“A catedral é do tamanho da fé do povo cearense”, mensura o padre Edilberto Reis, professor de História da Universidade Estadual do Ceará (Uece) e da Unicatólica de Quixadá. Templo que é o centro da fé católica no Ceará, a Catedral Metropolitana de Fortaleza é lugar de passagem para quem visita o local histórico e casa para quem busca estar mais perto de Deus. Quarenta anos após a inauguração, comemorada no dia 22 de dezembro, a igreja se mantém como marco no Estado.

Crédito: Eduardo Raimondi Fotografia de Arquitetura



Também durou quatro décadas o período de construção da Catedral, no qual foram realizadas campanhas de doações para o custeio da obra. Na lembrança de quem vivenciou a época, é presente a recordação do imaginário popular: quando a Sé ficasse pronta, o mundo ia acabar. “Ideia própria de obras demoradas”, lembra o padre.

“No lugar já existia uma igreja que ficou conhecida como a Sé velha. Era uma igreja pequena, com problemas estruturais (demolida em 1938). Com a perspectiva de a Cidade crescer, o arcebispo dom Lustosa teve a ideia de construir uma nova catedral”, explica. Além dos problemas financeiros, a construção foi concomitante à reforma litúrgica, iniciada em meados dos anos 1960. “A missa que era em latim fica em português e passa a ser celebrada de frente para o povo. Altera a liturgia dentro da igreja, a disposição interna. Impacta na arquitetura do prédio”, detalha.

“O templo tem referências góticas com painéis e paredes limpas, modernizadas, o neogótico”, explica Dora São Bernardo, 50. Além da imponência física, a igreja se destaca por ser um abrigo de fé, compartilha a arquiteta responsável pelo painel em comemoração aos 300 anos do achado da imagem de Nossa Senhora Aparecida. “Além de ser a igreja-mãe, a igreja se liga aos fiéis porque o padre Clairton (atual pároco) tem uma maneira de  se expressar muito atual. Toca as pessoas no sermão”, diz.

Padre Clairton Alexandrino frisa que a matriz é onde a comunidade católica se reúne em torno do altar de Cristo, centro da unidade diocesana. “É como uma mãe que, como Jesus comparou, é a galinha que reúne os pintinhos debaixo das asas. Assim ele quis reunir o seu povo. Assim a igreja-mãe é aquela que acolhe todos os filhos”, afirma.

“Nos robustecemos recebendo os sacramentos para poder levar Cristo a essas situações (da sociedade). As periferias existenciais também são as periferias da nossa Cidade, que é onde se encontra a pobreza, a falta de assistência e de promoção humana e social”, completa o pároco.

Participar na igreja, para o aposentado e antiquário Heriberto Rebouças, 70, é, acima de tudo, uma alegria. Os domingos pela manhã são reservados para o serviço. “Em todo o local, catedral é mais um ponto turístico. Aqui é mais vivo, mesmo sem área residencial a catedral lota aos domingos. Uma igreja que atua, está viva e as pessoas participam. É único”.

SERVIÇO 

Catedral Metropolitana de Fortaleza

Onde: Rua Sobral, 1 – Centro

Missas: de terça a sexta-feira, às 12 horas; sábado (cripta), às 12 horas; domingo, às 10, 12, 18h30min e 20 horas.

Confissões: de terça a sexta-feira, de 10h30min as 11h50min e de 15h30min as 16h50min.

Contato: (85) 3231 7951 / 3231 5084 / 3231-4196

Detalhes da Catedral 

> À esquerda da nave central está a Capela de São José, padroeiro do Ceará e da Catedral de Fortaleza. À direita, a capela dedicada a Nossa Senhora da Assunção, Padroeira da Capital.

> À esquerda do presbitério (altar principal) encontra-se a Capela do Santíssimo Sacramento.

> O altar-mor foi trazido de Verona (Itália), presente de um amigo de dom Delgado, ex-Arcebispo de Fortaleza.

> A cripta (no subsolo), projetada pelo engenheiro Luciano Pamplona, homenageia seis santos que morreram jovens: Domingos Sávio, Pancrácio, Tarcísio e Maria Goretti, Inês e Luzia. Por esta razão, o então arcebispo de Fortaleza, dom Lustosa, dedicou-a aos jovens, chamando-a de Cripta dos Adolescentes, com a imagem de Jesus adolescente no altar.

> A Catedral contém ainda a Capela do Cristo Ressuscitado, onde estão sepultados bispos e padres.

(Ana Rute Ramires, O Povo)

Anúncios