ceará

O fim de semana em Fortaleza e Região Metropolitana será bem diversificado e com atrações para todas as idades e gostos. Na sexta-feira (22), o festival de música eletrônica Mix Forever agita os admiradores das batidas no Colosso Stage. No sábado a banda mineira Patu Fu se apresenta no encerramento do festival Ponto.CE, na Praça Verde do Dragão do Mar. No mesmo dia Andread Jó se apresenta na festa Aloha Loca, na Praia do Pacheco em Caucaia. Já no domingo (24), o Mercado dos Pinhões oferece atrações gratuitas no Forró no Mercado. Confira as atrações.

Patu Fu (Foto: George Frizzo/G1/Divulgação)
Patu Fu se apresenta neste sábado (23), na Praça Verde do Dragão do Mar.
(Foto: George Frizzo/G1/Divulgação)
Layout Pop (Foto: Arte/ Sebastião Mota/G1)

 

1. A banda mineira Patu Fu se apresenta neste sábado (23), na Praça Verde do Dragão do Mar, no encerramento do festival Ponto .CE. Na ocasião também se apresentam Camarones Orquestra Guitarrística, Mafalda Morfina, Old Books Room, Projeto Rivera e Dona Cislene. O ingresso para o show pode ser trocado por dois quilos de alimentos não perecíveis ou uma lata de leite em pó.

2. Na sexta-feira (22), a Arena Dragão do Mar apresenta Andre Matos, Coldness, Obskure e Dark Syde.O ingresso para o show pode ser trocado por dois quilos de alimentos não perecíveis ou uma lata de leite em pó.

Andred Jó (Foto: Conecta/G1/Divulgação)
Andred Jó é uma das atrações da festa Aloha Loca neste sábado (23), na Barraca Aloha.
(Foto: Conecta/G1/Divulgação)
Layout Reggae (Foto: Sebastião Mota/G1/Arte)

3. Para alegria dos amantes do rei Bob Marley, Andread Jó retorna ao Aloha Loca no próximo sábado (23), na Barraca Aloha, localizada na praia do Pacheco, e promete um show memorável. Pela primeira vez, o cantor se apresenta em parceria com a banda Jamrock, Marcinho, Banda Zero85 e DJ André Guerreiro completam o time de atrações, como não poderiam faltar. Tradição há mais de 12 anos no calendário de festas da cidade,  Aloha Loca não cansa de se reinventar, conquistando sempre novos públicos com o passar do tempo. O valor do ingresso para a festa custa R$ 40 e está a venda na loja Joy.

Festival Mix Forever (Foto: Conecta/G1/Divulgação)
Alemão Robin Schulz é uma das atrações do Festival Mix Forever que será realizado nesta sexta-feira (22). (Foto: Conecta/G1/Divulgação)
Layout Festival (Foto: Arte/ Sebastião Mota/G1)

4. Nesta sexta-feira (22), a partir das 22h, a capital cearense recebe o festival de música eletrônica Mix Forever, que será realizado no Colosso Stage. As atrações confirmadas para a festa em Fortaleza é o brasileiro Alok, o alemão Robin Schulz e os projetos nacionais JetLag e Make U Sweat.  Os ingressos para a festa custam R$ 120 e R$ 60 (meia-entrada) o stage, R$ 150 frontstage feminino e R$ 190 frontstage masculino.

Solteirões do Forró (Foto: Northe Divulgações/G1/Divulgação)Solteirões do Forró comanda a ‘Balada dos Solteirões’ nesta querta-feira (20), no Faroeste.
(Foto:D&E/G1/Divulgação)
Layout Forró (Foto: Arte/ Sebastião Mota/G1)

5. A banda Solteirões do Forró comanda a festa ‘Balada dos Solteirões’ nesta quarta-feira (20), às 21 horas, no Faroeste.  O show vai reunir dois estilos diferentes do nosso forró. A banda Solteirões do Forró, que se apresenta pela primeira vez na casa, vai levar toda irreverência do vaneirão de Zé Cantor e do romantismo de Walkyria Santos. E por falar em romantismo, a banda Magníficos promete fazer os apaixonados dançarem coladinhos. No repertório sucessos conhecidos do público como ‘Me Usa’, ‘Adoro’, ‘Apaixonada’, ‘Fora de Mim’, entre outras. O valor do ingresso para a Balada dos Solteirões é R$ 30 a pista e R$ 60 o frontstage.

Pé de Ouro (Foto: 7Tons Eventos/G1/Divulgação)
Pé de Ouro agita a noite deste sábado (23) na casa de shows Paquero Quero.
(Foto: Paquero Quero/G1/Divulgação)

6. Conhecidos por esbanjar carisma, simpatia e uma energia que não deixa ninguém parado, Andrezinho e Laninha Show prometem agitar a noite deste sábado (23) com os sucessos da banda Pé de Ouro, trazendo um repertório irreverente para um show exclusivo na casa de shows Paquero Quero,a partir das 22h. Quem completa o evento é o Forró dos Amigos. O ingresso para a festa é R$ 30 o salão e R$ 45 o frontstage, e podem ser adquiridos na bilheteria do clube.

May e Karen (Foto: Mucuripe Music/G1/Divulgação)
A dupla May e Karen se apresenta pela primeira vez no Mucuripe Music neste sábado (23).
(Foto: Mucuripe Music/G1/Divulgação)
Layout Sertanejo (Foto: Arte/ Sebastião Mota/G1)
Layout Sertanejo (Foto: Arte/ Sebastião Mota/G1)

7. A estreia da dupla May & Karen na conceituada casa de shows Mucuripe Music acontece neste sábado (23), prometendo agitar o público com seus sucessos ao som de muito forrónejo, estilo que é marca registrada da dupla atualmente. Com um repertório irreverente, a dupla apresenta seus novos sucessos ‘Coração de osso’ e ‘Me solta que eu quero beber’. O valor do ingresso para o show é R$ 30 o salão e R$ 50 o camarote.

Gleisinho Honorato e Banda se apresentam nesta sexta-feira (22) no Badubel Bar. (Foto: Equipe GH/G1/Divulgação)Gleisinho Honorato e Banda se apresentam nesta sexta-feira (22) no Badubel Bar. (Foto: Equipe GH/G1/Divulgação)
Layout Samba (Foto: Arte/ Sebastião Mota/G1)

8. Nesta sexta-feira (22), às 22h30, o cantor Gleisinho Honorato e Banda se apresentam no Badubel Bar, localizado no Bairro de Fátima, com o melhor do samba e pagode. O couvert artístico custa R$ 5.

Moacir Bedê (Foto: Secult/G1/Divulgação)
Moacir Bedê faz parte do Trio Mistura Brasileira que se apresenta neste sábado (23), no Passeio Público. (Foto: Secult/G1/Divulgação)

9. As tardes do Passeio Público terão um ritmo especial neste fim de semana.A novidade será a programação do II Chora Iracema, que presta homenagem a velha guarda do choro cearense, celebrando o Dia Nacional do Choro, comemorado no dia 23 de abril, data de nascimento de Pixinguinha, um dos maiores expoentes do gênero. O público poderá conferir no sábado (23) a apresentação do Trio Mistura Brasileira, composto pelos músicos Moacir Bedê, Marco Tulio e Nilton Freire.

10. Já no domingo (24), a música fica por conta do grupo de choro Flor Amorosa. A entrada é gratuita.

11. Nesse sábado (23) o projeto Música na Praça do OFF Outlet  recebe o cantor e violinista Thiago Araújo e banda. O happy hour começa às 17h e segue até às 20h. A entrada é gratuita.

12. Já no domingo (24), o OFF Outlet Fashion Fortaleza  recebe a cantora pop Lorena Galvão. O Almoço Musical, é realizado no horário de 12h às 15h. A entrada é gratuita.

13. O choro também vai embalar a programação do Mercado da Aerolândia neste fim de semana. No sábado (23), Dia Nacional do Choro, às 19h, o equipamento recebe show de Hilo Barata. O músico e compositor é um dos precursores do ritmo no bairro e incentivador do ensino musical para jovens.

14. O Mercado dos Pinhões continua a ser um recanto de música e programação variada na cidade e neste fim de semana não será diferente. Na sexta-feira (22), a partir das 20h, pandeiro, violão, cuíca e cavaquinho vão ditar o ritmo da dança no Samba no Mercado. A programação acontece mensalmente no equipamento cultural e nesta edição recebe o Grupo Fina Flor.

15. Já no domingo (24), às 19h, é tempo de se despedir do fim de semana com muita dança no Forró no Mercado. A banda Estrela do Norte vai botar o público presente pra dançar com o melhor do pé de serra.

16. A atração do projeto Solta o Som do North Shopping Maracanaú dessa sexta-feira (22), às  19h é Adailson Oliveira. A apresentação será realizada na Praça de Alimentação. A entrada é gratuita.

Os três Porquinhos (Foto: North Shopping Fortaleza/G1/Divulgação)
Os Três Porquinhos é a atração deste sábado (23) no North Shopping Fortaleza.
(Foto: North Shopping Fortaleza/G1/Divulgação)
Layout Infantil (Foto: Arte/ Sebastião Mota/G1)

17. A Cia Mix da Alegria leva ao público infantil do North Shopping Fortaleza neste sábado (23), às 17 horas, a peça cover ‘Os Três Porquinhos’. No espetáculo, Heitor, Prático e Cícero precisam construir suas casas e lidar com o Lobo Mau. A atração será realizada na Praça de Eventos, localizada no 1º Piso.

Chiquititas (Foto: North Shopping Fortaleza/G1/Divulgação)
No domingo (24) o North Shopping Fortaleza recebe ‘Chiquititas- O Musical’.
(Foto: North Shopping Fortaleza/G1/Divulgação)

18. No domingo (24), às 17h, o North Shopping Fortaleza recebe o sucesso da tv ‘Chiquititas – O Musical’, em espetáculo cover da Cia Mix da Alegria. A entrada é gratuita.

19. Atividades circenses deixam o sábado da garotada mais animado no North Shopping Jóquei. A atração ‘Um Circo Legal, o Palhaço e a Bailarina’ fazem a alegria neste sábado (23), às 17h, no Piso L2. A entrada é gratuita.

Baile das Princesas (Foto: Via Sul Shopping/G1/Divulgação)
O North Shopping Jóquei  recebe neste domingo (24) o ‘Baile das Princesas’.
(Foto: North Shopping Jóquei/G1/Divulgação)

20. As princesas mais queridas da criançada, Cinderela, Bela, Branca de Neve, Rapunzel e Bela Adormecida convidam os pequenos para uma festa especial neste domingo (24), às 17h, no North Shopping Jóquei. A Cia Mix da Alegria apresenta o espetáculo cover ‘Baile das Princesas’, na Praça de Alimentação, localizada no Piso L3. A entrada é gratuita.

21. Juju Banda faz a alegria de meninos e meninas neste domingo (24), às 19h, na Praça de Alimentação do North Shopping Maracanaú. A entrada é gratuita.

Babi e Babu (Foto: Via Sul Shopping/G1/Divulgação)
‘ Histórias Cantadas com Babi e Babu’ animam este domingo (24), no Via Sul Shopping.
(Foto: Via Sul Shopping/G1/Divulgação)

22. Já imaginou ouvir sua história preferida sendo musicada? Essa será a atração deste domingo (24), às 17h, no Via Sul Shopping. ‘Histórias Cantadas com Babi e Babu’ animam os pequenos e papais e mamães também são convidados a acompanhar. A entrada é gratuita.

Peppa Pig (Foto: Del Paseo/G1/Divulgação)
Espetáculo Peppa Pig e George anima a criançada neste sábado (23) no Shopping Parangaba.
(Foto: Shopping Parangaba/G1/Divulgação)

23. Neste sábado (23) o Shopping Parangaba, em parceria com a Cia Mix da Alegria, preparou uma programação especial para a criançada. Os pequenos vão se divertir com diversas brincadeiras, incluindo maquiagem infantil, pinturas de desenhos, shows de talento e oficinas de artes com a confecção de sapos em tecido. Além das brincadeiras, a turminha vai se encantar com o teatro de bonecos, apresentando a peça ‘Peppa Pig e George’. As atrações são gratuitas e acontecem entre 16 e 20h no Espaço Infantil Parangaba é Show, localizado no piso L2.

Bob Esponja (Foto: Shopping Parangaba/G1/Divulgação)
‘Bob Esponja e seus amigos’ é a atração deste domingo (24) no Shopping Parangaba.
(Foto: Shopping Parangaba/G1/Divulgação)

24. No domingo (24), a diversão no Shopping Parangaba fica por conta do musical ‘Bob Esponja e seus amigos’. No enredo, Bob Esponja e sua turma vão se divertir muito com uma brincadeira que a Sandy Esquilo irá apresentar a todos. A brincadeira é repleta de músicas, com muitas perguntas e respostas, estimulando a interação das crianças com a peça. Contudo, o ranzinza Lula Molusco, que está sempre de mau humor, vai fazer de tudo para estragar a brincadeira. O espetáculo tem início às 17h e segue até às 18h, também no Espaço Infantil Parangaba é Show, no piso L2. A entrada é gratuita.

25. A trupe da Comédia Cearense, companhia de teatro com quase 60 anos de tradição, se apresenta neste sábado (23), às 17h,na Arena Iguatemi. A criançada se divertirá muito com a peça Chapeuzinho Vermelho. O espetáculo é gratuito.

26. No domingo (24), também às 17h, a Cia. Mix da Alegria sobe ao palco da Arena Iguatemi para apresentar o espetáculo ‘Capitão Jake e os Piratas’, numa aventura cheia de emoção na Terra do Nunca Traga. A entrada é gratuita.

Castelo de Bolinhas (Foto: Shopping Parangaba/G1/Divulgação)
Castelo de Bolinhas é uma opção de diversão no Shopping Parangaba.
(Foto: Shopping Parangaba/G1/Divulgação)

 

27. Além das atrações gratuitas, o Shopping Parangaba oferece para crianças e adultos o Castelo de bolinhas, localizado na praça principal do shopping, piso L1. O Castelo funciona todos os dias, de segunda-feira a sábado, de 10h às 22h, e aos domingos e feriados, de 12h às 20h.

Mar de Bolinhas (Foto: North Shopping Maracanaú/G1/Divulgação)
Mar de Bolinhas é uma opção de diversão para quem vai ao North Shopping Maracanaú.
(Foto: North Shopping Maracanaú/G1/Divulgação)

28. O Mar de Bolinhas está em cartaz até o dia 30 de abril no North Shopping Maracanaú. A atração conta com uma piscina gigante contendo 200 mil bolinhas nas cores azul e branca, voltada para crianças de 1 a 12 anos e acompanhantes, no caso dos menores de 4 anos. O ingresso para acessar o brinquedo custa  R$ 20 por 30 minutos, adicional de R$ 5 para 15 minutos. Adultos acompanhantes de crianças de até 4 anos não pagam. O Mar de Bolinhas está  aberto de segunda a sábado, das 10 às 22h, e aos domingos e feriados, de 15 às 21h.

29. O Passeio Público também recebe a programação para animar o fim de semana da criançada. Todos os domingos, às 9h30, o Piquenique promove atividade e apresentações que encantam a todos. Nesta edição, haverá contação de histórias com Tia Sângela.

30. No domingo (24), às 18h, o Mercado da Aerolândia realiza uma contação de histórias que proporciona um espaço onde as crianças poderão conhecer obras literárias e estimular a criatividade. A entrada é gratuita.

Feira Book Lovers Kids (Foto: North Shopping Fortaleza/G1/Divulgação)
5ª edição da Feira Book Lovers Kids está em cartaz até o dia 8 de maio no North Shopping Fortaleza.
(Foto: North Shopping Fortaleza/G1/Divulgação)

31. O North Shopping Fortaleza recebe até o dia 8 de maio a 5ª edição da Feira Book Lovers Kids. A intenção do evento é criar paixão por livros nas crianças e pré-adolescentes desde cedo, oferecendo mais de três mil títulos de obras infantis e infanto-juvenil, com títulos de atividades, clássicos infantis e personagens contemporâneos, entre outros temas. A visitação é gratuita e pode ser realizada de segunda a sábado, de 10 às 22h, e aos domingos e feriados, de 14h30 às 20h30.

32. De sexta (22) a domingo (24) O North Shopping Maracanaú recebe nova edição da Feira e Arte & Cultura. A feira é organizada pela Associação dos Artesãos – Instituto Idear, e traz grande diversidade de produtos artesanais. A visitação pode ser realizada de 10 às 22h, na sexta e sábado e de 15 às 21h, no domingo. A Feira é realizada Piso L3 e a entrda é gratuita.

Exposição Vê.nus (Foto: Divulgação)
Exposição Vê.nus (Foto: Divulgação)
Layout Exposição (Foto: Arte/ Sebastião Mota/G1)
Layout Exposição (Foto: Arte/ Sebastião Mota/G1)

33. Prorrogada até o dia 30 de abril, a exposição “Vê.nus”, do fotógrafo baiano, radicado em Fortaleza, Tiago Lopes, segue em cartaz na galeria Mário Baratta, no Estoril. A mostra reúne 18 fotografias que lançam um novo olhar sobre o corpo feminino e celebra o Dia Internacional da Mulher. A visitação acontece de terça-feira a domingo, de 16 às 22h. A entrada é gratuita.

Exposição (Foto: North Shopping Maracanaú/G1/Divulgação)
Exposição ‘Meu Filho, meu mundo’ está em cartaz no North Shopping Maracanaú.
(Foto: North Shopping Maracanaú/G1/Divulgação)

34. A exposição fotográfica ‘Meu Filho, meu mundo’ está aberta para visitação no North Shopping Maracanaú.  São 35 fotos que mostram crianças atendidas pelo CAPS, com o objetivo de sensibilizar a sociedade para a quebra dos estigmas e preconceitos que tanto afetam as pessoas com autismo e suas famílias. Todas as imagens e usos foram autorizados pelos responsáveis legais das crianças. Com entrada franca, a iniciativa é uma realização do Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil de Maracanaú (CAPS) e fica em cartaz até o dia 30 de abril, no 3º piso. A equipe multidisciplinar do CAPS composta por psicólogos, terapeutas ocupacionais, psicopedagogos e fonoaudiólogos ficam a disposição do público das 11h às 12h e das 13h às 14h, de segunda a sexta.

Layout Teatro (Foto: Arte/ Sebastião Mota/G1)

35. Neste sábado (23), às 17h, o Teatro Dragão do Mar recebe o espetáculo infantil O Mágico de Oz.Doroth e seu lindo cãozinho Totó, através da força de vontade e dos sonhos, são levados à Terra de Oz. Por lá, Doroth faz novos amigos – o Espantalho, o Lenhador de Lata e o Leão Covarde –, encara perigos, vive histórias fantásticas e precisa enfrentar seus próprios medos. Depois de tantas aventuras, a menina descobre que seus sapatos de rubi têm poderes mágicos e podem levá-la para qualquer parte. Mas não existe melhor lugar do mundo que a própria casa. Um clássico indiscutível entre crianças, jovens e adultos revelado pela Cia Camarim de Teatro. O valor do ingressos para o espetáculo é R$ 6 e R$ 3 a meia-entrada.

31. O Shopping Parangaba, em parceria com a Greenlife academias, oferece neste sábado, 23, um aulão na modalidade de ritmos. Os cliente do shopping vão poder aproveitar uma aula animada, além de cuidar da saúde e do bem estar do corpo e mente. O treinamento será ministrado pelos instrutores Hilley Peixoto e Sérgio Vasconcelos. O aulão é gratuito e acontece às 10h30, na loja do Parangaba é Show, localizada no piso L2.

TCU aprova estudos para concessão do Pinto Martins e de outros três aeroportos

images7ccms-image-000455637
Aeroporto Internacional Pinto Martins – Fortaleza-CE

O Tribunal de Conta da União (TCU) aprovou, nesta quarta-feira, os estudos de viabilidade técnica e econômica para concessão dos aeroportos de Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE) e Salvador (BA).

