Regina Martínez: Jornalista que investigava narcotráfico é encontrada morta no México

A violência no México fez mais uma vítima. A jornalista mexicana Regina Martínez, correspondente da revista Proceso no estado de Veracruz, foi encontrada morta neste sábado (28/04) em sua casa. Martínez tinha mais de 30 anos de experiência e estava acostumada a lidar com temas ligados ao narcotráfico e à corrupção.

Fontes policiais disseram que a jornalista foi encontrada no banheiro de sua casa, na cidade de Xalapa, capital de Veracruz, com sinais de estrangulamento. Ela também teria sido torturada pelos criminosos.

O corpo da jornalista foi encontrado por volta das 18h locais (20h de Brasília) graças a uma ligação anônima aos serviços de emergência. Após a notícia, o governador de Veracruz, Gabriel Duarte, lamentou o assassinato da jornalista e ordenou uma investigação exaustiva para a captura dos responsáveis pelo homicídio.

Risco

O México é considerado o país mais perigoso para jornalistas, de acordo com o Instituto Internacional de Imprensa (IPI). As constantes ameaças feitas pelo crime organizado, muitas vezes impregnado em órgãos do governo, fazem com que o trabalho desses profissionais seja um risco de morte constante.

Em 2011 foram 10 jornalistas mortos, ultrapassando a cifra carregada pelo Iraque, com nove. O primeiro jornalista assassinado em 2012 foi mexicano e o país já conta com quatro homicídios desses profissionais, contando com a repórter da revista Proceso

(ÓPERA MUNDI)

Anúncios

Cachoeira enviou pacote de dinheiro ao governo de Goiás sob intermédio de parlamentar do PSDB

O governador Marconi Perillo (PSDB – GO) admitiu ontem a influência de Carlinhos Cachoeira no Estado, mas negou qualquer envolvimento com o bicheiro. Hoje, no entanto, o jornalista Josias de Souza publicou uma nota em em blog sobre transcrições de escutas telefônicas da Polícia Federal em que o contraventor combina a entrega de uma caixa de dinheiro ao palácio do governo de Goiás.

Leia o post na íntegra:

O Guardião, sistema de escutas telefônicas da Polícia Federal, gravou em 10 de junho do ano passado conversas nas quais Carlinhos Cachoeira combina com integrantes de sua quadrilha a entrega de uma caixa contendo dinheiro.

O título do relatório sigiloso no qual a PF resume o conteúdo dos diálogos é explícito: “Entrega de dinheiro no palácio do governo de Goiás.” O destinatário da verba seria o governador tucano Marconi Perillo. Ele nega.

O blog QuidNovi, do jornalista Mino Pedrosa, ex-empregado de Cachoeira, veiculou um lote de áudios. Num deles, o pós-bicheiro conversa com Geovani Pereira da Silva, apontado pela PF como tesoureiro da quadrilha.

Garcez pergunta a Cachoeira se pode enviar a encomenda para o “Waldimir” por meio de um portador (Gleyb Ferreira da Cruz). O contraventor autoriza. E faz uma recomendação: “Manda ele esconder aí.” E o tesoureiro: “Tá numa caixa de computador.”

O “Wladimir” mencionado no diálogo é, de acordo com a PF, um ex-vereador do PSDB de Goiânia, Waldimir Garcez. Foi ele, de acordo com os indícios recolhidos pelas interceptações telefônicas, quem fez a entrega do dinheiro.

Pouco depois, numa segunda conversa, Cachoeira informa a Geovani onde a caixa deveria ser entregue: “Cê contou?”, Cachoeira pergunta. “Cabei de conferir”, o interlocutor responde. E o bicheiro: “Então lacra aí, manda entregar pro Waldimir lá na praça lá. Ele tá na praça lá perto dopalácio. Fala pra ele passar lá e deixar.”

Noutro grampo, Cachoeira conversa com o próprio Wladimir. Ele informa que está no palácio. Aguardava pela oportunidade de avistar-se com o governador. “Acho que lá pelas quatro e meia, tem dois deputados ainda”, ele diz.

Wladimir informa a Cachoeira que o “tenente”, supostamente o ajudante de ordens de Perillo, lhe pediu para “ficar próximo”. Quando chegasse a sua vez, avisaria. Nessa conversa, o bicheiro cita textualmente o nome de “Marconi.”

A PF não faz menção a valores no seu relatório. Ao resumir um dos diálogos de Cachoeira com o contador Geovani, o documenta anota: “cruzar com movimentação financeira – provável grande quantidade $”

Marconi Perillo manifestou-se por meio de nota. Escreveu: “É irresponsável, leviana, inverídica e despropositada esta história toda. Associar meu nome a práticas ilegais, sem conexão com a realidade denota irresponsabilidade deliberada. Rechaço veementemente qualquer insinuação ou afirmação neste sentido.”

Acrescentou: “Nunca houve esse encontro, nunca tratei no palácio de quaquer assunto que não fosse de interesse do governo de Goiás. Não há a menor lógica ou verdade nesta afirmativa, este assunto é esdrúxulo.”

Como que farejando o inevitável, o próprio PSDB apresentou na primeira reunião da CPI do Cachoeira, realizada nesta quarta (25), um requerimento de convocação de Perillo. A legenda alega que o governador manifestou o interesse em esclarecer os fatos.

(PRAGMATISMO POLÍTICO)

Jornal Nacional aterroriza a população com ameaça mentirosa

Enquanto o país inteiro se alegra com a redução nas taxas de juros, o Jornal Nacional toma as dores dos únicos que lamentam essa queda, bancos e seus acionistas, especialmente o Bradesco, principal anunciante do telejornal da Globo.

Antônio Mello, em seu sítio

Em reportagem que abriu edição desta semana, o JN buscou aterrorizar a população com uma ameaça sinistra. Segundo a reportagem, a queda dos juros vai levar o governo a mexer na caderneta de poupança, o que seria, na opinião editorializada da reportagem, a única forma de manter atrativos os rendimentos da renda fixa.

Para isso procurou opinião de doisespecialistas favoráveis à tese, um economista da FGV e o indefectível ex-ministro Maílson da Nóbrega.

Para dar um ar de isenção, a reportagem coloca um depoimento da presidenta Dilma espremido entre os dois especialistas. Mas, repare as palavras de Dilma, que deveriam derrubar a tese da matéria de uma vez por todas:

Dilma: “O Brasil tem de buscar um patamar de juros similar ao praticado internacionalmente. Tecnicamente, fica muito difícil o Brasil diante do que ocorre no mundo justificar spreads tão elevados. Eu acredito que isso será um processo de amadurecimento do país, que vai nos encaminhar progressivamente para nós termos juros mais condizentes com a nossa realidade”, declarou a presidente.

Em seguida a Dilma, entra Maílson, um eterno devedor das Organizações Globo, pois só foi efetivado ministro no governo do presidente Sarney, porque Roberto Marinho aprovou, como Maílson mesmo reconhece:

Maílson: – A Globo tinha um escritório, em Brasília, no Setor Comercial Sul. Fui lá e fiquei mais de 2 horas com o doutor Roberto Marinho. Ele me perguntou sobre tudo, parecia que eu estava sendo sabatinado. Terminada a conversa, falou: “Gostei muito, estou impressionado”. De volta ao Ministério, entro no gabinete e aparece a secretária: “Parabéns, o senhor é o ministro da Fazenda”. Perguntei: “Como assim?” E ela: “Deu no plantão da Globo” [o Plantão do Jornal Nacional].

Voltando ao JN de ontem. Depois da sonora de Dilma, a matéria segue defendendo sua tese da inevitável mexida na poupança, para fechar com o ex-ministro de Roberto Marinho:

O ex-ministro da fazenda Maílson da Nóbrega diz que é necessário, mas muito difícil mexer na regra da poupança.

É uma questão delicadíssima do ponto de vista político. A caderneta de poupança é a forma mais popular de economizar dinheiro no Brasil. Tem mais de 50 anos, sem problema, sem calote. É fácil de entender. Então, mudar a caderneta de poupança tem que ser de forma muito bem feita, muito bem preparado, bem esclarecido”, avalia.

Repararam? A matéria fala pelo ministro, como destaquei em negrito.

No entanto, hoje, reportagem da Folha mostra a real intenção do governo, já expressa nas palavras da presidenta, mas boicotada na matéria do JN.

