Quadrilha assalta agência bancária do Santander em Maracanaú

FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA

Quatro homens armados de pistola assaltaram uma agência do banco Santander, no distrito de Pajuçara, em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A ação dos bandidos ocorreu na manhã desta sexta-feira, 28. Após o assalto, o grupo fugiu e levou vários malotes de dinheiro. De acordo com o capitão Cavalcante, do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), os assaltantes levaram em torno de R$ 180 mil a R$ 200 mil.

O grupo rendeu o vigilante quando ele estava a caminho da agência. Em seguida, eles esperaram o gerente, o renderam e entraram no banco.

Os homens armados ameaçaram o gerente para ele abrir o caixa forte. Alguns funcionários da agência também foram feitos de reféns. Segundo o capitão Cavalcante, a ação dos bandidos durou cerca de 30 min.

Antes de fugir, o quarteto avisou para ninguém ligar para Polícia sob a ameaça de que o local estava cercado por explosivos e, caso alguém ligasse, o banco iria explodir. De acordo com capitão, os policiais só foram avisados da ocorrência após 40 min da ação criminosa. Ele ainda informou que houve uma varredura no local e nenhuma bomba foi encontrada.

Além das pistolas usadas no assalto, os assaltantes estavam com uma submetralhadora. De acordo com informações passadas pelo vigilante aos policiais, ele foi rendido e entrou em um veículo de modelo Gol, de cor verde, onde avistou a arma.

Segundo o capitão, a Polícia está realizando buscas na região para encontrar os suspeitos. Equipes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), Coordenadoria Integrada de Inteligência (Coin) e do 14º BPM também trabalham no caso.

 

Balanço

Esta foi a 11ª ação contra banco registrada no Ceará em 2014. Os dados são do Sindicato dos Bancários do Ceará. No dia 26 de fevereiro, um grupo de assaltantes explodiu um caixa eletrônico do Banco do Brasil (BB), no município de Alto Santo.

No dia 14 de fevereiro, cerca de 12 homens armados explodiram o posto de atendimento do banco Bradesco de Aratuba e levaram o dinheiro de dois caixas eletrônicos.

No último dia 23 de janeiro, uma quadrilha de cinco homens atacou um posto de atendimento avançado do Bradesco, em Senador Sá. A detonação fez com que parte do teto do prédio desabasse e, após recolher o dinheiro do equipamento, os assaltantes fugiram.

Ataques em janeiro: Tejuçuoca (explosão), Senador Sá (explosão), Guaramiranga (explosão), Novo Oriente (assalto) e Redenção (assalto).

Ataques em fevereiro: Aratuba (explosão), Tabuleiro do Norte (tentativa de assalto), Altaneira (tentativa de assalto), Jardim (tentiva de explosão), Alto Santo (explosão) e Pajuçara (assalto).
 

Redação O POVO Online

 

22 municípios cearenses cancelam festas de Carnaval em 2014

Devido à seca que atinge o interior do Ceará, pelos menos 22 municípios não realizarão festas de carnaval em 2014. 16 delas tiveram a iniciativa de cancelar as festividades, 3 acataram recomendação do Ministério Público Estadual (MPE) e outras 3 tiveram contas bloqueadas pela justiça.

Após fiscalizar os cofres das prefeituras, o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) solicitou o detalhamento dos gastos de 44 municípios do Estado. 7 cidades, porém, optaram por cancelar a festa antes mesmo de receber o pedido do Tribunal. São eles:Aquiraz, Aurora, Farias Brito, Groaíras, Hidrolândia, Itapajé e Juazeiro do Norte. 

A população de Aquiraz e Groaíras, porém, não ficará sem curtir o carnaval. As prefeituras fecharam parcerias com empresas privadas, que realizarão os eventos nas cidades. Já no município de Baixio, que inicialmente desistira de realizar festa, a prefeitura confirmou nesta sexta-feira (28) que uma programação orçada em R$ 30 mil está agendada para o período.

Após o pedido de detalhamento do TCM, Itatira, Caucaia, Maranguape, Milhã, Umirim, Quixadá, Barro, Tamboril e Crato desistiram dos eventos. Já Icapuí, Senador Pompeu e Jaguaretama acataram recomendação do MPE, que pedia a não realização de carnaval nas cidades.

Justiça bloqueia verbas carnavalescas em três cidades

A justiça teve que intervir em três municípios cearenses. Em Solonópole, R$ 212 mil foram bloqueados para pagamento da folha salarial dos servidores. Em Santa Quitéria, a verba deR$ 400 mil destinada a bandas de forró e sertanejo foi suspensa, mantendo somente a apresentação de 10 blocos carnavalescos locais. 

Morada Nova foi a última cidade a ter a festividade carnavalesca cancelada pela Justiça, que decretou o bloqueio de R$ 654.400 que seriam destinados às festas de carnaval. A decisão atende a uma ação do MPE, devido à falta de atenção com as políticas prioritárias do município.

7 municípios ainda não detalharam gastos

Das 44 cidades que foram convocadas pelo TCM a apresentarem detalhamento de gastos para o carnaval, 7 delas ainda não exibiram tais dados. As cidades de Aracoiaba, Catunda, Ibiapina, Itarema, Jaguaruana, Jati e Senador Sá não apresentaram o balanço das despesas até a manhã desta sexta-feira (28).

Prefeitura de Tauá comprova isenção de gastos

Na última quinta-feira (27), o MPE expediu uma recomendação à Prefeitura de Tauá pedindo comprovação de que os R$ 504 mil gastos no carnaval da cidade não sairiam dos cofres do município, visto que a população enfrenta sérias dificuldades por conta da estiagem.

A Prefeitura apresentou comprovante de que um convênio entre o município e o Ministério do Turismo foi firmado para a realização do Tauá Folia 2014. Nomes como Márcia Freire e Chico Pessoa estão entre os artistas que animarão o público durante o carnaval.

Aprece diz que 62 municípios não farão festa

Segundo a Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), em um levantamento divulgado no último dia 25, 62 municípios cearenses disseram que não farão festa de carnaval. Das 130 cidades que responderam ao questionamento, 60 confirmaram a programação e outras 8 se mantiveram indecisas. 

167 dos 184 municípios cearenses são filiados à Aprece.

(Diário do Nordeste)

Em Aracati, um Carnaval sem seca financeira

Em Aracati (Litoral Leste), a Prefeitura fez dispensa de licitação no valor de R$ 835 mil para bancar o Carnaval, segundo denuncia a oposição.

São várias atrações nacionais como a cantora baiana Margareth Menezes, por exemplo, que sai pelo custo de R$ 155 mil.

Já a  Prefeitura diz que investiu pesado na festa e também em publicidade, porque quer resgatar a imagem da cidade como point da folia.

Tá bom.

(Blog do Eliomar de Lima)

Justiça condena Bradesco a indenizar vítima de “saidinha”

O TJ-MT (Tribunal de Justiça do Mato Grosso) condenou o Bradesco a indenizar em R$ 29 mil uma cliente que foi vítima de “saidinha de banco” em Cuiabá. Não cabe recurso à decisão.

A decisão, tomada no último dia 17 e divulgada nesta quarta-feira (26), é do juiz da 7ª Vara Cível de Cuiabá Yale Sabo Mendes. Ele condenou a instituição bancária a pagar R$ 20 mil por danos morais e mais R$ 9.000 por danos materiais.

Em 2011, a cliente Erenil dos Santos Vieira sacou R$ 9.000 de uma agência de Cuiabá e, ao chegar perto de sua casa, foi abordada por motoqueiros, que anunciaram o assalto e levaram o dinheiro.

De acordo com os autos, ela foi à agência com o seu marido, para sacar dinheiro. Segundo ela, o funcionário do banco que a atendeu não agiu com discrição e “colocou a quantia em cima do caixa, demonstrando a todos os presentes o valor que a autora iria sacar, inclusive demonstrando que era alta a quantia a ser sacada”.

Segundo a cliente, após sacar o dinheiro, ela foi até o seu carro e quando chegava em casa “foi abordada por motoqueiros que levaram todo o dinheiro do saque, que inclusive disseram a ela o valor que a mesma havia sacado no banco”.

Na ação que entrou na Justiça, a correntista alegou que o banco agiu com negligência, pois não ofereceu segurança na prestação de seus serviços.

“Aos consumidores que saquem quaisquer valores nos caixas dos bancos, deve ser destinado um mínimo espaço reservado para que tenham absoluta certeza de que outrem não esteja visualizando os procedimentos de recebimento dos valores e sua conferência, pois existe a responsabilidade do banco que deve zelar pela segurança dos destinatários de seus serviços, principalmente quando efetuem operações que envolvam a retirada de valores elevados”, afirmou o juiz em sua decisão.

(Uol SP)

 

Bancos fecharam 1.024 postos de trabalho no país em janeiro

Os bancos brasileiros fecharam 1.024 postos de trabalho no país em janeiro. Os estados onde houve mais cortes foram São Paulo (278 postos fechados), Rio de Janeiro (177) e Minas Gerais (114). O dado foi divulgado nesta quarta (26) pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), por meio da Pesquisa de Emprego Bancário, feita em parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Segundo a pesquisa, o número só não foi maior porque a Caixa Econômica Federal criou 521 vagas no período. O estado que apresentou o maior saldo positivo de contratações no sistema financeiro foi Rondônia, com a geração de sete postos. Os bancos contrataram 2.613 funcionários em janeiro, mas desligaram 3.637 no mesmo mês.

“Apesar dos lucros bilionários, os bancos brasileiros, principalmente os privados, continuaram reduzindo postos de trabalho, a exemplo de meses anteriores, o que é completamente injustificável. Dessa forma, eles travam a geração de empregos e renda, prejudicam o emprego dos bancários e não contribuem para o crescimento com desenvolvimento econômico e social do país”, disse Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT, por meio de nota.

A pesquisa, feita com base em dados coletados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego, também apontou que o salário médio dos admitidos nos bancos foi menor do que o salário dos que foram desligados em janeiro. Os novos funcionários foram admitidos com salário médio de R$ 3.443,22, valor 36% menor que o salário médio dos funcionários que foram desligados, de R$ 5.407,07.

O estudo feito pelo Dieese também apontou uma grande diferença entre os salários recebidos pelos diretores de bancos e os bancários. No Itaú, por exemplo,  cada diretor recebeu um salário médio de R$ 9,05 milhões em 2012, valor 191,8 vezes maior que o piso salarial do bancário.

(Agência Brasil)

Bolsonaro é derrotado em eleição da Comissão de Direitos Humanos

O deputado Assis do Couto (PT-PR) derrotou nesta quarta-feira (26), por 10 votos a 8, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) na eleição que escolheu o novo presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Conhecido por declarações consideradas racistas e homofóbicas, Bolsonaro havia lançadocandidatura avulsa (sem indicação do partido) para o comando do colegiado.

Assis do Couto vai suceder o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) na presidência do colegiado. O vice-presidente será o deputado Nilmário Miranda (PT-MG), fundador da Comissão de Direitos Humanos.

Depois de perder a eleição por diferença pequena de votos, Bolsonaro afirmou que vive uma “derrota com gosto de vitória”. Na visão do parlamentar fluminense, sob o comando do PT, a comissão vai “regredir”.

“Vamos assistir uma volta do desserviço que essa comissão prestava para a sociedade, defendendo tudo o que não presta. Direitos humanos não é defender direito de vagabundo, de estuprador”, enfatizou.

Durante a sessão que escolheu o novo presidente, o líder do PT, deputado Vicentinho (SP), apelou para os integrantes do colegiado respeitarem o acordo entre as lideranças da Casa que definiu que a comissão ficaria sob o comando da bancada petista. “A minha palavra é manifestando que os nobres pares cumpram o acordado perante o presidente da Câmara”, ponderou.

Segundo Vicentinho, a vitória de Assis do Couto vai inaugurar “novos tempos” na Comissão de Direitos Humanos. Segundo ele, a nova gestão do colegiado defenderá a “dignidade humana” e o respeito aos negros, gays, homossexuais, indígenas e à liberdade religiosa.

“Interpretamos que a Comissão de Direitos Humanos é uma das mais importantes desta Casa e  não uma titica como chegaram a dizer nos corredores desta Casa. O companheiro Assis do Couto tem todas as condições para garantir a voz daqueles que não têm voz, os direitos daqueles que não têm direitos. Que essa comissão seja a voz de todos e não de alguns”, disse Vicentinho.

Interpretamos que a Comissão de Direitos Humanos é uma das mais importantes desta Casa e não uma titica como chegaram a dizer nos corredores desta Casa. O companheiro Assis do Couto tem todas as condições para garantir a voz daqueles que não têm voz, os direitos daqueles que não têm direitos. Que essa comissão seja a voz de todos e não de alguns”

Vicentinho (SP), líder do PT

Campanha contra Bolsonaro
A articulação de Bolsonaro para comandar o colegiado voltado à defesa das minorias mobilizou representantes de movimentos sociais, que se opuseram à possibilidade de o deputado do Rio assumir a comissão. Bolsonaro foi um dos maiores defensores da gestão de Feliciano na Comissão de Direitos Humanos.

No início do mês, um grupo de universitáriastrocou beijos na boca em protesto contra a candidatura do parlamentar do PP para a presidência do colegiado. Para evitar que Bolsonaro assumisse a presidência da comissão, o PT, maior partido da Casa, reivindicou a presidência do colegiado.

Tradicionalmente, as comissões são distribuídas entre as siglas conforme o tamanho das bancadas. Em razão de ter a maior bancada, o PT teve o direito de ser o primeiro a escolher quais colegiados queria presidir.

Mesmo com a indicação de Assis do Couto para presidência do colegiado, Bolsonaro decidiu apresentar candidatura avulsa e disputar o comando do colegiado no voto.

Gestão polêmica
O ano de 2013 foi de polêmica na Comissão de Direitos Humanos sob a presidência de Marco Feliciano. O deputado enfrentou resistência de movimentos LGBT e defensores dos direitos humanos por declarações consideradas homofóbicas.

Durante sua gestão, foram aprovados projetos contrários ao casamento homossexual. Em novembro, o colegiado aprovou proposta que susta os efeitos de resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que proíbe cartórios de negar pedidos de casamento entre pessoas do mesmo sexo.

O outro projeto votado pela comissão na gestão de Feliciano prevê a convocação de um plebiscito com a seguinte pergunta: “Você é a favor ou contra a união civil entre pessoas do mesmo sexo?”

A mesma comissão aprovou autorizar a chamada “cura gay”- tratamentos psicológicos que prometem reverter a homossexualidade. Esse tipo de tratamento é hoje proibido pelo Conselho Federal de Psicologia.

(Nathália Passarinho, G1 Brasília)

Maranguape, Solonópole e Umirim cancelam carnaval

Prefeitura de Umirim cancela Carnaval 

Nesta segnda-feira, a Prefeitura Municipal de Umirim, a 109, 5 Km de Fortaleza, também divulgou que não realizará a festa de Carnaval deste ano. Por meio de nota, no site da Prefeitura, o prefeito municipal “Zé da Marieta” anunciou que não realizará a festa, pois “os recursos que seriam destinados ao evento, serão investidos em ações no combate à seca, na saúde pública, tratamento de dependentes químicos e segurança”.

O prefeito diz ainda: “Entendemos que neste momento, a festa de carnaval não é prioridade em nosso município, estamos atentos, buscamos sempre priorizar os anseios e necessidades de nossa gente”. 