A aprovação foi dada com algumas ressalvas. Na análise, os auditores do tribunal encontraram falhas como a composição de custos de terraplenagem, as quais foram corrigidas.

No caso do aeroporto de Salvador, há questionamentos sobre a exigência de construção de uma segunda pista de pouso e decolagem. A auditoria do TCU destacou que o terminal fica próximo a uma região de dunas e de mata preservada.

Segundo o TCU, o possível impacto ambiental e seus desdobramentos não foram considerados no projeto. Por causa disso, o tribunal determinou que a área seja alvo de análise dos governos municipal e estadual para que autorizem a execução da obra na região.

Relator do processo, o ministro Walton Alencar disse que a pendência não justifica a paralisação do processo. O ministro pediu que as concessionárias que vierem a assumir os aeroportos deem preferência de contratação de funcionários da estatal Infraero, que hoje é a dona dos aeroportos.

Nas quatro concessões, a Infraero ficará fora das sociedades que disputarão os leilões. Nas primeiras concessões do setor, a estatal ficou com 49% de participação nas concessionárias.

A previsão do governo é de licitar os quatro aeroportos em um único leilão, ainda em junho.

(Estadão Conteúdo)

Maloca do Dragão 2016: Veja programação completa

maloca2bdrag25c325a3o2b2016

Exposição de artes visuais, performances, espetáculos de teatro, dança, música, circo, feira literária, sarau, festas, shows e cinema compõe a programação da nova edição da Maloca do Dragão – O encontro de todas as tribos. O festival de artes integradas é realizado anualmente em comoração ao aniversário do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, que em 2016, celebra 17 anos. De 28 a 1 de abril, mais de 100 atrações passarão pelo evento e se apresentação simultaneamente.

A grande novidade desta Maloca são os espaços que foram escolhidos para receber parte da programação. Em outras edições, o festival costumava acontecer nos espaços pertencentes ao Dragão do Mar. Neste ano, o Sesc Iracema, o Teatro Boca Rica, Teatro das Marias, Pavilhão Atlântico, Amici’s, Let’s Go Rock Bar, Estoril, Mambembe, Pirata e Poço da Draga se integram aos já tradicionais espaços do Dragão. A iniciativa de estender o raio da programação é um teste para o projeto Viva Iracema, do Governo do Estado Ceará, que busca a integração de equipamentos culturais da Praia de Iracema.

De acordo com o Dragão do Mar, a programação ainda está sujeita a alterações. Sem distribuição de ingressos, o acesso aos eventos dependerá da lotação dos espaços.

 

 

Confira a programação completa:

– 28 de abril | Quinta

17h – Cortejo Caravana Cultural (Poço da Draga)

18h – Arrastão [Trajetos EnCena – Bom Jardim] (Poço da Draga)

19h – Zabumbeiros Cariris – “Guerreiro de Fitas” (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Coletânea Feito no Ceará (Poço da Draga)

20h – The Knickers – “Mothefucker” (José Avelino)
Mad Monkees – Lançamento do EP Mad Monkees (Praça Almirante Saldanha)
Grupo Expressões Humanas – Orlando (Teatro Dragão do Mar)

20h30  – Good Garden – “A Abominável Máquina da Resistência” (José Avelino)

21hSiege of Hate (S.O.H.) (José Avelino)
Catatau e o Instrumental (Anfiteatro Sérgio Motta)

22h – Dona Zefinha – “Invocado que só!” (Praça Verde)
Ska Brother – “Isso é Ska…Brother” (Praça Almirante Saldanha)

23h – Mundo Livre S/A – Lançamento do DVD Mangue Bit ao Vivo (Praça Verde)

 

– 29 de abril | Sexta

16h – Brincando e Pintando no Dragão do Mar / Mágico Éflem (Arena Dragão do Mar) [infantil]

16h às 20h – Feira Índice – Feira Literária de Autores e Editoras Independentes (Arena Dragão do Mar)
Itinerância Poética (Arena Dragão do Mar)
Feira do Fuxico (Arena Dragão do Mar)

17h – Grupo Encantos – Histórias Cantadas (Arena Dragão do Mar) [infantil]
Cortejo Caravana Cultural (Poço da Draga)
Cangaias Coletivo Teatral – Estreia de Miau! (Teatro Dragão do Mar[infantil]

18h – Orquestra Popular do Nordeste – “Minha Terra” (Anfiteatro Sérgio Motta)
Ritmo Soul’ to (Poço da Draga)
Lançamento do Livro – Aos Navegantes, de Thiago Rebouças (Arena Dragão do Mar)
Sarau aberto da Feira Índice (Arena Dragão do Mar)
Grupo de Dança Silvana MarquesAcunha Menino! (Sesc Iracema)
Parahyba Kid e Cia Bate PalmasNoite Azul (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Cia Gira de Teatro (Paulo Ess)Diário de um louco (Teatro Boca Rica)

19h – Capotes Pretos na Terra do Marfim (José Avelino)
Glauco King & The West Wolves (Praça Almirante Saldanha)
Marina Cavalcante – “Filho da Mistura” (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Coco do Iguape (Poço da Draga)
Sarau “A Literação” – Zine A Literação (Arena Dragão do Mar)
Maria Isabel e Victor Hugo – Um Lugar para Explodir [Mostra Porto Iracema das Artes] (Teatro Boca Rica)
No Barraco da Constância Tem!Piragem Etnográfica do Complexo: Possibilidades outras de existência – Um corpo como campo de forças atravessado por mil correntes e tensões (Teatro das Marias)

20h – Procurando Kalu  (José Avelino)
Marimbanda – “Caminhar” (Anfiteatro Sérgio Motta)
Tripulantes da Sabiabarca (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Digital Dubs (RJ) (Poço da Draga)
Idilva GermanoMy Favorite Things (Teatro das Marias)

21h – Daniel Sansil e Os Malucos do Brasil – “Ira-se Mar” (José Avelino)
Verónica Decide Morrer – Lançamento do primeiro disco (Praça Almirante Saldanha)
La Cumbia Negra (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Donaleda – Lançamento do disco “Vida Labirinto” (Poço da Draga)
Andréa Sales e Ângela Souza Dance Somebody [Mostra Porto Iracema das Artes] (Teatro Dragão do Mar)
Tambos Filhos do Sol – Discípulos do Mestre Amaral (Teatro das Marias)
Vitoriano e Rodger Rogério convidam (Sesc Iracema)

22h – Daniel Groove – Lançamento do disco “Romance pra Depois” (Praça Verde)
Márcio Resende – “Influência Nordestina” (Anfiteatro Sérgio Motta)
DJ Doido (Amici´s)

23h – Selvagens à Procura de Lei – Lançamento do disco Praieiro (Praça Verde)
Daniel Peixoto – Lançamento do disco Massa (Praça Almirante Saldanha)
Sammy Ben Red Jeb [Tunísia] [Selo Analog Africa] e Guga de Castro (Pirata)
DJ´s Vai Dar Certo (Mambembe)
DJ Dolores (Amici´s)

23h30 – DJ Denilson Albano (Estoril)

00h – Karina Buhr – Lançamento do disco Selvática em Fortaleza (Praça Almirante Saldanha)
Paula Tesser e o Forró de Cabo a Rabo (Pirata)
Camila Marieta [pocket show] (Mambembe)
Cortejo Caravana Cultural (Praça Almirante Saldanha até o Estoril)
Se Passando REC (Let´s Go Rock Bar)

00h30 – Hermano Faltz e Priscilla Odinmah [NY] (Estoril)

01h – Descendentes da Índia Piaba convida Aldo Sena (Pirata)
DJ´s Vai Dar Certo (Mambembe)
Oscar Arruda (Let´s Go Rock Bar)

01h30 – DJ Denilson Albano (Estoril)

02h – Sammy Ben Red Jeb [Tunísia] [Selo Analog Africa] e Guga de Castro (Pirata)
Di ferreira e Cláudio Mendes  – “Beat in Jazz” (Let´s Go Rock Bar)

03h DJs Fill e Lobão (Let´s Go Rock Bar)

 

– 30 de abril | Sábado

16h – Brincando e Pintando no Dragão do Mar / Rebeka Lúcio – Centopeias (Arena Dragão do Mar)[infantil]

16h às 20h – Feira Índice – Feira Literária de Autores e Editoras Independentes (Arena Dragão do Mar)
Itinerância Poética (Arena Dragão do Mar)

17h – Dona Zefinha – Ch@furdo (Arena Dragão do Mar) [infantil]
Festival do Passinho (Poço da Draga)
BricoleirosL’intrepido Anãmiri (Teatro Dragão do Mar)
Henrique CastroExercício do só (Teatro Boca Rica)

18h – Oto Gris – Lançamento do disco “Avôa” (José Avelino)
Ananias Gois e o Projeto Kimera [Mostra Porto Iracema das Artes] (Anfiteatro Sérgio Motta)
Dança do Coco de Lagoa do TraririNo Embalo da Dança do Coco [Temporada de Arte Cearense](Espaço Patativa do Assaré)
Sarau do Vaz (Poço da Draga)
Ricardo GuilhermeBravíssimo (Teatro das Marias)
Bruno GomesUm corpo Jogado ao Mar + Alan Lima – Perfeitamente Incompleto kkkk + Thalles Luz e Diogo BragaOssuário [4ª turma do Curso Técnico de Dança] (Teatro Boca Rica)
Sarau aberto da Feira Índice (Arena Dragão do Mar)

19h – Cid – Lançamento do disco “Sobre Asteroides e Outras Coisas” (José Avelino)
Caio Castelo – Lançamento do disco “Dois Olhos” (Praça Almirante Saldanha)
Flor Amorosa – “Elogio à Leveza” (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Cortejo Caravana Cultural (Poço da Draga)
Trovadoras Itinerantes – Coletivo Trovadores Itinerantes (Arena Dragão do Mar)

20h – Casa Maré – Lançamento do EP “Sinestesia” (José Avelino)
Ferreira Junior e Assaré – “Raízes” (Anfiteatro)
Nazirê (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Lorena Nunes – “Homenagem a Tropicália” (Poço da Draga)
Um Lugar para Explodir [MostraPorto Iracema das Artes] (Teatro Boca Rica)
GIF, GLITCH BIT! [Mostra Porto Iracema das Artes] (Estoril)

21h – Nayra Costa – Lançamento on-line de EP (Praça Almirante Saldanha)
Abidoral Jamacaru (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Ghetto Roots (Poço da Draga)
Grupo FormosuraOs Miseráveis [Mostra Porto Iracema das Artes] (Teatro Dragão do Mar)
Fulô da Aurora – Cabôco (Teatro das Marias)

21h30 – Mente Feminina (Praça Verde)

22h – Murmurando CE – “Assovio do Tiê” [Mostra Porto Iracema das Artes] (Anfiteatro Sérgio Motta)
Conexão CGC (Praça Verde)

23h – Bnegão (Praça Verde)
Bixiga 70 (Praça Almirante Saldanha)
DJs Fertinha de Carnaval (Bia, Estácio e Darwin) (Pirata)
DJ Dário Matos (Mambembe)

23h30DJ Paulinho Wide Open Mind (Estoril)

00h – Chão da Praça Especial – Os Transacionais (Pirata)
Pocket Shows: Forria + Boibendi + Eletrofone (Mambembe)
Cortejo Caravana Cultural (Praça Almirante Saldanha até o Estoril)

00h30 – Cambará (Estoril)

01h – Alan Moraes e os Doidos da Asa (Pirata)
DJ Dário Matos (Mambembe)

01h30DJ Paulinho Wide Open Mind (Estoril)

02h – DJs Fertinha de Carnaval (Bia, Estácio e Darwin) (Pirata)

 

 

– 1º de maio | Domingo

16h – Brincando e Pintando no Dragão do Mar (Arena Dragão do Mar) [infantil]
Coletivo Cena Educativa – Chapeuzinho Vermelho dos Tempos Modernos (Arena Dragão do Mar)[infantil]

16h às 20h – Feira Índice (Arena Dragão do Mar)
Itinerância Poética (Arena Dragão do Mar)
Feira do Fuxico (Arena Dragão do Mar)

17h – Tambores de Safo – “Tambores que Ecoam Contra as Opressões” (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Cia Plural de Artes CênicasEncontro Cearense de Malabarismo e Circo Especial Dia Mundial do Circo(Espaço Patativa do Assaré) [infantil]
Cia CatirinaAs Catirinas (Arena Dragão do Mar) [infantil]
Cortejo Caravana Cultural (Poço da Draga)
Vila das ArtesOutro Tango, revisitado (Teatro Dragão do Mar)
Cia Acaso – Desnorteados – Uma metáfora possível (Teatro das Marias)
UM coletivo SÓAntes só (Teatro das Marias)

18h – Elementos Suspeitos (José Avelino)
Trio Herluno (Anfiteatro Sérgio Motta)
DanChá [Mostra Porto Iracema das Artes] (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Grupo Nóis de TeatroTodo Camburão tem um Pouco de Navio Negreiro (Poço da Draga)
Imagens de TeatroPerdidos Numa Noite Suja (Teatro Boca Rica)
Sarau Feira Índice (Arena Dragão do Mar)

18h30 – Ernany RVM “Na terra preta é que nascem as árvores com os melhores frutos” (José Avelino)

19h – Rapper MH “Frenético” (José Avelino)
Faculdade Mental (Praça Almirante Saldanha)
Daniel Medina “Nós Ao Vivo” (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Nigroover – “Ereto” (Poço da Draga)

19h30 – Rapper Consciente (José Avelino)

20h – Hamilton de Holanda Trio (Anfiteatro Sérgio Motta)
Shalon Israel (Poço da Draga)
Breculê (Teatro das Marias)
Outro Grupo de TeatroComer, Querer, Ver (Teatro Boca Rica)
Marta Aurélia – ACESA (Sesc Iracema)
Miguel Cordeiro [Mostra Porto Iracema das Artes] (Espaço Rogaciano Leite Filho)

20h30 – Saulo Duarte e a Unidade (Praça Verde)

21h – David Ávila “Varanda Mundo”(Praça Almirante Saldanha)
Inquieta Cia – Pra Frente o Pior [Mostra Porto Iracema das Artes] (Teatro Dragão do Mar)

22h – Anelis Assumpção toca Legalize It, de Peter Tosh (Praça Verde)

(Rádio Verdes Mares)

Projeto propõe título de cidadão fortalezense ao cantor Criolo

criolo-nova-faixa-single-duas-de-cinco-coccix-encia_647x430

É que eu sou filho de cearense
A caatinga castiga e meu povo tem sangue quente
Naufragar, seguir pela estrela no norte
Nas bença de Padim Ciço às letras de Edi Rock

É o que diz a letra da música “Esquiva da Esgrima”, do cantor Kleber Cavalcante Gomes, o Criolo. O artista, que tem uma relação afetiva o Ceará, pode receber o título de cidadão fortalezense caso seja aprovado um projeto de decreto legislativo na Câmara Municipal. A proposta, de autoria do vereador João Alfredo (PSOL), começou a tramitar nesta terça-feira (19).

De acordo com a proposição, Criolo tem “uma produção artística profundamente relacionada com as questões sociais que afetam sobremaneira a vida das juventudes periféricas e o faz também em referência explícita à população de nossa cidade e Estado, com a qual afirma naturalidade afetiva”.

Em novembro de 2015, Criolo conheceu as atividades desenvolvidas pela juventude do Cuca Jangurussu. No projeto de decreto legislativo nº 22/2016, João Alfredo explica que a realidade violenta vivida pela periferia é cantada pelo músico que, “para além do entretenimento, denuncia o extermínio da juventude pobre e negra”.

O artista nasceu em 1975, em São Paulo, e é filho de cearenses e bisneto de escravizados trazidos para o Ceará. Como herança, recebeu da família o amor pela terra alencarina. Em diversas entrevistas, o cantor afirma que é cearense.

Ouça a música Esquiva da Esgrima:

Leilão da Receita Federal oferta produtos apreendidos no Porto de Fortaleza

bazar20da20receita20federal20_20ilu

Os produtos apreendidos no Porto de Fortaleza estão disponíveis para compra no leilão eletrônico realizado pela Receita Federal. Os interessados podem dar um lance nos 53 lotes disponíveis até o dia 27 deste mês. Do total de lotes, 13 estão abertos a pessoas físicas, com lances a partir de R$ 500; e 40, para pessoas jurídicas, com valores a partir de R$ 250.

Dentre os produtos ofertados, estão eletrônicos, bebidas, perfumes, roupas e acessórios. Para participar, é preciso ter certificado digital válido (e-CPF ou e-CNPJ) e acessar o portal da Receita Federal, página que oferece também um manual com passo-a-passo para oferta de lances e arremate de mercadorias.

A Receita está recebendo propostas de compra dos lotes desde segunda-feira (18). No próximo dia 28, às 08h, será aberta uma sessão pública para divulgar os valores das propostas recebidas; às 10h, tem início a sessão para lances.

As descrições dos lotes, incluindo fotos dos produtos, estão listadas na página do Leilão Eletrônico da RF.

(Rádio Verdes Mares)

Fortaleza: Manifestação conta a internet limitada, dia 29/05

image

Os consumidores de internet banda larga fixa estão insatisfeitos após o anúncio sobre a redução ou corte do acesso de usuários no fim da franquia. O posicionamento da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), sobre adotar medidas contra práticas abusivas das empresas, não diminuiu a indignação do usuários. No Ceará, será realizada uma manifestação no dia 29 de maio em frente a sede da Anatel em Fortaleza.

O evento foi organizado no Facebook e já conta com 1,8 mil pessoas com interesse em participar da manifestação.

Operadoras do Ceará
Na contra-mão da tendência nacional, algumas empresas que operam na capital cearense se posicionaram contra o limite de dados. O coordenador de marketing da Multiplay, Júnior Oliveira, disse que a empresa “não é obrigada” a aceitar as novas diretrizes e que ela vai expandir o atendimento, a partir do próximo mês de junho. O sócio diretor da Mob Telecom, Sayde Bayde, também se posicionou contra a mudança dos planos.

Games Online
O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, afirmou que é necessário implantar equilíbrio no uso das bandas largas e criticou as pessoas que passam o dia inteiro jogando games online.

Redação O POVO Online

Veja o que abre e o que fecha no feriado de Tiradentes em Fortaleza

destaque-327458-tiradentes

Na quinta-feira, 21, será, em todo território nacional, feriado de Tiradentes. Na Capital cearense, há divergências sobre o que funciona e o que não funciona no dia.

Para tirar suas dúvidas, O POVO Online preparou um guia para lhe ajudar.

Veja:

Bancos

Os bancos fecham na quinta-feira, 21, e o atendimento ao público será retomado na sexta-feira, 22.

Cagece

O atendimento ao cliente funcionará com equipes de plantão 24 horas. As lojas de atendimento estarão fechadas no feriado de Tiradentes.

Caso precise, entre em contato com a Cagece pelos canais de atendimento disponíveis, como a Central de Atendimento (0800.275.0195), o aplicativo Cagece Mobile (disponível para Android e iOS) ou por meio do chat online, no portal da Cagece (www.cagece.com.br).

Coelce

Funcionará com a Central de Relacionamento (0800.2850196) normalmente, 24 horas por dia, oferecendo todos os serviços da companhia.

Detran

Os serviços do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) estarão suspensos e será retomado na sexta-feira, 22.

Hemoce

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) vai estar aberto das 8 às 13h e terá uma programação diferenciada para os doadores voluntários de sangue até o meio-dia.

A partir das 8 horas, na sede do Hemoce em Fortaleza, na Avenida José Bastos, haverá serviços como: SPA das mãos e dos pés, limpeza de pele, massagem e aferição de glicemia. Será realizada ainda uma palestra sobre educação em saúde, com os participantes tirando dúvidas sobre doação de sangue e de medula óssea.

Instituto Doutor José Frota (IJF)

A emergência e o atendimento hospitalar funcionará normalmente com equipes de plantão 24 horas.

OFF Outlet Fashion Fortaleza

Estará fechado no feriado de Tiradentes.

Padarias e supermercados

Funcionamento normal, conforme a Associação Cearense de Supermercados (Acesu) e o Sindipães.