Diz a Folha:

O governo Dilma vai pressionar mais uma vez os bancos privados. A expectativa é que eles reduzam as taxas de administração de seus fundos de investimentos para torná-los mais lucrativos, permanecendo mais rentáveis que a poupança.

Ou seja: o governo não cogita mexer na caderneta de poupança. Quer que os bancos diminuam suas taxas e tenham “juros mais condizentes com a nossa realidade”, como disse a presidenta.

Esquece a Globo que hoje quem define a política econômica é o governo da presidenta Dilma e não Roberto Marinho.

Marconi Perillo ‘cursou direito’ em turma especial para 2 alunos: ele e a esposa

A Faculdade Alves Faria montou uma turma especial no curso de direito com apenas dois alunos: o senador Marconi Perillo e sua esposa Valéria Perillo.

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF) ajuizou ação civil pública, com pedido de liminar, emdesfavor da Faculdade Alves Faria (Alfa), Marconi Perillo (senador da República), Valéria Perillo e União Federal, por concessão de tratamento privilegiado a agente político. De acordo com a procuradora da República Mariane Guimarães de Mello Oliveira, a Faculdade Alfa, localizada em Goiânia, sob a justificativa de atender necessidades especiais de Marconi Perillo, montou uma turma especial no cursode direito com apenas dois alunos: o Senador e sua esposa Valéria Perillo.

Para tanto, a instituição de ensino superior organizou sua estrutura física e seus professores, com salade aula exclusiva, apartada do convívio com os demais estudantes. A nova turma conta com horários de aula especiais, exclusivamente às segundas, sextas e sábados pela manhã, para atender a conveniência de Marconi e sua esposa, conferindo-lhes condições privilegiadas de acesso às aulas

Para o MPF/GO o fato viola os princípios da isonomia e da generalidade na prestação de serviços públicos, configura tratamento seletivo e privilegiado sem previsão constitucional ou legal e viola as diretrizes e bases da educação nacional, previstas na Constituição da República e na Lei n.º 9.394/96.

O MPF/GO pediu a concessão de liminar, para determinar à Alfa que encerre imediatamente a turma especial do curso de direito criada para abrigar Marconi Perillo e Valéria Perillo, transferindo-os para salas de aula comuns. Alternativamente pediu que a faculdade providencie a abertura da turma especial para os demais alunos, de forma a completar o número de estudantes usualmente admitidos em uma sala de aula normal.Pediu também, que a Alfa, Marconi Perillo e Valéria Perillo sejam condenados a pagar indenização, a ser revertida para os alunos daquela faculdade, em valor a ser oportunamente calculado, com base no custo de manutenção da sala de aula especial, durante o período em que foi mantida às custas das mensalidades pagas pelos demais estudantes.

A ação foi distribuída para a 9ª Vara Federal de Goiânia, processo nº 2007.35.00.022088-0.

Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria da República em Goiás
Fone: (62) 3243-5454
E-mail: ascom@prgo.mpf.gov.br

Marconi “se formou” em 2010. Demóstenes Torres e Gilmar Mendes estiveram presentes na sua formatura.

A resposta da OAB-GO sobre Marconi Perillo

A OAB-GO esclarece que o governador Marconi Perillo nunca esteve inscrito em seus quadros e, portanto, não possui a carteira da OAB. Mesmo porque, nunca prestou o Exame de Ordem. Qualquer interessado pode checar no Cadastro Nacional de Advogados (cna.oab.org.br) se uma pessoa está ou não devidamente inscrita. A OAB-GO esclarece ainda que o Exame de Ordem é realizado pela Fundação Getúlio Vargas, sob supervisão do Conselho Federal da OAB. A secccional goiana da Ordem acrescenta que está e sempre esteve à inteira disposição da imprensa e da sociedade para esclarecer quaisquer assuntos concernentes à advocacia de Goiás.

Com Blog do Nassif

Jovem acusa Luciano Huck de ‘caloteiro’ e se diz humilhado por organizadores de concurso

Wilson de Melo chora de alegria ao vencer concurso do programa Caldeirão do Huck. Dois anos se passaram e promessas não foram cumpridas. (Foto: reprodução)

O atleta Wilson de Melo fez um enorme desabafo em seu Facebook onde acusa o programa ‘Caldeirão do Huck’ de não honrar com o prêmio do concurso em que ele foi o vencedor.

Leia abaixo a íntegra do desabafo do rapaz:

“No dia 24 de abril de 2010, o CALDEIRÃO DO HUCK promoveu o concurso HARLEM GLOBETROTTERS BRASILEIRO que elegeu um brasileiro para fazer parte da equipe norte americana de basquete. Me tornei o campeão da competição que foi transmitida em rede nacional pela Rede Globo. Mas dois anos depois, ou seja, exatamente HOJE, não assinei nenhum contrato internacional com os Harlem Globetrotters comohavia sido prometido no programa Caldeirão do Huck pelo próprio apresentador, LUCIANO HUCK.

As organizações promotoras do evento prometeram que eu iria morar, estudar e fazer turnê com os Harlem Globetrotters nos Estados Unidos por um ano, com tudo pago e remuneração. Com base nessas promessas, desfiz-me de todos os meus bens materiais, fiz uma enorme despedida com os amigos e familiares e me preparei fisicamente para representar o Brasil, e fiquei aguardando um posição das organizações promotoras do concurso para partir e iniciar o sonho de viver do basquete.

Infelizmente, nada que foi prometido se realizou. Passei por muita humilhação durante a turnê no Brasil por organizadores do concurso. Tenho gravações absurdas dos organizadores falando coisas que ficariam chocados em ouvir. É muito triste toda essa situação, é muito humilhante para qualquer atleta.

Mas agora o que me resta é compartilhar a minha história com todos vocês, sem vergonha, medo ou qualquer arrependimento. Quero que as pessoas que torceram por mim no dia do concurso e as que se orgulharam da minha conquista como brasileiro saibam de todo o ocorrido. Até porque não fui o único enganado em toda esse história, mas vocês também.

O sentimento de frustração é muito grande, só que a vontade de viver e seguir em frente supera muito mais esse sentimento ruim. Sim, me tornei vítima de organizações que buscaram mais promover uma marca do que realizar o sonho de um garoto, embora assim tenham prometido.

Caso você não compactue com essa injustiça, compartilhe esta história, para que mais sonhos não sejam frustrados de forma leviana e irresponsável, tratados como meras mercadorias a serviço de grandes lucros.

Pois é gente, no mundo de negócios, talento não é suficiente. Muito triste isso.”

Confira os vídeos que mostram Wilson sendo campeão: Vídeo 1 – Vídeo 2

Não é a primeira vez que o programa Caldeirão do Huck e o próprio apresentador são acusados de dar a volta por cima em parceiros ou participantes da atração. Os “Manos da Oficina”, antigos responsáveis pelas reformas dos carros do quadro “lata velha”, divulgaram um extenso relato de protesto e de denúncia, desde a sua entrada a saída do quadro na Rede Globo, em que discorriam sobre possível golpe que sofreram do apresentador e seus produtores. O caso foi parar na justiça.

Luciano Huck e a Rede Globo ainda não se pronunciaram sobre as acusações do atleta Wilson de Melo.

Pragmatismo Politico

Demóstenes, Dadá e revista Veja tentaram destruir Agnelo Queiroz

Novos diálogos do inquérito Monte Carlo revelam ação coordenada do senador Demóstenes Torres para pressionar o governo do Distrito Federal a agir em defesa dos interesses da empreiteira Delta. Caso contrário, haveria mais denúncias na Veja para provocar um impeachment.

 

agnelo demóstenes cachoeira dadá veja

 

Graças ao trabalho do jornalista Luiz Carlos Azenha, do blog Viomundo, novas peças do quebra-cabeças da Operação Monte Carlo começam a se encaixar.

Azenha garimpou informações relevantes para a compreensão da crise política no Distrito Federal, a partir de diálogos recentemente vazados, com as colaborações de Limpinho&Cheiroso e Brasil 247

Em 28 de janeiro deste ano, Veja publicou uma reportagem chamada “O PT na Caixa de Pandora”, apontando que o governador Agnelo Queiroz teria agido para derrubar o antecessor José Roberto Arruda.