O Povo – Em tempos de seca no Ceará, o Carnaval fica no escanteio nas prioridades de prefeituras. Duas cidades do Interior já anunciaram que não terão os festejos carnavalescos neste ano. Nesta quinta-feira, 20, foi a vez de Solonópole. A festa, que já havia sido licitada, foi cancelada por orientação do Tribunal de Contas do Município (TCM) e recomendação do Ministério Público do Ceará. 

A justificativa da Prefeitura: o estado de calamidade pública por causa “da falta de chuvas que já vem se arrastando de anos anteriores e das dificuldades financeiras em que o município se encontra”. Segundo a Prefeitura de Solonópole, ano passado, também não houve Carnaval, devido à escassez de água e a dívidas deixadas pela gestão anterior. 

Ontem foi a prefeitura de Maranguape que cancelou as atividades carnavalescas. O prefeito Átila Câmara explicou que o município precisa de investimentos para que a situação melhore. “Cerca de 30 comunidades ficaram sem abastecimento”, contou. 

Atualmente, Maranguape recebe ações emergenciais para que o abastecimento possa ser realizado. “A gente adquire água da Cagece e transporta para as localidades por meio de carros-pipa”, relata. 

Para que a decisão fosse tomada, Átila lançou em sua página no Facebook uma enquete, onde a população optou pelo cancelamento da festa. “Foi quase unânime para que o Carnaval fosse cancelado”. Com isso, R$ 200 mil, que seriam investidos na folia de quatro dias, serão convertidos em obras para escavação de poços profundos. “Será melhor assim”, acredita o prefeito. 

(O Povo Online e Ibiapaba Agora)

Williams passa a ser patrocinada pelo Banco do Brasil

Grove – A Williams anunciou na noite de sexta-feira que fechou um acordo para ser patrocinada pelo Banco do Brasil. A marca da instituição financeira brasileira será exibida na carenagem do FW36 – o carro da equipe na temporada 2014 da Fórmula 1 – e também no macacão utilizado pelos pilotos.

O anúncio do acordo entre Banco do Brasil e Williams se dá menos de uma semana após a equipe selar uma parceira com outra empresa brasileira, a Petrobras, que fornecerá combustíveis para a escuderia a partir de 2015, mas já trabalhará nesta temporada no seu desenvolvimento e também terá a sua marca exposta no carro.

“O projeto vai fortalecer a posição da marca do Banco do Brasil em todo o mundo através de um esporte que é transmitido para 185 países, e tem, no Brasil, uma plateia entusiasmada e cativa”, afirmou Aldemir Bendine, presidente do Banco do Brasil, no comunicado oficial divulgado pela Williams.

A oficialização do acordo entre Williams e Banco do Brasil aconteceu apenas horas depois da equipe confirmar Felipe Nasr como piloto reserva da equipe. Anteriormente, em categorias menores, a instituição financeira patrocinou o piloto brasileiro, o que se repetirá em 2014.

Além disso, a Williams terá Felipe Massa como um dos seus pilotos titulares na próxima temporada da Fórmula 1 – o outro será o finlandês Valtteri Bottas. E o aumento dos laços entre a equipe e o País foi destacado por Frank Williams com o anúncio do acordo com o Banco do Brasil.

“Temos uma longa e orgulhosa associação com o Brasil através do nosso relacionamento com pilotos brasileiros e algumas das principais empresas do País. Esta nova parceria com o Banco do Brasil prossegue com este legado e nós compartilhamos uma história orgulhosa com a ambição de alcançar coisas maiores no futuro”, afirmou.

(Estadão Conteúdo)

Inácio Arruda garante que vai lutar por candidatura à reeleição ao Senado


Durante entrevista ao Sistema Maior de Comunicação na tarde desta terça, 25, o senador Inácio Arruda foi questionado sobre como se sentia em relação a possível candidatura do Deputado Federal José Guimarães(PT) ao Senado Federal, com o endosso do Governador Cid Gomes e disse não estar chateado em relação ao assunto:” Não tem chateação, mas nós temos que dizer que nós vamos lutar pelo que conquistamos(…) Fazemos política, sabemos o quê que é o embate político e vamos enfrentar a batalha eleitoral consciente dos rumos que ela vai tomando no Estado do Ceará. O que nós colocamos na mesa para PT, PROS, PMDB e PDT, que são aliados com quem dialogamos permanentemente, é que nós queremos manter as posições que nós conquistamos a duras penas”.
 
Conquista histórica do PC do B
“ A eleição para o senado no Estado do Ceará foi duríssima à minha época, nessa única vaga. Nós conquistamos pela primeira vez depois de Prestes uma vaga para o PC do B e nós queremos mantê-la no estado do Ceará.”
 
Lealdade a Cid, Lula e Dilma
“Vamos lutar para manter essa vaga, lutar intensamente por todos os meios de todas as formas, porque consideramos que é justo. Não se trata de um senador que abandonou seus compromissos. Pelo contrário, os compromissos que nós assumimos com o Governador do Estado, com o presidente Lula, com a presidente Dilma, nós honramos, lutamos, defendemos e, aliás, honramos nas horas difíceis, porque tem gente que gosta de dar tapinhas nas costas na hora que as coisas são fáceis. Nós não. Mesmo nas horas difíceis nós estávamos ali, com o presidente Lula, com a presidente Dilma, com o Governador do Estado do Ceará”.
 
Trabalho em prol do Estado e apoio incessante ao PT
“Tudo que a gente pôde fazer para ajudar, fez. Ajudamos na saúde, na educação, buscando recursos e buscando intermediar negociações que ajudaram o Estado do Ceará. Então, qual é? Depois de ajudar o Estado do Ceará, ajudar o Governador, ajudar o presidente Lula, a presidente Dilma, o PT- principalmente-, vai dizer que não pode apoiar o candidato ao Senado do PC do B, quando nós já decidimos apoiar a presidente Dilma, como estamos apoiando o PT em muitos estados para os governos estaduais? Em um estado do Brasil onde você pode ter a reeleição pela primeira vez na história de um senador do PC do B vai se negar esse direito? Eu acho que não seria justo, seria incorreto e por isso nós estamos decididos a lutar para garantir a nossa vaga  no Estado do Ceará , respeitando o direito de todos os outros. Todos podem lutar. Mas nós também temos o direito de lutar por aquilo que nós conquistamos”.
 
Firmeza na defesa de seu espaço
 “Nós temos reafirmado que a vaga que nós queremos disputar na chapa majoritária é a vaga do Senado, que é onde nós estamos e onde nós buscamos fazer um grande trabalho de apoio ao nosso Estado do Ceará e, sobretudo, ao nosso País, o Brasil.”
 
Não abre mão de ser candidato
Indagado se manteria sua posição de ser candidato à vaga ao Senado, mesmo sem o apoio de PT e Cid, Inácio foi enfático:  “Sim, mesmo assim, pois não tem só essa possibilidade de coligação. Você pode apoiar, digamos assim, o candidato ao Governo  e fazer outra coligação só para o senado, como pode apoiar também outras candidaturas. Tudo isso está em discussão, em debate. Nós temos lutado para garantir o máximo de unidade e é possível esse máximo de unidade. Agora, se de todo não conseguirmos, então, vamos ter que garantir por outros meios a disputa da nossa vaga para o Senado da República”. 

Roberto Cláudio candidato ao governo do Ceará?

O programa do PROS destinado a apresentar propostas do partido para o processo eleitoral de 2014 no rádio e na televisão, foi entregue ao prefeito Roberto Cláudio que está falando dos seus compromissos e das obras iniciadas em Fortaleza para melhorar a mobilidade urbana.

Porque?

Contam que Cid estrategicamente colocou o prefeito para mostrar que ele ainda está no páreo e para explicar as obras e melhorar a imagem de Roberto Cláudio para uma possível candidatura ao governo.

(Blog do Roberto Moreira)

Eunício Oliveira confirma encontro com Tasso Jereissati

Em meio às especulações sobre a aproximação e a possível aliança eleitoral entre o PMDB e o PSDB no Ceará, como alternativa para o rompimento da aliança com o governador Cid Gomes (Pros), o senador Eunício Oliveira confirmou que teve um encontro com o ex-governador Tasso Jereissati. Os dois jantaram juntos, em São Paulo, mas, segundo o peemedebista, as tratativas não resultaram em um acordo para a eleição de 2014.

Aproximação
Nos bastidores, o encontro vem sendo interpretado como aproximação do ninho tucano, inclusive com a avaliação de um cenário que coloca Eunício como candidato ao Governo do Ceará e o apoio dele à eleição de Tasso na disputa pelo Senado, caso haja rompimento da atual aliança.

Aliança
Em entrevista ao jornal O Estado, Eunício afirmou que o desejo é manter a aliança, mas, caso não haja a possibilidade de entendimento, disse não ter dificuldade em dialogar com outras lideranças. O senador afirmou, ainda, esperar as conversas partidárias para que “todos os aspectos” sejam discutidos.

“O objetivo principal do PMDB é apoiar a presidente Dilma Rousseff. No Ceará, o PMDB tentará manter a aliança. Se não for possível, o PMDB é democrático e não faço política com picuinhas. Não faz parte do meu estilo”, salientou o senador, destacando que a legenda não tem problema de relacionamento com outros partidos. Segundo ele, as articulações não modificam seus posicionamentos políticos, reafirmando seu apoio, em nível nacional, à Dilma Rousseff.

Veja
Seriam justamente os atritos dentro da gigantesca coalização de apoio à presidente Dilma Rousseff (PT) que estariam forçando a aproximação entre Tasso e Eunício, segundo reportagem publicada na revista Veja desta semana. O peemedebista, porém, negou o fato, embora confirme uma ofensiva de partidos de oposição pelo apoio do PMDB.

“Não tem compromisso. Encontrei com Aécio e Tasso num jantar em São Paulo, mas nada formalmente. Não teve conversa. Essa foi à única vez que encontrei com ele após as eleições. E lá foi informal”, disse ele, acrescentando tanto o senador Aécio Neves quanto o governador Eduardo Campos tem cortejado a cúpula nacional do PMDB, mas sem nenhum compromisso firmado.

Vem de cima
Do suposto entendimento, o deputado Raimundo Gomes de Matos, também vice-presidente do PSDB, disse que a possibilidade de aliança entre Tasso e Eunício existe devido à desobrigação da verticalização, onde as alianças estaduais, muitas delas, não vão acompanhar a composição nacional. Ele, porém, não confirmou a existência de conversas em nível estadual entre as siglas.

Segundo apontou, a articulação “vem de cima” já que os diálogos estão sendo travados, em nível nacional, entre os partidos. Gomes de Matos disse que, “sem dúvida, PMDB e PSDB podem marchar junto no Ceará”, ressaltando que, no Rio de Janeiro, as alianças se firmaram diferente das articulações nacionais.

Com informações do jornal O Estado

 

Justiça julga improcedente ação contra Luizianne Lins

A juíza da 9ª Vara da Fazenda Pública, Joriza Magalhães, julgou improcedente a ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público do Ceará contra a ex-prefeita Luizianne Lins. Na ação, a petista era acusada de usar 12 guardas municipais para fazer a segurança na casa da sua mãe, a professora Luiza Lins.

A decisão também beneficia o ex-secretário da Guarda Municipal, José Arimá Rocha.

Justificativa
Na decisão, a juíza afirma que a Guarda tem a função também de conferir proteção ao chefe do Executivo Municipal. “Os estudos realizados pelo serviço de segurança da então prefeita Luizianne de Oliveira Lins atestaram a necessidade de proteção dos locais que a referida chefe do executivo municipal frequenta com habitualidade”, diz a juíza, apontando ser “imprescindível a proteção do local habitado por sua mãe, pelo filho e também por ela mesma”.

Não é infração
A decisão diz ainda que a ação não demostra qualquer “infração dolosa cometida” pelos requeridos na ação.

“Parabéns”
O ex-líder da prefeita, vereador Ronivaldo Maia (PT), comemorou a decisão durante sessão da Câmara Municipal de Fortaleza.

 (Kézya Diniz, via Política com K)

Justiça determina o cancelamento do Carnaval em Santa Quitéria

O juíz José Valdecy Braga de Sousa determinou hoje a imediata paralisação dos preparativos para o Carnaval em Santa Quitéria, denominado Carnaquitéria 2014. O evento seria realizado entre os dias 1 e 4 de março. A decisão atende ao pedido feito pelo Ministério Público do Estado do Ceará, através do promotor de Justiça Déric Funck Leite.

A Justiça proibiu a divulgação do evento Carnaquitéria 2014 em rádios, outdoors, facebook e outros meios de comunicação. O prefeito e o secretário de Cultura também estão impedidos de efetuar qualquer tipo de pagamento com verba pública referente ao evento. Além disso, a empresa vencedora da licitação está proibida de realizar qualquer serviço referente ao Carnaquitéria 2014. Em caso de descumprimento, o município será multado em R$ 100 mil por dia.

O MP considera ser abusivo e, incompatível com a realidade do sertanejo cearense, um gasto com bandas de forró e estrutura diversa, que superam R$ 400 mil. O MP ingressou hoje com a Ação Civil Pública sobre a questão e foi atendido pela Justiça no mesmo dia. Antes disso, os promotores de Justiça de Santa Quitéria já tinham recomendado administrativamente ao prefeito e ao secretário de Cultura a revogação do procedimento licitatório e a rescisão do contrato para o Carnaquitéria 2014. Entretanto, a administração acelerou os preparativos do festejo e instalou os outdoors publicitários.

Segundo o promotor de Justiça, “o gasto desenfreado de dinheiro público com bandas de forró, por si só, já salta aos olhos no trato da coisa pública, vez que a quantia tão elevada para a realização de um evento carnavalesco frente às demandas sociais de um município pobre do sertão, soa como afronta e desprezo ao sofrimento do sertanejo cearense”.

O MP ressalta que não se pretende cancelar o Carnaval de Santa Quitéria 2014, mas barrar o gasto exorbitante de verbas públicas com bandas de forró e mega estruturas. Estão previstos e garantidos os desfiles de 10 blocos carnavalescos locais, inclusive com utilização de equipamento de som e avaliação das agremiações com notas e ordem de classificação, estimulando assim a cultura local e uma competitividade sadia.

(Blog do Roberto Moreira)

Prefeitura de Caucaia confirma que não fará Carnaval

NOTA OFICIAL

Prefeitura de Caucaia

O Governo Municipal de Caucaia informa que, em virtude do período de seca que assola o Estado do Ceará e do grave problema de erosão no litoral do município, foram cancelados os festejos de carnaval deste ano.

A exemplo da festa de réveillon, o carnaval não poderá ser realizado devido à atual situação da orla do Icaraí. Foi decretado estado de emergência em Caucaia e, neste momento, as autoridades aguardam retorno do Ministério da Integração para que sejam realizadas novas ações de contenção do avanço do mar.

Em momentos de dificuldade como este, os recursos do município devem ser empregados com responsabilidade para que nenhum serviço essencial seja prejudicado.

O Governo Municipal de Caucaia desde já agradece a compreensão de todos e reafirma seu compromisso com a construção de um futuro cada vez melhor.

Caucaia, 25 de fevereiro de 2014.