Postos de gasolina
Conforme o Sindipostos, o funcionamento será normal.
Sindilojas

De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista e Lojista de Fortaleza (Sindilojas), algumas lojas dos shoppings estarão fechadas por não ter acordo entre empregados e empregadores. Porém, no Centro de Fortaleza, todas as lojas estarão fechadas.

Nos shoppings, as praças de alimentação e os cinemas funcionarão normalmente.

Shoppings

Shopping Iguatemi
Abrirá as Lojas Americanas e o supermercado Extra.

Shopping Aldeota
Lojas Americanas, Supermercado Pão de Açucar e Boliche.

Shopping Benfica
Lojas Americanas, Mercadinho São Luiz, Hiper Game e Clubinho do Mar.

Shopping RioMar
Estarão abertas: Mercadinho São Luiz, G. Barbosa, Game Station e Lojas Americanas e Farmácias.

Shopping Del Paseo
Lojas Americanas e Game Station.

Shopping Parangaba
Estarão abertas: Lojas Americanas, Game Station, Praça de Alimentação das 10h às 22h. Cinemas funcionam de acordo com os horários das sessões.

Próximos feriados:

1º de maio (domingo) – Dia do Trabalho
26 de maio (quinta) – Corpus Christi
15 de agosto (segunda-feira) – Dia de Nossa Senhora da Assunção, Padroeira de Fortaleza (feriado municipal)
7 de setembro (quarta-feira) – Independência do Brasil
12 de outubro (quarta-feira) – Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil
2 de novembro (quarta-feira) – Finados
15 de novembro (terça-feira) – Proclamação da República
25 de dezembro (domingo) – Natal

Outras datas

Existem outras datas em que o feriado contempla algumas categorias.
Dia do Estudante – 11 de agosto (quinta-feira)
Dia do Professor – 15 de outubro (sábado)
Dia do Comerciário – 26 de outubro (quarta-feira)
Dia do Servidor público – 28 de outubro (sexta-feira)

Redação O POVO Online

Dragão do Mar divulga programação completa da Maloca Dragão 2016; confira

maloca2016marca_g

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC) divulgou nesta segunda-feira, 18, a programação completa da 3ª edição do Maloca Dragão 2016 – O encontro de todas das tribos, marcado para ocorrer entre os dias 28 de abril e 1º de maio.

O Centro Dragão completa 17 anos e, em comemoração o festival integrará mais uma vez diversas manifestações artísticas (exposição de artes visuais, performances, espetáculos de teatro, dança, música e circo, feira literária, entre outras) em uma programação gratuita.

Este ano, o Maloca Dragão trará grandes nomes do circuito nacional e local, ampliando também sua programação em número de atrações (mais de 100) e em espaços diversos de apresentação no Centro Dragão do Mar e na Praia de Iracema.

Além da Praça Verde, Praça Almirante Saldanha, Espaço Rogaciano Leite Filho, José Avelino, Teatro Dragão do Mar, Anfiteatro Sérgio Motta, Arena Dragão do Mar e Espaço Patativa do Assaré, serão locais de apresentação da Maloca o Sesc Iracema, Teatro Boca Rica, Teatro das Marias, o Pavilhão Atlântico, Amici´s, Let´s Go Rock Bar, Estoril, Mambembe e Pirata.

PROGRAMAÇÃO

Dia 28 de abril (quinta-feira)

17h – Cortejo Caravana Cultural (Poço da Draga)
18h – Arrastão [Trajetos EnCena – Bom Jardim] (Poço da Draga)
19h – Zabumbeiros Cariris – “Guerreiro de Fitas” (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Coletânea Feito no Ceará (Poço da Draga)
20h –The Knickers “Mothefucker” (José Avelino)
Mad Monkees – Lançamento do EP Mad Monkees (Praça Almirante Saldanha)
Grupo Expressões Humanas – “Orlando” (Teatro Dragão do Mar)
20h30  – Good Garden – “A Abominável Máquina da Resistência” (José Avelino)
21h – Siege of Hate (S.O.H.) (José Avelino)
Catatau e o Instrumental (Anfiteatro Sérgio Motta)
22h – Dona Zefinha – “Invocado que só!” (Praça Verde)
Ska Brother – “Isso é Ska…Brother” (Praça Almirante Saldanha)
23h – Mundo Livre S/A – Lançamento do DVD Mangue Bit ao Vivo (Praça Verde)

Dia 29 de abril (sexta-feira)

16h – Brincando e Pintando no Dragão do Mar / Mágico Éflem (Arena Dragão do Mar)
16h às 20h – Feira Índice – Feira Literária de Autores e Editoras Independentes (Arena Dragão do Mar)
Itinerância Poética (Arena Dragão do Mar)
Feira do Fuxico (Arena Dragão do Mar)
17h – Grupo Encantos – Histórias Cantadas (Arena Dragão do Mar)

Cortejo Caravana Cultural (Poço da Draga)
Cangaias Coletivo Teatral – Estreia de “Miau!” (Teatro Dragão do Mar)
18h – Orquestra Popular do Nordeste – “Minha Terra” (Anfiteatro Sérgio Motta)
Ritmo Soul’ to (Poço da Draga)
Lançamento do Livro – Aos Navegantes de Thiago Rebouças (Arena Dragão do Mar)
Sarau aberto da Feira Índice (Arena Dragão do Mar)
No Barraco da Constância Tem! – “Piragem Etnográfica do Complexo: Possibilidades outras de existência – Um corpo como campo de forças atravessado por mil correntes e tensões. (Teatro das Marias)
Grupo de Dança Silvana Marques – “Acunha Menino!” (Sesc Iracema)
Parahyba Kid e Cia Bate Palmas – “Noite Azul” (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Cia Gira de Teatro (Paulo Ess) – “Diário de um louco”(Teatro Boca Rica)
19h – Capotes Pretos na Terra do Marfim (José Avelino)
Glauco King & The West Wolves (Praça Almirante Saldanha)
Marina Cavalcante – “Filho da Mistura” (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Coco do Iguape (Poço da Draga)
Sarau “A Literação” – Zine A Literação (Arena Dragão do Mar)
Maria Isabel e Victor Hugo – “Um Lugar para Explodir” [Mostra Porto Iracema das Artes] (Teatro Boca Rica)
20h – Procurando Kalu  (José Avelino)
Marimbanda – “Caminhar” (Anfiteatro Sérgio Motta)
Tripulantes da Sabiabarca (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Digital Dubs (RJ) (Poço da Draga)
Idilva Germano – “My Favorite Things” (Teatro das Marias)
21h – Daniel Sansil e Os Malucos do Brasil – “Ira-se Mar” (José Avelino)
Verónica Decide Morrer – Lançamento do primeiro disco (Praça Almirante Saldanha)
La Cumbia Negra (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Dona Leda – Lançamento do disco “Vida Labirinto” (Poço da Draga)
Andréa Sales e Ângela Souza – “Dance Somebody” [Mostra Porto Iracema das Artes] (Teatro Dragão do Mar)
Tambor das Marias (Teatro das Marias)
Vitoriano e Rodger Rogério convidam (Sesc Iracema)
22h – Daniel Groove -Lançamento do disco “Romance pra Depois” (Praça Verde)
Márcio Resende – “Influência Nordestina” (Anfiteatro Sérgio Motta)
DJ Doido (Amici´s)
23h – Selvagens à Procura de Lei – Lançamento do disco Praieiro (Praça Verde)
Daniel Peixoto – Lançamento do disco Massa (Praça Almirante Saldanha)
Sammy Ben Red Jeb (Tunísia) (Selo Analog Africa) e Guga de Castro (Pirata)
DJ´s Vai Dar Certo (Mambembe)
DJ Dolores (Amici´s)
23h30 – DJ Denilson Albano (Estoril)
00h – Karina Buhr – Lançamento do disco Selvática em Fortaleza (Praça Almirante Saldanha)
Paula Tesser e o Forró de Cabo a Rabo (Pirata)
Camila Marieta (pocket show) e Laya (Mambembe)
Cortejo Caravana Cultural (Praça Almirante Saldanha até o Estoril)
Se Passando REC (Let´s Go Rock Bar)
00h30 – Hermano Faltz e Priscilla Odinmah (NY) (Estoril)
01h – Descendentes da Índia Piaba convida Aldo Sena (Pirata)
DJ´s Vai Dar Certo (Mambembe)
Oscar Arruda (Let´s Go Rock Bar)
01h30 – DJ Denilson Albano (Estoril)
02h – Sammy Ben Red Jeb (Tunísia) (Selo Analog Africa) e Guga de Castro (Pirata)
Di ferreira e Cláudio Mendes  – “Beat in Jazz” (Let´s Go Rock Bar)

Dia 30 de abril (sábado)

16h – Brincando e Pintando no Dragão do Mar / Rebeka Lúcio – “Centopeias” (Arena Dragão do Mar)
16h às 20h – Feira Índice – Feira Literária de Autores e Editoras Independentes (Arena Dragão do Mar)
Itinerância Poética (Arena Dragão do Mar)
17h – Dona Zefinha – “Ch@furdo” (Arena Dragão do Mar)
Festival do Passinho (Poço da Draga)
Bricoleiros – L’intrepido Anamiri (Teatro Dragão do Mar)
Henrique Castro – “Exercício do só” (Teatro Boca Rica)
18h – Oto Gris – Lançamento do disco “Avôa” (José Avelino)
Ananias Gois e o Projeto Kimera [Mostra Porto Iracema das Artes](Anfiteatro Sérgio Motta)
Dança do Coco de Lagoa do Trariri – “No Embalo da Dança do Coco” [Temporada de Arte Cearense] (Espaço Patativa do Assaré)
Sarau do Vaz (Poço da Draga)
Ricardo Guilherme – “Bravíssimo” (Teatro das Marias)
Bruno Gomes – “Um corpo Jogado ao Mar” + Alan Lima – “Perfeitamente Incompleto” +  “kkkk” +       Thalles Luz e Diogo Braga – “Ossuário” [4ª turma do Curso Técnico de Dança] (Teatro Boca Rica)
Sarau aberto da Feira Índice (Arena Dragão do Mar)
19h – Cid – Lançamento do disco “Sobre Asteroides e Outras Coisas” (José Avelino)
Caio Castelo – Lançamento do disco “Dois Olhos” (Praça Almirante Saldanha)
Flor Amorosa – “Elogio à Leveza” (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Cortejo Caravana Cultural (Poço da Draga)
Trovadoras Itinerantes – Coletivo Trovadores Itinerantes (Arena Dragão do Mar)
20h – Casa Maré – Lançamento do EP “Sinestesia” (José Avelino)
Ferreira Junior e Assaré – “Raízes” (Anfiteatro)
Nazirê (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Lorena Nunes – “Homenagem à Tropicalia” (Poço da Draga)
Um Lugar para Explodir [MostraPorto Iracema das Artes] (Teatro Boca Rica)
GIF, GLITCH BIT! [Mostra Porto Iracema das Artes] (Estoril)
21h – Nayra Costa (Lançamento on-line de EP) (Praça Almirante Saldanha)
Abidoral Jamacaru (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Ghetto Roots (Poço da Draga)
Grupo Formosura – “Os Miseráveis” [Mostra Porto Iracema das Artes] (Teatro Dragão do Mar)
Fulô da Aurora – “Cabôco” (Teatro das Marias)
21h30 – Mente Feminina (Praça Verde)
22h – Murmurando CE – “Assovio do Tiê” [Mostra Porto Iracema das Artes] (Anfiteatro Sérgio Motta)
Conexão CGC (Praça Verde)
23h – Bnegão (Praça Verde)
Bixiga 70 (Praça Almirante Saldanha)
DJs Fertinha de Carnaval (Bia, Estácio e Darwin) (Pirata)
DJ Dário Matos (Mambembe)
23h30 – DJ Paulinho Wide Open Mind (Estoril)
00h – Chão da Praça Especial– Transacionais (Pirata)
Pocket Shows: Forria + Boibendi + Eletrofone (Mambembe)
Cortejo Caravana Cultural (Praça Almirante Saldanha até o Estoril)

00h30 – Cambará (Estoril)
01h – Alan Moraes e os Doidos da Asa (Pirata)
DJ Dário Matos (Mambembe)
01h30 – DJ Paulinho Wide Open Mind (Estoril)
02h – DJs Fertinha de Carnaval (Bia, Estácio e Darwin) (Pirata)

Dia 1º de maio (domingo)

16h – Brincando e Pintando no Dragão do Mar (Arena Dragão do Mar)
Coletivo Cena Educativa – “Chapeuzinho Vermelho dos Tempos Modernos” (Arena Dragão do Mar)
16h às 20h – Feira Índice (Arena Dragão do Mar)
Itinerância Poética (Arena Dragão do Mar)
Feira do Fuxico (Arena Dragão do Mar)
17h – Tambores de Safo – “Tambores que Ecoam Contra as Opressões” (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Cia Plural de Artes Cênicas – Encontro Cearense de Malabarismo e Circo Especial dia Mundial do Circo (Espaço Patativa do Assaré)
Cia Catirina – “As Catirinas” (Arena Dragão do Mar)
Cortejo Caravana Cultural (Poço da Draga)
Vila das Artes – “Outro Tango, revisitado” (Teatro Dragão do Mar)
Cia Acaso – Desnorteados – “Uma metáfora possível”. (Teatro das Marias)
UM coletivo SÓ – “Antes só”. (Teatro das Marias)
18h – Elementos Suspeitos (José Avelino)
Trio Herluno (Anfiteatro Sérgio Motta)
DanChá [Mostra Porto Iracema das Artes] (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Grupo Nóis de Teatro – “Todo Camburão tem um Pouco de Navio Negreiro” (Poço da Draga)
Imagens de Teatro – “Perdidos Numa Noite Suja” (Teatro Boca Rica)
Sarau Feira Índice (Arena Dragão do Mar)
18h30 – Ernany RVM – “Na terra preta é que nascem as árvores com os melhores frutos” (José Avelino)
19h – Rapper MH “Frenético” (José Avelino)
David Ávila – “Varanda Mundo” (Praça Almirante Saldanha)
Daniel Medina – “Nós Ao Vivo” (Espaço Rogaciano Leite Filho)
Nigroover – “Ereto” (Poço da Draga)
19h30 – Rapper Consciente (José Avelino)
20h – Hamilton de Holanda Trio (Anfiteatro Sérgio Motta)
Shalon Israel (Poço da Draga)
Breculê (Teatro das Marias)
Outro Grupo de Teatro – “Comer, Querer, Ver” (Teatro Boca Rica)
Marta Aurélia – “ACESA” (Sesc Iracema)
Miguel Cordeiro [Mostra Porto Iracema das Artes] (Espaço Rogaciano Leite Filho)
20h30 – Saulo Duarte e a Unidade (Praça Verde)
21h – Faculdade Mental (Praça Almirante Saldanha)
Inquieta Cia – “PRA FRENTE O PIOR” [Mostra Porto Iracema das Artes] (Teatro Dragão do Mar)
22h – Anelis Assumpção toca Legalize It, de Peter Tosh (Praça Verde)

* Programação sujeita a alterações
** Acesso gratuito sujeito à lotação do espaço

Serviço
Maloca Dragão 2016
Dias: de 28 de abril a 1º de maio
Locais: em espaços diversos do Dragão do Mar e da Praia de Iracema
Gratuito
Mais informações: http://www.dragaodomar.org.br

Redação O POVO Online

Fortaleza recebe Clínica de diagnóstico gratuito para Hepatite C

size_810_16_9_hepatite-doenc3a7a
Francois Nascimbeni/AFP

A Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite (Abph) inaugurou no dia 28 de março, em Fortaleza, uma clínica de atendimento e orientação para pacientes portadores de Hepatite C. A Organização Não Governamental também abriu clínicas em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

A clínica oferece gratuitamente exames de Elastografia hepática transitória (EHT), realizado pelo aparelho Fibroscan. O exame determina o grau fibrose no fígado, que chega a custar R$ 2.500 na rede privada.

Até o momento, 61 pessoas já foram atendidas. A meta é que cerca de 25 pessoas sejam atendidas por período na clínica.

De acordo com o presidente da Associação, Humberto Silva, o objetivo é agilizar o processo de atendimento. “Atender de forma rápida, eficiente e sem burocracia todos os pacientes portadores do vírus da hepatite C, fornecendo um laudo eficaz, condição imprescindível para que o paciente possa buscar atendimento na rede pública e especialmente os medicamentos para sua cura, cujos valores são muito altos”, disse ele.

A Abph também promove a expedição Hepatite Zero, que tem o objetivo de erradicar a hepatite, oferecendo exames e tratamento adequados para os portadores da doença.

Hepatite C no Brasil
A hepatite C é uma doença viral que leva à inflamação do fígado, podendo ser transmitida sexualmente. Segundo dados divulgados pela OMS (Organização Mundial da Saúde), um terço da população mundial tem hepatite e apenas 5% dos portadores estão diagnosticados. No Brasil, estima-se que três milhões de pessoas sejam portadores da doença e ainda não sabem.

Serviço:
Clínica Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite
(85) 3016-1415
Edifício Torres Santos Dumont (Avenida Santos Dumont, 2828 – sala 1401)

Atendimentos:
Segunda-feira:9h às 12h / 13h às 18
Terça-feira: 9h às 13h
sexta-feira: 13h às 18h

Ministério Público e Procon Fortaleza investigam atendimento de planos de saúde

97485600_1452568901
O Procon Fortaleza e o Ministério Público do Estado de Ceará (MP-CE) vão investigar nove empresas de planos de saúde por negar atendimento domiciliar em Fortaleza. O órgão de defesa do consumidor reuniu as operadoras, nesta segunda-feira, 18, para apurar a denúncia – três companhias não compareceram. De acordo com o Procon, recusar o atendimento é descumprir o Código de Defesa do Consumidor (CDC), no artigo 6º.
A diretora do órgão em Fortaleza, Cláudia Santos, afirmou que, ao negar o atendimento, as empresas descumprem o objetivo essencial do contrato de um plano de saúde. “A manutenção da saúde do paciente ou sua recuperação não podem ser negados, mesmo que o atendimento hospitalar seja continuado em sua residência”, esclareceu.
A promotora de Justiça e titular da Quarta Promotoria de Defesa do Consumidor, Nádia Costa Maia, está a frente da investigação pelo MP-CE juntamente com o promotor de Justiça Antonio Carlos Azevedo Costa, titular da Segunda Promotoria de Defesa do Consumidor.
Além de Nádia Costa, participaram da reunião a secretária geral da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB-CE, Catherine Jereissati, o assessor de gabinete do deputado federal Chico Lopes, Edilson Cavalcante, Mara Chagas Pasl e Alexandre Panxis, a chefe de núcleo e o supervisor da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANSS). O deputado estadual George Valentim, que realizou a denúncia ao Procon Fortaleza, também esteve presente.
A domicílio
De acordo com a ANSS, não esta previsto que o atendimento home care seja oferecido como procedimento obrigatório. O serviço também não está de forma expressa nas leis dos planos de saúde. Da mesma forma, o trabalho não está na lista de procedimentos que não devem ser cobertos pelas operadoras.
Os consumidores que necessitem de assistência, incluindo internação, e estejam impossibilidatos de se locomover têm direito ao serviço. Idosos têm proteção do Estatuto do Idoso, seguindo a Lei nº 10.741/03.
O transporte com ambulância deve ser garantido quando o paciente ficar internado em hospital.
Serviço
Consumidores podem registrar reclamações de serviços de planos de saúde por meio do site do Procon Fortaleza, no Atendimento Virtual. Deficientes visuais podem usar a nova ferramenta Procon Acessibilidade para realizar o registro.
Central de Atendimento ao Consumidor – 151
Redação O POVO Online

Azul lança cerca de 70 voos extras para feriadão de Tiradentes

holistik_artigo_workaround_azul

Via Acontece Brasilia

Link: http://acontecebrasilia.com.br/turismo-azul-lanca-cerca-de-70-voos-extras-para-feriadao-de-tiradentes/

Com operações complementares em todas as regiões do Brasil e também exterior, serão mais de seis mil assentos adicionais no fim de abril

No feriadão de Tiradentes, que vai de 21 a 24 de abril, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras terá aproximadamente 70 voos extras em todas as regiões do Brasil e também em Caiena (Guiana Francesa). Ao todo, serão mais de seis mil assentos complementares nas rotas contempladas com as operações adicionais. O período das ligações extras da Azul, no entanto, vai de 20 a 25 de abril, com picos na quarta-feira (20/04) e domingo (24/04).