Um dos personagens citados na reportagem era osenador Demóstenes Torres, que aparentemente pautava a sucursal brasiliense da revista Veja. Ouvido pela revista, o parlamentar goiano declarou que Agnelo teria agido de forma criminosa.

Os diálogos da Operação Monte Carlo, no entanto, revelam que Demóstenes não se pautava pela ética, mas sim pelos interesses comerciais da Construtora Delta.

Num dos grampos, de 30 de janeiro deste ano, Dadá comenta com um interlocutor identificado como Andrezinho que Demóstenes só sentaria com Agnelo para poupá-lo de novas denúncias na revista Veja se seus interesses (da Delta) fossem atendidos.

No mesmo dia, Dadá fala também com Carlinhos Cachoeira, que é explícito na pergunta: “Agora ele cai?” Ou seja: fica claro que o contraventor, sócio da Delta, trabalhou, em conluio com a revista Veja, pela queda do governador do Distrito Federal.

Depois disso, no mesmo dia, há um novo diálogo, entre Cachoeira e o diretor da Delta, Claudio Abreu. “Arrebentou, hein, o bicho arrebentou, hein”, diz Abreu. “Foi bom demais”, responde Cachoeira.

Antes de desligar, Abreu revela ter orientado o jornalista Policarpo Júnior, de Veja.

“Mas eu já tinha falado isso pro PJ lá: “PJ, vai nesse caminho”.

PJ é Policarpo Júnior.

Como diz Reinado Azevedo, Policarpo é f… Ele nunca vai ser nosso.

Clique aqui e leia a íntegra dos diálogos garimpados por Azenha.

(PRAGMATISMO POLÍTICO)

Michael Jackson teve caso com Whitney Houston, diz guarda-costas

Michael Jackson e Whitney Houston teriam tido um tórrido caso de amor em 1991.

É o que diz Matt Fiddes, um milionário e mestre em artes marciais que era o antigo guarda-costas e confidente de Michael Jackson, deu uma entrevista reveladora sobre o rei do pop ao jornal “The Sun”.

Michael Jackson e Whitney Houston teria tido um caso, diz guarda-costas

“Whitney praticamente se mudou para o rancho de Michael e eles tiveram um caso assim como qualquer outro jovem casal. Mas Michael disse mais tarde que ele sempre esperou que o relacionamento deles tivesse ido além, e eu sei que ele sonhava se casar com ela”, disse.

O namoro teria durado apenas duas semanas.Matt ainda fez outras declarações sobre Michael Jackson e disse que o astro era anoréxico e viciado em drogas, coberto por marcas de agulha, careca e impotente.

Ele disse ainda que Jackson ficou obcecado pelo nazismo em seus últimos anos, depois que uma pessoa perto dele “era racista e encheu sua cabeça com pensamentos anti-semitas… Nós nos livramos da pessoa e conseguimos ‘reprogramar’ sua cabeça para que ele não pensasse mais naquilo”.

O ex-guarda costas disse ainda ser o pai biológico do caçula de Jackson, Blanket.

Segundo ele, Michael pediu a ele uma doação de esperma em 2001, pois ele queria uma “criança atlética”.

Fiddes contou que está planejando ir ao tribunal de Los Angeles pedir por um teste de DNA.

“Eu só quero ver Blanket de vez em quando. Não é uma batalha pela custódia dos filhos”, disse.

(F5)

Prazo do IR acaba hoje; pior horário de envio deve ser das 14h às 18h, diz Receita

O prazo de envio da declaração do Imposto de Renda de 2012 termina hoje (30), às 23h59min59seg. A Receita Federal informou que não haverá prorrogação do prazo.

Segundo o supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir, o pior horário de envio deverá ser no período da tarde, entre 14h e 18h, quando um grande número de contribuintes deverá acessar o site do órgão.

O sócio da área tributária da BDO, José Santiago da Luz., sugere que os contribuintes que ainda não prestaram contas ao Fisco façam o envio o mais cedo possível. “No período da tarde, o site pode ficar congestionado e mais lento”, diz.

O envio da declaração pode ser feito até as 23h59mim59s. Documentos enviados a partir da 0h desta terça, 1º de maio, já terão incidência de multa.

Entrega também pode ser feita em disquete

A entrega também pode ser feita em disquete, nas agências do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal. As agências funcionarão normalmente nesta segunda, mas é preciso prestar atenção ao horário de fechamento (que varia conforme a cidade, mas em geral é no período da tarde).

O envio em disquete é bem mais complicado porque hoje é difícil até mesmo encontrar o produto à venda.

Quem não enviar a declaração no prazo terá de pagar uma multa, que tem valor mínimo de R$ 165,74 e pode chegar a 20% do imposto devido.

No UOL Economia, é possível encontrar um passo a passo do preenchimento e do envio da declaração. A ferramenta mostra como baixar o programa e preencher, página por página, dados pessoais, informações sobre dependentes e sobre salários, por exemplo.

Tire suas principais dúvidas sobre Imposto de Renda

  • Quem precisa declarar
    Em 2012, precisam entregar a declaração de Imposto de Renda os contribuintes que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 23.499,15. Quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados na fonte superiores a R$ 40 mil também precisa fazer o envio, entreoutras situações
  • Dependentes
    Podem ser declarados como dependentes o marido ou a mulher do contribuinte, além de filhos e enteados de até 21 anos. Podem ser considerados dependentes também pais, avós ou bisavós que tenham tido rendimentos, tributáveis ou não, de até R$ 18.799,32 em 2011
  • Deduções
    Despesas médicas, contribuição à previdência oficial, despesas registradas no livro-caixa e pensões alimentícias podem ser deduzidas independentemente do valor. Outras deduções têm limites, como aquelas com dependentes (R$ 1.889,65 por dependente) e educação (R$ 2.958,23 por pessoa ou dependente, ao ano)
  • Modelo
    O contribuinte que opta pelo modelo simplificado abre mão das deduções previstas na lei em troca do desconto de 20% do valor dos rendimentos tributáveis na declaração (limitado a R$ 13.916,36). O contribuinte que opta pelo modelo completo pode lançar todas as deduções previstas na lei, como educação, saúde e previdência, sem limite no valor da soma delas
  • Prazo
    Quem for enviar a declaração pela internet deve ficar atento ao prazo: o documento deverá ser enviado até as 23h59min59seg desta segunda (30). Se a entrega for feita em disquete, é preciso ir até uma agência do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal dentro do horário de funcionamento.

(Aiana Freitas – Uol Economia)

Cristiane Coimbra: PM é presa por distribuir droga em prisão de Cuiabá

A policial militar Cristiane Coimbra Eguso, de 28 anos, responsável pela revista feminina de visitantes da Penitenciaria Central do Estado (PCE) de Mato Grosso, foi presa na manhã deste domingo, em Cuiabá, com dois quilos de maconha e um celular que seriam entregues a detentos da prisão.

De acordo com a Polícia Civil do Estado, a policial foi abordada quando descia de um mototáxi, na rua lateral da penitenciária, com uma mochila contendo a droga. Com ela, os policiais também encontram  R$ 550, na carteira, e mais R$ 1,4 mil em sua residência no bairro Morada da Serra, além de duas porções de maconha e cocaína.

Conforme o delegado Gustavo Garcia Francisco, que acompanhou o caso, o dinheiro encontrado com a policial seria proveniente do tráfico dentro do presídio. A policial ainda teria confessado o crime e dito que para cada quilo entregue recebia R$ 1 mil.

Cristiane vai responder por tráfico de drogas com agravante por fornecer telefone a presidiários. A policial militar será encaminhada ao presídio feminino da Capital, Ana Maria do Couto.

(ULTIMO SEGUNDO)

Bomba no DF: vice, Tadeu Filipelli, armava para derrubar governador Agnelo Queiroz

EDIÇÃO 247

TRECHO DO RELATÓRIO DA OPERAÇÃO MONTE CARLO APONTA QUE O VICE-GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, TADEU FILIPELLI, DO PMDB, PAGAVA JORNALISTAS PARA TENTAR DERRUBAR O GOVERNADOR AGNELO QUEIROZ, DO PT, E CHEGAR AO COMANDO DO PALÁCIO DO BURITI; MINO PEDROSA, EX-ASSESSOR DE CARLOS CACHOEIRA, RECEBERIA R$ 100 MIL MENSAIS

30 de Abril de 2012 

247 – A crise política deflagrada pela Operação Monte Carlo pode ganhar contornos incontroláveis no Distrito Federal. Um dos trechos do inquérito vazado pelo 247 aponta que o vice-governador Tadeu Filipelli, do PMDB, conspirava para derrubar o governador Agnelo Queiroz, do PT. O trecho aparece na página 202, do anexo 7 (leia mais aqui).