Veja o que funciona em Fortaleza durante o feriado de Carnaval

Para quem vai passar o Carnaval em Fortaleza, a maioria dos postos de combustíveis, supermercados e serviços públicos essenciais continuarão funcionando normalmente, apesar de ter sido decretado funcionamento facultativo.

As lojas do comércio fecham no domingo, 2, na segunda-feira, 3 e na terça-feira, 4, reabrindo na quarta-feira de cinzas, 5, a partir do meio-dia.

Nos shoppings, o sábado é de funcionamento normal. As lojas estarão fechadas no domingo, segunda e terça, retornando na quarta, a partir das 12 horas. As Praças de alimentação, cinemas e Game Station funcionam normalmente.

No Shopping Iguatemi, o Hipermercado Extra funciona normalmente todos os dias, das 7h à 0h. As Lojas Americanas funcionam de 11h às 21h no domingo e na segunda, e fecham na terça. Nos demais dias, funcionamento normal de 10h às 22h

A Empresa Cearense de Turismo (Emcetur) vai permanecer aberta, com horários especiais, nos quatro dias de folia. No sábado o funcionamento é de 8h às 14h; no domingo, de 8h às 12h; na segunda e terça, de 8h às 14h; na quarta-feira funciona normal, entre 8h e 18h. O Mercado Central vai estar fechado na terça-feira. Abre no sábado, de 8h às 16h; domingo, de 8h às 13h; segunda (a ser definido); quarta, de 8h às 18h.

Já o mercado São Sebastião, mercado público de frutas, verduras e carnes vai fechar na terça-feira de Carnaval, mantendo horários diferenciados no período. No sábado abrirá de 5h às 17h, no domingo de 5h às 12h, na segunda-feira de 5h às 12h, e na quarta-feira de 5h às 17h.

As agências bancárias de todo o País não atenderão nos dias 3 e 4 de fevereiro em função do Carnaval. Na quarta-feira de cinzas, 5, os bancos abrirão a partir das 12h. As contas de água, luz, telefone e TV a cabo e os carnês que vencerem nessas datas poderão ser pagos no dia útil seguinte sem multa, de acordo com nota divulgada no site da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Meios alternativos de atendimento, como os caixas eletrônicos, Internet Banking, Mobile Banking e banco por telefone poderão ser utilizados normalmente.

Seviços:
Coelce: central de relacionamento funcionará 24 horas, através no telefone 0800 285 0196.
Cagece: centro de contato através do telefone 0800 275 0195.
Correios: agências fecham no domingo, segunda e terça, reabrindo na quarta-feira a partir das 12 horas. 

Redação O POVO Online

Hospitais universitários de Fortaleza lançam edital com 1.896 vagas

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares publicou três editais somando 1.894 vagas nos hospitais universitários do Ceará, Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) e a Maternidade Escola Assis Chateaubriand (Meac). As vagas nas áreas médicas, assistencial e administrativas, e o salário varia de R$ 1.630 até R$ 7.774.

Prefeitura de Alcântaras
Inscrições
Até 6 de março
Vagas
1.894
Salário
Até R$ 7.774
Taxa
De R$ 35 a R$ 55
Provas
A definir

Os interessados devem se inscrever devem se matricular até 6 de março deste ano no site da OCP. As inscrições custam R$ 35 para candidatos de nível médio e R$ 55 para os de nível superior.

Há vagas em mais de 50 especialidades médicas, para o preenchimento de 399 postos de trabalho. A maior das vagas é da área administrativa, com 1.266 vagas.

A data das provas será em 4 de maio em Fortaleza. Em caso de indisponibilidade de locais adequados ou suficientes na localidade de realização das Provas (Fortaleza), elas poderão ser realizadas em outras localidades próximas, segundo o edital do concurso. A duração das provas será de 4 horas, incluído o tempo para leitura das instruções e preenchimento das Folhas de Respostas, sendo de responsabilidade do candidato a observância dos horários estabelecidos.

(G1 Ceará)

 

Decon reforça fiscalização para Copa e fecha restaurantes em Fortaleza

O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon-CE) interditou dois restaurantes de Fortaleza e notificou outros seis estabelecimentos. As interdições ocorreram durante ação de fiscalização dos bares e restaurantes que será reforçada na véspera da Copa do Mundo.

O objetivo, segundo o Decon, é verificar o cumprimento de diversas normas relacionadas aos direitos dos consumidores, entre elas a questão de segurança dos estabelecimentos.

Ainda segundo o Decon, os dois estabelecimentos não apresentaram os documentos de alvará, de registro sanitário e de certificado emitido pelo Corpo de Bombeiros. De acordo com o Decon, antes mesmo de iniciar as atividades, todo estabelecimento deve possuir a documentação expedida pelos órgãos oficiais competentes.

Também foram encontradas irregularidades como o descumprimento de normas do direito do direito do consumidor à informação sobre a segurança dos estabelecimentos de lazer, cultura e entretenimento; Decreto de Precificação, que trata do fornecimento claro de informações sobre produtos e serviços; informações claras sobre a obrigatoriedade de placa informando a lotação máxima dos estabelecimentos em casas de show; e a recomendação do Decon, que dispõe sobre a cobrança de couvert artístico e de 10% e ainda sobre a emissão de nota fiscal e o pagamento à vista através de cartão.

(G1 Ceará)

Trabalhos de monografia são comercializados por R$ 900 no Facebook

Participantes pedem indicações de vendedores de TCCs em um grupo de professores do Ceará (FOTO: Reprodução)

A venda de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) existe e vem se tornando mais explícita. Cartões, anúncios em jornais ou colados em universidades e sites bem elaborados. Até em locais inesperados, você encontra o contato de quem faz o serviço, como aconteceu no grupo do Facebook intitulado “Professores do Estado do Ceará”, comunidade que, teoricamente, deveria debater a temática da educação.

Em postagem, uma professora afirma que precisa “urgente que alguém faça um TCC com tema Filosofia para Criança”. “Se alguém puder me informar ficarei muito agradecida”, completa, dizendo que o trabalho é destinado a um curso de pós-graduação à distância. “Estou sem tempo, dando aula em três períodos”.

Poucos minutos após a publicação, usuários do Facebook – possivelmente professores – ajudam a solicitante, informando número de telefone de pessoas que fazem o trabalho. “Ligue agora e converse (…) A equipe é especializada, não é trabalho pronto, tem detector de plágio e tudo mais”.

Em seguida, a professora pergunta com quem terá de falar e é informada de que o número pertence a uma empresa especializada no assunto. “Esse número é da empresa, pode ligar e falar com quem atender. Mas se quiser mandar e-mail, eles respondem ainda hoje”, explica. A publicação foi apagada após o término da conversa.

Teste

Tribuna do Ceará salvou os contatos e resolveu ligar para a suposta empresa. A reportagem telefonou se mostrando interessada em comprar uma monografia. Em contato com uma professora S. D., que elabora e vende trabalhos para faculdades, ela afirmou que já está lotada de pedidos para esse semestre.

“Usualmente, as monografias eu estou cobrando R$ 900, 50% na entrada do trabalho e 50% no término do trabalho”, avisa. A professora também pergunta de qual instituição se trata e pede as exigências do professor que orienta o trabalho, como o total de páginas. Ela também pergunta o tema do projeto e ressalta que gosta de trabalhar com tempo.

 

Crime?

Com uma rápida pesquisa sobre vendas de monografias em Fortaleza, o total de links encontrados surpreendente. O comércio de trabalhos acadêmicos ganha espaço e se torna mais competitivo e mais explícito.

O advogado, professor e membro do Conselho Nacional de Justiça Jorge Hélio explica que não há uma lei específica que puna as pessoas que vendem esse tipo de serviço. Já os estudantes que compram os trabalhos podem ser processados por falsidade ideológica ou até plágio, caso TCC contenha trechos de outros autores sem seus nomes devidamente citados.

“É um desvio ético do aluno, tem uma traição de relação e confiança entre faculdade e estudante. É um ato condenado pelos costumes. Mas isso é muito comum. A maior parte das monografias é fraudulenta. Ou é comprada, ou copiada ou malfeita a ponto de não passar pela banca”.

Jorge Hélio ainda reforça que o professor sabe quando o trabalho tem deficiências ou que não foi o aluno que fez. As faculdades públicas, geralmente, são mais existentes. O problema maior é nas privadas, pois há professores que deixam o erro passar, além da relação entre cliente e empresa. “A pessoa chega e diz que está pagando, que paga a faculdade e pronto”.

Os prejuízos causados por essa prática são profissionais com péssima qualidade de formação no mercado trabalho e falta de ética. “O mercado não seleciona. Alguns ainda conseguem destaque. O que eu conheço de analfabeto funcional que tem mestrado, doutorado… Os valores éticos não passam de cartilhas escritas. É um universo de hipocrisia. É uma crise civilizatória”, desabafa.

Com esse quadro, há apenas duas saídas: ou o processo de formação nas faculdades é fortalecido, ou as pessoas continuam comprando diplomas e as instituições permanecem de olhos fechados.

(Hayanne Narlla, Via Tribuna do Ceará)

Parte da barraca Crocobeach desaba na Praia do Futuro

Uma parte da barraca Crocobeach, na Praia do Futuro, desabou na manhã desta segunda-feira (24). De acordo com populares, uma pessoa ficou ferida e foi levada para um hospital pelos próprios funcionários da barraca.

A área que desabou é localizada próximo a entrada da barraca e está isolada por um pano branco. A Redação Web do Diário do Nordeste foi impedida de entrar na Crocobeach e nenhum funcionário estava autorizado a comentar o ocorrido. 

(Diário do Nordeste)

 

Sem agência bancária, cidade do Piauí cria banco local e moeda própria

Comerciante destaca preferência pelo cocal ao invés do real (Foto: Catarina Costa/G1)

Isolada dos maiores centros comerciais do Piauí, a cidade de São João do Arraial, a 253 km de Teresina, criou um banco local para contornar a falta de serviços bancários. Criado em dezembro de 2007, o “Banco dos Cocais” possibilitou o desenvolvimento econômico da região com a circulação de uma moeda própria, o “cocal”.

Dados do Banco Central mostram que, dos aproximadamente 5,6 mil municípios brasileiros, 233 (68 deles no Piauí) não contam com dependências bancárias, ou seja, não têm nem mesmo lotéricas, caixas eletrônicos ou postos de atendimento. No caso das agências bancárias, 1.900 municípios do país não oferecem o serviço. O G1 esteve em cidades de três estados para mostrar as dificuldades dos moradores que sofrem com a ausência de serviços bancários. Além de São João do Arraial, repórteres do G1 foram a Lagoa de Velhos (RN) eOliveira de Fátima (TO).

Emancipado em 1996 de Matias Olímpio, São João do Arraial não possuía agência bancária, o que obrigava os moradores a se deslocar até Esperantina, Região Norte do estado, a 20 km de distância. “Era difícil para se locomover, pagar uma conta e receber o pagamento. Sempre ficávamos dependendo de ir a outra cidade até mesmo para comprar roupa e alimentação, já que o comércio aqui era escasso”, diz a moradora Maria Antônia.

Quando assumiu o cargo em 2005, o ex-prefeito Francisco das Chagas Lima disse que viu a necessidade de aumentar a circulação de dinheiro na cidade. Após consultar os moradores, a prefeitura constatou que a maioria das mercadorias consumidas eram compradas e produzidas fora da região, já que não havia bancos no município.

“Nessa pesquisa nós percebemos também que as pessoas necessitavam de pouco capital e isso não era interessante para os grandes bancos. Criamos primeiramente um Fundo Municipal de Apoio a Economia Solidária para arrecadar 40% da receita monetária, gerando em torno de R$ 20 mil. Em seguida, tomei conhecimento do Banco de Palmas (CE), primeira agência comunitária do país. Levei a ideia à população de São João do Arraial e, em dezembro de 2007, inauguramos o Banco dos Cocais e a moeda local”, explicou.

O banco é de responsabilidade da sociedade civil, mas a prefeitura e entidades locais fazem parte do Conselho. Além da distribuição da moeda, a instituição funciona para pagar os servidores da região, arrecadar taxas públicas, como de água e energia, e distribuir benefícios como o Bolsa Família.  “Ele hoje tem reconhecimento do Banco Central, desde que circule o dinheiro somente naquela cidade. As notas distribuídas vão de C$ 0,50 a C$ 20”, comentou Lima.

De acordo com a prefeitura, o crescimento da economia do município coincide com a entrada em circulação do Cocal. Somente nos dois primeiros anos de implantação da nova moeda no mercado, o banco comunitário movimentou R$ 3 milhões em cocais, o que representa 25% dos R$ 12 milhões que foram movimentados em todo o município.

O coordenador do Banco Comunitário dos Cocais, Mauro Rodrigues, destaca que, além do aumento na renda da cidade, a implantação da moeda ajudou na geração de trabalho e facilitou a vida dos moradores.

“Hoje percebemos a movimentação de dinheiro na cidade e isso faz diferença para o comércio local, para a população. Outro fator importante é investimento feito pela instituição nos setores produtivos, especialmente com a liberação de microcrédito para a promoção de pequenos negócios. Hoje temos a certeza de pelo menos C$ 25 milhões circulando em São João do Arraial”, explicou o coordenador.
 

Mauro Rodrigues lembra que, além de implantar o banco e a nova moeda, a Câmara de Vereadores aprovou na época uma lei estabelecendo que 25% dos servidores públicos do município recebessem seus salários em cocais. A medida foi proposta para evitar que servidores concursados, que vieram de outros municípios, gastassem seus vencimentos fora da cidade. Quem quiser trocar o cocal por real basta direciona-se ao banco.

Segundo o atual prefeito, Adriano Ramos, atualmente 25 milhões em cocais circulam em São João do Arraial, o que equivale a mesma quantia em real. Mesmo com instalação de uma Lotérica, de outros correspondentes bancários e surgimentos de pontos comerciais que aceitam cartão de crédito, o cocal continua sendo a moeda mais utilizada na cidade, e todos os estabelecimento o aceitam.

“O Banco de Cocais estimula a economia solidária e segura o dinheiro no município. Por conta dessas e outras vantagens vamos continuar utilizando o cocal, é um benefício que atinge a todos. Além disso, a instituição ajuda a arrecadar dinheiro da receita da prefeitura para o Fundo Municipal de Apoio a Economia Solidária, que é usado como microcrédito”, declarou o prefeito.

A comerciante Giseia Maria dos Santos, proprietária de uma padaria local, contou que no início a moeda chegou a ser rejeitada por receio, mas, com o passar do tempo, percebeu a melhoria no comércio. “Muitos desconfiavam da ideia, mas, após insistência e ver que era para o desenvolvimento da cidade, acabaram aceitando. É bom trabalhar com o cocal, saber que isso movimenta a renda local e beneficiou todo mundo, especialmente nós comerciantes”, lembrou.

Outro que comemora a circulação da moeda é Jean Santana. Dono de um pequeno armarinho, ele destacou não ter diferença entre real e cocal, e que prefere receber o dinheiro local por questão de segurança. “Como só tem valor aqui em São João do Arraial, o número de assaltos aos estabelecimentos é quase escasso”, destacou. 

O crescimento econômico contribuiu também para a abertura de novos pontos comerciais, como a instalação da loja de uma das maiores redes de departamento do Nordeste. O gerente Antônio Carlos conta que o cocal nunca gerou problema nas vendas e que a empresa já sabia do uso da moeda quando decidiu implantar o empreendimento na cidade.