Os destinos com voos extras no feriadão de Tiradentes são: São Paulo (Campinas e Guarulhos), Belo Horizonte, Rio de Janeiro (Santos Dumont), Recife, Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, Cuiabá, Fortaleza, Natal, Belém, Caiena (Guiana Francesa), João Pessoa, Porto Seguro, Vitória, Uberlândia, Cabo Frio, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Foz do Iguaçu, Navegantes e Aracaju.

“Tradicionalmente ampliamos nossa oferta de voos em períodos de maior procura, caso, sobretudo, de feriados prolongados. Estamos atentos à necessidade de nossos Clientes, que, durante o Tiradentes, poderão voar ainda mais principalmente para o Nordeste, com saídas de São Paulo e Belo Horizonte”, afirma Marcelo Bento, diretor de Planejamento e Alianças da Azul.

Os voos extras serão operados com jatos Embraer 195 (118 assentos), Embraer 190 (106 lugares) e ATR 72-600 (70 lugares).

Para emitir passagens, acesse o site da Azul (www.voeazul.com.br).

Confira, a seguir, detalhes das operações extras da Azul para o feriadão de Tiradentes (horários locais):

 

20 de abril
Origem Saída Destino Chegada
Belém 7h30 Caiena 9h40
Caiena 10h10 Belém 12h30
São Paulo (Campinas) 10h30 Fortaleza 13h45
Belo Horizonte 12h35 Vitória 13h35
Cuiabá 13h50 São José do Rio Preto 17h15
Vitória 14h05 Belo Horizonte 15h05
Fortaleza 14h15 São Paulo (Campinas) 17h30
Belo Horizonte 15h35 Cabo Frio 16h45
Belo Horizonte 15h35 Uberlândia 16h45
Cabo Frio 17h10 Belo Horizonte 18h10
Uberlândia 17h15 Belo Horizonte 18h20
São Paulo (Campinas) 18h00 Florianópolis 19h15
São José do Rio Preto 19h30 Cuiabá 20h55
Florianópolis 19h45 São Paulo (Campinas) 21h00
Navegantes 21h00 São Paulo (Campinas) 22h15
São Paulo (Campinas) 21h55 Foz do Iguaçu 23h35
Belo Horizonte 23h00 Porto Seguro 0h15
São Paulo (Campinas) 23h00 Natal 2h15
São Paulo (Campinas) 23h00 João Pessoa 2h10
São Paulo (Campinas) 23h50 Salvador 2h05

 

21 de abril
Origem Saída Destino Chegada
Natal 2h45 São Paulo (Campinas) 6h05
João Pessoa 2h45 São Paulo (Campinas) 6h00
Salvador 3h00 São Paulo (Campinas) 5h35
Porto Seguro 4h50 Belo Horizonte 6h05
Foz do Iguaçu 6h00 São Paulo (Campinas) 7h25
São Paulo (Campinas) 8h15 Navegantes 9h30
São Paulo (Campinas) 9h30 Porto Seguro 11h20
Porto Seguro 11h50 São Paulo (Campinas) 13h50

 

24 de abril
Origem Saída Destino Chegada
São Paulo (Campinas) 8h00 Foz Do Iguaçu 9h40
Belo Horizonte 8h40 Uberlândia 9h50
Foz do Iguaçu 10h10 São Paulo (Campinas) 11h35
Uberlândia 10h20 Belo Horizonte 11h30
São Paulo (Campinas) 10h30 Porto Seguro 12h20
Rio de Janeiro (Santos Dumont) 12h00 Belo Horizonte 13h05
Porto Seguro 12h50 São Paulo (Campinas) 14h50
Belo Horizonte 13h00 Cabo Frio 14h20
Recife 13h00 Aracaju 14h00
Curitiba 13h30 Porto Alegre 14h45
Belo Horizonte 13h35 Porto Seguro 14h50
Cuiabá 13h50 São José do Rio Preto 17h15
Aracaju 14h30 Recife 15h30
Rio de Janeiro (Santos Dumont) 14h30 São Paulo (Campinas) 15h45
Cabo Frio 14h50 Belo Horizonte 16h10
Porto Alegre 15h15 Curitiba 16h30
Porto Seguro 15h20 Belo Horizonte 16h40
São Paulo (Campinas) 16h15 Rio De Janeiro (Santos Dumont) 17h30
São Paulo (Campinas) 16h20 Ribeirão Preto 17h10
Belo Horizonte 17h10 Rio De Janeiro (Santos Dumont) 18h15
Rio de Janeiro (Santos Dumont) 17h20 Porto Seguro 18h50
Ribeirão Preto 17h40 São Paulo (Campinas) 18h30
Porto Seguro 19h20 Rio de Janeiro (Santos Dumont) 21h10
São José do Rio Preto 19h30 Cuiabá 20h55
São Paulo (Guarulhos) 20h05 Recife 23h05
São Paulo (Campinas) 20h35 Florianópolis 21h50
Florianópolis 22h20 São Paulo (Campinas) 23h35
São Paulo (Campinas) 23h00 Recife 2h00
São Paulo (Campinas) 23h50 Salvador 2h05

 

 

25 de abril
Origem Saída Destino Chegada
São Paulo (Campinas) 0h05 Recife 3h05
Belo Horizonte 0h20 Recife 2h52
Recife 2h15 São Paulo (Guarulhos) 5h35
Recife 2h30 São Paulo (Campinas) 5h45
Salvador 3h00 São Paulo (Campinas) 5h35
Recife 3h22 Belo Horizonte 5h54
Recife 4h10 São Paulo (Campinas) 7h10

ESCAPE: ATRAÇÃO ESTILO DETETIVE CHEGA EM SÃO PAULO, RIO DE JANEIRO E FORTALEZA

120216-a-atracao-reune-um-grupo-de-4-a-8-pessoa-660x0-1

Nada de museus, parques de diversões ou bares e restaurantes novos! A moda agora é brincar de detetive. O Escape 60,um jogo para desvendar enigmas super real, foi lançado no Brasil no fim de 2015 e já conta com filiais em São Paulo, Rio e Fortaleza.

Importado da Ásia, a atração reúne um grupo de 4 a 8 pessoas para solucionar enigmas em apenas 60 minutos. Os jogos acontecem em salas super assustadoras, cheias de mistério, com objetos e móveis que te ajudam, ou atrapalham, na hora de solucionar o crime!

Trabalhar em equipe é essencial para sair de lá com vida e com o crime escolhido solucionado! É preciso ter cabeça fria e controle emocional para organizar as pistas, resolvê-las e decidir qual a próxima que o grupo irá focar. Calma, se você estiver perdido pode pedir a ajuda dos universitários! É possível pedir dicas para câmeras espalhadas em cada fase do jogo! A equipe do Escape 60 fica lá vigiando tudo!

O mais legal é que você pode escolher qual enigma desvendar e quem deseja salvar em uma hora! As salas temáticas são baseadas em filmes e jogos, como Assassin’s Creed e Goosebumps. Você pode salvar sua cidade de um cientista maluco, precisar fugir do corredor da morte e até ser investigador de um crime. Demais, né?

Sucesso em cidades como Nova York, Paris, Londres e Roma, o modelo de entretenimento agora aterriza do Brasil, sendo que o de Fortaleza, é o mais recente, mas o jogo faz tanto sucesso, que já conta com mais de uma filial nas capitais do sudeste! Para saber mais sobre a atração, visite o site!

Via http://www.pureviagem.com.br/noticia/escape-atracao-estilo-detetive-chega-em-sao-paulo-rio-de-janeiro-e-fortaleza_a17091/1

Fortaleza está nos planos do Facebook

pirambu
Grande Pirambu, Fortaleza-CE

Por Andreh Jonathas, via O Povo

As favelas em Fortaleza estão no radar do Facebook para desenvolver negócios locais e estimular o empreendedorismo. Desde março de 2015, a rede social realiza projetos de capacitação e uso das ferramentas tecnológicas da empresa na favela de Heliópolis, em São Paulo. Em seguida, foi à favela da Rocinha, no Rio. Norte e Nordeste estão nos planos.

São 12 milhões de pessoas em favela no Brasil e US$ 19 bilhões em consumo anual. Duas em cada 10 pessoas nas favelas querem empreender. É um filão de oportunidade de negócios para as redes sociais.

As informações são da diretora de Empreendedorismo do Facebook no Brasil, Camila Fusco, que falou com exclusividade ao O POVO, por telefone. Neste sábado pela manhã, o Facebook realizou o evento chamado Impulsione seu Negócio, na Fábrica de Negócios, em Fortaleza.

O POVO – Como surgiu o interesse do Facebook por favelas no Brasil?

Camila Fusco – Em 2014, a gente tinha parceria com o Sebrae (Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e participava da Feira do Empreendedor deles. Alguns empreendedores da Favela da Rocinha nos procuraram, porque tinham interesse em continuar a tecnologia do Facebook, que eles já usavam, mas pra impulsionar negócios.

OP – A demanda era macro?

Camila – Fomos atrás de números e dados e saber como estava o empreendedorismo nas favelas. Em março de 2015, começamos na favela de Heliópolis em São Paulo. Foi o primeiro projeto do Facebook em comunidades. Lá são 200 mil pessoas e 5 mil pequenos comércios. O que eles não tinham era o conhecimento de como usar o Facebook para fazer negócios. Como a gente consegue fazer para chegar a esses empreendedores? Fomos capacitar esse pequeno empresário para usar a tecnologia para o seu negócio. Era necessário fazer parcerias com outras instituições complementares referentes ao empreendedorismo. Criamos uma grade de aula, com 15 computadores, onde o Facebook mostra o uso da ferramenta.

OP – Com quem foram as parcerias?

Camila – A gente fez uma parceria com a Cufa (Central Única das Favelas) e Instituto Data Popular para dar um próximo passo. Em setembro do ano passado, decidimos levar também para o Rio de Janeiro essa capacitação. São 12 milhões de pessoas em favelas no Brasil. Duas em cada 10 pessoas nas favelas querem empreender. Criamos outro laboratório, em parceria com a Faculdade Estácio, inclusive. Todo sábado tem aula no laboratório sobre o Facebook Seu Negócio, Facebook pra Você e um módulo de empreendedorismo. Criamos a Facebook Kombi, onde é colocada a equipe, computadores e vamos às favelas dando minipalestras.

OP – Onde entra o Ceará e Fortaleza nos interesses do Facebook?

Camila – O próximo passo é mapear o Brasil para levar esse projeto a outros lugares. Norte e Nordeste estão nos nossos radares, sim. A ideia é continuar conversando com eles (a Cufa) para saber como fazer essa escalada. A ideia é levar essa capacitação também a outros lugares, dentro das favelas, para usar a tecnologia em favor deles. Não temos ainda parcerias fechadas. Vamos estudar ao longo dos próximos meses, para onde vamos levar esse projeto de capacitação. Ceará é um estado muito empreendedor. O número de Micro Empreendedores Individuais (MEI) em Fortaleza cresceu 20% em 2015. Estão usando a ferramenta de forma muito criativa. Usam vídeo, usam página. Estão acostumados para fim pessoal. Agora, começam a usar cada vez mais. O Facebook é uma das ferramentas potentes para gerar novas empresas.

 

UFC realiza matrículas para o curso de espanhol em Fortaleza

ufc3
As aulas vão acontecer no bloco do curso de Letras (Foto: UFC/Divulgação)

O Departamento de Letras Estrangeiras da Universidade Federal do Ceará (UFC) realiza matrículas, no período de 18 a 20 de abril, para o curso de extensão Espanhol para Iniciantes (Módulo A1). São ofertadas 35 vagas para a formação, gratuita e voltada para jovens e adultos da comunidade em geral, com ensino fundamental concluído.

As matrículas serão realizadas, por ordem de chegada, na secretaria do Departamento de Letras Estrangeiras (área 1 do Centro de Humanidades, Campus do Benfica), nos dias informados, das 14h às 20h, até o preenchimento das vagas. Os interessados devem apresentar original e cópia da declaração ou do certificado de conclusão do ensino fundamental.

As aulas, que vão acontecer às segundas e quartas-feiras, das 18h30min às 20h, no bloco didático do Curso de Letras, terão início dia 25 de abril.

(G1 Ceará)

Os Panama Papers e a corrupção legalizada, por Slavoj Zizek

o-que-a-globo-nao-divulgou-no-caso-panama-papers1

Do blog da Boitempo

Žižek: Os Panama Papers e a corrupção legalizada

Ou, “Por que o cachorro lambe suas bolas?”

Por Slavoj Žižek.

A única coisa verdadeiramente surpreendente do episódio dos “Panama Papers” é que sua revelação não trouxe nada de surpreendente: não aprendemos exatamente o que esperávamos aprender? Mas, é claro, uma coisa é saber de forma geral, outra é ter dados concretos do que se passava. É um pouco como descobrir que seu parceiro sexual está pulando a cerca – pode-se até aceitar o conhecimento abstrato do caso, mas a dor surge quando descobrimos os detalhes picantes, quando vemos as fotos do que estavam fazendo… então agora, com os Panama Papers, nos revelaram algumas das fotos obscenas da pornografia financeira, e não podemos mais fingir que não sabemos.

Em 1843, o jovem Marx já alegava que o ancien regime alemão “supõe apenas que acredita em si e pede a todo mundo para compartilhar a sua ilusão.” (Crítica da filosofia do direito de Hegel, p.148) Em uma situação como essa, envergonhar quem está no poder se torna uma arma – ou, nas palavras de Marx: “A pressão deve ainda tornar-se mais premente pelo fato de se despertar a consciência dela e a ignomínia tem ainda de tornar-se mais ignominiosa pelo fato de ser trazida à luz pública”. (p.148). E essa é exatamente nossa situação hoje: estamos diante do desavergonhado cinismo da atual ordem global cujos agentes apenas supõem que acreditam nas suas próprias ideias de democracia, direitos humanos, etc., e através de ações como as do WikiLeaks e revelações como os Panama Papers, a vergonha (nossa vergonha de ter tolerado tal opressão sobre nós) torna-se ainda mais vergonhosa ao ser publicizada.

Uma breve passada de olhos pelos documentos dos Panama Papers revela dois elementos sobressalientes, um positivo e outro negativo. O positivo é a amplamente abarcadora solidariedade dos participantes: no mundo das sombras do capital global, todos são irmãos, o mundo desenvolvido ocidental está lá, incluindo os incorruptíveis escandinavos, de mãos dadas com Putin e o Presidente Chinês Xi, Irã e a Coreia do Norte também estão lá, mulçumanos e judeus trocando olhares amigáveis – é um verdadeiro reino de multiculturalismo onde todos são iguais e todos são diferentes. O negativo: a dura ausência dos EUA, que dá certo respaldo às alegações Russas e Chinesas de que haviam interesses políticos particulares envolvidos na investigação.

Então, o que fazer com todos esses dados? Há uma piada clássica sobre um marido que retorna à sua casa mais cedo do que o esperado e se depara com a esposa na cama com outro homem. Surpresa, a mulher pergunta: “O que aconteceu? Você me disse que estaria em casa só daqui a três horas!” O marido explode de volta: “Fala sério, o que você está fazendo na cama com esse cara?!” A esposa responde calmamente: “Não mude de assunto, primeiro responda minha pergunta.” Será que algo semelhante não está acontecendo com as reações aos Panama Papers? A primeira (e hegemônica) é a explosão de raiva moralista: “Horrível, quanta ganância e desonestidade há nas pessoas, onde estão os valores básicos da nossa sociedade?” O que devemos fazer é mudar o tópico imediatamente da moralidade ao nosso sistema econômico: políticos, banqueiros e empresários sempre foram “gananciosos”, então o que acontece com nosso sistema econômico e judicial que os permitiu levar a cabo sua ganância neste nível.

Desde o colapso financeiro de 2008, figuras públicas do Papa para baixo nos bombardeiam com injunções para combatermos a cultura da ganância e do consumo excessivos – esse deplorável espetáculo de moralização barata tem a forma de uma clássica operação ideológica: a compulsão de expansão inscrita no próprio sistema é traduzida como pecado individual, em propensão psicológica pessoal, ou, nas palavras de um dos teólogos próximos ao Papa: “A atual crise não é uma crise do capitalismo, mas uma crise de moralidade”. Até alguns setores da esquerda têm seguido essa linha. Não falta “anti-capitalismo” hoje: os protestos Occupy! explodiram alguns anos atrás, e estamos ainda testemunhando uma profusão de críticas aos horrores do capitalismo: livros, investigações jornalísticas mais aprofundadas e matérias televisivas sobre corporações poluindo descaradamente nosso meio-ambiente, sobre banqueiros corruptos que continuam a receber gratificações generosos enquanto seus bancos precisam ser salvos por dinheiro público, de casos de trabalho escravo infantil, e por aí vai…

Há, no entanto, um porém a essa profusão de críticas: o que, via de regra, jamais é questionado nessas críticas, por mais forte que possa parecer, é o próprio quadro liberal-democrático de combater esses excessos. O objetivo (explícito ou implícito) é o de democratizar o capitalismo, de estender o controle democrático à economia através da pressão da mídia pública, de inquisições parlamentares, leis mais duras, investigações policiais honestas… mas o sistema como tal em sua totalidade não é questionado, e seu quadro institucional jurídico permanece a vaca sagrada que mesmo as formas mais radicais de “anti-capitalismo ético” como o movimento Occupy!, o Fórum de Porto Alegre, o movimento de Seattle, não tocam.

O erro a ser evitado aqui é melhor exemplificado por uma anedota (apócrifa, talvez) do economista John Galbraith, um keynesiano de esquerda: antes de uma viagem à URSS no final da década de 1950, ele escreveu a seu amigo anti-comunista Sidney Hook: “Não se preocupe, não serei seduzido pelos russos e voltar pra casa alegando que eles atingiram o socialismo!” Ao que Hook respondeu prontamente: “Mas é exatamente isso que me preocupa – que você voltará dizendo que a URSS não é socialista!” O que preocupava seu interlocutor anti-comunista era a defesa ingênua da pureza do conceito: se as coisas derem completamente errado na construção de uma sociedade socialista, isso não invalida a ideia em si, só significa que não a implementamos adequadamente… Não detectamos a mesma ingenuidade nos fundamentalistas do livre-mercado de hoje?

Quando, durante um debate televisivo na França alguns anos atrás, Guy Sorman alegou que a democracia e o capitalismo necessariamente andam de mãos dadas, não pude resistir fazer a óbvia provocação: “Mas e a China hoje?” Ao que ele rebateu imediatamente: “Na China não há capitalismo!” Para um apologeta fanático do capitalismo como Sorman, se um país não é democrático, isso simplesmente significa que ele não é verdadeiramente capitalista, mas pratica uma versão deturpada de capitalismo, da exata maneira que para um comunista democrático, o stalinismo simplesmente não era uma forma autêntica de comunismo. “Minha noiva nunca se atrasa para nenhum compromisso, porque assim que ela o fizer, deixará de ser minha noiva!” É assim que os apologetas do livre mercado hoje, em uma forma inaudita de apropriação ideológica, explicam a crise de 2008: não foi a falência do livre mercado que a causou, mas a excessiva regulação estatal, isto é, o fato de que nossa economia de mercado nunca foi uma verdadeira economia de mercado, que ainda estava nas garras de algum resquício do Welfare State… A lição dos Panama Papers é justamente que este não é o caso: a corrupção não é um desvio do sistema capitalista global, ela é parte de seu funcionamento básico.