Trata-se do resumo de uma conversa entre o espião Idalberto Matias, o Dadá, e o policial Marcelão, que é também dono de uma agência de publicidade no Distrito Federal, a Plá. Nela, ambos comentam que o jornalista Mino Pedrosa, ex-assessor de Carlos Cachoeira, teria um contrato de R$ 100 mil mensais, que seriam pagos por Filipelli. Ambos comentam ainda que outro jornalista, chamado Edson Sombra, seria também remunerado pelo vice-governador. Há ainda uma anotação sobre um apartamento que teria sido dado por Cachoeira a Mino Pedrosa em Brasília. Além disso, Mino teria uma cunhada empregada no gabinete de Demóstenes Torres (sem partido/GO).

Nos últimos meses, o governador Agnelo Queiroz recebeu ataques em série. Denúncias, que antes eram publicadas em blogs de jornalistas do DF, como Edson Sombra e Mino Pedrosa, depois eram amplificadas em veículos de grande circulação nacional, como Veja e Época. Até agora, no entanto, o inquérito tem revelado que o esquema Delta-Cachoeira não conseguiu se infiltrar no governo do Distrito Federal da mesma maneira como dominava o estado de Goiás (sobre isso, leia o post de Ricardo Noblat).

CPI da Arapongagem

Como as ligações entre a Delta e o governo do Distrito Federal são frágeis, a tentativa de impeachment incorporou uma nova estratégia. Agnelo passou a ser acusado de montar uma rede de arapongas para grampear políticos, jornalistas e empresários. Entre eles, o vice-governador Tadeu Filipelli e o jornalista Edson Sombra. Sobre isso, já há até uma CPI instalada no Distrito Federal.

Nesta sexta, Filipelli representou ao Ministério Público Federal, solicitando a apuração de uma possível investigação ilegal, realizada contra ele, alegando a necessidade de defender as instituições. Ocorre que os grampos da Operação Monte Carlo revelam que o Watergate brasiliense pode ter sido montado justamente por aqueles que seriam beneficiados pela queda do governador.

Abaixo, o trecho do relatório da PF que menciona a doação do apartamento de Mino Pedrosa e o pagamento de jornalistas por Filipelli:

RESUMO

KID 9 (KlD NOVE).

FALAM SOBRE SUCESSÃO DO DIRETOR DA PCDF. ENCONTRO DE SANDRO AVELA E ERIC SEBA (FILMAGEM)

APARTAMENTO QUE CARLINHOS DEU PRA MINO PEDROSA.

======================================================================

TELEFONE NOME DO ALVO

6192800078 Idalberto Matias de Araujo – Monte Carlo

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO

DADA X MARCELÃO PLX

DATNHORA INICIAL DATNHORA FINAL DURAÇÃO

07/02/201213:32:54 07/02/201213:34:32 00:01:38

ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO

A

RESUMO

MINO PEDROSA TEM UM CONTRATO COM O FILlPELI R$ 100.000 POR MES. ENTÃO O SOMBRA DEVE ESTAR

SENDO F1NANDIADO PELO FILlPELI.

A CUNHADA DO MINO TRABALHO NO GABINETE DE DEMOSTENES (SENADOR)

 

(BRASIL 247)

Em gravação, Demóstenes diz que conseguiu voto de juíz do STJ

O senador Demóstenes Torres (sem partido, ex-DEM) pediu a vários ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) a anulação de um processo contra um aliado do contraventor Carlinhos Cachoeira. Gravações da Polícia Federal mostram que na véspera do julgamento, em junho do ano passado, o senador telefonou para Cachoeira para pedir novamente o número do processo, para continuar o lobby. Segundo informações do jornal O Globo, o caso estava registrado na Segunda Turma e o ministro Mauro Campbell Marques foi o único a votar pela anulação do processo contra Amilton Batista Faria (PTB), presidente da Câmara de Vereadores de Anápolis, em Goiás. Batista foi condenado em Goiás por contratar servidor fantasma e tentou recorrer no STJ, com a ajuda de Demóstenes e Cachoeira.

“Tô chegando aqui. Aquele ministro que nós pedimos, votou com a gente. O outro votou contra. Então, tá um a um”, avisou Demóstenes. O contraventor mandou o senador continuar com as tentativas. “Tem que pedir os outros, né. Agora é decisivo aí”, ordena o bicheiro. Ouvido pelo jornal, o ministro Campbell, único a votar a favor da anulação, negou que o senador tenha pedido seu voto. “Ele não me pediu o conteúdo de voto algum. Eu não teria constrangimento em te afirmar isso categoricamente. Necessariamente não houve pedido. Sequer disse qual era o motivo que se discutia nos autos. Não chegamos nem a esse ponto. A audiência foi curta. Ele pediu apenas preferência”, disse o ministro, que afirmou ter votado pela anulação por convicção jurídica.

Carlinhos Cachoeira 
Acusado de comandar a exploração do jogo ilegal em Goiás, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, foi preso na Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, em 29 de fevereiro de 2012, oito anos após a divulgação de um vídeo em que Waldomiro Diniz, assessor do então ministro da Casa Civil, José Dirceu, lhe pedia propina. O escândalo culminou na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos e na revelação do suposto esquema de pagamento de parlamentares que ficou conhecido como mensalão.

Escutas telefônicas realizadas durante a investigação da PF apontaram contatos entre Cachoeira e o senador democrata Demóstenes Torres (GO). Ele reagiu dizendo que a violação do seu sigilo telefônico não havia obedecido a critérios legais.

Nos dias seguintes, reportagens dos jornais Folha de S.Paulo e O Globo afirmaram, respectivamente, que o grupo de Cachoeira forneceu telefones antigrampos para políticos, entre eles Demóstenes, e que o senador pediu ao empresário que lhe emprestasse R$ 3 mil em despesas com táxi-aéreo. Na conversa, o democrata ainda vazou informações sobre reuniões reservadas que manteve com representantes dos três Poderes.

Pressionado, Demóstenes pediu afastamento da liderança do DEM no Senado em 27 de março. No dia seguinte, o Psol representou contra o parlamentar no Conselho de Ética e, um dia depois, em 29 de março, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski autorizou a quebra de seu sigilo bancário.

O presidente do DEM, senador José Agripino Maia (RN), anunciou em 2 de abril que o partido havia decidido abrir um processo que poderia resultar na expulsão de Demóstenes, que, no dia seguinte, pediu a desfiliação da legenda, encerrando a investigação interna. Mas as denúncias só aumentaram e começaram a atingir ouros políticos, agentes públicos e empresas.

Após a publicação de suspeitas de que a construtora Delta, maior recebedora de recursos do governo federal nos últimos três anos, faça parte do esquema de Cachoeira, a empresa anunciou a demissão de um funcionário e uma auditoria. O vazamento das conversas apontam encontros de Cachoeira também com os governadores Agnelo Queiroz (PT), do Distrito Federal, e Marconi Perillo (PSDB), de Goiás. Em 19 de abril, o Congresso criou a CPI mista do Cachoeira.

(PORTAL TERRA)

Trabalho doméstico é dominado por mulheres, mas elas recebem menos que eles

Faxineiras, jardineiros, babás, cuidadores, serviços gerais. Os empregados domésticos atuam em diversas áreas dentro de uma casa. Estimados em até 100 milhões de trabalhadores em todo o mundo, esse tipo de serviço é dominado pelas mulheres. Apesar disso, elas acabam ganhando um salário inferior ao recebido por eles.

De acordo com a OIT (Organização Internacional do Trabalho), existem cerca de 53 milhões de trabalhadores domésticos em todo o mundo. No entanto, como há muitos profissionais não registrados, esse número pode chegar ao 100 milhões, diz a instituição.

Segundo o órgão da ONU, 93% desses empregados são mulheres, muitas delas imigrantes ilegais.