Criação do Banco dos Cocais foi fundamental para circulação do dinheiro (Foto: Catarina Costa/G1)Criação do Banco dos Cocais foi fundamental
para circulação de renda (Foto: Catarina Costa)

O cocal
A moeda tem o mesmo valor do real, mas com maior poder de compra graças aos descontos oferecidos em todos os estabelecimentos comerciais do município. Se um produto custa R$ 10, pagando com a moeda social, custará C$ 9. O desconto é possível porque, para cada cocal emitido, há um lastro de um real garantido pela organização financeira comunitária.

As cédulas são estampadas com ícones da cultura e economia local, além possuir um selo que dificulta a sua falsificação. De acordo com o coordenador Mauro Rodrigues, o banco tem o custo de R$ 0,15 por moeda fabricada, além de arcar com o transporte desde Fortaleza, onde está a gráfica de confiança do Instituto Palmas, gestor e certificador de bancos comunitários no Brasil, e responsável pela impressão das notas.

“Hoje, para emitir dez mil cédulas, o custo chega a ser de R$ 5 mil. É um recurso bastante caro. Se a moeda fosse fabricada pela Casa da Moeda, nós teríamos redução dos custos, o material seria de maior qualidade. Caso tivéssemos este apoio, teríamos um avanço gigantesco tanto do ponto de vista institucional como financeiro”, acrescentou Mauro.

(Catarina Costa, via G1 Piauí)

BNB lança seu programa de demissão voluntária

O presidente do Banco do Nordeste do Brasil, Ary Joel, lançou, nesta manhã de segunda-feira, em Brasília, o Programa de Incentivo ao Desligamento (PID) do banco, uma espécie de “demissão voluntária”.

O programa estará disponível para quem estiver com 30 anos de contribuição junto a Capef (caixa de previdência do BNB) e 35 anos de contribuição para o INSS.

Esse PID do BNB oferece oito salários brutos e 40% do FGTS para quem aderir.

Detalhe: Não é obrigatório.

(Blog do Eliomar de Lima)

Musical em homenagem a Luiz Gonzaga chega a Fortaleza neste final de semana

Nesta sexta-feira (21) até domingo (23) Fortaleza recebe o musical “Gonzagão, a Lenda”, espetáculo multipremiado que já foi visto por 65 mil no Brasil. As apresentações na cidade são promovidas pela Rede, empresa do grupo Itaú Unibanco, para homenagear um dos maiores nomes da música brasileira. “É muito importante valorizarmos a obra de Gonzagão, artista que é um marco para o povo nordestino e para o Brasil”, diz Cristiane Magalhães, diretora de Marketing de Negócios do Itaú Unibanco.

O musical “Gonzagão, a Lenda”, idealizado pela produtora Andréa Alves, com texto e direção de João Falcão, é uma homenagem ao grande ícone da cultura brasileira. Há um ano em cartaz e com diversos prêmios e lindas críticas na bagagem, o espetáculo foi visto por cerca de 65 mil pessoas no Rio de Janeiro e em São Paulo e foi vencedor do Prêmio Shell de Teatro 2012 de Melhor Música; do 7º Prêmio APTR de Melhor Produção; e do Prêmio FITA 2013 nas categorias Melhor Espetáculo (Júri Popular), Melhor Direção e Melhor Figurino.

Sobre o espetáculo

Oito atores e uma atriz se revezam no palco em uma viagem musical pela trajetória do Rei do Baião. Como em qualquer história de homem que vira mito, a vida de Luiz Gonzaga tem passagens em que as versões de seus biógrafos não convergem, em que realidade e fantasia se confundem. Mas o autor e diretor João Falcão se sentiu livre para tratar mais do mito do que do homem.

“É a história de Luiz Gonzaga, mas não é Wikipédia”, diz Falcão, que evitou qualquer didatismo na construção do texto, embora tenha lido vários livros sobre um dos artistas mais importantes da música brasileira, morto em 2 de agosto de 1989, cujo centenário de nascimento foi comemorado em dezembro de 2012.

A opção por uma abordagem teatral, não enciclopédica, fica explícita logo no início da peça, quando uma trupe se apresenta para contar a “lenda do Rei Luiz”. Os atores desta trupe anunciam que encenarão uma história iniciada “no sertão do Araripe lá pelos idos do século XX”. As referências são maciçamente nordestinas, sobretudo pernambucanas.

Luiz Gonzaga nasceu no município de Exu, de onde saiu aos 17 anos para ganhar o mundo. João Falcão também é de Pernambuco, da cidade de São Lourenço da Mata. “A festa mais importante da minha casa era a de São João, e São João era Luiz Gonzaga. Ele era patrimônio do povo, mais do que qualquer outro artista. Poucas músicas que estou usando no espetáculo descobri agora. A maioria eu sabia de cor, já sabia tocar”, conta ele, que também é compositor.
Na história do rei do baião, João Falcão se permitiu rebatizar duas mulheres importantes da vida do músico, Nazarena (o primeiro grande amor) e Odaléa (a mãe de Gonzaguinha) como Rosinha e Morena, respectivamente, nomes que aparecem em músicas do compositor. E ainda se permitiu criar um encontro que nunca aconteceu: Luiz Gonzaga e Lampião, dois mitos nordestinos.

Também há espaço para se falar da originalidade de Gonzaga, um artista que, a partir dos ensinamentos de seu pai, Januário, criou em sua sanfona um gênero, o baião, e o transformou em sucesso e patrimônio nacionais. Dentre as cerca de 40 canções que estão no espetáculo há sucessos como “Cintura fina”, “O xote das meninas”, “Qui nem jiló”, “Baião”, “Pau-de-arara” e sua mais célebre criação, “Asa branca”.

De acordo com a linha não dogmática de todo o espetáculo, o musical não ficou preso à estrutura básica do forró, que é sanfona-triângulo-zabumba. No conjunto dos quatro instrumentistas virtuoses que atuam no palco, há, além do sanfoneiro (Rafael Meninão) e do percussionista (Rick De La Torre), um violoncelista (Daniel Silva) e um rabequeiro e violeiro (Beto Lemos).

Os arranjos de todas as músicas foram elaborados pelos quatro músicos, que por conta da longa temporada estão em grande sintonia e presenteiam a plateia com improvisos em todas as apresentações, um privilégio para o espectador e uma renovação diária para a montagem. Beto Lemos rouba a cena em “Assum Preto”, em um solo de rabeca que já foi aplaudido durante cinco minutos em cena aberta.

 

Serviço:

Musical Gonzagão – A Lenda
Quando: dias 21 e 22, às 20h e dia 23, às 19h
Onde: Anfiteatro do Dragão do Mar
Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia)

 

21.02.2014

Assessoria do Instituto Dragão do Mar

Luciana Vasconcelos (85 3488.8617 – 8733.8829)

(Portal Vermelho)

Confirmado show do Guns N’ Roses no dia 17 de abril no Centro de Eventos do Ceará

Acabou a especulação. O Guns N’ Roses faz show em Fortaleza no próximo dia 17 de abril no Centro de Eventos do Ceará. A informação foi confirmada pelas produtoras Social Music e Luan Promoções & Eventos. A pré-venda dos ingressos está marcada para o dia 10 de março, segunda-feira após o feriadão do Carnaval.

Para a felicidade do fã cearense, o Guns N’ Roses irá cantar muitos dos sucessos como “Sweet Child O’ Mine” e “November Rain“. Os portões irão abrir a partir das 21h. Mais informações sobre os ingressos serão divulgadas em breve.

O Blog já havia antecipado que a apresentação estava sendo negociada para o Centro de Eventos e o preço para os ingressos do show de Recife. 

 (Diário do Nordeste)

Tribunal de Justiça do Ceará publica edital do concurso para juiz substituto

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) publicou, nesta sexta-feira (21/2), no Diário da Justiça Eletrônico, o edital do concurso para juiz substituto do Poder Judiciário estadual. As inscrições devem ser feitas, exclusivamente, no site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br), de 26 de fevereiro a 27 de março deste ano.

Ao todo, são ofertadas 80 vagas (quatro para pessoas com deficiência) e formação de cadastro reserva. O prazo de validade do concurso é de dois anos, prorrogável a critério do TJCE, por igual período. Um dos requisitos para o cargo é a comprovação da atividade jurídica pelo período mínimo de três anos.

O valor da inscrição é R$ 227,00. As pessoas que têm direito à isenção devem preencher formulário disponível no site da organizadora do concurso, de 26 de fevereiro a 6 de março de 2014. O candidato deficiente que necessitar de condição especial para realização da prova deverá enviar solicitação até o último dia das inscrições, encaminhando laudo médico original ou cópia autenticada, que comprove a deficiência alegada, o grau ou nível da deficiência, a Classificação Internacional de Doenças (CID) e a provável causa.

O concurso terá as seguintes etapas: uma prova objetiva; uma discursiva (sentença cível e criminal); inscrição definitiva; sindicância da vida pregressa e investigação social; exame de sanidade física e mental; prova oral e avaliação de títulos.

A prova objetiva deve ocorrer no dia 25 de maio. O gabarito oficial está previsto para ser divulgado no dia 28 do mesmo mês.

A Comissão do Concurso tem à frente o vice-presidente do TJCE, desembargador Francisco Lincoln Araújo e Silva. Também fazem parte os desembargadores Maria Nailde Pinheiro Nogueira, Francisco Suenon Bastos Mota e Washington Luis Bezerra de Araújo (membros titulares), Carlos Alberto Mendes Forte e Mário Parente Teófilo Neto (membros suplentes). O advogado Leandro Duarte Vasques representa a Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB/CE).

(Blog do Roberto Moreira)

Revista Época: Banco do Nordeste perdeu milhões em operações consideradas irregulares

Numa tarde movimentada no Congresso, em 2007, o então presidente do Banco do Nordeste, o BNB, Roberto Smith, subiu ao 14º andar do Senado para conversar com o senador Gim Argello, do PTB de Brasília. Smith estava acompanhado por um assessor e por um deputado federal. Ele estava lá para conversar com um convidado e amigo de Gim, o empresário Walter Torre, dono de uma das maiores construtoras do país, a WTorre. Gim atuara ali como intermediário entre um empresário com um problema e um burocrata com uma solução. A partir daquele instante, um banco estatal, com orçamento de aproximadamente R$ 10 bilhões por ano para gastar e juros camaradas a oferecer, estava à disposição de Walter Torre. O momento em que Torre abordou Smith – ou Smith abordou Torre – não poderia ter sido mais oportuno. Com dinheiro saindo pelo ladrão, o BNB acabara de criar uma diretoria para capitalizar empresas que nem mesmo precisavam se envolver em projetos de desenvolvimento da região, contrariando a ideia inicial do ex-presidente Getúlio Vargas ao criar o Banco do Nordeste, em 1952. Era o caso da WTorre, uma empreiteira de São Paulo. Após o encontro no Senado e negociações subsequentes, a WTorre conseguiu levantar R$ 110 milhões ao vender títulos no mercado, comprados principalmente pelo BNB.   O BNB é um velho conhecido dos brasileiros que acompanham o noticiário. Em 2005, ganhou fama quando um assessor de José Guimarães, irmão do mensaleiro condenado José Genoino e atualmente deputado federal pelo PT, foi preso no aeroporto de Congonhas com US$ 100 mil na cueca. Apurou-se que ele carregava a dinheirama para pagar propina a um executivo do BNB e, assim, acelerar um empréstimo para uma empresa do setor de energia elétrica. Dois anos depois, um aliado do ex-governador do Ceará Ciro Gomes foi afastado do banco por atuar na renegociação de uma dívida em condições para lá de vantajosas – não ao banco, claro. Em 2012, ÉPOCA publicou uma reportagem mostrando irregularidades na concessão de empréstimos pelo BNB. Parentes de executivos se esbaldaram ao conseguir financiamentos também para lá de vantajosos. Ao banco? Evidente que não. Para justificar despesas com o dinheiro recebido, as empresas beneficiadas apresentavam notas fiscais frias e recorriam a laranjas.

821_investiga4

A mamata com dinheiro público era tamanha que os principais órgãos de fiscalização do país, além da Polícia Federal, foram acionados. Começaram uma devassa nos balanços do BNB. Os primeiros resultados dessa investigação, a que ÉPOCA teve acesso, revelam que a situação do banco é ainda mais grave do que se supunha. Esquadrinhando as operações do BNB, os investigadores comprovaram que, em grande parte delas, o banco acabou lesado. Auditorias internas descobriram que o BNB, estranhamente, não fazia esforço para cobrar as dívidas que haviam sido contraídas. Um relatório concluído pelo Tribunal de Contas da União recentemente calcula que esse descaso causou prejuízos ao BNB, apenas até 2008, de R$ 500 milhões (valor não corrigido), quantia suficiente para construir mais de 8 mil casas populares. Essas operações, de tão toscas, não permitem que o banco cobre as dívidas na Justiça. Por múltiplas razões. Entre elas, como perceberam os auditores do TCU, está um fato prosaico: o BNB emprestou dinheiro sem sequer recolher as assinaturas dos devedores.

Os auditores do TCU, a PF e o Ministério Público Federal avançam agora na investigação sobre o tipo de negócio firmado por Walter Torre, o empresário amigo de Gim Argello. É um tipo de negócio que, no BNB, estava numa diretoria ocupada por Luiz Henrique Mascarenhas, ou simplesmente Lula. Servidor de carreira do Banco do Brasil especializado em mercado de capitais, Lula não deixou a desejar. Em três anos, sua diretoria liberou quase R$ 900 milhões na compra de títulos de empresas privadas. Tudo estaria dentro dos conformes… se a liberação do dinheiro estivesse dentro dos conformes. Um relatório confidencial do banco, obtido por ÉPOCA, afirma que o BNB liberou o dinheiro sem que as empresas apresentassem garantias suficientes (leia o documento acima). Na prática, o BNB desembolsava recursos sem saber se a empresa tinha dívidas na praça ou se advogados do próprio banco estavam de acordo. Foi assim que o empresário Walter Torre obteve seus R$ 110 milhões no BNB. Num trecho do relatório, os técnicos do banco afirmam que a empresa de Walter Torre obteve o dinheiro sem apresentar uma certidão negativa de débitos. Seria como se um cidadão desse um cheque numa loja sem que o comerciante verificasse se ele tem nome sujo na praça. No relatório, os técnicos precisam frisar o óbvio: empresas com possíveis dívidas não “poderiam fechar contratos com o governo”. Em situações análogas à da WTorre, de acordo com o documento do banco, estão as empresas OAS, Moura Dubeux e a Concessionária Auto Raposo Tavares. Todas negam irregularidades e afirmam ter quitado as dívidas com o banco.

Lula – o diretor do BNB – é amigo e foi indicado para o cargo por Francisco Cláudio Duda, também servidor de carreira do Banco do Brasil. Nos últimos anos, Duda ficou conhecido por zanzar em bancos ligados a governos petistas, como o Banco de Brasília e o Banco de Desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul. Por sua competência nas operações do BNB, pelo respaldo político de Duda e do PT e pela afinidade com empresários, entre eles Walter Torre, Lula tinha um futuro promissor – até que tentou uma jogada ousada demais. Uma empresa da área de energia eólica, da qual ele era presidente do Conselho de Administração – não como representante do banco –, pediu dinheiro emprestado ao BNB. Lula queria atuar nas duas pontas. Quando a tentativa foi descoberta, ele tentou negociar sua saída do BNB sem comprometer o pedido de empréstimo da empresa. Não adiantou. Diante do possível estrago à imagem do banco, Lula foi afastado, e o pedido da empresa de energia eólica foi derrubado rapidamente. Lula afirma ter saído do banco por motivos familiares. Diz, ainda, que todas as decisões passaram pela diretoria colegiada do banco e nega ter sido indicado pelo PT.