A realidade que emerge dos Panama Papers é uma de divisão de classes, pura e simples. Eles demonstram como uma casta de ricos vive em um mundo separado em que regras diferentes se aplicam, em que o sistema legal e a autoridade policial são intensamente torcidos e não apenas protegem os ricos, mas estão prontos a sistematicamente moldar a lei para acomodá-los. A piada cruel em Ser ou não ser, de Lubitch, cai como uma luva aqui: quando questionado sobre os campos de concentração na Polônia ocupada, o oficial nazista encarregado, “Erhard campo-de-concentração”, rebate: “Nós apenas fazemos a concentração, são os poloneses que acampam.” E o mesmo não vale para a falência da Enron em janeiro de 2002, que pode ser interpretada como uma espécie de comentário irônico sobre a noção de sociedade de risco? Milhares de funcionários que perderam seus trabalhos e economias estavam certamente expostos a um risco, mas sem uma verdadeira escolha – o risco apareceu a eles como fé cega. Por outro lado, aqueles que efetivamente tinham um vislumbre sobre os riscos e uma possibilidade de intervir na situação (a alta gerência), minimizaram seus riscos ao venderem suas ações antes da falência ser declarada – então é verdade sim que vivemos em uma sociedade de escolhas arriscadas, só que há aqueles (a alta gerência de Wall Street) que escolhem, e aqueles (as pessoas comuns pagando suas hipotecas) que assumem os riscos…

Há já muitas reações da direita liberal aos Panama Papers que jogam a culpa nos excessos de nosso Welfare State (ou o que restou dele): afinal, como há tantos impostos, não é de surpreender que os proprietários tentem deslocar seus recursos financeiros para lugares com menos taxação, uma “planejamento tributário” que em última instância não chega a ser ilegal… Por mais ridícula que essa desculpa possa parecer (afinal, o que os Panama Papers revelam são transações que de fato ferem a lei), esse argumento tem algo de verdadeiro. Dois pontos que merecem ser destacados nesse raciocínio. Primeiro, a linha que separa as transações legais das ilegais está ficando cada vez mais esfumaçada, e muitas vezes se reduz a uma mera questão de interpretação. Em segundo lugar, os sujeitos que deslocaram seu dinheiro para contas offshore e paraísos fiscais não aparecem mais como monstros gananciosos, mas sim como meros indivíduos que simplesmente agem como sujeitos racionais na busca de salvaguardar suas posses. No capitalismo, não se pode jogar fora a água suja da especulação financeira e guardar o bebê saudável da verdadeira economia: a água suja é o próprio aporte vital do bebê. E não devemos ter medo de ir às últimas consequências aqui: o sistema legal capitalista global em si é, em sua dimensão mais fundamental, corrupção legalizada. A questão de onde começa o crime (quais operações financeiras são de fato ilegais ou não) não é portanto uma questão legal, mas uma questão eminentemente política – é uma questão de disputa de poder.

Então por que é que milhares de empresários e políticos fizeram aquilo que está documentado nos Panama Papers? A resposta é a mesma que a do velho chiste de mal gosto: por que é que os cachorros lambem suas bolas (e nós, homens comuns não)? Porque eles podem.

* Artigo enviado pelo autor diretamente ao Blog da Boitempo. A tradução é de Artur Renzo.

***

Slavoj Žižek nasceu na cidade de Liubliana, Eslovênia, em 1949. É filósofo, psicanalista e um dos principais teóricos contemporâneos. Transita por diversas áreas do conhecimento e, sob influência principalmente de Karl Marx e Jacques Lacan, efetua uma inovadora crítica cultural e política da pós-modernidade. Professor da European Graduate School e do Instituto de Sociologia da Universidade de Liubliana, Žižek preside a Society for Theoretical Psychoanalysis, de Liubliana, e é um dos diretores do centro de humanidades da University of London. Dele, a Boitempo publicouBem-vindo ao deserto do Real! (2003), Às portas da revolução (escritos de Lenin de 1917) (2005), A visão em paralaxe (2008), Lacrimae rerum (2009), Em defesa das causas perdidasPrimeiro como tragédia, depois como farsa (ambos de 2011), Vivendo no fim dos tempos (2012), O ano em que sonhamos perigosamente (2012), Menos que nada (2013), Violência (2014) e o mais recente O absoluto frágil (2015). Colabora com o Blog da Boitempo esporadicamente.

Lava-Jato acaba no dia seguinte ao impeachment, por Jeferson Miola

lava-jato-eduardo-cunha

Da Carta Maior

Cunha conduzir o impeachment é mais que metáfora; é sinal do Brasil na podridão

Por Jeferson Miola

A Lava-Jato acaba no dia seguinte ao impeachment. Esta é a moeda de troca: criminosos se livram de processos se depuserem uma Presidente inocente

O impeachment da Presidente Dilma, sobre quem não existe nenhuma acusação por crime de responsabilidade, é um golpe contra a democracia igual àquele dado pela Globo e os fascistas em 64. É um golpe contra o Estado Democrático de Direito, contra a Constituição. E, se consumado, vai abrir uma chaga na história do Brasil que jamais vai cicatrizar.

A estratégia do impeachment foi assentada já em 27 de outubro de 2014, dia seguinte ao sufrágio de 54.501.118 brasileiros/as que entregaram a Dilma o mandato para ser cumprido até 31 de dezembro de 2018.

Inconformados com o resultado das urnas, os golpistas do PMDB, PSDB, DEM, PPS, PTB adaptaram o mantra udenista do “corvo” Carlos Lacerda à realidade atual: Dilma, uma vez eleita, não poderia assumir; caso assumisse, não poderia governar; e, caso tentasse governar, deveria ser sabotada até ser deposta do cargo.

Executaram o plano dentro do figurino udenista com a ajuda do condomínio jurídico-midiático-policial, que congrega atores no Judiciário, no MP, na PF e a mídia. Este condomínio exerce forte dominância na cena pública com um dispositivo amedrontador de poder, que é a Lava- Jato.

Dilma cometeu erros, é verdade. Mas nem o pior dos erros, que foi o de confiar na aliança com o PMDB sob a batuta do chefe da conspiração Michel Temer, se enquadra naqueles crimes que a Constituição autoriza para se poder instalar o impeachment.

Os crimes “congênitos” de Dilma são outros: ela é mulher, não transige com a corrupção, luta e resiste pelo seu povo, é do PT, e simboliza o projeto de desenvolvimento com igualdade iniciado por Lula em 2003; projeto que desfigurou para sempre a fisionomia excludente daquele Brasil medieval no qual só cabiam os 3% brancos, ricos e sulistas.

Dilma não cometeu crimes. O impeachment está previsto na Constituição não para punir erros, mas para punir crimes. Os erros governamentais são punidos pelas urnas ao final do mandato do governante, pelo escrutínio popular que avalia o desempenho do governo. Os crimes de responsabilidade, caso de fato existam, devem ser julgados e punidos através do processo de impeachment.

Romper com uma governante porque não se gosta dela até pode ser um critério válido em namoricos juvenis [e na fantasia de vices “decorativos”], mas jamais pode ser aplicado para uma detentora de mandato popular. A violência em curso não é apenas contra a pessoa da Dilma Rousseff, mas contra as 54.501.118 pessoas que a elegeram – e é óbvio que este contingente humano não ficará passivo diante de monumental agressão.

Não parece estranho que um gangster corrupto como o multi-réu Eduardo Cunha, apesar dos incontáveis processos criminais a que responde no MPF e no STF, dê as cartas no tabuleiro do golpe, enquanto a Presidente Dilma, sem nenhuma mancha na sua biografia, seja uma vítima inocente conduzida ao cadafalso com a cumplicidade – ou negligência – dos mesmos MP e STF?

Observa a ironia: o chefe do Ministério Público e o notório juiz tucano no STF seqüestram o direito constitucional da Presidente para nomear Lula para a Casa Civil; mas, por outro lado, deixam Cunha firme no cargo e cegam em relação aos absurdos “desvios de poder” cometidos por ele, que usou o impeachment como arma de vingança pessoal contra Dilma.

Cunha só continua vivo e firme porque é útil para a conspiração. Ele aceita sujar as mãos com o sangue da Dilma para deixar Michel Temer imaculado. Em troca disso, ganha a promessa do sol de cada dia fora da penitenciária – Cunha recebeu a promessa de impunidade justamente daqueles que deveriam prendê-lo imediatamente.

Estes são tempos de experimentos fascistas, de partidarização do Estado, de origem de um Estado policial e judicial, aparelhado para aniquilar desafetos, adversários e inimigos ideológicos. Na Alemanha dos anos 1920/1930, isso começou com a fixação de estrelas de David nas residências dos judeus, para facilitar a caça, a localização e a eliminação deles.

Cunha definiu a liturgia do golpe: será célere e com votação por ordem regional e não alfabética – por esse critério, ironicamente o primeiro voto será de um réu-deputado do PP/RS que recebeu propina da corrupção na Petrobrás.

Ele também decidiu que a sessão será um espetáculo big brother da Globo. E, para coroar o caráter deexceção do julgamento, será num domingo! A Globo, embalada por este espírito de exceção, combinou com a CBF a antecipação da rodada de futebol em todo o país para a tarde de sábado, e dedicará a grade de programação exclusivamente para a transmissão da tentativa de golpe.

Não é necessário ser vidente para adivinhar que a Lava-Jato acaba no dia seguinte ao impeachment. Esta é a moeda de troca: criminosos se livram de processos criminais se depuserem uma Presidente inocente – mais da metade dos deputados desse tribunal de exceção responde por todo tipo de crime: corrupção, improbidade, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, sonegação fiscal, fraude, estelionato etc, e até homicídio.

A corrupção, magicamente, terá acabado, e então Cunha, Temer, Padilha, Moreira Franco, Maluf, Aécio, FHC, Serra, Bolsonaro e caterva ocuparão o altar reservado às santidades que sempre se locupletaram com as riquezas dessa imensa nação chamada Brasil.

Cunha não reúne as condições de presidir a sessão de julgamento do impeachment, e todos os deputados investigados por crimes não possuem a legitimidade e a moral para julgarem Dilma.

Os democratas do Brasil e as pessoas com um mínimo de bom senso – inclusive aquelas fervorosamente dedicadas à causa golpista, mas que ainda conservam um mínimo de racionalidade – não podemos aceitar que este personagem deplorável, na companhia de inúmeros réus-deputados, presida o julgamento de uma Presidente inocente, digna, íntegra.

Se isso acontecer, será um claro sinal de ingresso do Brasil numa etapa do vale-tudo, do desrespeito às Leis, à Constituição e à moralidade; do absurdo desmedido. Se vale Cunha presidir o julgamento da Presidente Dilma, muitas outras bandalheiras e muitas outras arbitrariedades também passarão a ser validadas e aceitas. Os golpistas devem saber que estão conduzindo o Brasil ao reino da podridão.

Facebook: um mapa das redes de ódio

140311-ultraconservadores-e1394555442101

Por Patrícia Cornils

Pesquisa vasculha território obscuro da internet: as comunidades que clamam por violência policial, linchamentos, mortes dos “esquerdistas” e novo golpe militar

Por Patrícia Cornils, entrevistando Fábio Malini | Imagem: Vitor Teixeira

No dia 5 de março o Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura (Labic), da Universidade Federal do Espírito Santo, publicou um mapa de redes de admiradores das Polícias Militares no Facebook. São páginas dedicadas a defender o uso de violência contra o que chamam de “bandidos”, “vagabundos”, “assaltantes”, fazer apologia a linchamentos e ao assassinato, defender policiais, publicar fotos de pessoas “justiçadas” ou mortas violentamente, vender equipamentos bélicos e combater os direitos humanos.

Para centenas de milhares de seguidores dessas páginas, a violência é a única mediadora das relações sociais, a paz só existe se a sociedade se armar e fizer justiça com as próprias mãos, a obediência seria o valor supremo da democracia. Dentro dessa lógica, a relação com os movimentos populares só poderia ser feita através da força policial. Qualquer ato que escape à ordem ou qualquer luta por direitos é lido como um desacato à sociedade disciplinada. Um exemplo: no sábado, dia 8 de março, a página “Faca na Caveira” publicou um texto sobre o Dia Internacional das Mulheres no qual manda as feministas “se foderem”. Em uma hora, recebeu 300 likes. Até a tarde de domingo, 1473 pessoas haviam curtido o texto.

Abaixo o professor Fábio Malini explica como fez a pesquisa e analisa o discurso compartilhado por esses internautas. “O que estamos vendo é só a cultura do medo midiático passando a ter os seus próprios veículos”, diz ele. Explore as redes neste link.

Como você chegou a esse desenho das redes? O que ele representa?

É um procedimento simples em termos de pesquisa. O pesquisador cria uma fanpage no Facebook e passa a dar “like” num conjunto de fanpages ligada à propagação da violência. Em seguida, usamos uma ferramenta que identifica quais os sites que essas fanpages curtem. E, entre elas, quais estão conectadas entre si. Se há conexão entre uma página com outra, haverá uma linha. Se “Faca na Caveira” curte “Fardado e Armados˜há um laço, uma linha que as interliga. Quando fazemos isso para todas as fanpages, conseguimos identificar quais são as fanpages da violência (bolinhas, nós) mais conectadas e populares. Isso gera um grafo, que é uma representação gráfica de uma rede interativa. Quanto maior é o nó, mais seguida é a página para aquela turma. No grafo, “Polícia Unida Jamais será vencida” é a página mais seguida pela rede. Não significa que ela tem mais fãs. Significa que ela é mais relevante para essa rede da violência. Mas a ferramenta de análise me permite ver mais: quem são as páginas mais populares no Facebook, o que elas publicam, o universo vocabular dos comentários, a tipologia de imagens que circula etc.

O que você queria ver quando pesquisou esse tema? E o que achou de mais interessante?

Pesquisei durante apenas uma semana para testar o método de extração de dados. Descobri que o Labic, laboratório que coordeno, pode ajudar na construção da cultura de paz nesse país, desvelando os ditos dessas redes, que estão aí, lotadas de fãs e públicas no Facebook. Assustei-me em saber a ecologia midiática da repressão no Facebook, em função da agenda que esses sites estabelecem.

Primeiro há um horror ao pensamento de esquerda no país. Isso aparece com inúmeros textos e imagens que satirizam qualquer política de direitos humanos ou ligadas aos movimentos sociais. Essas páginas funcionam como revides à popularização de temas como a desmilitarização da Polícia Militar ou textos de valorização dos direitos humanos. Atualmente, muitas dessas páginas se articulam em função da “Marcha pela Intervenção Militar”. Um de seus maiores ídolos é o deputado Jair Bolsonaro.

Após os protestos no Brasil, a estrutura de atenção dos veículos de comunicação de massa se pulverizou, muito tráfego da televisão está escoando para a internet, o que faz a internet brasileira se tornar ainda mais “multicanal”, com a valorização de experiências como Mídia Ninja, Rio na Rua, A Nova Democracia, Outras Palavras, Revista Fórum, Anonymous, Black Blocs. São páginas muito populares. Mas não estão sozinhas. Há uma guerra em rede. E o pensamento do “bandido bom, bandido morto” hoje se conformou em votos. Esse pensamento foi capaz de construir redes sociais em torno dele.

A despolitização, a corrupção, os abusos de poder, a impunidade, estão na raiz da força alcançada por essas redes da violência e da justiça com as próprias mãos. E não tenho dúvida: essas redes, fortes, vão conseguir ampliar seu lastro eleitoral. Vão ajudar na eleição de vários políticos “linha dura”. Em parte, o crescimento dessas redes se explica também em função de forças da esquerda que passaram a criminalizar os movimentos de rua e ficaram omissas a um conjunto de violações de direitos humanos. O silêncio, nas redes, é resignação. O que estamos vendo é só a cultura do medo midiática passando a ter os seus próprios veículos de comunicação na rede.

Você escreveu que “é bom conhecer e começar a minerar todos os conteúdos que são publicadas nelas.” Por que?

Porque é preciso compreender a política dessas redes e seus temas prioritários. Instituir um debate por lá e não apenas ficar no nosso mundo. É preciso dialogar afirmando que uma sociedade justa é a que produz a paz, e não uma sociedade que só obedece ordens. Estamos numa fase de mídia em que se calar para não dar mais “ibope” é uma estratégia que não funciona. É a fala franca, o dito corajoso, que é capaz de alterar (ou pelo menos chacoalhar) o discurso repressor.

É interessante, ao coletarmos e minerarmos os dados, notar que muitas dessas páginas articulam um discurso de Ode à Repressão com um outro pensamento: o religioso, cujo Deus perdoa os justiceiros. Isso se explica porque ambos são pensamentos em que o dogma, a obediência, constituem valores amplamente difundidos. Para essas redes, a defesa moral de uma paz, de um cuidado de si, viria da capacidade de os indivíduos manterem o estado das coisas sem qualquer questionamento, qualquer desobediência.

No lugar da Política enfrentar essas redes, para torná-las minoritárias e rechaçadas, o que vemos? Governantes que passam a construir seus discursos e práticas em função dessa cultura militarizada, dando vazão a projetos que associam movimentos sociais a terrorismo. Daí há uma inversão de valores: a obediência torna-se o valor supremo de uma democracia. E a política acaba constituindo-se naquilo que vemos nas ruas: o único agente do Estado em relação com os movimentos é a polícia.

O grafo mostra as relações entre os diversos nós dessa rede. Mas e se a gente quiser saber o que essas redes conversam? As PMs estão no centro de vários debates importantes hoje: o tema da desmilitarização. A repressão às manifestações. O assassinato de jovens pobres, pretos, periféricos. Esses nós conversam sobre essas coisas? Em que termos?

Sim, esses nós se republicam. Tal como páginas ativistas se republicam, tais como páginas de esporte se republicam. Todo ente na internet está constituindo numa rede para formar uma perspectiva comum. As ferramentas para coletar essas informaçoes públicas estão muito simplificadas e na mão de todos. Na tenho dúvida que as abordagens científicas das Humanidades serão cada vez mais centrais, pois a partir de agora o campo das Humanidades lidará com milhões de dados. É uma nova natureza que estamos vendo emergir com a circulação de tantos textos, imagens, comportamentos etc.

Você escreveu que “os posts das páginas, em geral, demonstram o processo de construção da identidade policial embasada no conceito de segurança, em que a paz se alcança não mediante a justiça, mas mediante a ordem, a louvação de armamentos e a morte do outro.” Pode dar exemplos de como isso aparece? E por que isso é grave? Afinal, na visão dos defensores e admiradores da polícia, as posições que defendem dariam mais “paz” à sociedade.

Sábado, 8 de março, foi o Dia Internacional da Mulher. Uma das páginas, a Faca na Caveira, deu parabéns às mulheres guerreiras. Mas mandaram as feministas se foderem. O post teve 300 likes em menos de meia hora e na tarde de domingo tinha 1473 likes. A paz só será alcançada com ordem e obediência, dizem. No fundo, essas redes revelam-se como repressoras de qualquer subjetividade inventiva. Por isso, são homofóbicas e profundamente etnocêntricas de classes. É uma espécie de decalque do que pensa a classe média conectada no Brasil, que postula que boné de “aba reta” em shopping é coisa da bandidagem.

Em Vitória, onde resido, em dezembro de 2013, centenas de jovens que curtiam uma roda de funk nas proximidade de um shopping tiveram que entrar nesse recinto para fugir da repressão da polícia, que criminaliza essa cultura musical. Imediatamente foi um “corre-corre” no centro comercial. Os jovens foram todos colocados sentados, sem camisa, no centro da Praça de Alimentação. Em seguida, foram expulsos em fila indiana pela polícia, sob os aplausos da população. Depois, ao se investigar o fato, nenhum deles tinha qualquer indício de estar cometendo crime. Essa cultura do aplauso está na rede e é forte. É um ódio à invenção, à diferença, à multiplicidade. É por isso que a morte é o elemento subjetivo que comove essa rede. Mostrar possíveis criminosos mortos, no chão, com face, tórax ou qualquer outro parte do corpo destruída pelos tiros, é um modo de reforçar a negação da vida.