Nos Estados Unidos, existem 2,5 milhões de empregados domésticos, segundo a Aliança Nacional de Trabalhadores Domésticos (NDWA, na sigla em inglês). Desse total, 23% são imigrantes ilegais.

Um relatório de 2010 da Rede Internacional de Trabalhadores Domésticos (IDWN, na sigla em inglês) mostra que, em toda a Europa, há 1 milhão de mulheres imigrantes trabalhando ilegalmente como domésticas.

A informalidade é um dos motivos que fazem com que os salários dessas mulheres sejam mais baixos na comparação com os trabalhadores de outras funções.

De acordo com o relatório, o salário das mulheres domésticas equivale, em média, a 73% do valor recebido pelos homens domésticos.

Veja abaixo mais algumas curiosidades e informações sobre o serviço doméstico em todo o mundo.

(PORTAL R7)

CEARÁ X TIRADENTES: Confira os postos de venda dos ingressos

A venda de ingressos para o jogo entre Ceará e Tiradentes, realizado neste domingo (29), já iniciaram. O confronto, válido pelo jogo de volta da Semifinal do Campeonato Cearense 2012, acontece às 16h, no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza.

Neste jogo, o Vozão será o mandante e o Torcedor Oficial terá direito a entrada no estádio. Os ingressos são vendidos nos seguintes locais:

– Loja Oficial Sou Mais, Av. Oliveira Paiva, 2797 – Shopping Granito;
– Loja Oficial Sou Mais, Av. Barão de Studart, 1501 – Aldeota;
– Loja Oficial Sou Mais, Av Bezerra de Menezes, 500a – São Gerardo

Confira os valores dos ingressos:

Arquibancada

Inteira: R$ 40,00.
Meia: R$ 20,00.
Fidelidade: R$ 30,00.

Cadeiras sociais
Inteira: R$ 60,00.
Meia: R$ 30,00.
Fidelidade: R$ 40,00.

(JANGADEIRO ONLINE)

Compare as taxas dos 57 bancos que têm consignado do INSS

Os maiores bancos do país anunciaram redução na taxa de juros do crédito consignado do INSS. Esse tipo do de empréstimo, com desconto direto no benefício previdenciário, pode ser tomado por aposentados e pensionistas do INSS.

No Banco do Brasil, as taxas oferecidas têm juros a partir de 0,79% ao mês. A Caixa Econômica Federal oferece juros de 0,75% a 1,77% ao mês. No Itaú, variam de 0,89% a 2,2%, e no Bradesco, de 0,90% a 0,79% ao mês.

Entretanto, não são apenas esses os bancos que têm essa modalidade. Ao todo, 57 bancos estão autorizados pelo INSS a operar o consignado, que tem juros limitados a 2,34% ao mês.

Reportagem publicada na Folha desta sexta-feira mostra que o governo prepara nova ofensiva para pressionar a redução dos juros do crédito consignado do INSS, uma das modalidades mais seguras de empréstimo para os bancos.

O risco é baixo porque, antes de o aposentado receber o benefício, o banco faz o desconto na folha da Previdência. O consignado representa um quinto do crédito pessoal disponível no mercado.

Apesar de bancos públicos e privados terem reduzido o consignado nas últimas três semanas, o corte foi considerado tímido para atender as necessidades dos 29 milhões de beneficiários do INSS. Tem de ser maior, na avaliação de especialistas em crédito, direito bancário e sindicalistas.

(FOLHA ONLINE)

Dupla vestida de paletó assalta agência do Itaú na Washington Soares

Dois homens assaltaram, na manhã desta sexta-feira (27), a agência do banco Itaú, que fica na avenida Washington Soares, próximo ao Shopping Via Sul, em Fortaleza. De acordo com a polícia, a dupla rendeu o vigilante e entrou no banco às 8h30. Só por volta das 10h, eles saíram do local.

De acordo com testemunhas, os dois saíram do banco a pé. Ninguém viu se eles contaram com o apoio de algum veículo na hora da fuga.

Até o momento, não há informações sobre a quantia roubada. A polícia está realizando buscas no local, para capturar os acusados.

(JANGADEIRO ONLINE)

“Quem lutou e pôs o Marconi lá fomos nós”, afirma Carlos Cachoeira

A FRASE É DE CARLOS CACHOEIRA, NUMA CONVERSA INTERCEPTADA PELA PF; NELA, BICHEIRO COBRA A FATURA POR TER COLOCADO O TUCANO PERILLO NO PALÁCIO DOS ESMERALDAS EM 2010; DIÁLOGO REVELA COMO DOADOR DE CAMPANHA SE APROPRIA DE UM GOVERNO

27 de Abril de 2012

247 – Fecha-se o cerco contra o governador de Goiás, Marconi Perillo. Em 2010, o bicheiro Carlos Cachoeira foi um dos principais personagens da sua campanha. Doou recursos, montou parte da estrutura e depois cobrou a fatura. Na disputa, contra o ex-governador Íris Rezende, Cachoeira recrutou o espião Dadá e o jornalista Alexandre Oltramari, ex-Veja. Cedeu recursos próprios e também da construtora Delta. E, depois, cobrou seu pedaço do governo. “Quem lutou e pôs o Marconi lá fomos nós”, disse Cachoeira ao ex-presidente do Detran, Edivaldo Cardoso, numa conversa interceptada pela PF.

Cardoso deixou o cargo justamente em função das ligações com Cachoeira. Em Goiás, a Delta saiu praticamente do zero para contratos de R$ 450 milhões. Cachoeira nomeava delegados e participava da indicação até de alguns secretários. Marconi Perillo, que já admitiu a influência isolada de Cachoeira em seu governo, tentou retomar a iniciativa e pediu para ser investigado pelo produrador Roberto Gurgel.

A situação do governador de Goiás começa a se tornar insustentável.

Leia na matéria do Globo:

BRASÍLIA – Conversas gravadas pela Polícia Federal mostram que o bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, cobrou do ex-presidente do Detran de Goiás Edivaldo Cardoso a fatura pelo apoio à eleição do governador Marconi Perillo (PSDB). No diálogo, o bicheiro e o ex-auxiliar do governador discutem a partilha da verba publicitária do Detran, segundo Edivaldo, no valor total de R$ 1,6 milhão. Cachoeira lembra da participação que teve na campanha de Perillo e exige a maior fatia do bolo.

— Quem lutou e pôs o Marconi lá fomos nós — diz Cachoeira.

A conversa foi interceptada pela Polícia Federal em 2 de março do ano passado, logo no início do governo do tucano. Cachoeira descobriu que um jornal de Anápolis, de oposição ao governador, receberia uma verba mais expressiva que o jornal dele, que, segundo a Operação Monte Carlo, está em nome de um laranja do bicheiro. Contrariado, Cachoeira diz que a partilha não está correta e deve ser revisada.

“Aquele jornal foi contra o Marconi”, diz Cachoeira

Em um dos trechos, Cachoeira fala especificamente do Canal 5 de Anápolis, contratado para transmitir as sessões da Câmara Municipal e que tem como diretor Carlos Nogueira, o Butina, que ao GLOBO assegurou ser o dono da emissora. O mesmo grupo é dono do jornal “Estado de Goiás”. O contraventor vai direto ao ponto:

— O jornal “O Anápolis” vai ganhar do Detran? Aquele jornal foi contra o Marconi o tempo inteiro. O Butina falou que viu (o documento) na mão do cara (do governo) — contesta Cachoeira.

O ex-presidente do Detran nega a veracidade da informação:

— Não viu, não. Eu fechei isso ontem. Tinha televisões (e outros jornais) — disse Edivaldo, antes de complementar, dizendo que deu atenção especial ao jornal de Carlinhos.

— Eu pedi para incluir o seu (jornal) lá — disse Edivaldo.

A partir desse momento, em um diálogo de três minutos e quinze segundos, o contraventor interpela o ex-dirigente do Detran sobre a partilha de valores e compara a fatia abocanhada por concorrentes e pelos veículos ligados ao grupo.

— O nosso tem que ser muito mais. Quem lutou e pôs o Marconi lá fomos nós! — diz Cachoeira.

Presidente do Detran foi demitido, após escândaloPressionado, Edivaldo chega a concordar com Cachoeira que a verba aos jornais que fazem oposição ao governo de Marconi Perillo “não se justifica”. Cachoeira então volta a cobrar a suposta parceria com o governo goiano.