Num de seus primeiros atos quando assumiu a presidência do BNB em 2012, Ary Joel Lanzarin extinguiu a área que fora criada para abrigar Lula. Comentou com colegas que o BNB deveria se concentrar no que, afinal, sempre foi a vocação do banco: emprestar dinheiro a agricultores familiares e empresas que façam o Nordeste crescer. Também reforçou a análise de renegociações de dívidas com empresas, para evitar que continuasse como um dos principais buracos do banco. Uma operação em especial foi traumática para o BNB. Mesmo sem apresentar garantias suficientes de que a empresa honraria a dívida, o prazo de pagamento foi prolongado para a Rede Energia. Um relatório da Controladoria-Geral da União afirma que a renegociação com a Rede Energia expôs o banco a um “risco elevado sem o respaldo adequado de suas políticas de desenvolvimento regional”. Após a chegada de Lanzarin, a dívida foi finalmente renegociada em termos que a Rede Energia pudesse pagar. De acordo com a empresa, existe um débito de R$ 70 milhões com o BNB, mas as prestações para quitá-lo estão em dia.

821_investiga5

Lanzarin imaginara que poria o banco no rumo certo. Com o aval do ministro da Fazenda, Guido Mantega, ele começou a fazer mudanças no banco. Só não conseguia demitir diretores antigos, ligados a próceres do PT, como Paulo Ferraro, indicado pelo governador da Bahia, Jaques Wagner, e Luiz Carlos Everton de Farias, indicado pelo senador do Piauí Wellington Dias. Na metade do ano passado, Ferraro pediu à cúpula do Ministério da Fazenda para sair. Para não desagradar a Jaques Wagner, Mantega interveio e garantiu a permanência dele no cargo. Na metade de dezembro do ano passado, Lanzarin enxergou uma nova oportunidade para se ver livre dos diretores ligados aos petistas. Soube que Ferraro, Everton e outros nove dirigentes do banco – entre eles Lula – seriam denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) no Ceará por gestão fraudulenta. O entusiasmo de Lanzarin se dissipou pouco mais de um mês depois, quando o juiz responsável por acolher a denúncia excluiu o nome desses diretores. Agora, o MPF recorre da decisão. Os dois diretores indicados pelo PT negam quaisquer irregularidades.

O BNB afirma que o relatório obtido por ÉPOCA é preliminar, que as operações são regulares e que o banco lucrou com elas. O ex-presidente do BNB Roberto Smith respondeu por e-mail que a indicação de Luiz Henrique Mascarenhas “foi proveniente do Ministério da Fazenda e, assim como toda e qualquer indicação, foi aprovada pelo Conselho de Administração, no qual eu ocupava a posição de vice-presidente”. Smith disse ainda que pretende rebater as acusações de gestão fraudulenta “junto à Justiça, de forma afastada de qualquer sensacionalismo vão”. A WTorre informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que “toda a operação de emissão de debêntures pelo BNB para a WTorre foi realizada estritamente dentro das normas da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e do Banco Central, tendo sido as debêntures quitadas nos termos acordados com os tomadores dos títulos. A emissão de debêntures – não são empréstimos, portanto –, realizada em 2008, foi a única operação realizada pela WTorre com o BNB”. A OAS Empreendimentos informou, por meio de nota, que “o Banco do Nordeste adquiriu debêntures emitidas em 2010 pela empresa no valor total de R$ 60 milhões, sendo que quatro parcelas de R$ 12 milhões já foram liquidadas, ficando somente uma parcela remanescente, que será liquidada no seu vencimento em 15/7/2014”. A Concessionária Auto Raposo Tavares informou apenas que as operações com o BNB estão em dia. E a Moura Dubeux não respondeu aos questionamentos de ÉPOCA.

(Revista Época)

Lojas Americanas da Bezerra de Menezes é assaltada neste sábado

Dois homens assaltaram a loja Americanas, na manhã deste sábado (22), na avenida Bezerra de Menezes.

Segundo a Polícia, a dupla chegou meia hora antes do gerente abrir a loja e o rendeu.

Os homens fugiram no próprio veículo do gerente, com produtos eletrônicos e o cofre da loja.

Neste momento, a Polícia procura o veículo levado pelos assaltantes. A loja continua fechada.

Via Blog do Eliomar

Apresentador Paulo Oliveira recebe suspensão da Rádio Verdes Mares

Paulo Oliveira, por citar a barrigada dupla do Diário do Nordeste – foto trocada do estelionatário Benevides e erro da prisão de prefeita do interior – e injetar um palavrão depreciativo à publicação, recebeu aviso de suspensão de três dias.

A informação me foi repassada pelo próprio líder de audiência da Verdes Mares. Ele só volta ao microfone na quarta feira.

(Por Nonato Albuquerque, via http://gentedemidia.blogspot.com.br)

Loja online cria sistema de entrega em até três horas para todo o Brasil

Você compra pela internet e, no máximo, 180 minutos depois da confirmação do pagamento, o seu produto chega à porta do endereço cadastrado. Parece o sonho de qualquer consumidor virtual, mas isso, por incrível que pareça, já existe e é um serviço oferecido por uma empresa brasileira.

Trata-se da Giuliana Flores, uma das principais lojas virtuais no segmento de flores no país. A empresa criou o programa “Same Day”, que promete entregar o pedido em até três horas, em qualquer lugar do Brasil. A “mágica do deslocamento” está fundada em um bom plano arquitetado de logística.

Para que seja possível essa rápida distribuição, a Giuliana Flores fez parcerias com floriculturas locais para entrega no mesmo dia, com um número limitado de arranjos. “Buscamos parceiros que pudessem manter a mesma qualidade dos produtos que saem da Giuliana Flores. Após uma pesquisa local nas capitais, identificamos os melhores parceiros, e eles copiam os arranjos disponibilizados para entrega no mesmo dia na região”, afirma Clóvis Souza, diretor e fundador da empresa.

Em cidades maiores, como São Paulo, a entrega é feita por três distribuidoras em um período de 24 horas, e o cliente ainda conta com a opção de entrega em três períodos (manhã, tarde e noite), além dos serviços especiais como a entrega com hora marcada.

“Em outros estados, para ser entregue no mesmo dia, o pedido deve ser finalizado até no máximo às 16 horas, após este horário o produto será entregue no dia seguinte. Entretanto, pedidos que não necessitem serem entregues no mesmo dia podem ser feitos tranquilamente sem restrição de horário”, destaca Clóvis.

Ideia promissora já traz bons resultados

A implementação desse programa já está traz bons resultados financeiros para Giuliana Flores e abre precedente para que outros setores do e-commerce também adaptem sua logística com novos parceiros em outras regiões para que agilizem sua entrega.

“As vendas aumentaram em 20% com as entregas no mesmo dia fora de São Paulo, e nosso foco é chegar a marca de 50%, pois estamos com intuito de investir em mídias locais. Para nós, o beneficio maior é conseguir atender a necessidade do cliente, e o cliente conseguir presentear em qualquer ocasião no mesmo dia”, finaliza Clóvis.

(Fábio Bandeira de Mello, Portal Administradores)

Violência, nojo e dor. E as crianças colhendo telhas para o futuro

Comunidade Alto da Paz, em Fortaleza, é despejada pelo Batalhão de Choque

Por Nigéria Audiovisual

Cenas do despejo forçado na manhã do dia 20 de fevereiro de 2014 na comunidade Alto da Paz, no bairro Vicente Pinzón, em Fortaleza. Cerca de 376 famílias ocupavam o terreno desde setembro de 2012. Após uma série de negociações frustradas com a Prefeitura (proprietária do terreno), a ordem judicial de despejo foi cumprida com a presença de 150 homens do Batalhão de Choque.

Via http://racismoambiental.net.br/

A violência da “Copa das Remoções”, em Fortaleza, na denúncia pungente de Lucas Moreira Victor

Um velho. Um velho curvado puxando um colchão. Um velho curvado, uma toalha ao ombro, um pé de uma havaiana, um saco pequeno, contendo pequenas coisas para outros com certeza sem valor, mas preciosas para ele. Um velho curvado, carregando sua vida sob os olhos da polícia. Mas olhando em frente…

Foto: Lucas Moreira Victor

 Lucas Moreira Victor, sobre a foto abaixo:

Copa da remoção: Cenário triste aqui na comunidade do Alto da Paz que está sendo brutalmente removida, nenhum respeito aos direitos humanos e muita repressão com quem não tem onde morar. Moradores tentam salvar os pertences que conseguem, mas os tratores passam por cima de tudo, derrubando barracos e casas. Lembrando que o direito a moradia é constitucional. Um esquema foi montado pelo Batalhão de Choque, Guarda Municipal de Fortaleza, Bombeiros… a ação deixou muitos feridos, na foto essa senhora desmaiou depois de ser mordida por um cachorro do Batalhão de Choque.

Fortaleza - expulsão 2

 Angeline Carolino foi buscar em  Drummond a expressão de sua revolta:

“Quando os corpos passarem,
eu ficarei sozinho
desfiando a recordação
do sineiro, da viúva e do microscopista
que habitavam a barraca
e não foram encontrados
ao amanhecer

esse amanhecer
mais noite que a noite.”

Fortaleza - expulsão 3

E eu a acompanho, no mesmo Sentimento do Mundo, nestas fotos finais:

“Os camaradas não disseram
que havia uma guerra
e era necessário
trazer fogo e alimento.
Sinto-me disperso,
anterior a fronteiras,
humildemente vos peço
que me perdoeis”.

Fortaleza - expulsão 7

Fortaleza - expulsão 4

Mas retomo:

Um velho. Um velho curvado puxando um colchão. Um velho curvado, uma toalha ao ombro, um pé de uma havaiana, um saco pequeno, contendo pequenas coisas para outros com certeza sem valor, mas preciosas para ele.  Um velho curvado, carregando sua vida sob os olhos da polícia. Mas olhando em frente…

Via http://racismoambiental.net.br

Cotas em concursos públicos valem a partir de abril

Servidor municipal, Robson sempre estudou em escola pública

O rapaz da foto acima é Robson Alcântara. Ele é negro, sempre estudou em escola pública e, em 2007, passou num concurso municipal para a Secretaria da Saúde de Salvador (SMS), onde atua até hoje.

Mas não existem muitos Robsons pela cidade. Segundo um levantamento da prefeitura de Salvador, apenas 19% dos servidores concursados do município são negros ou pardos.

Em números absolutos, dos 27,5 mil servidores soteropolitanos, 5.250 se dizem negros ou pardos. Um disparate, se comparado à totalidade da população soteropolitana, que tem 83% de negros e pardos. A boa notícia é que, nos concursos que forem realizados a partir de 29 de abril deste ano, a proporção de negros aprovados deve crescer.

É que um mês antes, no aniversário de Salvador, o prefeito ACM Neto irá publicar um decreto que obriga todos os concursos municipais a ofertarem 30% das vagas para candidatos afrodescendentes. Essa cota será destinada aos cidadãos que se autodeclararem pretos ou pardos no momento da inscrição no certame.

Média   
A vice-prefeita de Salvador, Célia Sacramento, diz que a medida não vai colocar servidores despreparados nos órgãos públicos, já que só passarão os candidatos que obtiverem nota acima da média.  “Se a média for sete e ele tirar sete, então é porque está apto, não é? Do jeito que está, essas pessoas ficam de fora mesmo tirando notas acima da média, porque as vagas ficam com os brancos, que estudaram em escolas particulares e tiraram nove, dez”, compara.

Ela cita seu próprio exemplo, quando, nos anos 80, precisou prestar quatro vestibulares até conseguir passar. “Estudei em escola pública, não tive as mesmas condições de me preparar que os candidatos das escolas particulares. Tirei 4,6 no primeiro ano e 6,7 no segundo. Mas, no terceiro, tirei 8,3, acima da média, e não passei porque meu curso era o quinto mais concorrido (Ciências Contábeis)”, lembra-se. 

A vice-prefeita só conseguiu ser aprovada no quarto vestibular, quando tirou acima de 9. Ela também defende a cota apenas para negros, e não para estudantes de escolas públicas, como forma de driblar o racismo nas fases subjetivas da avaliação, como o teste psicológico e a prova de títulos.

Regulamentação  
O decreto de Neto regulamenta projeto aprovado pela Câmara de Vereadores em 2010, no mandato do ex-prefeito João Henrique. Após sancionado, o projeto ficou esquecido nas gavetas do Thomé de Souza. Agora, ACM Neto fez a regulamentação necessária para que a lei comece a valer.

O secretário municipal de Gestão, Alexandre Paupério, explicou que a prefeitura está fazendo alguns pequenos ajustes, mas que o texto inclui não só os que tentam ingressar por concurso. “Vale para cargos de confiança, Reda e terceirizados também. Todas as contratações do município”.

Paupério também explicou que ainda não sabe qual será o primeiro concurso no qual vão valer as novas regras. “Ainda não fechamos o cronograma de concursos desta gestão. Por enquanto, só tivemos um Reda. Todos os outros já vão ter a cota para negros”, disse.

Após publicado o decreto, no dia 29 de março, há um prazo de 30 dias para a adequação e, por isso, o prazo para que as novas regras comecem a valer é 29 de abril. A partir daí, a lei vale por dez anos. Como a vice-prefeita, Paupério acredita que o problema da falta de negros no serviço público está na desigualdade de oportunidades. “Esta é uma tentativa de minimizar esse tipo de disparidade”, disse.

O secretário esclarece ainda que não há chances de os negros serem contratados apenas para cargos menores, já que as cotas serão por cargo e não por concurso. “Em cada cargo, será obrigatório ter 30% de negros”, diz. Se os negros que fizerem o concurso não conseguirem atingir a nota mínima, as vagas serão destinadas aos outros candidatos.

Robson, do início do texto, aprova o decreto. “Isso está mudando aos poucos, mas a gente percebe que em cargos de chefia ainda predominam os brancos e, quanto mais baixo o cargo, mais negros”, observa ele, que hoje é chefe de Recursos Humanos.

Robson, no entanto, acredita que o bom mesmo seria se todos tivessem as mesmas oportunidades. “O ideal é ter educação para todo mundo, mas uma política afirmativa é uma ideia válida. Só não deve deixar de ser feito investimento em educação”.

Defensores de cotas pedem votação nacional de projeto
Em debate na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), na segunda-feira (17), entidades do movimento negro e especialistas em políticas de ações afirmativas defenderam a aprovação do projeto de lei do governo que prevê reserva de 20% das vagas nos concursos públicos federais para candidatos afrodescendentes.

A proposta, informa a Agência Senado, já passou por duas comissões na Câmara dos Deputados, mas ainda depende de aprovação no plenário para ser encaminhada ao Senado. O Movimento Educafro, dirigido pelo Frei David Santos, solicitou ao senador Paulo Paim (PT-RS) apoio para uma audiência com o presidente do Senado, Renan Calheiros.