Essas redes conversam com outras redes não dedicadas especificamente à questão das PMs? Vi, por exemplo, que tem um “Dilma Rousseff Não”, um “Caos na Saúde Pública” e um “Movimento Contra Corrupção”. Que ligações as pessoas ali estabelecem entre esses temas?

Sim, são páginas que se colocam no campo da direita mais reacionária do país. Mas isso também é um índice da transmutação do conservadorismo no Brasil. Infelizmente, o controle da corrupção se tornou um fracasso. Essa condição fracassada alimenta a despolitização. E a despolitização é o combustível para essas páginas. Mas a despolitização não é apenas um processo produzidos pelos “repressores”, mas por sucessivos governos mergulhados em escândalos e que são tecidos por relações políticas absolutamente cínicas em nome de alguma governabilidade.

Chuva de meteoros vai iluminar o céu do Ceará nos dias 22 e 23 de abril

8568732002_4d1e9dcb9b_o
Na madrugada dos próximos dias 22 e 23 de abril umachuva de meteorosvai iluminar o ceú do Ceará. Conhecidas como Lírida, as pedras fazem parte apenas de um dos fenômenos astronômicos que ocorrem durante o ano. Na próxima segunda-feira, 18, o planeta Mercúrio, por exemplo, estará com a visibilidade aguçada após o pôr do sol.
De acordo com o astrônomo e diretor do Planetário Rubens de Azevedo, Dermeval Carneiro, a Terra sempre encontra nuvens de pedras em sua trajetória em torno do Sol. “Cada mês a Terra encontra uma região de pedras, que são atraídas e se chocam com a atmosfera. Com o choque, o atrito com a atmosfera gera calor e faz aquele rastro brilhante no céu”, explica. “As pessoas chamam esse brilho de estrela cadente”.
Para observar a chuva, porém, é preciso estar em localidades pouco luminosas. Em Fortaleza, por exemplo, é mais difícil acompanhar os meteoros por conta da poluição luminosa. O “observatório” mais indicado são regiões mais afastadas da Capital, preferencialmente em sítios e fazendas.
As pedras são pequenas e não oferecem riscos a região urbana. “Há a possibilidade (de cair em centros urbanos), mas como 2/3 da Terra é água e maior parte das regiões não é urbanizada, a maioria das pedras cai no mar”, diz o astrônomo.
“É um belo espetáculo para se assistir. A maioria queima na atmosfera e cai só o pó. Quando alguma tem núcleo mais denso, metálico, ele atinge a superfície”. Serão mais de 40 meteroros chovendo a partir das 2 horas.
Redação O POVO Online

Passeio a pé pelo centro de Fortaleza resgata histórias dos 290 anos da cidade

blog_1_trepinha_gradil
Edwirges Nogueira – Correspondente da Agência Brasil
Um passo após o outro e parte dos 290 anos de Fortaleza é contada em meio a prédios, praças, monumentos e figuras históricas durante caminhada no centro da capital cearense, que comemora aniversário hoje (13).

A ideia de desbravar a cidade é do educador e turismólogo Gerson Linhares, que desde 1995 guia a caminhada. O roteiro Fortaleza a Pé atrai estudantes, turistas, idosos e curiosos. “A pé, você pode adentrar os locais, como igrejas e museus, tem como apreciar uma fachada. O importante é interagir com o cheiro do local, com as pessoas andando, com a zoada [barulho] do espaço. Caminhar é se apropriar da sua identidade. A cidade tem que ser sentida a pé, caminhando”.

Foi na região onde hoje está o centro da cidade que a Vila de Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção começou a se desenvolver. Os marcos físicos desse desenvolvimento são o Riacho Pajeú e a Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção, logo após a ocupação portuguesa. Antes, o forte se chamava Schoonenborch e era dominado pelos holandeses. A construção, onde hoje funciona a 10ª Região Militar, é uma das mais preservadas da cidade, segundo o turismólogo.

Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção, uma das áreas mais preservadas do centro histórico da capital cearense
Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção, uma das áreas mais preservadas do centro histórico da capital cearenseDivulgação/ 10ª Região Militar 

Mais alguns passos e se chega à Catedral Metropolitana, com seu estilo gótico imponente, e ao Passeio Público, batizado de Praça dos Mártires por ter sido palco do fuzilamento de Padre Mororó, Pessoa Anta e mais três personalidades que participaram da Confederação do Equador, movimento separatista e republicano que uniu Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte em 1824.

Memórias do Centro

Outra breve caminhada leva o visitante até a Praça General Tibúrcio, mais conhecida como Praça dos Leões pelas esculturas de felinos que existem no local. Em um dos bancos, está uma estátua da escritora cearense Rachel de Queiroz. Nascida em Fortaleza, a então estudante, segundo Linhares, gostava de caminhar pelo Centro. Suas idas e vindas pela região com amigas da escola viraram mote para o livro As Três Marias, de 1939. “Ela já morava aqui e, assim como ela, os grandes vultos da nossa história viveram o apogeu do Centro”, contou o turismólogo.

O centro de Fortaleza hoje reúne diversos corredores comerciais, mas também abriga ainda algumas residências. O sociólogo Francisco José Júnior, 41 anos, mora no bairro desde que nasceu. “O Centro tem um lado amoroso, sempre há um pedaço que a gente vai conhecendo e amando cada vez mais.” Júnior lembra de momentos como a missa na catedral para receber ocorpo de frei Tito de Alencar após o traslado da França. Torturado física e psicologicamente durante a ditadura militar, o frade passou a viver na França em 1971 e, em 1974, cometeu suicídio.

Também morador das redondezas, o jornalista Antônio Augusto Oliveira, 75 anos lembra da movimentação do Centro em dias especiais. “Na véspera do Ano Novo, as pessoas vinham para a Praça do Ferreira e esperavam as 12 badaladas da Coluna da Hora. No Natal, também vinha todo mundo para cá e depois iam para as igrejas da região. A cidade era pacata, não tinha muita movimentação de festas, saraus.”

Segundo Linhares, o Centro concentra hoje mais de 250 edificações antigas, mas esse número poderia ser maior se não tivessem ocorrido tantas demolições. “Esse Centro fala pouco sobre os 290 anos de Fortaleza. Tínhamos muito mais coisas, mas temos ainda edificações, praças e monumentos que trazem um pouquinho dessa memória. De todos os outros bairros que considero tradicionais, o Centro ainda guarda muito dessa história e é o celeiro do patrimônio histórico e arquitetônico da cidade.”

Bode Ioiô

O passeio a pé por Fortaleza também conta histórias do Bode Ioiô, uma figura ilustre que viveu na cidade entre as décadas de 1910 e 1930 e virou mascote do roteiro turístico. Segundo relatos, o bode foi trazido a Fortaleza por retirantes que chegavam do interior do Ceará fugindo dos efeitos da seca de 1915.

Personagem do folclore cearense, Bode Ioiô virou mascote do roteiro turístico a pé
Personagem do folclore cearense, Bode Ioiô virou mascote do roteiro turístico a pé Edwirges Nogueira/Agência Brasil 

Por sua sagacidade, o bicho ficou famoso pelo Centro, por onde perambulava, e atraiu a atenção de artistas e escritores da época. Bode Ioiô entrou para a história de Fortaleza ao ter sua candidatura a vereador registrada pelos intelectuais e, na brincadeira, recebeu votos e mais votos que o teriam elegido para o cargo.

Fantasiado de bode, um ator dá vida ao personagem, com direito a terno branco e chapéu e gravata vermelhos. “Fiquei impressionado com um senhor de 47 anos de idade que chegou para mim e disse que não conhecia o Bode Ioiô. Fiquei pasmo, porque falar do Bode Iôiô é a mesma coisa que falar de presidentes, prefeitos e governadores do Brasil. Eu sou uma celebridade!”, disse o ator, que prefere manter o anonimato. Após sua morte, o Bode Ioiô foi empalhado e está exposto no Museu do Ceará, também na região central.

De acordo com Linhares, a composição da população de Fortaleza explica em parte o desconhecimento de detalhes da história da cidade. “Boa parte dos cidadãos cearenses que moram na capital não nasceu aqui. A maioria das pessoas que têm acima de 40 anos nasceu no sertão, então não têm esse pertencimento. As caminhadas permitem que essas pessoas façam essa relação”.

Para o educador, o resgate e a apropriação da história de Fortaleza passam principalmente pela educação patrimonial, que também teria reflexos na vocação turística da cidade. “Se somos uma cidade turística, é necessário fazer uma campanha com os moradores para que eles saibam que uma praça bem cuidada e um prédio histórico bem preservado vão repercutir positivamente para um turismo melhor planejado. E que o próprio cidadão se aproprie de sua cidade e pratique turismo nela”.

Edição: Luana Lourenço

Shoppings centers de Fortaleza abrirão no domingo

riomar_6

Apesar das manifestações marcadas em função da votação do processo impeachment da presidente Dilma Rousseff pela Câmara dos Deputados, os shopping centers de Fortaleza abrirão normalmente no domingo, 17.

Os shoppings centers Iguatemi, RioMar, Benfica e Parangaba informaram ao O POVO que não pretendem fechar na data. Lojas e cinemas permanecem funcionando de acordo com os horários de cada um dos estabelecimentos. Já a Ancar Ivanhoe, responsável por North Shopping Fortaleza, North Shopping Jóquei, North Shopping Maracanaú e Via Sul Shopping afirma que estuda as questões de segurança para a abertura de cada um de seus empreendimentos.

A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) sugeriu que nesta quarta-feira, 13, dia do aniversário de Fortaleza, o funcionamento das lojas dos estabelecimentos fosse facultativo. “A iniciativa tem como objetivo autorizar os lojistas que desejarem liberar seus funcionários para participar desse momento histórico da democracia brasileira”, disse a entidade, por meio de nota.

(Átila Varela, O Povo)

Facebook realiza evento em Fortaleza para capacitar microempreendedores

imageproxy

Empreendedores de Fortaleza que quiserem conhecer ferramentas que ajudam a impulsionar o negócio podem participar no sábado (16) de um evento de capacitação. Pela primeira vez, o Facebook trará seu programa “Impulsione seu Negócio” ao Ceará. O evento, dedicado à capacitação gratuita de pequenos e médios empreendedores, fornece informações sobre as ferramentas de marketing da plataforma que ajudam empresas a gerar resultados reais nos negócios. As inscrições, gratuitas, podem ser feitas na página do Facebook.

As diferenças entre página e perfil, conteúdo criativo, como criar um anúncio, como utilizar o Instagram e sobre relacionamento com o cliente são alguns dos temas abordados no encontro. Além disso, empreendedores que obtiveram sucesso na plataforma – Sabrina Rebouças, do “Ateliê de Arte by Zeuda Rebouças”; Kerla Alencar, da “Pequena Padaria Caseira”; e Leandro Vieira, da “Imóveis em Eusébio” – vão contar suas histórias.

“Em meio a uma das piores recessões econômicas das últimas décadas, o Ceará aumentou em 20% o número de microempreendedores individuais. Além disso, o estado é um dos 10 com maior número de microempresários no Brasil. E nós queremos estar perto desses empreendedores para ajudá-los a utilizar o Facebook para impulsionar seus negócios”, diz Camila Fusco, diretora de Empreendedorismo do Facebook.

Serviço
Data: sábado, 16 de abril
Horário: das 9h30 às 13h30
Local: Fábrica de Negócios
Endereço: Av. Monsenhor Tabosa, 777 (Entrada pela Rua João Cordeiro) – Praia de Iracema

(G1 Ceará)

Sest/Senat Fortaleza está com inscrições abertas para cursos gratuito

sest20senat

Sest/Senat Fortaleza está com inscrições abertas para cursos online gratuito. Os interessados devem se inscrever por meio do site.

São três cursos ofertados Gestão do tempo, Logística: conceitos e aplicações, Transportador Autônomo de Cargas.

Sobre os cursos
Gestão do tempo: o aluno vai refletir sobre a importância da gestão do tempo na atualidade, e conhecer algumas dicas e estratégias que ajudarão a conciliar as inúmeras responsabilidades e desafios que são impostos ao seu cotidiano, com o tempo que você dispõe durante o dia. A carga horária é de 12 horas. No conteúdo programado está previsto apresentação; gestão do Tempo: uma breve definição; o tempo e você; tempo e produtividade; tempo de trabalho e tempo de lazer ou livre; a mulher do nosso tempo; gestão do tempo cotidiano.

Logística, conceitos e aplicações:
aborda conceitos e definições relacionados á logística empresarial, às atividades de uma cadeia logística e aos conceitos de logística integrada supply chain management e cadeias de suprimento. A carga horária é de 30 horas. Conteúdo programado: definição e importância da logística; objetivos e razões para o surgimento da logística; a cadeia logística; as atividades da logística; a evolução da logística.

Transportador Autônomo de Cargas:
foi elaborado com foco nas ações dos transportadores autônomos para que exerça, suas atividades profissionais com a qualidade e a segurança exigidas pelo mercado, conforme a Resolução ANTT nº 4.799 de 2015.Conteúdo programático: módulo 1 – conhecimentos básicos do setor de transporte de cargas; módulo 2 – legislação específica do transporte de cargas; módulo 3 – procedimentos operacionais do transporte de cargas; módulo 4 – qualidade na prestação de serviços de transporte de cargas.

(O Povo)

Fortaleza: Confira o que funciona e não funciona nesta quarta-feira, dia 13 de abril

aniversc3a1rio-de-fortaleza
Fortaleza completa 290 anos na próxima quarta-feira, 13. A Prefeitura e o Governo do Estado decretaram ponto facultativo para todos os órgãos e entidades de administração pública na Capital. Apesar da decisão publicada no Diário Oficial da Justiça no último dia 6, a data não é feriado. O setor privado, porém, não será afetado.
De acordo com o Sindicato dos Comerciários de Fortaleza, todas as lojas abrirão normalmente, incluindo os shoppings. Bancos também funcionam nesta quarta. Assim como os serviços essenciais, segundo a Prefeitura, como socorros urgentes, limpeza pública, fiscalização e orientação de trânsito, vigilância e salva-vidas.
O Governo do Estado confirmou o funcionamento da Polícia Militar, Civil e do Corpo de Bombeiros. Esquipamentos culturais e o Sistema de Licitações pertencente à estrutura orgânica da Procuradoria-Geral do Estado também funcionam normalmente.
Redação O POVO Online

Fortaleza: Justiça funciona em regime de plantão no feriado desta quarta-feira

horario-de-atendimento-seudinheiro-istock-635x450

Desembargador e juízes de Varas de Fortaleza atenderão em regime de plantão no feriado desta quarta-feira (13/04), data comemorativa ao aniversário de Fortaleza. Nas comarcas do Interior, o expediente forense será normal.

No Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o plantonista será o desembargador Paulo Aírton Albuquerque Filho. O magistrado atenderá no horário das 12h às 18h. No Fórum Clóvis Beviláqua, o plantão ficará a cargo da 1ª Vara Cível e 1ª Vara do Júri da Capital. Os juízes estarão disponíveis na sala do Plantão Judiciário, das 12h às 18h.

Os pedidos urgentes de natureza cível no âmbito de competência da Infância e da Juventude, destinados apenas para apreciação de casos urgentes, serão analisados pelo plantonista da 1ª Vara Cível. A medida consta na Portaria nº 544/2016, publicada no Diário da Justiça do último dia 6.

Via http://www.tjce.jus.br/noticias/justica-funciona-em-regime-de-plantao-no-feriado-desta-quarta-feira-2/

Votação do impeachment será neste domingo às 14h

e6c6ba9f-1aab-4ef5-b5bd-a68b40cbfe3e
Marcelo Camargo/ Agência Brasil/Fotos Publicas

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acertou com líderes dos partidos políticos que a votação do impeachment de Dilma Rousseff começará às 14h deste domingo. A expectativa é a de que o resultado seja conhecido entre 21h e 22h. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

A aliados, Cunha manifestou que irá começar a chamada nominal dos votantes pela região Sul, deixando os deputados do Nordeste e do Norte, teoricamente mais simpáticos a Dilma, para o final. O objetivo é criar uma onda pró-impeachment durante a votação.

Cunha diz publicamente que apenas na hora da sessão anunciará o critério de chamada para que os deputados declarem o voto no microfone do plenário.

No domingo, haverá tempo para os líderes partidários orientarem suas bancadas, em período proporcional ao tamanho da mesma. Será reservado um tempo de 10 segundos para cada um declarar o voto (sim ao impeachment, não ou abstenção), o que dará margem para manifestações políticas.

Para que o Senado seja autorizado a abrir o processo de impeachment são necessários pelo menos 342 votos dos 513 deputados.

Em 1992, durante o impeachment de Collor, a chamada dos deputados foi feita por ordem alfabética. O argumento à época era o de que se pretendia evitar direcionamento do resultado.

Via http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2016/04/cunha-marca-votacao-do-impeachment-para-as-14h-deste-domingo-5776373.html

13 de abril: Aniversário de Fortaleza será ponto facultativo para prefeitura e governo

ne_cearafortaleza0107_0-21

No aniversário de 290 anos de Fortaleza, celebrado nesta quarta-feira (13), será ponto facultativo para os servidores da Prefeitura de Fortaleza, Governo do Estado do Ceará e Tribunal de Justiça. Para o executivo e judiciário estaduais, o ponto facultativo é válido para os servidores de órgãos sediados em Fortaleza.

De acordo com o Governo do Estado, serviços prestados pela Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar, além do atendimento médico-hospitalar e de ambulatórios médicos especializados que atendem a pacientes com consultas médicas previamente agendadas, permanecem com serviços normais na data.

Os equipamentos culturais do Estado do Ceará, o serviço pré-hospitalar do Samu e os serviços relacionados às campanhas de sanidade animal e vegetal executadas pela Adagri e pela Ematerce também serão ofertados.

Show de Alceu Valença
O cantor pernambucano Alceu Valença será uma das atrações da festa no Aterrinho da Praia de Iracema. A programação da Prefeitura de Fortaleza pela data será de 12 a 15 de abril, também no Pirambu, Mercado da Aerolândia e Mercado dos Peixes.

Na terça-feira (12), a banda Rainhas da Farra fará show a partir das 20h, na Areninha do Pirambu, no encerramento da 1ª Copa das Areninhas.

Na quarta-feira (13), dia do aniversário da capital cearense, Alceu Valença, Waldonys e nove artistas cearenses se apresentam no Aterrinho da Praia de Iracema, a partir das 19h. O show “Para Cantar Fortaleza” abre a noite, com apresentações de Lorena Nunes, Lucinha Menezes, Levi Castelo Branco, Vitoriano, Felipe Cazaux, Roberto Viana, Marcus Café, Pingo de Fortaleza e as bandas Veronika Decide Morrer e Selvagens à Procura de Lei. A direção musical é de Cristiano Pinho.

(G1 Ceará)

CEARÁ vai receber 2 milhões de vacinas contra H1N1 nos postos de saúde

h1n1

O Ceará começa a receber esta semana as primeiras unidades das vacinas contra o vírus H1N1 que serão enviadas a todos os postos de saúde, segundo a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). No total, o Ministério da Saúde deve enviar ao estado 2.017.553 de doses da vacina.

Diferentemente de São Paulo, que adiantou a campanha, o Ceará vai acompanhar o calendário nacional, que começa no dia 30 de abril e segue até 20 de maio. No estado, a campanha será unificada em todos os municípios.

A coordenadora de imunizações da Sesa, Ana Vilma Braga, afirma que a distribuição aos municípios deve começar quando o estado tiver recebido em torno de 30% do total aguardado do Ministério da Saúde.

“Em São Paulo, já tem mais de 70 mortes, e nós não. Tivemos dois óbitos, mas foram isolados, no começo do ano, e não tivemos surto. A gente vai cumprir com a data oficial, seguindo todas as normas do programa de imunização nacional”, afirmou a coordenadora.

A planilha de distribuição ao municípios está sendo trabalhada, disse Ana Vilma, mas mais de 2 milhões de seringas já foram adquiridas pelo estado. “Estamos trabalhando há quase um mês nessa campanha. O ministério compra a vacina e o estado compra as seringas, que já foram adquiridas. Cada regional vai receber. Quem tem muita pressa vem buscar. Se não, fica dentro do cronograma”, acrescentou.