— Parceiro só para conversa, não tem jeito. Você tem que nos mostrar em números — conclui o contraventor.

Edivaldo foi demitido no começo de abril deste ano, após o surgimento de outras gravações nas quais aparece em conversas com Cachoeira. O tema da conversa era um possível encontro a ser agendado entre o governador e Cachoeira.

Butina sustentou que ele é o dono do jornal “Estado de Goiás” e da Canal 5. O advogado do governador Marconi Perillo, Antônio Carlos de Almeida Castro, Kakay, informou que não comenta trechos pinçados e descontextualizados do relatório da Operação Monte Carlo.

(BRASIL 247)

Aécio rifa Serra em São Paulo e se afasta de 2014

SENADOR MINEIRO TOCA NO PONTO FRÁGIL DA CANDIDATURA DE JOSÉ SERRA EM SÃO PAULO, AO DIZER QUE ELE PODERÁ, PELA SEGUNDA VEZ, ABANDONAR A PREFEITURA; AO MESMO TEMPO, SINALIZA QUE DEVERÁ TENTAR A VOLTA AO PALÁCIO DA LIBERDADE, EM VEZ DE DISPUTAR A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

27 de Abril de 2012 

247 – No último fim de semana, o Datafolha apontou que a presidente Dilma Rousseff é aprovada por 64% dos brasileiros, mas que muitos eleitores preferem que o ex-presidente Lula volte a disputar o Planalto em 2014. No quadro atual, existem apenas dois candidatos viáveis nas próximas eleições presidenciais: Dilma, que tem direito à reeleição, e Lula. Por isso mesmo, reportagem do Minas 247 (leia mais aqui), apontou que o cenário mais provável para o senador Aécio Neves, tido como principal nome da oposição, é tentar reconquistar o Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte – até porque o atual governador Antonio Anastasia, colocado por ele, não tem direito à reeleição.

Agora, Aécio faz um movimento concreto nesta direção. No PSDB, muitos exigem que ele seja candidato à presidência em 2014, para firmar seu nome, ainda que as chances de vitória sejam pequenas. Aécio, no entanto, não gosta de entrar em eleições perdidas. E empurrou o abacaxi para José Serra, ao dizer que o ex-governador de São Paulo poderá ser o nome tucano à presidência em 2014, caso seja a “opção mais viável”.

Na prática, Aécio também deu um tiro na candidatura de José Serra, em São Paulo. O ponto mais frágil do tucano diz respeito ao fato de ele ter sido eleito em 2004 e abandonado a prefeitura dois anos depois para disputar o governo estadual. Serra havia assinado uma declaração em cartório, assumindo o compromisso de ficar até o fim – o que ele, recentemente, definiu como um “papelzinho”. E este ponto tem sido lembrado por seus dois principais adversários: Gabriel Chalita, do PMDB, e Fernando Haddad, do PT.

Se Aécio, de fato, começar a se afastar do projeto presidencial, restará ao PSDB um único nome: o de José Serra. Até porque Marconi Perillo, que dizia ser capaz de enfrentar tanto Lula como Dilma, hoje se vê forçado a explicar suas relações com o bicheiro Carlos Cachoeira.

(BRASIL 247)

Trivela com Asa de Águia, neste sábado (28/04), no Forró no Sítio

Asa de Águia está de volta a Fortaleza para apresenta uma de suas fórmulas de maior sucesso: o Trivela. Amanhã, a festa acontece no estacionamento do Forró no Sítio e com casa cheia

Completar 25 anos de carreira com uma legião de fãs capaz de percorrer várias cidades atrás de um show não é para qualquer um. Esta é a marca alcançada pelo Asa de Águia.

Depois de gravar o DVD em comemoração ao aniversário de carreira, em Recife, no mês passado, o grupo Asa de Águia já está com o pé na estrada. Nesse fim de semana, os baianos comandados por Durval Lelys vão realizar o projeto Trivela no estacionamento do Forró no Sítio (Eusébio).

Como sempre acontece, a movimentação começa bem antes do dia do show. Além de contar com o público local, a Trivela é conhecida por ser acompanhada por caravanas e fãs de diversas partes do País. “Onde a Trivela vai, a gente vai atrás” é uma das frases mais ditas pela turma que não perde um show do Asa.

Espetáculo

Para honrar seus seguidores, Durval preparou um repertório especial com antigos e novos sucessos. Hits como “Trenzinho do Amor”, “Quebra Aê”, “Vale Night” e “Dança do Vampiro” vão animar o show do grupo. Segundo o vocalista, ” Trivela é um trio vindo da praia para navegar em meio a um mar de gente”.

O projeto já está em seu terceiro formato, mais moderno, com som mais potente, uma cobertura automática (em caso de chuva), e um elevador que coloca o artista a dois metros de altura, painéis de LED e passarela exclusiva para o cantor.

DVD

Com a participação de 25 mil pessoas, Durval fez um show com mais de duas horas, 40 músicas executadas. Ele contou com a participação de Thiaguinho e Aviões do Forró.

A banda cearense teve uma presença marcante no show do DVD, que em breve estará disponível nas lojas.

Mais informações

Trivela em Fortaleza

Dia 28, a partir das 17h30, no estacionamento do Forró no Sítio (Eusébio). Shows das bandas Asa de Águia, Pé de Ouro, Solteirões e Forró dos Plays. A entrega das camisas, acontece hoje até 18 h e amanhã, das 10h às 12h. No horário de almoço também vamos estar funcionando. Telefone: (85) 3244.0026.

(DIÁRIO DO NORDESTE)

Globo, Abril e Folha se unem contra CPI da mídia

PRINCIPAIS GRUPOS DE COMUNICAÇÃO FECHAM PACTO DE NÃO AGRESSÃO E TRANSMITEM AO PLANALTO A MENSAGEM DE QUE PRETENDEM RETALIAR O GOVERNO SE HOUVER QUALQUER CONVOCAÇÃO DE JORNALISTAS OU DE EMPRESÁRIOS DO SETOR; PORTA-VOZ DO GRUPO NA COMISSÃO É O DEPUTADO MIRO TEIXEIRA; NA INGLATERRA, UM PAÍS LIVRE, O MAGNATA RUPERT MURDOCH DEPÔS ONTEM

27 de Abril de 2012 

247 – Há exatamente uma semana, o 247 revelou com exclusividade que o executivo Fábio Barbosa, presidente do grupo Abril e ex-presidente da Febraban, foi a Brasília com uma missão: impedir a convocação do chefe Roberto Civita pela CPI sobre as atividades de Carlos Cachoeira. Jeitoso e muito querido em Brasília, Barbosa foi bem-sucedido, até agora. Dos mais de 170 requerimentos já apresentados, não constam o nome de Civita nem do jornalista Policarpo Júnior, ponto de ligação entre a revista Veja e o contraventor Carlos Cachoeira. O silêncio do PT em relação ao tema também impressiona.

Surgem, aos poucos, novas informações sobre o engavetamento da chamada “CPI da Veja” ou “CPI da mídia”. João Roberto Marinho, da Globo, fez chegar ao Palácio do Planalto a mensagem de que o governo seria retaliado se fossem convocados jornalistas ou empresários de comunicação. Otávio Frias Filho, da Folha de S. Paulo, também aderiu ao pacto de não agressão. E este grupo já tem até um representante na CPI. Trata-se do deputado Miro Teixeira (PDT-RJ).

Na edição de hoje da Folha, há até uma nota emblemática na coluna Painel, da jornalista Vera Magalhães. Chama-se “Vacina” e diz o que segue abaixo:

“O deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) vai argumentar na CPI, com base no artigo 207 do Código de Processo Penal, que é vedado o depoimento de testemunha que por ofício tenha de manter sigilo, como jornalistas. O PT tenta levar parte da mídia para o foco da investigação”.

O argumento de Miro Teixeira é o de que jornalistas não poderão ser forçados a quebrar o sigilo da fonte, uma garantia constitucional. Ocorre que este sigilo já foi quebrado pelas investigações da Polícia Federal, que revelaram mais de 200 ligações entre Policarpo Júnior e Carlos Cachoeira. Além disso, vários países discutem se o sigilo da fonte pode ser usado como biombo para a proteção de crimes, como a realização de grampos ilegais.