O objetivo é pedir que ele transmita ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, apelo das entidades para que a matéria seja rapidamente levada ao plenário daquela Casa. Para os participantes da audiência, a reserva de vagas encontra suporte no princípio constitucional que define a redução das desigualdades sociais como um dos objetivos do Estado brasileiro.

Em termos jurídicos, o entendimento é de que a medida tem equivalência nas cotas para acesso às universidades federais. Por isso, a crença de que não há razão para que o projeto precise ser debatido no Supremo Tribunal Federal (STF). Foi ainda lembrado que os homens negros, na média, ganham apenas metade da renda dos homens brancos.

No caso das mulheres negras, os ganhos correspondem a 70%. Também foi apontada a importância da medida para o enfrentamento do racismo institucional, com a participação maior de afrodescendentes em posições de poder, para melhor compreensão das experiências e realidades desse grupo populacional. 

‘Os órgãos públicos daqui parecem mais os da Finlândia’
“Salvador é a capital mais negra da Brasil, mas, às vezes, eu entro num órgão público e parece que estou na Finlândia. Porque até em Washington (EUA) tem mais diversidade que em Salvador”, comparou Vilma Reis, socióloga e vice-presidente do Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra (CDCN).

Para ela, pelas características étnicas da população soteropolitana, “se tem uma cidade que pode servir de vitrine positiva, é Salvador”. A capital baiana, no entanto, não é a primeira a adotar as cotas. No final do ano passado, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), sancionou projeto de lei semelhante.

As cotas estão previstas numa lei federal de 2011. “Se está abrindo espaço para os negros em um segmento do mercado de trabalho, então é uma boa. A quantidade de negros nas repartições públicas não é proporcional à estimativa total desta população pelo IBGE”, comemorou o coordenador da União de Negros pela Igualdade (Unegro), Guilherme Filho.

Via Correio 24 Horas

Concurso da SUSAM do Amazonas tem 11.646 vagas de até R$ 7,6 mil

O Governo do Estado do Amazonas já inscreve para concurso público que visa suprir vagas de nível fundamental, médio e superior para lotação na Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas e suas fundações (SUSAM). São 11.646 vagas, distribuídas pelas instituições ligadas à Secretaria de Saúde do Estado, nos seus 61 municípios. De acordo com os editais divulgados pela Fundação Getúlio Vargas, organizadora do certame, das 11.646 vagas ofertadas no concurso, 3.094 são para cargos de nível superior, 5.247 são para cargos de nível médio e 3.305 para nível fundamental. Segundo os editais, 5% das vagas serão reservadas ainda aos portadores de deficiência.

Os candidatos selecionados irão atuar diretamente na Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SUSAM) ou na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCECON), Fundação de Dermatologia Tropical e Venereologia “Alfredo da Matta” (FUAM), Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (FHEMOAM), Fundação de Medicina Tropical “Dr. Heitor Vieira Dourado” (FMT/ HVD), Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS/ AM) e a Fundação Hospital “Adriano Jorge” (FHAJ) – Veja edital do concurso.

As vagas para candidatos de nível superior são para especialidades de Assistente Social, Biólogo, Cirurgião-Dentista, Enfermeiro, Epidemiologista, Farmacêutico, Farmacêutico Bioquímico, Físico em Medicina, Fisioterapeuta Fonoaudiólogo, Médico Graduado, Médico Especialista, Médico-Veterinário, Nutricionista, Pesquisador Titular nas funções de Médico Dermatologista e Farmacêutico Bioquímico, Pesquisador Adjunto, Pesquisador Iniciante, Psicólogo, Químico, Sanitarista, Terapeuta Ocupacional, Administrador, Advogado, Analista de Sistemas, Arquiteto, Bacharel em Computação, Bibliotecário, Comunicador Social, Contador, Economista, Engenheiro Civil, Engenheiro Eletricista, Estatístico, Geógrafo, Pedagogo, Sociólogo, Técnico para as áreas de Administração, Direito, Análise de Sistemas, Arquitetura, Bacharelado em Computação, Biblioteconomia, Comunicação Social, Ciências Contábeis, Economia, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Estatística e Secretariado. A taxa de inscrição para estes cargos é de R$ 60,00.

As vagas de nível médio/técnico são para Instrumentador Cirúrgico, Técnico de Enfermagem, Técnico de Farmácia, Técnico em Hemoterapia, Técnico em Histologia, Técnico em Imobilização Ortopédica, Técnico em Nutrição, Técnico em Dietética, Técnico em Patologia Clínica, Técnico em Radiologia Médica, Técnico em Radioterapia, Técnico em Saúde Bucal, Técnico em Anatomia Patológica, Técnico em Citotécnica, Técnico em Química, Auxiliar de Farmácia, Auxiliar de Laboratório, Auxiliar de Patologia Clínica, Auxiliar de Saúde Bucal, Assistente Administrativo e Programador. Para estes cargos a taxa de inscrição é de R$ 55,00.

As vagas de nível fundamental são para Agente Administrativo, Artífice, Auxiliar de Serviços Gerais, Copeiro, Motorista, Operador de Manutenção e Apoio, Recepcionista, Telefonista e Vigia. Neste caso a taxa de inscrição é de R$ 40,00.

A média salarial varia de acordo com o cargo escolhido e sua jornada de trabalho, oscilando entre R$ 1.294,57 e R$ 7.691,45. As inscrições para todos os cargos devem ser feitas diretamente no site da organizadora do concurso, Fundação Getúlio Vargas: www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/susam até o dia 24 de março de 2014.

Leia mais: http://www.acheconcursos.com.br

Petrobras anuncia concurso público com 1.232 vagas e salários de até R$8 mil

O edital de abertura do novo concurso da Petrobras foi divulgado nesta quinta (20). No total, serão ofertadas 100 vagas para preenchimento imediato e outras 1.132 vagas para cadastro reserva. O concurso será realizado pela Fundação Cesgranrio e as inscrições poderão ser feitas a partir da próxima segunda (24). Os candidatos terão até 17 de março para se inscrever.

Para quem tem nível médio, as oportunidades oferecidas são para os cargos de técnico em exploração de petróleo, técnico em inspeção de equipamentos, técnico em logística de transporte, técnico em operações e de segurança, entre outros. Para estes cargos serão disponibilizadas 89 vagas, além de 1 mil oportunidades em cadastro reserva. O salário inicial é de R$3.400,47.

CLIQUE AQUI E CONFIRA MAIS INFORMAÇÕES NO EDITAL

Já para quem tem nível superior, serão oferecidas 11 vagas para os cargos de médico do trabalho e engenheiro ambiental e de produção. Neste caso, também haverá 132 em cadastro reserva. Os salários variam entre R$7.501,06 (médico) e R$8.081,98 (engenheiros).
 
Os candidatos selecionados serão lotados no Rio de Janeiro, Macaé, São Paulo, Salvador, Santos, Belo Horizonte, Curitiba, Mauá, Paulínia, São José dos Campos e São Mateus do Sul. Além disso, também há vagas em outras cidades nos estados de PE, AM, CE, RN e RS.

As taxas de inscrição são de R$40 para cargos de nível médio e de R$58 para os cargos de nível superior. As provas devem ser aplicadas no dia 18 de maio.

(Correio 24 Horas)

Salvador Carnaval 2014: Confira programação completa

Tribuna da Bahia

A programação do Carnaval de Salvador 2014 foi divulgada nesta quinta-feira (20/2). Entre as novidades está o Baile de Máscaras, que acontece na quarta-feira (26), no Farol Barra, antes da abertura do Circuito Sérgio Bezerra, com um show da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), que dividirá o palco com os meninos do projeto social Quabales, a atração internacional Stomp, o Olodum Mirim e a participação de Baby Brasil.

Na quinta-feira (27), o prefeito ACM Neto vai entregar as chaves da cidade ao Rei Momo, embalado pelo som do Psirico sem cordas para a alegria do folião pipoca, a partir das 19 horas, no circuito Osmar, que este ano, terá inicio nas imediações do Hotel Sheraton da Bahia, encerrando as apresentações na Praça Castro Alves, onde acontece o show de encerramento e a dispersão dos blocos. Em seguida, celebrando o tema “É diferente. É carnaval de Salvador – 40 anos de Blocos Afro”, a banda Araketu vai abri caminho para a maior festa popular do planeta, o Carnaval de Salvador, trazendo para a Avenida ícones dos blocos afro.

Desse momento em diante, estará instituída a folia generalizada nas ruas e avenidas dos três circuitos oficiais da festa, com toda a estrutura montada pelo poder público, sob a coordenação geral da Empresa Salvador Turismo (Saltur), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Cultura (Sedes), em pleno funcionamento para permitir que baianos e turistas se divirtam nos seis dias de folia. A programação começa com o trio do Rei Momo, que trará Armandinho e Dodô e Osmar, dando seque^ncia ao tradicional desfile dos blocos de samba.

Circuito Dodô

No segundo dia no circuito Dodô, a quinta-feira (27), os blocos de trios tomam conta da Barra/ Ondina, com as presenças de Asa de Águia, Timbalada, Saulo Fernandes, Leo Santana e Parangolé, Baby Brasil e Pedro Baby. O folião pipoca também terá chance de ir atrás do trio elétrico ao som de Moraes Moreira, Filhos de Jorge e Carla Cristina.

Na sexta-feira (28) a mistura de ritmos vai invadir a Barra/Ondina com os blocos de corda e os trios independentes. Estarão desfilando os blocos Nana Banana – Chiclete com Banana; Fissura – Aviões do Forró; Timbalada – Timbalada; Coco Bambu – Claudia Leitte; Cerveja e Cia – Saulo Fernandes, entre outros. Puxando a pipoca, Daniela Mercury vai fazer uma homenagem aos 100 anos de Caymmi. Ainda sem cordas teremos Luiz Caldas no Blocão do Itaú e a banda Psirico.

Já no sábado (1), a criançada vai poder aproveitar o Carnaval com os blocos infantis enquanto os adultos aproveitam os blocos de trio e os independentes, com destaque para Ivete Sangalo, Cheiro de Amor, Pablo, a voz do Arrocha e Amanda Santiago, que vai desfilar na Caetanave.

O domingo (2) chega ao som da percussão do Olodum, com o bloco Olodum, a pegada do Afropop com Margareth Menezes e a beleza plástica do Cortejo Afro. Para completar a diversão, o Meu e Seu traz o pagode do Harmonia do Samba. A pipoca vai poder curtir o trio Armandinho, Dodô e Osmar, que completa 50 anos de festa.

Segunda-feira (3) é dia de tapete branco dos Filhos de Gandhy no circuito Dodô, seguindo dos blocos de trios com os principais nomes da música baiana. Às 21h30, o Camarote Andante comandado pelo cacique Carlinhos Brown abre alas para o Furdunço, que traz para avenida diversas manifestações em pequenos equipamentos sonoros ou no chão. A banda Baiana System encerra as apresentações do dia no Minitrio.

Despedindo-se do Carnaval, o circuito Dodô recebe os blocos de trio, afros e independentes, provando que “É diferente. É carnaval de Salvador”.

Circuito Osmar

Voltando para o Centro, a sexta-feira (28), tem a estreia do Furdunço às 13h30. A ideia é valorizar o folião pipoca, que ganha mais possibilidade de diversão. Dentre as atrações estão Baby Brasil e Paulinho Boca de Cantor, Fred Dantas, Val Macambira, Palhaços do Rio Vermelho e Adão Negro. A festa segue com mais uma noite de samba, que traz para a Avenida Roberto Mendes, Gal do Beco e o sambista carioca Mumuzinho.

Todo Menino é Um Rei e Algodão Doce com Carla Perez são as atrações infantis do sábado (1) no Campo Grande. Harmonia do Samba com as Muquiranas, Armandinho e o Grupo Revelação completam da mistura do terceiro dia de festa no circuito, que terá trios independentes e blocos de trio.

O domingo (2) promete ser quente no circuito Osmar. Além do desfile dos blocos tradicionais, como Inter, Coruja, Eva, Papa e Pinel, vamos ter a pipoca de Saulo e a Pipocafro com Araketu. Domingo também é dia de Afródromo, a estreia do desfile das representações culturais de matriz africana em suas ?diversas linguagens, que acontece a partir das 18h30.

A segunda-feira (3) será marcada pela irreverência da Mudança do Garcia, que invade o circuito Osmar. O desfile também terá os blocos de trio, que conta com a volta da Timbalada ao Campo Grande. O aniversariante Ilê Aiyê vai abri o segundo dia do Afródromo.

Já com um gostinho de saudade, o carnaval se despede com atrações infantis, a partir das 11 horas, seguindo do trio do Rei Momo, comandado por Márcia Short. Os desfiles dos blocos de trio será aberto pelo Inter com Tomate, que pela primeira vez vai para a rua sem cordas. Depois as apresentações seguem com Coruja, Camaleão, Muquiranas e a Pipoca do Eva, que este ano será puxada pelo novo vocalista Felipe Pezzoni. Quem também estará sem cordas é o Papa, que terá Nelson Rufino como atração. Abrindo o último dia de desfile do Afródromo traz o Cortejo Afro.

Veja a programação completa dos circuitos Dodô e Osmar aqui.

 

Recife Carnaval 2014: Confira programação completa

A grade completa do Carnaval do Recife 2014 conta com diversas novidades. A implantação de 29 corredores e polos comunitários torna a festa deste ano ainda mais democrática. Entre as estreias, está a apresentação da carioca Maria Gadú, no sábado (1/03), no Pátio de São Pedro, às 19h. Esta é a primeira vez que a cantora traz para a folia recifense seu show completo. Moraes Moreira, junto com seu filho Davi Moraes, é outro destaque da programação. A família se reúne no palco na terça-feira (4/03), no Marco Zero, às 22h. No mesmo dia tem Alceu Valença, Elba Ramalho, e para fechar a festa, às 05h, o tradicional Orquestrão com mais de 200 músicos regidos pelo Maestro Spok.

A criançada também tem vez dentro do Carnaval do Recife. Os parques da Jaqueira, de Santana e Dona Lindu recebem toda a programação infantil deste ano. A folia começa cedinho, de sábado até a terça-feira de Carnaval, sempre às 15h. Passam pelos espaços nomes como As Levianinhas e as Fadas Magrinhas.

SEMANA PRÉ 
A festa na cidade já começa neste domingo (23), no Marco Zero, Praça do Arsenal, Pátio de São Pedro e Rua Moeda. Atrações de todos os ritmos e para todos os gostos: do maracatu ao frevo, passando pelo samba, o afoxé, a ciranda e o coco. A programação está dividida em quatro dos principais polos da folia, com blocos líricos, desfiles de agremiações e shows de artistas da cultura popular pernambucana.

Pátio de São Pedro – O domingo, 23, começa cedo no espaço da cultura afro-brasileira. A partir das 16h tem início o Segundo Encontro das Nações de Maracatu de Pernambuco, com Almirante do Forte, Cambinda Africano, Centro Grande Leão Coroado, Axé da Lua, Encanto do Dendê, Estrela de Olinda, Gato Preto, Linda Flor, Nação Luanda, Oxum Mirim, entre outros. Já a partir das 19h30 o pólo se transforma para o PRE no Raggae, com Marlevou,Semente Yeshua, Caravana do Reggar e Cidade Verde.