Arte de orientações sobre H1N1 (Foto: Arte/G1)Arte de orientações sobre H1N1 (Foto: Arte/G1)

Vacina trivalente
A vacina distribuída na rede pública é trivalente, o que, segundo explica a coordenadora, livra contra H1N1, H3N2 e tipo B. “Na clínica privada, é mais uma cepa do tipo B, que para o Brasil não tem muita diferença. O comitê técnico de imunizações chegou a conclusão que a trivalente atende nossa necessidade, pelo que está circulando no Hemisfério Sul”.

A meta preconizada pelo MS é no mínimo 80% da população. “Mas sempre trabalhamos para chegarmos próximos a 100%”, destacou a assessora técnica das ações de imunizações, Júlia Araújo.

Público-alvo
Ana Vilma frisou o pedido aos grupos prioritários para que procurem os postos quando a campanha começar no Ceará. “No dia 30, sábado, todas as salas vão estar abertas. Gostaríamos de receber esse público logo. Quando toma vacina, leva de 2 a 3 semanas para o organismo produzir anticorpos”, explica. “Essa vacina é incapaz de provocar a gripe. É de vírus mortos, inativados, não faz medo a pessoa tomar”, enfatiza a especialista.

O público alvo são: crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes; puérperas; trabalhador de saúde; povos indígenas; indivíduos com 60 anos ou mais de idade; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independe da idade (mantém-se a necessidade de prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, que deverá ser apresentada no ato da vacinação).

(G1 Ceará)

 

Edital de quadrilhas juninas no Ceará tem inscrições abertas até 29 de abril

quadrilhas

As agremiações de quadrilhas juninas já podem se inscrever no edital Ceará Junino 2016, com investimento de R$ 2,6 milhões para os festivais. Podem participar integrantes de quadrilhas e realizadores de festivais em todo o Ceará até 29 de abril. A íntegra do edital, regulamentos e formulários para participação estão disponíveis no site da Secratria da Cultura.

O edital também destina recursos para a realização do Campeonato Estadual Festejo Ceará Junino, com a participação das quadrilhas vencedoras de cada um dos 21 concursos realizados pelo Governo do Estado. De acordo com a legislação estadual, 50% dos recursos serão destinados a projetos do interior do estado.

Serão apoiadas 100 quadrilhas juninas, cada uma recebendo até R$ 18,1 mil. Também serão apoiados 21 festivais regionais de quadrilhas juninas, com investimento de até R$ 22,3 mil cada um.

Inscrições pelos Correios
Este ano, as agreamiações do interior do Ceará poderão enviar projetos pelos Correios até o último dia do prazo de inscrição (29 de abril). Até 2015, esses candidatos precisavam enviar o material com antecedência, de modo a garantir que o projeto chegasse à Secult até o último dia do prazo de inscrições. Agora, haverá cinco dias de prazo, após o encerramento das inscrições, para que os projetos enviados por correio sejam entregues à Secult.

(G1 Ceará)

Uece abre inscrições para o Vestibular 2016.2

enem-uece-nayana-melo-32-300x200
A Universidade Estadual do Ceará (UECE) por meio da Comissão Executiva do Vestibular (CEV) tem inscrições abertas até o dia 21 de abril para o Vestibular 2016.2, exclusivamente pela internet. As inscrições para o certame destinam-se a selecionar candidatos para os cursos de graduação do segundo período letivo de 2016. São oferecidas 1.821 vagas, das quais 1.242 são para os cursos de Fortaleza e 579 vagas para as Unidades da UECE no interior do estado.
A taxa de inscrição custa R$ 120,00 e poderá ser paga na rede bancária ou nos estabelecimentos por ela credenciados, através de boleto bancário emitido via internet. O boleto bancário poderá ser gerado até as 23h59 do dia 21 de abril.
As provas da 1ª Fase serão aplicadas no dia 05 de junho (domingo), das 9h às 13h, com uma Prova de Conhecimentos Gerais de múltipla escolha: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira (Inglês, Francês ou Espanhol), Geografia, História, Matemática, Física, Química e Biologia. A 2ª Fase acontecerá nos dias 26 e 27 de junho, com a realização de quatro Provas: uma de Redação e três Específicas, de acordo com o curso de opção do candidato.
 
Serviço:
UECE – CEV
Endereço: Av. Dr. Silas Munguba, 1700
Telefones 3101.9710 ou 3101.9711
(O Povo)

Fortaleza, uma cidade em busca dos afetos perdidos

ne_cearafortaleza0107_0-2

Amar Fortaleza passa por reconhecer suas falhas, entender de onde vem suas mazelas e, principalmente, enxergar os caminhos que levariam a uma cidade mais aprazível. Essa é a construção do discurso da antropóloga urbana Gloria Diógenes. Pesquisadora atuante da cidade, desenvolve uma narrativa que pode soar pessimista à primeira leitura, mas que se consolida na forte relação de afeto que tem com a cidade. E de esperança de caminhos melhores para o fortalezense.
Gloria aponta o medo como sintoma de uma violência gerada pelo desamor das pessoas com a cidade. Desvenda a fragilidade que permeia o imaginário de Fortaleza e analisa como as políticas públicas atuais, e de outrora, contribuem para a ausência de sociabilidade do fortalezense. Atual causa da ausência de mais afetos.
O POVO – O que você pensa que hoje é o principal desafio sob a perspectiva da sociedade, da cidade de Fortaleza?
GLORIA DIÓGENES – Acho que o maior desafio de Fortaleza ainda é lidar com a desigualdade. Com segregação, porque pra mim segregação e desigualdade são dimensões interligadas.

OP – Por quê?
GLORIA – Toda cidade tem um motivo, pegando um pouco Ítalo Calvino, as cidades elas nascem por alguma razão, algumas nascem em torno de uma feira, outras de um templo, Fortaleza nasce em torno de um forte. Assolada pela ideia de segurança. Então se você ler o livro de Sebastião Rogério, Fortaleza Belle Époque, você vai ver em outros escritos que Fortaleza é uma cidade que sempre teve necessidade de isolar os considerados indesejados, de evitar misturas, que é uma palavra muito forte aqui, e de certo modo com isso construir consequentemente ilhas de exclusão e ilhas de indiferença. A Viviane Forester tem um livro chamado O Horror Econômico, em que ela diz que o sentimento mais feroz, que mais impacta negativamente é o sentimento da indiferença. A gente pensa assim: a exclusão social passa por indicadores econômicos, de renda, de acesso a bens de serviços e equipamentos… A indiferença é um sentimento dificilmente contabilizável, ela faz com que uma pessoa de baixa renda, com clara vulnerabilidade entre num shopping, Iguatemi, por exemplo, e que todos os olhos sejam voltados para uma pergunta implícita: “O que você está fazendo num lugar que não deveria estar?” Isso acontece no shopping, mas pode acontecer dentro de um museu, num equipamento público.

OP – Mas hoje as pessoas se misturaram mesmo…
GLORIA – É. Obviamente essa situação no Brasil foi melhorada porque nos últimos anos – sem fazer nenhum elogio à política – houve uma espécie de ascensão das classes que eram consideradas mais vulneráveis, temos uma ascensão social que faz com que alguns desses considerados pobres entre aspas, digo sempre entre aspas, eles tenham acesso a viagens internacionais, de avião, a educação, principalmente com interiorização do ensino, enfim, a entrada na universidade, isso é um fato. Mas tem outro fato que é cultural, que não é, isso que eu estou colocando, ele não é uma dimensão exatamente numérica ou uma dimensão relativa a espaços concretos de acesso como a gente estava falando da educação, a espaço de sociabilidade, é um sentimento que é intrínseco e que de certo modo ele é criado ao criar ilhas de indiferença, ao criar zonas de isolamento e de exclusão. Ele provoca o que acho que é um sentimento de não pertença.

OP – Quais as consequências de lidar com esse sentimento de não pertença?
GLORIA – Percebo que Fortaleza, pegando um pouquinho de Saltimbancos, “é uma estranha senhora que hoje sorri e amanhã nos devora”. Esse sentimento de não pertencimento, mobilizado pela segregação e pela indiferença e obviamente pela exclusão, conduz o sujeito a de certo modo não se sentir inserido na cidade, não há um receptáculo, não há zonas de conectividade entre o sujeito e seus lugares de sociabilidade. Isso acontece mais nas periferias. As periferias ainda são lugares que reproduzem um pouco aquela sociabilidade das cidades do interior, né? E que cada vez mais também está se transformando por causa da crescente violência, de um tiro que se pode levar numa calçada, mas até pouco tempo você ainda via cadeiras na calçada, praças superlotadas, via quermesse, que é uma coisa que só tinha na periferia. Nesta cidade que a gente pensa, poderia dizer que o maior problema de Fortaleza é o medo.

OP – O medo é nosso maior problema atualmente?
GLORIA – Não, o medo não é um problema. No sentido de que o medo é um sintoma de outros sintomas, ele já é como se fosse – os médicos dizem que as doenças têm o ponto paroxístico, quando ela chega ao auge – então o medo só é um sintoma de outros sintomas, quais sejam: indiferença, isolamento, segregação, necessidade de classificação, de divisão e de uma cidade que passa a ser uma cidade que não pertence à população. É uma cidade que cada vez mais vai se descaracterizando por uma cultura governamental, não sei se ideologia chega a isso, mas por uma orientação, gestão governamental baseada muito no concreto, nas obras, ou seja, não há uma cidade nem do ponto de vista governamental pensada nas pessoas e nem para as pessoas, por causa de Fortaleza ter sido constituída baseada na ideia de segurança, da divisão, da classificação, de zonas consideradas de frequência de um público que não deve se misturar com outro, de Fortaleza ter sido realmente sempre desde o governo Franco Rabelo, desde 1930, uma segregadora. Fortaleza criou um senso, como diz Sebastião Rogério, para tentar classificar quem são os verdadeiros mendigos, quem são os migrantes… Acho que foram identificados, em 1938, se não me engano, mil cento e poucos migrantes que retornaram para suas terras nativas porque não eram pra estar na cidade. Os considerados vagabundos que não procuravam trabalho foram pra cadeia pra adquirir gosto pelo trabalho, para os mendigos foi criado o asilo de mendicidade. Logo depois tem a criação do Santo Antônio do Buraco, que era pra tirar os meninos da rua e jogar numa instituição, ou seja, essa ideia de higienismo, de uma cidade asséptica, onde ela é feita para funcionar, para fluir um trânsito, serviços, equipamentos. E a ideia de gente se dá muito pelo contato, pela mistura, pela possibilidade de encontro com o diferente, e fundamentalmente por um sentimento de pertence, então o maior problema de Fortaleza pra mim é o sentimento de desamor.
OP – Mas ainda existe amor?
GLORIA – Nos pequenos gestos de gentileza. Os pequenos cuidados que uma pessoa anônima tem no seu bairro, as pequenas ações de solidariedade no seu bairro, eu digo pequenas entre aspas, porque pra mim isso é grande, os cuidados com animais. Tem pessoas que eu vejo que vão lá pro Parque do Cocó dar comida aos gatos, tem pessoas que varrem calçadas. Precisamos passar pelo sentimento que temos por Fortaleza e por comportamentos cotidianos. É uma mudança no cotidiano, na forma de se lidar com essa cidade. Eu acho que cada vez mais nós estamos, como diz o filósofo Juliano Peçanha, blindando nossos corpos. Ele diz assim: “Estamos vivendo cada vez mais uma era de corpos blindados à visitação dos afetos”. Então eu continuo achando que a grande mudança é uma guerrilha de sentimentos da cidade, pela cidade, e de pequenos sentimentos multiplicados ao infinito, entende?

OP – O que essa blindagem gera?
GLORIA – Segregação. Cria uma polícia violenta. Você vê quantas chacinas temos de jovens na periferia? Nós temos a ideia de limpeza social. Quanta ação higienista temos nessa cidade, de limpeza dos indesejados, de exclusão e de afastamento dos indesejados. Isso é o tempo todo, então nós não notamos, ou notamos. Somos tanto os sujeitos, os moradores comuns, quanto o poder público mobilizados por uma lógica higienista, por uma lógica construída para dividir, segregar e para criar zonas de diferença a populações – e quando é só indiferença é ótimo, mas é indiferença, é violência e é extermínio, entende? Então uma cidade que de certo modo exclui ou muitas vezes tenta eliminar seus indesejados, é uma cidade que obviamente sem que se aperceba, está incitando o medo. E uma cidade que incita o medo faz com que os sujeitos não criem sentimento de pertença a ela. Uma cidade que faz com que o tempo todo andem rápido, andem olhando pros lados, que temam o jovem negro da periferia, que surge sempre como uma ameaça. E uma cidade que pouco propaga como os jovens ricos também ameaçam essa cidade, ricos entre aspas, ricos que às vezes têm um nível de renda maior e que usam essa cidade também de forma ameaçadora porque também rechaçam essa cidade. Esse sentimento de pertença acaba resvalando para várias classes sociais. É um sentimento de divisa, de isolamento, de tentativa de segregação, que faz com que cada um fique nas suas zonas de medo, muitas vezes, e de anteparo com relação ao encontro com o outro e o diferente.

OP – Uma cidade melhor de se viver seria uma Fortaleza com lugares de socialização?
GLORIA – Isso, ocupar a cidade, a ideia de direito à cidade. Usar a cidade, palmilhar a cidade, tatear a cidade, ter relação de corpo e cidade, é como se nossos corpos tivessem desvitalizados pela não ocupação do espaço. Nós andamos de carro ou andamos correndo ou andamos com medo do outro. Tem um livro que é Carne e Pedra, a medida em que os corpos vão se afastando da cidade seu sentimento de potência, de vínculo, de reenergizar sua cidade com suas pequenas ações ou grandes ações vai tornando a cidade um palco, vamos dizer assim, um lugar frio. E aí você vê as ações públicas. Se multiplicam os viadutos, se faz uma ode a eles, os viadutos passam a ser o símbolo de uma cidade quando o símbolo dela deveria ser a rua, os locais de encontro, as praças, o verde, o encontro entre diferentes. Então como quer que ela não seja exacerbada pelo medo quando muitas vezes as próprias ações do poder público são para o concreto e não para gente? Imagina se houvesse uma cartografia, um mapa de todas as sociabilidades que tivesse os usos das ruas de Fortaleza e houvesse um incentivo, ampliação disso tudo. Quando aconteceu com a Praça Portugal, aquela ocupação pelos jogadores de RPG, emos e outras tribos, aquilo em vez de ser legal, passa a ser temeroso. Porque é como se Fortaleza houvesse um temor da presença nas ruas, então agora você vê nessas manifestações uma alegria, uma certa euforia, seja de um lado ou de outro, de ocupação das ruas e isso poderia ser afora esse momento político.

OP – O que perpetua no imaginário sobre a cidade é tão negativo assim?
GLORIA – Eu fiz várias pesquisas sobre Fortaleza. Eu pergunto em uma palavra: diga o que você pensa sobre Fortaleza. E é sempre assim no verbo passivo: destruída, deteriorada, esburacada. Toda cidade tem um imaginário mais masculino ou mais feminino, o imaginário da cidade de Fortaleza é feminino, como se fosse uma fêmea, do gênero feminino, e como fêmea é como se fosse passivamente violentada. É uma ideia de que é uma cidade passiva. São Paulo é uma cidade masculina. Fortaleza tem o símbolo da Iracema de lábios de mel. Eu fiz um trabalho de leitura na época na passagem da gestão da Maria Luiza, primeira prefeita do Brasil do PT, para o Ciro Gomes. Você vê o discurso do homem que vem salvar a cidade da mulher. Então tem esse imaginário de fragilidade, de uma cidade que também recebe sopros de indiferença, entendeu? E aí a gente vai ter todos esses vetores juntos que constituem uma cidade que parece que não consegue se defender muito bem. E nós teremos que nos fortalecer em relação a isso, isso precisava ser trabalhado nas escolas, nas gestões públicas, nas associações de bairros, ou seja, Fortaleza só vai mudar a partir do direito à cidade e da ocupação dessa cidade e da pressão que se faz à gestão pública para multiplicar os espaços de acesso e sociabilidade da cidade.

OP – Como chamar a população a ocupar a cidade se há um risco de violência rondando os espaços?
GLORIA – Acho que você tem toda razão e passa primeiro pelo tipo de política que se tem com relação aos chamados desfavorecidos. Começa por aí. Que tipo de ação a segurança pública faz na periferia? De tal modo que quando se tem um espaço de sociabilidade mais plural como é o Dragão do Mar ou a Beira Mar, que é outro espaço muito plural, isso se torna zona de conflito, litígio e zona de violência? Porque já há uma política na própria periferia que já é uma política bastante violenta. É como se fosse acusatória, é como se o jovem de periferia ele já fosse um suspeito por antecipação, então, veja bem, primeiro tem que pensar nas políticas de periferia. Como esse sujeito chegou ao Dragão do Mar? Ele já chega com sentimento que aquele espaço é da burguesia, é mais elitizado um pouco e que, de certo modo, afora os Cucas, no bairro dele ele não tem esses equipamentos e serviços, não tem acesso, não tem uma política cultural nuclear, vamos dizer assim, que seja espalhada nos bairros de periferia. Você tem ela concentrada, não tem um cinema na periferia a não ser no shopping, mas não tem isso como iniciativa governamental, você não tem um teatro na periferia, não tem boas bibliotecas a não ser em escolas. Não tem uma política cultural que seja descentralizada. Então o que acontece? Essa população já chega de forma violenta. É óbvio que se não há políticas de direitos humanos, políticas de promoção social, de direitos sociais básicos, se elas não atuam, se a política é mais voltada pra obra, infraestrutura, mais pro concreto e menos pras pessoas e a própria política de segurança pública também faz uma assepsia na maioria das vezes, eu sei que existe todo um movimento de uma nova política de segurança pública, mas se sabe que isso se leva muitos anos, porque não adianta uma política assim e uma polícia assado.

OP – Qual nossa saída?
GLORIA – Nossa saída é exatamente a população ter ideia de que cada vez se encarcerar nos seus muros altos, nas suas cercas elétricas, nos seus carros blindados e que cada vez mais essa cidade vai ter locais de escoadouro de caixa de ressonância, de conflitos de violências, de exclusões. Acho que o que se diz da cidade é maior do que o que existe, essa é minha hipótese, porque quando se mostra um caso de violência nós achamos que a cidade toda é violenta. Então, algo muito legal que aconteceu foi essa ideia do uso da bicicleta, é um fator muito positivo, dá uma conexão do corpo com a cidade. Pronto, um fator de respiro, de vitalização, acho que o que está acontecendo é bem positivo. Do mesmo jeito que você tem vias pra bicicleta as calçadas seriam vias para pedestres, se os pedestres passassem a caminhar pela cidade. Não é tão impossível. As bicicletas não estão voltando? As calçadas aqui são todas desniveladas, parte-se do pressuposto que tem uma calçada do buraco, daqui a pouco cai lá. E se tivesse uma política de criação de calçadas bonitas? A política não tem sido voltada pra isso. Enquanto for assim, Fortaleza vai ser um grande forte multiplicado ao infinito, cada vida um forte, uma bolha fortificada e é isso que não queremos.

OP – Qual seria um sonho de uma Fortaleza daqui a dez anos?
GLORIA – Eu sou apaixonada por Fortaleza, eu tomo Fortaleza como algo meu. Um sonho, seria uma Fortaleza em que as pessoas voltassem a ocupar as ruas. Fortaleza onde houvesse árvores e bancos que as pessoas pudessem conversar, pudessem namorar em público, conhecer uma outra pessoa, e isso não é difícil numa metrópole porque tem outras metrópoles que são assim, as pessoas têm parques, praças, pontos de sociabilidade, onde elas possam aprender com o diferente. Construir uma Fortaleza plural, acho que esse seria um sonho, agora um sonho maior que eu tenho de Fortaleza é também que o medo não fosse a tônica dessa cidade e que a polícia fosse muito mais humanizada, sabe? Que o policial fosse aquele que a gente chamasse na rua e protegesse o cidadão. E que fosse valorizado também, porque obviamente a formação do policial conta muito no momento, eu gostaria muito que saísse isso na entrevista, eu não culpo o policial, eu responsabilizo um sistema que não dá oportunidade a esse policial se humanizar porque eu sei, que eu dei curso na Academia de Polícia Civil por dois anos, então esses policiais sofrem uma pressão enorme também e são muito, acabam sendo a bucha de canhão de um processo desigual, conflituoso, que dá as costas para todos os indesejados, então acabam sendo a linha de frente dessa política.