Inglaterra, um país livre

Pessoas que acompanham o caso de perto estão convencidas de que Civita e Policarpo só serão convocados se algum veículo da mídia tradicional decidir publicar detalhes do relacionamento entre Veja e Cachoeira. Avalia-se, nos grandes veículos, que a chamada blogosfera ainda não tem força suficiente para mover a opinião pública e pressionar os parlamentares. Talvez seja verdade, mas, dias atrás, a hashtag #vejabandida se tornou o assunto mais comentado do Twitter no mundo.

Um indício do pacto de não agressão diz respeito à forma como veículos tradicionais de comunicação noticiaram nesta manhã o depoimento de Rupert Murdoch, no parlamento inglês. Sim, Murdoch foi forçado a depor numa CPI na Inglaterra – não na Venezuela – para se explicar sobre a prática de grampos ilegais publicados pelo jornal News of the World. Nenhum jornalista, nem mesmo funcionário de Murdoch, levantou argumentos de um possível cerceamento à liberdade de expressão. Afinal, como todos sabem, a Inglaterra é um país livre.

O Brasil se vê hoje diante de uma encruzilhada: ou opta pela liberdade ou se submete ao coronelismo midiático.

(BRASIL 247)

‘Hotel gay’ em São Paulo só aceita mulher por diária de R$ 12 mil

Um hotel voltado exclusivamente para o público masculino abre as portas na segunda-feira (30) com mais de cem quartos apenas para solteiros, saunas, piscinas e banheiros coletivos em São Paulo. O proprietário, Douglas Drumond, empresário do ramo hoteleiro, afirma que o Chilli Pepper Single Hotel, no Largo do Arouche, na região central, é para quem faz viagens curtas à capital paulista.

“São Paulo tem uma grande demanda por quartos de solteiro. Muitas vezes, os homens viajam com amigos e não querem dormir no mesmo quarto. Eles vêm a trabalho e depois acham chato voltar para o hotel e passar a noite na internet”, afirma o empresário, que era proprietário da Sauna 269, que funcionou na Rua Bela Cintra, na região da Avenida Paulista.

Não faltarão opções de lazer para quem estiver no hotel. Uma das saunas, de 60 m², é a vapor e há uma piscina resfriada, transparente e toda iluminada em azul. Das janelas redondas é possível ver quem passa por um corredor que recebeu luz âmbar. “Eu não queria ambientes muito iluminados. O meu interesse é que os homens fiquem lindos como em uma passarela”, diz.

Eu não queria ambientes muito iluminados. O meu interesse é que os homens fiquem lindos, como em uma passarela”
Douglas Drumond,
empresário do ramo hoteleiro

Já a sauna seca tem bancos ergonômicos feitos com peroba rosa. Ainda em maio serão inaugurados jacuzzis, dois ofurôs e mais duas piscinas – uma delas será aquecida e terá uma cascata; a outra ficará ao ar livre. Drumond explica que toda a água do prédio é filtrada. Foram desenvolvidos vários drinques para o bar do hotel. Haverá ainda um bar itinerante com comanda eletrônica que percorrerá os diferentes ambientes.

Público gay
Localizado em uma região tradicionalmente frequentada pelo público gay, o hotel terá 20 transexuais entre seus 50 funcionários. “A melhor maneira de ser um hotel ‘gay friendly’ é promover essa convivência. Não adianta pegar um funcionário preconceituoso e ensinar que ele precisa sorrir para os clientes. É a convivência que faz isso”, afirma Drumond, presidente da Câmara de Comércio Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT).

Dono do hotel 2 (Foto: Raul Zito / G1)
Dono do hotel diz que homens vão gostar da
praticidade (Foto: Raul Zito / G1)

“Eu acho que os transexuais podem ser até melhores profissionais. Na manutenção, por exemplo, eles têm a perspicácia da mulher e a força do homem”, explica o empresário.

Ele afirma, no entanto, que o hotel não é voltado exclusivamente para os homossexuais. “Nunca falei que é um hotel para gays. Todos os homens são bem vindos”, afirma. Quando indagado se receptividade para acolher os homossexuais não afugentaria eventuais clientes heterossexuais, Drumond é enfático: “O hetero hoje em dia já lida com isso de forma mais normal. O homem vai gostar da praticidade e do atendimento”, diz.

Nada de mulheres
Enquanto um quarto para um homem custará R$ 127 por 24 horas nas sextas, sábados e domingos – dias com tarifas mais caras -, a solteira que quiser conhecer o empreendimento, no entanto, terá que desembolsar R$ 12 mil por uma diária. “Não é que a mulher não seja bem-vinda, mas acredito que ela não vai se sentir bem. Tudo foi desenvolvido para agradar ao homem: os aromas, os cheiros dos xampus, dos sabonetes”, diz Drumond. “Mas quem quiser pagar vai ser recebida com um buquê na porta”, brinca.

Piscina com água resfriada ficará dentro de sauna a vapor (Foto: Raul Zito / G1)
Piscina com água resfriada ficará dentro de sauna
a vapor (Foto: Raul Zito / G1)

O empresário reconhece que os quartos para solteiros, que têm 2 metros por 1,6 metro, estão abaixo do padrão estabelecido pela Embratur. Por isso, são considerados cabines de repouso onde o hóspede poderá ficar por até 48 horas. “Com o máximo de conforto possível”, pondera Drumond. O piso dos quartos será aquecido.

O Chilli Pepper Single terá ainda armários alugados para quem precisar deixar a bagagem enquanto estiver em São Paulo.  Quem optar por esse serviço também poderá utilizar a área de lazer. Para quem estiver em busca de conforto e um pouco mais de espaço, o hotel contará com cinco suítes que podem ter as divisórias retiradas, criando um ambiente único. “É uma opção para quem quiser fazer uma festa.”

(G1)

TRE-CE monta central de atendimento a eleitores no Ginásio Paulo Sarasate

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará promete aumentar em cinco vezes a capacidade de atendimento a eleitores nos últimos para regularizar o título de eleitor, até 9 de maio. Com a ampliação, segundo o TRE, serão atendidos oito mil eleitores por dia no Ginásio Paulo Sarasate, onde foi montada a maior central de atendimento a eleitores.

O atendimento no Paulo Sarasate (Rua Ildefonso Albano, 2050, Bairro Dionísio Torres) ocorre de segunda a sexta das 8h às 18h. No próximo sábado e domingo (dias 5 e 6 de maio) o atendimento será das 8h às 12h.

Além do Paulo Sarasate os eleitores podem tirar título de eleitor ou regular a situação na Central da Praia de Iracema, que tem a capacidade para atender 1.500 pessoas por dias, segundo o Tribunal Regional Eleitoral.

Os eleitores que querem tirar o título pela primeira vez, fazer a transferência, revisão ou resolver pendências com a Justiça Eleitoral devem levar um documento oficial com foto e um comprovante de residência (originais e cópias). Homens com dezoito anos completos, que vão tirar o título pela primeira vez, devem levar também o documento de alistamento militar.

Quem não informar a sua situação até o dia 9 de maio só terá outra oportunidade no dia da eleição, 7 de outubro. O TRE também disponibiliza o telefone 148, que funcionará das 8h às 19 horas, para tirar dúvidas dos eleitores.

(G1 CEARÁ)

II Edição do Cultura na Praça acontece nesta sexta-feira em Fortaleza

Na segunda edição do Cultura na Praça, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará faz uma homenagem a um dos principais escritores que descreveu os costumes e lendas do folclore de um Brasil plural: Monteiro Lobato. Contação de histórias, oficinas de origami, teatro, a sonoridade das crianças da Casa Esperança, oficina de Roi-Roi, exposição das obras de Monteiro Lobato e o ônibus da Biblioteca Volante, fazem parte da programação desta sexta-feira (27), das 10 horas às 17 horas, na Praça do Ferreira.

Com acervo composto por cerca de 3000 livros, distribuídos entre literatura infanto-juvenil, obras de referência e obras gerais, o ônibus da Biblioteca Volante abre a programação do Cultura na Praça convidando o público presente a conhecer uma composição de obras que inclui a produção de escritores e editoras cearenses, contemplando todas as faixas de idade.

Dentro deste universo das viagens literárias, haverá contação de histórias, realizada pelos servidores, Tamires Diego e Luis Carlos, do setor braile da Biblioteca Pública Governador Menezes Pimentel e exposição das obras de Monteiro Lobato.