Rua da Moeda – A partir das 18h do domingo a Rua da Moeda se transforma num grande palco para as orquestras de pau e corda com o projeto Lirismo na Moeda, com desfiles dos blocos Utopia e Paixão,Rodas da Boa Vista, Compositores e Foliões, Flabelo Encantado, Edite no Cordão,Lírico Flores do Capibaribe, Artesões de Pernambuco e o coral e orquestra Evocações do Maestro Barbosa. Para esquentar a noite, às 22h tem início a final do festival de música autoral Pré-AMP.

Marco Zero – Comemorando seus 150 anos, a Nação de Maracatu Leão Coroado sai do centro do Marco Zero em direção às principais ruas do Bairro do Recife, a partir das 20h. No palco, acontece a Noite das Alfaias, o tradicional encontro de maracatus, com o Leão Coroado, Cambindinha de Araçoiaba e Raízes do Pai Adão. Além disso, Lia de Itamaracá faz sua grande ciranda, seguindo Selma do Coco, Bongar e Mestre Galo Preto.

Praça do Arsenal – O domingo é de festa também na Praça do Arsenal. A partir das 16h os foliões podem entrar na dança com o projeto Dançando na Rua, que na semana pré-carnavalesca traz Maestro Spok e orquestras Gafieira de Bamba e Universal.

Polos comunitários no Carnaval – Vinte e nove comunidades do Recife vão receber polos durante o Carnaval. Artistas e grupos locais se apresentarão em Joana Bezerra, Santo Amaro, Linha do Tiro, Bola na Rede, Córrego do Eucalipto, Córrego do Inácio, Guabiraba, Sítio dos Pintos, Vasco da Gama, Iputinga, Roda de Fogo, Torre, UR-7 Várzea, Afogados, Areias, Barro, Bongi, Coqueiral, Jiquiá, Mustardinha e Passarinho, IPSEP, Jordão Alto, Vila dos Comerciários, Dois Unidos, UR-5 Ibura, Sítio Grande, San Martin e Vila Tamandaré.

 

Clique aqui e confira a programação completa

Via http://www2.recife.pe.gov.br

Polêmica sobre correção do FGTS ganhou força com decisão do STF

A polêmica sobre a correção das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ganhou força com uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), no ano passado. O STF determinou que os precatórios devem ter uma correção que reponha a inflação.

Os precatórios são títulos que o governo emite para pagar cidadãos que ganham processos contra o poder público na Justiça. Até então, a TR era usada na correção desses títulos.

Com base na decisão do STF, sindicatos e trabalhadores procuraram a Justiça argumentando que, se a TR não é apropriada para corrigir as perdas inflacionárias dos precatórios, não deve, também, ser usada no caso do FGTS.

Algumas ações já saíram vitoriosas em primeira instância, mas a Caixa Econômica Federal tem entrado com recursos e informa que vai recorrer em todos os casos.

Segundo a Caixa, até o momento, foram ajuizadas 39.269 ações pedindo a substituição da TR como índice de correção das contas do FGTS. Desse total, houve, de acordo com o banco, 18.363 decisões favoráveis ao critério aplicado atualmente.
 
Existem cerca de 65 milhões de contas do FGTS. Corrigir as contas desde 1999 resultaria numa grande perda (ainda não calculada) para o governo.

“É natural que, diante da expectativa em torno da remuneração, as pessoas ingressem com ações. Mas o FGTS não é só um direito individual. Os recursos do fundo também são importantes para atividades econômicas, entre elas o financiamento do Sistema Financeiro de Habitação”, diz o presidente da Comissão Especial de Defesa dos Credores Públicos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marco Antonio Innocenti.

Ele diz que a entidade está estudando o assunto para saber se vai tomar providências.

(Aiana Freitas, Uol)

 

Trabalhadora de Curitiba consegue na justiça correção do FGTS pela inflação

Uma trabalhadora de Curitiba obteve, na Justiça, o direito de ter a correção do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pela inflação. A sentença é da titular do Juizado Federal de Curitiba, Sílvia Regina Salau Brollo.

Segundo a advogada da causa, Aparecida Ingrácio, a Caixa Econômica Federal foi obrigada a corrigir pela inflação o Fundo de Garantia pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do trabalhador. A diferença representou mais de 80% de seu saldo de FGTS.

De acordo com a advogada, os saldos do FGTS são corrigidos pela TR (taxa referencial) acrescidos de 3% anualmente. Porém, desde 1999 esta correção estaria defasada em relação à inflação, o que significa que quem possui saldo de FGTS está perdendo poder de compra devido à elevação de preços.

Qualquer trabalhador que possuiu carteira assinada entre 1999 e 2014 pode entrar com esta ação. Até agora mais 30 mil processos já foram movidos contra a Caixa. Para entrar com esta ação é necessário procurar um advogado.

Via http://www.bandab.com.br

Justiça analisa novo cálculo para corrigir FGTS

A Justiça Federal do Rio Grande do Sul começou a analisar neste mês uma ação que pede a mudança do índice que corrige o rendimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Especialistas dizem que a decisão terá repercussão nacional, mas o trabalhador que quiser ser beneficiado terá que entrar com seu próprio pedido na Justiça.

Desde 1999, a Taxa Referencial (TR), que é utilizada no cálculo do benefício, tem sido menor do que a inflação. Isso fez com que a Defensoria Pública entrasse com o pedido de mudança. A TR é calculada com base na média dos juros adotados pelos 30 maiores bancos do mercado e conta com revisão trimestral.

“Um cidadão que 15 anos atrás tivesse R$ 10 mil no fundo, hoje contaria com R$ 19,8 mil, mas essa cifra deveria ser de pelo menos R$ 40,1 mil”, diz o presidente da ONG Instituto FGTS Fácil, Mário Avelino. A entidade desenvolveu até uma ferramenta de cálculo dos recursos devidos do fundo e uma cartilha sobre o assunto.

?Avelino explica que todas as pessoas com dinheiro no fundo a partir de 1999 podem entrar com uma ação contra a Caixa Econômica Federal por meio de um advogado ou ações coletivas com no mínimo dez trabalhadores.

A defensora pública titular de área de direitos humanos e tutelas coletivas de Porto Alegre Fernanda Hahn, que assina a ação, explica que o processo de entrada individual ou coletiva na Justiça é permitido agora ou depois que o tema seja julgado, mas alerta que esse trâmite pode levar anos. “Muitas pessoas estão vendendo os processos contra a Caixa como receita para que os reajustes sejam pagos imediatamente, e é importante ter em mente que isso não vai acontecer nesta velocidade”.

Em nota, como operadora legal do FGTS, a Caixa informou cumprir integralmente o que determina a legislação, que prevê multa caso o banco descumpra as regras legais. Das 48.246 ações em que se defendeu sobre o assunto, a instituição teve decisões favoráveis em 22.798 casos. A Caixa disse que recorrerá de “qualquer decisão contrária referente ao fundo de garantia”.

(Jornal do Brasil)

Não recebeu a fatura do cartão pelos Correios? Saiba como conseguir a 2ª via

Se você mora em uma cidade que pertence à algum dos 13 estados brasileiros que aderiram à greve dos Correios, é provável que tenha algum problema com a entrega de cartas. Em nossos sites recebemos muitas reclamações de pessoas que não receberam as faturas do Cartão de Crédito e querem saber como obter a 2ª via. Por isso, o portal Prestum preparou um passo a passo de como emitir a 2ª via do cartão de crédito nas 4 principais entidades do país:

Banco do Brasil: Acesse o site oficial do BB (http://www.bb.com.br/) e do lado direito da tela vai aparecer o Menu “Destaques”. Clique em “2ª via de Boleto” e após digitar seus dados pessoais e dados do cartão de crédito a fatura em aberto já deve aparecer. Se tiver alguma dúvida durante o processo, entre em contato diretamente com a Central de Atendimento do BB: 4004 0001 (capitais e região metropolitana) ou 0800 729 0001 (demais localidades).

Santander: No site oficial do Santander (http://www.santander.com.br/) você verá em destaque “Resolva Online” (com tudo o que você pode fazer sem precisar ir a uma agência ou contatar a Central de Atendimento). Clique em “Acessar” e em seguida “Emissão de 2ª via do boleto de cobrança”. Informe seus dados pessoais e referentes ao boleto e a fatura em aberto já deverá aparecer. Se tiver alguma dúvida durante o processo, entre em contato diretamente com a Central de Atendimento do Santander: 4004-3535 (Capital e Regiões Metropolitanas) ou 0800 702 3535 (Demais Localidades).

Bradesco: Ao entrar no site oficial do Bradesco (http://www.bradesco.com.br/), do lado direito da tela deve aparecer “2ª via de boleto (prático, rápido e online). Clique e escolha “Não possui o boleto em mãos?”. Em seguida, ligue para a empresa beneficiária e solicite o CPF/CNPJ do beneficiário e do pagador e o nosso número, ou a linha digitável. Com essas informações, acesse os links acima (“Possui o boleto em mãos?“) para emitir a 2ª via. Se, ao digitar os dados, não for apresentada a 2ª via do boleto, ligue para a empresa beneficiária. Se tiver alguma dúvida durante o processo, entre em contato diretamente com a Central de Atendimento do Bradesco: 0800 727 9988.

Itaú: Na home do site oficial do Itaú (https://www.itau.com.br) acesse “Produtos” e, em seguida, “Cartões”. No topo da página, do lado direito, digite o número do seu Cartão no espaço indicado. Logo, preencha seus dados e dados do cartão de crédito e já deverá aparecer a fatura em aberto. Se tiver alguma dúvida durante o processo, entre em contato com a Central de Atendimento do Itaú: 3003 3030 (capitais e região metropolitana) ou 0800 720 3030 (demais localidades).

(Luana Sanchez, via http://www.segs.com.br)

No PI, suspeito é torturado, jogado em formigueiro e OAB leva caso ao MP

Criminoso foi amarrado e deixado em cima de formigueiro (Foto: Reprodução/Youtube)

O vídeo de um homem, com mãos e pés atados, sendo atirado a um formigueiro   postado no You Tube chamou a atenção da comissão de defesa dos direitos humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Piauí. A gravação, que teria acontecido em Teresina, mostra homens que estariam se vingando de um jovem suspeito de roubar uma casa na região. O presidente da comissão, Francisco Campelo, resolveu encaminhar, ainda nesta semana, a denúncia de tortura ao Ministério Público Estadual (MPE) e solicitar uma investigação.

O presidente da comissão de segurança pública da OAB-PI, Lúcio Tadeu, acompanhou com tristeza o episódio de tortura. “Eu entendo q isso é um crime. Além de benefício arbitrário, tem crime de tortura aí também. Eu acho que o presidente da comissão de direitos humanos, Francisco Campelo, tem que pedir a investigação mesmo porque, depois, esse tipo de coisa se volta contra a própria sociedade”, reforçou.

O homem aparece com o rosto inchado e gritando de dor, como mostra o vídeo gravado pelos autores da tortura, que seriam integrantes de um grupo de justiceiros que se intitula ‘Apoio policial’. O áudio sugere que mais pessoas do que as que aparecem no vídeo assistem à agressão. Os torturadores não se sensibilizam com a agonia do rapaz e ironizam: “Agora ‘tu’ lembra de Deus, é?”

O episódio lembra o que ocorreu no Rio de Janeiro no dia 31 de janeiro, quando um adolescente de 15 anos foi encontrado nu acorrentado pelo pescoço a um poste com uma tranca de bicicleta. Ele foi agredido a pauladas por um grupo encapuzado e, segundo moradores, fazia parte de uma quadrilha que praticava assaltos na Zona Sul.

Segundo o secretário de segurança pública do estado do Piauí, Robert Rios, o caso está sendo investigado pela Delegacia Geral da Polícia Civil do Piauí. Ele nega que haja qualquer grupo de justiceiros no estado. “Não tem grupo de justiceiro aqui no Piauí e ninguém nem sabe se isso é verdade. Quem está acompanhando esse caso é o delegado geral da Polícia Civil do Piauí, James Guerra. Eu não sei de nada, nem vi nada”, declarou.

Lúcio Tadeu chama atenção para a falta de investimentos na segurança pública. Para ele, isso pode explicar a sensação de insegurança da população e o maior registro de casos de vingança ou justiça com as próprias mãos nos últimos meses no Piauí. “Eu atribuo à sensação de insegurança por que o país passa e a sociedade sente. De Norte a Sul, o país reclama disso. E é cada vez menos investimento pra segurança. A segurança pública é o patinho feio. Enquanto não houver uma política de estado, permaneceremos no problema”, ressaltou.

(Marco Freitas, G1 PI)

Aracati Carnaval 2014: Confira a lista de atrações

Durante entrevista coletiva concedida na noite desta quarta-feira (19), o Prefeito de Aracati, Ivan Silvério, divulgou as atrações do carnaval deste ano: É o Tchan, Margareth Menezes, Fantasmão, Ítalo e Renno, Ricardo Chaves, Mr. Babão, Márcia Freire, Lagosta Bronzeada, Banda Jeremias, Phaphirô, André Luví, Sunsamba, Bananaboa, Banda Feras e bandas locais.

Parte da população já vinha reclamando da demora na divulgação, e pelo jeito, de acordo com as primeiras manifestações nas redes sociais, a maioria não gostou muito do que foi anunciado. Os pedidos de alguns internautas incluíam Parangolé, Aviões, Real e Solteirões. Entre os comentários nas redes sociais, surgiu até quem citasse as atrações de Camocim como sendo melhores. Polêmicas à parte, vale lembrar que, com grandes atrações ou não, Aracati sempre fez um grande carnaval, conhecido nacionalmente, em grande parte por estar situada a pouco mais de 120Km de Fortaleza, pelas belezas naturais, e por valorizar bandas da cidade e movimentos mominos tradicionais. 

LISTA DAS ATRAÇÕES:

– É o Tchan

– Margarete Menezes

– Fantasmão

– Italo e Renno

– Ricardo Chaves

– Mister Babão

– Lagosta Bronzeada

– Jeremias (Bahia)

– Phapirô

– Marcia Freire

– 5%

– André Luvi

– Sunsamba

– Banana Boa (Bahia)

– Kiko Sales ex-pimenta nativa

– Feras

– Amor a mil

– Louca Mania

– Los Kakos

– Malucos da Folia

– Chico de Janes

– Freesom

– Xote Sete

– Moleque Atrevido

Via http://www.camocimonline.com e http://www.sganoticias.com.br

Rio receberá 920 mil turistas e 950 milhões de dólares durante Carnaval

O Rio de Janeiro receberá 920 mil turistas durante o Carnaval, que vão movimentar US$ 950 milhões, segundo dados da Riotur e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico divulgados nesta quinta-feira (20). A maior parte da receita (US$ 750 milhões) será gerada pelo turismo.

Este valor representa um aumento de 10% em relação ao criado pelo setor no Carnaval do ano passado, quando turistas brasileiros e estrangeiros gastaram US$ 665 milhões. Já o número de turistas que visitarão o Rio no Carnaval deste ano crescerá 2,2% em relação a 2013 (900 mil), após a expansão de 5,8% na comparação com 2012 (5,8%).

Os outros US$ 200 milhões gerados pelo Carnaval neste ano procederão dos investimentos realizados pelas escolas de samba e da receita dos eventos paralelos, como os desfiles de blocos e bailes.