 

Perfil

 

Glória Diógenes é antropóloga urbana, atualmente coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará. Este ano foi eleita sócia efetiva do Instituto do Ceará. Desenvolve uma série de pesquisas nas áreas de Cidade, Arte Urbana, Juventude, Pesquisa no Ciberespaço e Práticas Etnográficas. Foi investigadora visitante do Instituto de Ciências Sociais ICS da Universidade de Lisboa onde fez Pós-Doutorado, durante o ano de 2013.

 

“Uma Fortaleza que dialogasse com as expressões juvenis seria uma Fortaleza onde a cidade pulsaria em recriação de arte e de vida ”

 

PERGUNTA DO LEITOR
Danielle Fairbanks
, diretora pedagógica do Colégio Oliveira Lima
DANIELLE – O que hoje você percebe que tem seduzido a juventude hoje em Fortaleza?
Glória – Aqui tem tanta juventude que tem várias formas, eu acho que há muita vida nas juventudes, há uma potência enorme, há grupos de rock de garagem, muitos grupos de RPG, de grafite, de arte urbana, rapper, rodas de break. Eu fiz uma pesquisa para a Secretaria de Cultura do Município tentando ver essas ações nas periferias, é incrível como tem grupos de rock e também tem muito hip hop em Fortaleza. Nós temos também algo interessante em Fortaleza que são coletivos de afeto urbano. Vários grupos de gentileza urbana, grupos que têm atuado e cuidado da cidade, sabe? Tem muito grupo de HQ, de fanzine, de fotografia, coletivo de fotografia, mas isso não tem visibilidade. A juventude está mobilizada em múltiplas formas de afinidade, de potência artística, de coletivos pequenos, entende? São ações múltiplas que eu creio que a juventude ainda é quem tem o maior nexo com a cidade. Ainda bem que ela não foi tão assolada pelo medo ainda, né? Porque ainda tem um monte de adulto dizendo “não vai, porque é perigoso”, quer dizer, muitos ainda não se convenceram ainda bem e ocupam essa cidade. Você vê grupos de diversas formas de expressão juvenil ocupando a cidade. A gente tem que ir junto com eles, o máximo que puder ocupar essa cidade e não só em manifestação. Uma Fortaleza que dialogasse com todas as expressões juvenis, seria uma Fortaleza onde a cidade pulsaria em recriação de arte e de vida.

(Paula Lima e Mateus Dantas, via O Povo Online)

As histórias de ruas de Fortaleza que mudaram de nome nestes 290 anos

1104cd0210

O que pensaria o historiador Raimundo Girão ao fazer uma caminhada tranquila pela avenida Aquidabã, sentindo a maresia da Praia de Iracema? Naquele momento, mal sabia ele que a via viria a homenageá-lo pouco após sua morte, em 1988. No decorrer dos 290 anos de Fortaleza, muitas das ruas pelas quais passamos diariamente tiveram o nome alterado. Assim, as placas nas esquinas, que informam e orientam, contam também histórias múltiplas de uma Cidade em que o efêmero está sempre presente e o dinamismo é uma constante.

As mudanças, no entanto, não significam apagar do inconsciente coletivo o que passou. Em algumas dessas ruas e avenidas, mesmo com a troca oficial, a denominação antiga persiste no cotidiano de quem se acostumou a chamar a via por um nome que não existe mais. Em um rápido pedido de informações a pessoas que passam pela avenida Virgílio Távora, a equipe do O POVO pergunta como chegar à avenida Estados Unidos. Os de mais idade, esboçam um sorriso. Já os mais novos se dividem entre os que sabem ou não de onde se trata.

“Acho que fica ali perto do Farias Brito, perto da 8 de setembro, não é?”, tenta orientar a estudante Larissa Freire, 20, surpresa ao saber que estava na via que já foi chamada avenida Estados Unidos. “Meus pais e avós são do Interior e vez ou outra chamam pelo antigo nome”, recorda-se o psicólogo Vítor Duarte, 28.

Novos nomes

As avenidas Aquidabã e Estados Unidos são apenas dois exemplos de vias que foram rebatizadas em Fortaleza. Uma das mais movimentadas do Centro da Capital, a Dom Manuel já foi Boulevard da Conceição, devido à Igreja Nossa Senhora da Conceição da Prainha.

Na parada de ônibus em frente ao riacho Pajeú, as pessoas são rápidas ao informar que Nogueira Acioli fica a cinco quarteirões dali. E que talvez seja melhor pegar um ônibus para chegar à Dom Luís. E qual não foi o espanto ao saber que aquela Dom Manuel teve, em outros tempos, esses nomes.

Se, na maioria dos casos, a nomeação de uma rua é feita para homenagear uma personalidade (algumas de biografia controversa), por vezes um ponto de referência ou a própria forma como as pessoas a utilizam acabam sendo responsáveis pela alcunha da via. Exemplo é a Rua das Flores — que, antes de se chamar Castro e Silva, era a rota do cortejo fúnebre que saía da Igreja da Sé (hoje, Catedral Metropolitana) até o cemitério São João Batista. Já a Avenida do Seminário começava no Seminário da Prainha antes de se chamar Monsenhor Tabosa.

As vias que mudaram

Avenida Senador Virgílio Távora

(já foi a avenida Estados Unidos)

Avenida Silas Munguba (avenida Dedé Brasil/avenida Paranjana)

Avenida Hist. Raimundo Girão(avenida Aquidabã)

Rua Marechal Deodoro(rua Cachorra Magra)

Rua Clarindo de Queiroz(Rua do Livramento)

Rua Coronel Ferraz(Rua do Colégio)

Rua Costa Barros(Rua da Aurora/Rua do Sol)

Avenida Dom Luís(Rua Farias Brito)

Avenida Do, Manuel(Boulevard da Conceição, avenida NogueiraAcioli, Boulevard Dom(Manoel e Rua Dom Luiz)

Avenida Domingos Olímpio (Travessa dos Coelhos)

Rua General Sampaio(Rua da Cadeia)

Avenida Gomes de Matos (Estrada do Gado/14 de julho)

Rua Guilherme Rocha(Travessa Municipal)
Rua Jaime Benévolo (Rua Dr. João Tomé/Rua do Açude)

Rua Major Facundo(Rua Nova del Rei/Rua da Palma/Rua do Fogo)

Avenida Monsenhor Tabosa (Rua do Seminário)

FONTE: livro A história do Ceará passa por esta rua, de Rogaciano Leite Filho

(João Marcelo Sena, O Povo)

Veja programação do aniversário de 290 anos de Fortaleza

praia-de-iracema

A cidade de Fortaleza completa 290 anos na próxima quarta-feira (13/04) e, para marcar a data, a Prefeitura organizou uma programação cultural diversificada que vai movimentar vários pontos da Cidade entre os dias 12 e 15 de abril. Os espetáculos contam com artistas como Alceu Valença e Waldonys, além do show “Para Cantar Fortaleza”, com participação especial de vários artistas cearenses.

No dia 12 de abril, a banda Rainhas da Farra fará show a partir das 20h, na Areninha do Pirambu, no encerramento da 1ª Copa das Areninhas. No dia do aniversário da Cidade, Alceu Valença, Waldonys e nove artistas cearenses sobem ao palco do Aterrinho da Praia de Iracema, a partir das 19h.

Também haverá programação musical nos Mercados dos Peixes e da Aerolândia. No dia 14 de abril, a partir das 20h, o músico Tarcísio Sardinha e a banda Fortaleza Folia fazem a festa no Mercado da Aerolândia e no dia 15 de abril, Camila Marieta e o grupo Cordas que falam animam a noite no Mercado dos Peixes.

Para Cantar Fortaleza

Com direção musical de Cristiano Pinho, nove artistas cearenses realizam nova edição do show “Para Cantar Fortaleza”, na abertura do show do dia 13 de abril, no Aterrinho da Praia de Iracema. Sobem ao palco os cantores Lorena Nunes, Lucinha Menezes, Levi Castelo Branco, Vitoriano, Felipe Cazaux, Roberto Viana, Marcus Café, Pingo de Fortaleza e as bandas Veronika Decide Morrer e Selvagens à Procura de Lei.

Programação completa

Dia 12/04
– Rainhas do Farra
Local: Areninha do Pirambu (final da 1ª Copa das Areninhas)
Horário: a partir das 20h

Dia 13/04
– Show “Para Cantar com Fortaleza”: Lorena Nunes, Lucinha Menezes, Levi Castelo Branco, Vitoriano, Felipe Cazaux, Roberto Viana, Marcus Café, Pingo de Fortaleza, bandas Veronika Decide Morrer e Selvagens à Procura de Lei
– Waldonys
– Alceu Valença
Local: Aterro da Praia de Iracema
Horário: a partir das 19h

Dia 14/04
– Tarcísio Sardinha e Banda Fortaleza Folia
Local: Mercado da Aerolândia
Horário: a partir das 20h

Dia 15/04
– Camila Marieta
– Cordas que Falam
Local: Mercado dos Peixes
Horário: a partir das 20h

Fonte: Prefeitura de Fortaleza

Concurso Polícia Militar do Ceará (PM-CE): Governador anuncia 4.200 vagas para nível médio!

hqdefault1

Quem deseja ingressar no próximo Concurso Polícia Militar do Ceará deve acelerar os estudos. Isso por que o Governo do Estado anunciou nesta quinta-feira, dia 07 de abril de 2016, o reforço de 4.200 novos policiais por intermédio de uma nova seleção até 2018. A mensagem para aprovação das vagas foi entregue pelo governador Camilo Santana, que deu a excelente notícia por meio de sua rede social (veja abaixo).

Aguardado desde o ano passado, quando foi anunciado pelo governador Camilo Santana, o Concurso Polícia Militar do Ceará para soldado tem previsão de ser realizado ao longo deste semestre. Segundo a Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (AESP-CE), a fase é de escolha da organizadora, o que deverá ocorrer dentro dos próximos dias, para, em seguida, ser publicado o edital que regulamentará a seleção.

O órgão já tem concluída a minuta do edital, que foi enviada para a Procuradoria Geral do Estado (PGE) para análise. Devido os preparativos se encontrarem bem no início, o número de vagas ainda está sendo estudado. Para ser um soldado da PM, é necessário nível médio completo, idade de 18 a 30 anos até a data de matrícula no curso de formação e altura mínima de 1,62m para homens e 1,57 para mulheres. O vencimento atual do cargo, após a formação, corresponde ao valor de R$ 3.200, incluindo ainda benefícios como auxílio-alimentação.

Secretário de Segurança Pública anuncia contratação de 4,2 mil policiais

Em novembro de 2015 o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, Delci Teixeira, disse, durante sessão na Assembleia Legislativa, que o governo abrirá 4.200 vagas em concursos para policial até 2018. Teixeira explicou que a previsão é de que sejam contratados 1.400 profissionais em 2016, 1.400 em 2017 e 1.400 em 2018. O secretário reconheceu os índices de violência no Estado, mas disse que a Polícia Militar tem controle da situação.

Último concurso

A última seleção para soldado da da Polícia Militar do Ceará (PM-CE) foi realizado em 2011 e, ainda de acordo com a academia, a nova seleção deverá ser realizada com os mesmos moldes. A oferta foi de mil vagas, sendo 950 para homens e 50 para mulheres. O organizador, na ocasião, foi o Cespe/UnB. Foram contabilizados 40.805 inscritos, o que correspondia a cerca de 40 candidatos por vaga. Eles foram submetidos a provas objetivas constituídas de 120 questões sobre conteúdos de Língua Portuguesa, Atualidades, História do Brasil, Geografia do Brasil, Matemática, Raciocínio Lógico e Legislação.

Além disso, passaram ainda por exames médico-odontológicos, biométrico e toxicológico, e curso de formação profissional, incluindo prova de capacidade física, avaliação psicológica, investigação social e prova final. No total, 5.318 candidatos foram aprovados, sendo 5.052 homens e 266 mulheres. Os soldados se formaram em 2013 e, desde então, cinco turmas foram convocadas. A validade do concurso chegou ao fim em janeiro deste ano.

Detalhes:

  • bullet1.gif (844 bytes)Concurso: Polícia Militar do Ceará (PM-CE)
  • bullet1.gif (844 bytes)Banca organizadora: A definir
  • bullet1.gif (844 bytes)Cargos: Soldado
  • bullet1.gif (844 bytes)Escolaridade: Nível médio
  • bullet1.gif (844 bytes)Número de vagas: Em definição
  • bullet1.gif (844 bytes)Remuneração: Até R$ 3 mil
  • bullet1.gif (844 bytes)Situação: Edital iminente
  • bullet1.gif (844 bytes)Previsão p/ publicação do edital: 2016
  • bullet1.gif (844 bytes)Link do último edital

Link: http://blog.grancursosonline.com.br/concurso-policia-militar-do-ceara-pm-ce-governador-anuncia-4-200-vagas-para-nivel-medio/

Roberto Carlos e Maria Rita apresentam novas turnês em Fortaleza

O repertório pode ser sempre semelhante, com os mesmos clássicos e manias já conhecidas. Para a empresária Rita Miranda, 50, porém, não tem problema. “É sempre parecido, né?”, ri. “É bom que fica guardado (na memória)”. Amanhã, ela vai realizar um desejo antigo: ver Roberto Carlos ao vivo. A turnê pelo Nordeste chega a Fortaleza nesse sábado, às 22 horas, no Centro de Eventos.

roberto-carlos

 

O ingresso do show foi um presente que Rita ganhou dos filhos Leandro, João marcos e Maria Isabella. Cientes da vontade da mãe, eles resolveram promover o encontro dela com o rei. “Eu gosto muito do repertório e do carisma dele”, conta, animada para uma noite romântica ao som do cantor e ao lado do marido, Maurício.

Foi também um presente que animou Regina Rabelo, 62, a ir ao show. “Amo todos as músicas do Roberto Carlos, sem exceção, desde a adolescência”, conta a aposentada, que ganhou o ingresso do filho Rubens. Esse vai ser o terceiro encontro de Regina com seu cantor preferido. “O último show, no Castelão, foi ruim, porque o som não estava bom e não dava para entender o que ele falava”, reclama, destacando que espera um show melhor no Centro de Eventos.

O cantor volta à Capital com mais um mérito: em novembro de 2015 foi homenageado pelo Grammy Latino como personalidade do ano. Além disso, lançou no final do ano o CD Primeira Fila, gravado em Londres, no lendário Estúdio Abbey Road. Por outro lado, o artista vive algumas baixas. No último fim de semana, parou um show em Porto Alegre, por três vezes, alegando problemas técnicos e na voz. Além disso, havia uma apresentação programada para Sobral, que seria ontem no Estádio do Junco, mas que foi adiada “por problemas técnicos e logísticos” sem uma nova data confirmada.

SERVIÇO

Roberto Carlos em Fortaleza

Quando: amanhã, 9, às 22 horas

Onde: Centro de Eventos do Ceará (Avenida Washington Soares, 999 – Edson Queiroz)

Quanto: R$ 340 (cadeira amarela) e R$ 490 (cadeira azul)

Telefone: 3033 1010

 

Marcos Sampaio

marcossampaio@opovo.com.br

Depois de dois discos bem sucedidos com repertório voltado para uma MPB colorida de jazz, Maria Rita resolveu mudar e fazer tudo que queria fazer. Nesse momento, nasceu o disco Samba Meu, premiado com Grammy Latino na categoria Samba/Pagode, e prova de que a paulistana também tinha samba no pé.

No final de 2015, já bem ambientada na batucada, Maria Rita criou um novo projeto, Samba de Maria, que será apresentado neste domingo no Teatro RioMar. Cercada por Davi Moraes (guitarra), Fred Camacho (banjo e cavaquinho), Andre Siqueira e Marcelinho Moreira (percussão), ela passeia por muitas épocas da história do samba.

maria-rita-fortaleza

 

No repertório de Samba de Maria, a anfitriã recebe a nata do ritmo mais brasileiro. Do parceiro Arlindo Cruz, que abraçou a vontade de Maria Rita de se mostrar sambista desde o começo, tem Tá Perdoado, Meu Lugar, Rumo ao Infinito, entre outras. Famosas na voz de Zeca Pagodinho, ela traz Coração em Desalinho e Quando a Gira Girou. Do disco de estreia, ela azeita Cara Valente, do hermano Marcelo Camelo. Da sambista temporã Adriana Calcanhotto, ela pesca Beijo Sem. Lá de São Paulo, Adoniran Barbosa vem representado por Saudosa Maloca, canção que também fez história na voz de Elis Regina.

E por falar na mãe de Maria Rita, Elis ganha homenagem em Samba de Maria com um trecho de Simplesmente Elis – A fábula de uma voz na transversal do tempo, enredo feito para o desfile da escola de samba Vai Vai, de São Paulo, em 2015. Outra homenagem do espetáculo é para Alcione, a quem a Maria Rita trata como a maior sambista do Brasil, antes de cantar Não Deixe o samba Morrer. E fica dado o recado.
SERVIÇO

Samba de Maria

Quando: domingo, 10, às 20 horas

Onde: Teatro RioMar (Av. Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu)

Quanto: plateia alta – R$180 (inteira); plateia baixa B – R$ 200 (inteira) ; plateia baixa A – R$220 (inteira) Telefone: 4003 1212

( O Povo)

Associação Fortaleza Azul, Shopping RioMar Fortaleza e Cinépolis realizam sessão de cinema especial para autistas e seus familiares

A Associação Fortaleza Azul – FAZ, em parceria com o Cinépolis e o Shopping RioMar Fortaleza, realiza no próximo domingo, 10,  uma sessão de cinema gratuita para crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e seus familiares. Na oportunidade, a FAZ estará arrecadando fraldas para crianças com microcefalia atendidas no Hospital Infantil Albert Sabin.

12919640_1791673437727545_4076593326642086466_n

A criançada irá assistir ao desenho “Zootopia”, às 10h, na sala Macro X, do Cinépolis no Shopping Riomar Fortaleza. A ação é a segunda já realizada pela parceria e foi inspirada em um projeto de sessão de cinema para autistas já realizada no Rio de Janeiro. “A sessão é totalmente adaptada para eles, pois alguns sentem forte sensibilidade aos sons e locais escuros, além de não conseguirem esperar por vários trailers antes do filme começar”, explica Fernanda Cavalieri, presidente da FAZ. Diferente de uma sessão de cinema convencional, a sessão adaptada possui luz ambiente, som moderado e sem apresentação de trailers.

A inciativa visa promover a inclusão de crianças autistas, pois levar uma criança especial ao cinema convencional não é uma tarefa fácil. “Existem mães que têm receio de levar seus filhos para verem um filme no cinema. Nem sempre a sociedade entende que esta criança possui dificuldade de concentração. Para algumas famílias, essa vai ser a primeira vez que essa criança irá ao cinema”, comenta Cavalieri.

No Brasil, segundo estudos voltados para a área, o autismo muitas vezes é diagnosticado tardiamente, o que prejudica o tratamento e dificulta a socialização da criança. Por esse e outros motivos pequenas atitudes como esta são tão importantes para que autistas evoluam e encontrem seu espaço na sociedade, que só precisa lhes dar amor e respeito.

Serviço:
Sessão gratuita de Cinema para familiares e crianças com TEA
Data:
10 de abril de 2016
Horário: 10h
Local: Cinépolis Riomar – Sala Macro X (Rua. Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu)

Inscrições pelo e-mail: associacaofortalezaazul@gmail.com

(O Povo Online)

O blog dos bancários do Ceará