As doze escolas do Grupo Especial do Rio de Janeiro vão se apresentar nos dias 2 e 3 de março no Sambódromo. Cada agremiação investe entre US$ 3,5 milhões e US$ 7 milhões em seu desfile e cria milhares de empregos, o que também contribui para elevar a receita gerada pelo Carnaval.

O governo atribui parte do aumento dos turistas e da receita ao crescimento turístico alcançado pelo Rio de Janeiro em função de outros eventos, como a Copa do Mundo.

“O Rio de Janeiro está no foco internacional devido aos grandes eventos e desde a pacificação das comunidades temos visto maior interesse dos turistas por conta da queda na violência urbana”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Julio Bueno. “O aumento do número de turistas na cidade reflete diretamente na arrecadação dessa festa”, acrescentou.

Segundo um estudo realizado pelo governo do Rio de Janeiro, 90% da renda gerada pelo Carnaval procede das despesas dos turistas e de quem participa das festas em transporte, alojamento, alimentação, bebidas, eventos e compras. O mesmo estudo indica que o Carnaval gera a cada ano cerca de 250 mil empregos.

(EFE)

Uerj seleciona para curso de mestrado e doutorado em Carnaval

Alana Gandra – Agência Brasil

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) está com inscrições abertas até o próximo dia 15 de março para mais uma turma de pós-graduação em Artes para formação em mestrado e doutorado,  que abrange várias áreas, entre as quais o carnaval. A turma deverá ter em torno de 20 alunos.

A informação foi dada hoje (20) à Agência Brasil pelo professor Felipe Ferreira, do Centro de Referência do Carnaval da Uerj. Segundo ele, entre os selecionados, cinco ou seis alunos se dedicarão a pesquisas sobre carnaval e estarão sob a sua orientação. Pessoas de todo o país têm se inscrito para o curso, adiantou.

A seleção dos inscritos  será feita até o final de  abril, com o começo das aulas previsto para agosto. Para o mestrado, são previstos dois anos de estudo e, para o doutorado, quatro anos. Felipe Ferreira está estruturando para o  final do ano um encontro de pesquisadores de carnaval na Uerj. As cinco turmas que já concluíram os estudos na pós-graduação em Artes da Uerj formaram cerca de dez pesquisadores em carnaval, todos do Rio de Janeiro.

Editor Davi Oliveira

Confira a programação completa do carnaval de Salvador

A Prefeitura de Salvador divulgou, na tarde desta quinta-feira (20), a lista oficial com horário do desfile dos blocos do carnaval. Segundo o Conselho Municipal do Carnaval (Comcar), ao todo, serão 283 blocos nos três circuitos da festa, 56 deles no circuito Dodô (Barra/Ondina), 99 no Osmar (Campo Grande) e 128 no Batatinha (Pelourinho).

Dentre as novidades está o Baile de Máscaras, que acontece na quarta-feira (26), no Farol Barra, antes da abertura do Circuito Sérgio Bezerra. O baile contará com show da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), além do projeto social Quabales, a atração internacional Stomp e o Olodum Mirim, com participação de Baby Brasil.

Outra atração desta edição da festa é o Afródromo, com desfiles no domingo (2), segunda (3) e terça (4), no circuito Osmar. Os desfiles acontecem com partidas de 18h30 às 21h30. O circuito terá 1h40 de apresentação, de acordo com o Secretário de Cultura da Bahia, Albino Rubim.

Para Pedro Costa, presidente do Comcar, a folia deste ano é distribuída nos bairros da capital. Ao todo, serão 180 shows em seis bairros. “O carnaval tem que se consolidar fortalecendo o carnaval dos bairros. É o que enriquece a festa como um todo”, disse.

Confira a programação completa do circuito Dodô (Barra-Ondina).

Confira a programação completa do circuito Osmar (Campo Grande).

Via http://g1.globo.com/bahia/carnaval/2014/

Guns N’Roses fará show em Recife e Fortaleza em abril

A famosa banda Guns N’Roses estará pela primeira vez no Nordeste e fará duas apresentações que prometem deixar os fãs eufóricos.

Em Recife a banda irá se apresentar no Chevrolet Hall. Em Fortaleza ainda não há local definido.

Outra dúvida fica por conta da data do show. Há duas opções: dias 15 e 17 de abril, uma para Fortaleza e uma para Recife.

De acordo com um dos produtores da Luan Promoções, que traz a banda ao Nordeste em parceria com outras produtoras, o preço dos ingressos ainda não está definido.
 
Fonte: Redação com Diariodepernambuco

STF decide que cláusula de barreira em concurso público é constitucional

http://blogs.maiscomunidade.com/blogdocallado/files/2010/09/STF.jpg

O Supremo Tribunal Federal (STF), em sessão nesta quarta-feira (19), considerou constitucional a utilização da regra de barreira em concursos públicos. Por unanimidade, o Plenário deu provimento ao Recurso Extraordinário (RE) 635739, com repercussão geral, interposto pelo Estado de Alagoas contra acórdão do Tribunal de Justiça estadual (TJ-AL), que declarou a inconstitucionalidade de norma de edital que previa a eliminação de candidato que, mesmo tendo obtido nota mínima suficiente para aprovação, não foi incluído entre os candidatos correspondentes ao dobro do número de vagas oferecidas. O entendimento do STF deve ser aplicado em casos análogos que estão com a tramitação suspensa em outros tribunais.

No caso levado a julgamento, o TJ-AL manteve sentença que considerou que a eliminação de candidato no concurso para provimento de cargos de agente da Polícia Civil de Alagoas, em razão de não ter obtido nota suficiente para classificar-se para a fase seguinte, feria o princípio constitucional da isonomia. O Estado de Alagoas recorreu ao STF argumentando que a cláusula do edital é razoável e que os diversos critérios de restrição de convocação de candidatos entre fases de concurso público são necessários em razão das dificuldades que a administração pública encontra para selecionar os melhores candidatos entre um grande número de pessoas que buscam ocupar cargos públicos.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, observou que a fixação de cláusula de barreira não implica quebra do princípio da isonomia. Segundo ele, a cláusula do edital previa uma limitação prévia objetiva para a continuidade no concurso dos candidatos aprovados em sucessivas fases, o que não representa abuso ou contraria o princípio da proporcionalidade. “Como se trata de cláusula geral, abstrata, prévia, fixada igualmente para todos os candidatos, ela determina de antemão a regra do certame. A administração tem que imaginar um planejamento não só econômico, mas de eficiência do trabalho”, sustentou.

O relator do recurso, ministro Gilmar Mendes, apontou que, com o crescente número de pessoas que buscam ingressar nas carreiras públicas, é cada vez mais usual que os editais estipulem critérios para restringir a convocação de candidatos de uma fase para outra dos certames. Ele destacou que essas regras dividem-se entre as eliminatórias, por nota de corte ou por testes de aptidão física, e as de barreira, que limitam a participação na fase seguinte apenas a um número pré-determinado de candidatos que tenham obtido a melhor classificação.

O ministro ressaltou que o tratamento impessoal e igualitário é imprescindível na realização de concursos públicos. Frisou, ainda, que a impessoalidade permite à administração a aferição, qualificação e seleção dos candidatos mais aptos para o exercício da  função pública. “Não se pode perder de vista que os concursos têm como objetivo selecionar os mais preparados para desempenho das funções exercidas pela carreira em que se pretende ingressar”, afirmou.

O relator argumentou que as regras restritivas em editais de certames, sejam elas eliminatórias ou de barreira, desde que fundadas em critérios objetivos relacionados ao desempenho dos candidatos, concretizam o princípio da igualdade e da impessoalidade no âmbito dos concursos públicos. “A jurisprudência do Tribunal tem diversos precedentes em que o tratamento desigual entre candidatos de concurso estava plenamente justificado e, em vez de quebrar, igualava o tratamento entre eles”, afirmou.

Ao analisar o caso concreto, o relator destacou que o critério que proporcionou a desigualdade entre os candidatos do concurso foi o do mérito, pois a diferenciação se deu à medida que os melhores se destacaram por suas notas a cada fase do concurso. “A cláusula de barreira elege critério diferenciador de candidatos em perfeita consonância com os interesses protegidos pela Constituição”, apontou.

(Âmbito Jurídico)

Bradesco é condenado por reiterados interditos proibitórios durante greves

O juiz Alessandro da Silva, da 2ª Vara do Trabalho de São José, declarou o Banco Bradesco S.A. litigante de má-fé e o condenou ao pagamento de indenização ao Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Florianópolis e Região, por perdas e danos. Para o magistrado, a reiterada atitude de propôr interditos proibitórios demonstra abuso do exercício do direito de ação.

Durante a greve dos bancários, iniciada em 19 setembro de 2013, o banco propôs a ação possessória alegando que a posse dos estabelecimentos estava ameaçada. Na época, o pedido liminar foi negado pela juíza Maria Beatriz Vieira da Silva Gubert, depois de averiguação pessoal feita por um oficial de justiça. De acordo com a certidão, ele foi a diversas agências e constatou que elas abriram normalmente, sem nenhum empecilho por parte dos grevistas.

Agora, o juiz extinguiu o processo, sem resolução do mérito, e determinou a execução da sentença, que transitou em julgado. Para o juiz Alessandro, o interdito proibitório não pode ser utilizado como instrumento de inviabilização das atividades reivindicatórias. “Já é hora de superar as visões que qualificam a greve como ato ofensivo e antissocial, prejudicial à negociação coletiva, e perceber que se trata de um princípio fundamental de luta por melhores condições de trabalho, garantido pela própria Constituição Federal”, registra o juiz Alessandro na sentença.

O magistrado criticou o pedido de utilização de força policial para resguardar a propriedade privada, sem que houvesse uma efetiva ameaça de dano. Segundo seu entendimento, o Bradesco busca a intervenção do Estado no conflito social sob o pretexto de defesa da posse de seus bens, impedindo a livre manifestação dos trabalhadores.

Para aplicar a multa, o juiz Alessandro destacou que durante o movimento paredista ou mesmo no período que o antecede, o banco reiteradamente ajuíza este tipo de ação. O Banco foi condenado ao pagamento de multa equivalente a 1% e a indenizar o sindicato em 20%, ambos os percentuais incidentes sobre R$ 1 mil, que foi o valor da causa.

(Âmbito Jurídico)

Ministério autoriza realização de concurso para a Receita Federal

A Receita Federal e a Agência Espacial Brasileira (AEB) receberam autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, nesta quarta-feira (19), para realizar concursos públicos. Os dois certames totalizam 344 vagas. A autorização foi publicada no Diário Oficial da União, através das portarias nº 47 e nº 51. O prazo para publicação do editais é de seis meses, ou seja, devem ser divulgados até 19 de agosto deste ano.

A Receita abrirá 278 vagas para o cargo de auditor-fiscal, que exige nível superior em qualquer área de formação. O salário inicial é de R$ 14.653. O último concurso para o cargo foi realizado em 2012 e ofereceu 200 vagas. Os candidatos foram submetidos a provas com questões de Conhecimentos Gerais (Língua Portuguesa; Espanhol ou Inglês; Raciocínio Lógico Quantitativo; Direito Civil, Penal e Comercial; e Administração Geral e Pública), Conhecimentos Específicos I (Direito Constitucional; Direito Administrativo; Direito Tributário; e Auditoria) e Conhecimentos Específicos II (Contabilidade Geral e Avançada; Legislação Tributária; e Comércio Internacional e Legislação Aduaneira). As informações sobre o último concurso estão disponíveis no site da Escola de Administração Fazendária (Esaf), responsável pela realização de concursos da Receita.

Já a Agência Espacial Brasileira (AEB), autarquia vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, realizará concurso com 24 vagas para tecnologista (nível superior), 30 para analista em ciência e tecnologia (30) e 12 para assistente em ciência e tecnologia (nível médio). A medida, aguardada há algum tempo pela diretoria da instituição, foi recebida com entusiasmo pelo presidente José Raimundo Coelho. Para ele, a liberação do concurso é um presente para a Agência, que completou 20 anos neste mês.

(Correio 24 Horas)

Praça do Ferreira, em Fortaleza, dominada por moradores de rua

“Eu tô aqui desde 1998, mas eu sou natalense. Eu tenho uma dependência química, já fui hospitalizado eu acho que umas 10 vezes em hospital psiquiátrico, eu saio bem mas eu não consigo me firmar”. Esse é o depoimento de um dos mais de 100 moradores que residem na Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza.

De acordo com outro morador da praça, várias entidades e até mesmo a Prefeitura de Fortaleza tentam ajudar, mas na maioria das vezes o próprio morador prefere permanecer no local. “Eles perguntam quem quer e quem não quer. Porque tem gente que quer ficar aqui mesmo”, conta.

Para o secretário municipal de Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Cláudio Ricardo, o fenômeno de moradores de rua não é exclusividade de Fortaleza. De acordo com ele o problema é alarmante, mas é um fenômeno mundial. “Isso é em função da elevada concentração urbana principalmente nessas megas cidades. Nenhum poder publico tem como abrigar uma população muito grande na rua”.

O secretário também ressaltou as medidas que estão sendo tomadas para melhorar a situação dos moradores de rua, afirmando que vão entregar mais dois abrigos para a população e ampliar os espaços de abrigamento.

Com a intenção de melhorar a estrutura da região, o prefeito Roberto Cláudio a anunciou o investimento de R$ 500 milhões para melhorar a estrutura do centro da cidade. Com a construção de edifícios-garagem e estacionamento no subsolo de algumas praças, como a do Ferreira, da Bandeira e José de Alencar.

De Fortaleza, Savio Manfredini

Via Tribuna Band News FM

Bazar Solidário de Carnaval disponiliza 25 mil peças com até 80% de desconto

Acontece nesta quinta (20) e sexta-feira (21), o Mega Bazar Solidário de Carnaval. O evento acontece na Casa de Show Kukukaya entre 8h e 18h, com entrada livre e parte da renda será revertida para o Lar Amigos de Jesus, que cuida de crianças com câncer.

Essa será a quarta edição do Bazar, que para os dois dias, disponibilizou 25 mil peças com descontos de até 80%. Serão shorts, vestidos, saias, macacões, blusas e calças com valores que variam entre R$ 9,90 e R$ 79,90.

Lúcio Albuquerque, presidente da Handara, conta que a marca sempre fez trabalhos ambientais e de sustentabilidade e pelo reconhecimento do trabalho da Irmã Conceição, diretora do lar, resolveu contribuir diretamente com sua causa.

Lar Amigos de Jesus

O Lar Amigos de Jesus existe desde 1987 e por meio de trabalho voluntário e de doações, cuida de crianças em situação de vulnerabilidade. Além de palestras, oficinas, atendimento odontológico e acompanhamento educacional, o lar também abriga crianças em tratamento de combate ao câncer. Tudo sob os cuidados das freiras Maria Conceição e Maria de Lurdes.

Quem for conferir o evento vai poder comprar à vista ou em até seis vezes nos cartões de créditos com parcela mínima de R$50 reais, além dessas facilidades, uma banca vai tocarmarchinhas para deixar todo mundo no clima de carnaval.

Serviço:

Data: 20/02 e 21/02
Horário: 8h às 18h
Local: Kukukaya
Endereço: Av. Pontes Vieira, 55 – Dionísio Torres
Mais informações: 85 32275661
Quem quiser contribuir para o Lar Amigos de Jesus basta entrar em contato 3226.3447 • 3067.6565

(Renatta Pimentel, Tribuna do Ceará)