Programação Cultura na Praça:
Biblioteca Volante
Exposição das obras do Monteiro Lobato.
10 horas às 17 horas

Oficina de origami
Ministra a oficina: Fátima Siqueira
Ensina o público a fazer objetos com papel de reciclagem.
Oficina de Roi-Roi
Ministra a oficina: Ranilson
Confecção de brinquedo de madeira
Contação de histórias
Realizada pelos funcionários do setor braille da Biblioteca
Tamires Diego e Luis Carlos às 14 horas
Teatro sobre o Mosquito da Dengue
Realizada pelos funcionários da Biblioteca às 16 horas

Com informações da assessoria de imprensa da Secult

CEF diz que vai decidir sobre anulação de concurso se fraude for confirmada

A Caixa Econômica Federal informou na quarta-feira (25) que só vai decidir sobre uma possível anulação do concurso nacional realizado no último domingo (22) se a 4ª Delegacia de Polícia, no Guará, confirmar que houve fraude no exame. Após denúncia anônima, a polícia encontrou nesta terça (24) três caixas de papelão com provas que seriam do concurso na QE 40 do Guará.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Jefferson Lisboa, em uma das caixas havia provas soltas. Em outra caixa, as provas estavam em envelopes plásticos. O material foi encaminhado para a Superintendência da Polícia Federal.

Em nota divulgada nesta quarta, a Fundação Cesgranrio, responsável pela aplicação da prova, afirmou que o exame “ocorreu sem qualquer problema” e que o material encontrado não tem valor acadêmico ou administrativo.

A assessora de imprensa da Fundação Cesgranrio, Nícia Maria, informou ao G1 que o material foi descartado erroneamente por um funcionário da Faculdade Unieuro de Águas Claras, um dos locais em que a prova foi aplicada.

“A determinação da Cesgranrio é para que as provas permaneçam guardadas no local, após a realização do concurso, por 40 dias. Isso inclui provas que foram usadas ou não. Só são encaminhados para o Rio de Janeiro os cartões de respostas. Um funcionário da escola viu aquelas provas e, em vez de guardar, jogou na lata do lixo. Houve realmente um erro, mas nada que coloque em risco a lisura do concurso. Não há o risco da prova ser anulada”, afirmou.

Nícia explicou ainda que as provas soltas são as dos candidatos faltosos, já que o número de exames enviados para cada sala é exatamente igual ao número de inscritos. “Os lacres rompidos são dos envelopes que guardavam provas que foram efetivamente usadas no domingo. E os envelopes lacrados correspondem a uma reserva técnica que enviamos para os locais de prova para casos de falhas, como má impressão”, afirmou.

Confira a integra da nota:
“A FUNDAÇÃO CESGRANRIO esclarece que o concurso da Caixa Econômica, cargo técnico bancário novo, realizado no último domingo, ocorreu sem qualquer problema, o que garante a lisura do exame.

As três caixas encontradas constituem lixo do concurso de domingo descartado inadvertidamente muito depois do encerramento do concurso por um auxiliar da fiscalização, contrariando determinação da Cesgranrio de serem guardadas durante 40 dias, para evitar suposições maliciosas como essas.

Elas continham, como podem ser vistas em imagens divulgadas pela Imprensa, apenas provas soltas já utilizadas pelos candidatos no domingo; envelopes com provas em branco dos candidatos faltosos; ainda envelopes lacrados, correspondentes à reserva técnica; e também lacres utilizados, tudo sem qualquer valor acadêmico ou administrativo.”

(CONCURSOS E EMPREGOS – G1)

Fortaleza tem as melhores calçadas do país; Manaus as piores, aponta estudo de ONG

Um estudo divulgado nesta quinta-feira pelo portal Mobilize Brasil aponta onde os pedestres têm mais dificuldade para caminhar a pé. O levantamento avaliou calçadas de 12 importantes cidades do país e montou um ranking com os melhores e os piores endereços, de acordo com critérios como acessibilidade e conforto.

Confira o ranking das calçadas

O resultado apontou que Fortaleza teve a maior média entre as capitais avaliadas (7,6), enquanto Manaus ficou em último lugar, com 3,6 pontos. Em segundo, aparece Belo Horizonte (7,05) e, em terceiro, Curitiba (6,83).

Em seguida estão Porto Alegre (6,6), São Paulo (6,32), Goiânia (6,13), Brasília (5,98), Natal (5,08), Recife (4,95) e Salvador (4,61). O Rio de Janeiro aparece em penúltimo lugar, com uma média de 4,5 pontos.

Entre os critérios avaliados estão: irregularidade no piso, largura mínima de 1,20 m, existência de degraus ou de outros obstáculos que dificultam a circulação, presença de rampas acessíveis, iluminação adequada, sinalização e paisagismo.

Para cada um desses itens foram atribuídas notas de zero a dez.

AS ESCOLHIDAS

Para o levantamento, foram escolhidas ruas e áreas com alta circulação de pedestres, todas de urbanização antiga –com mais de 50 anos– e que já passaram por processos de reforma.

Apesar do estudo fazer um ranking das cidades avaliadas, nenhuma delas foi considerada exemplar no trato com suas calçadas.

Os problemas mais comuns encontrados foram buracos, imperfeições nos pisos, remendos, falta de rampas de acessibilidade, degraus e obstáculos que impedem a circulação de pedestres e cadeirantes.

O levantamento ainda apontou que podem existir grandes diferenças entre calçadas de bairros de uma mesma cidade. A campeã Fortaleza, por exemplo, apresentou ruas com notas acima de 9, enquanto o centro registrou uma média de 5,38.

Em São Paulo, a disparidade foi ainda maior. A avenida Paulista, avaliada com nota 9,25, não apresenta os problemas comuns na rua Darzan, em Santana (zona norte), que obteve 3,13, na avaliação. No centro, a região da rua 25 de Março apresentou uma média de 5,14.

O estudo levou em conta apenas critérios que podem ser observados por qualquer pessoa, deixando de lado indicativos como nível de ruído e poluição atmosférica –que só podem ser medidos com equipamentos específicos.

Veja o ranking das calçadas em todo Brasil:

Fortaleza – Nota: 7,6

Belo Horizonte – Nota: 7,05

Curitiba – Nota: 6,83

Porto Alegre – Nota: 6,6

São Paulo – Nota: 6,32

Goiânia – Nota: 6,13

Brasília – Nota:5,98

Natal: – Nota: 5,08

Recife – Nota: 4,95

Salvador – Nota: 4,61

Rio de Janeiro – Nota: 4,5

Manaus – Nota: 3,6

(DAM24 AM  E FOLHA ONLINE) 

Aids, trânsito e violência matam 1,4 milhões de adolescentes por ano

Ao todo 1,4 milhão de adolescentes morrem ao ano no mundo em acidentes de trânsito, por complicações no parto, Aids, suicídio e atos violentos, especialmente em países africanos e da América Latina, como revela o relatório publicado nesta quarta-feira pelo Unicef.

“A pobreza, o status social, o sexo e as incapacidades impedem milhões de adolescentes de terem acesso aos seus direitos, como educação de qualidade, saúde, proteção e a participação, por isso que é hora de atender suas necessidades e não deixá-las para trás”, afirmou a subdiretora executiva da organização, Geeta Rao Gupta.

As mortes ocorrem de forma desigual nas distintas partes do planeta, como consequência das diferenças no acesso aos benefícios do progresso, assinala o relatório.

Em alguns países da América Latina, há mais adolescentes homens morrendo por causa de homicídios do que por acidentes de trânsito e suicídio, diz o documento preparado pelos analistas do fundo da ONU para a Infância (Unicef).

O documento aponta que em El Salvador, o país latino-americano com a taxa mais alta de homicídios, há 157 jovens entre 15 e 19 anos para cada 100 mil habitantes que são vítimas desse tipo de delitos, seguido pela Venezuela, com 106; Guatemala, com 95, e Brasil, com 83.

O relatório reivindica que os adolescentes deveriam ser reconhecidos em suas comunidades como agentes de mudança, através de programas e políticas que os protejam, para que possam desenvolver sua criatividade e sua capacidade de inovação.

A África Subsaariana é o lugar do mundo que impõem mais desafios para a vida dos adolescentes, além de ser uma região que em 2050 concentrará a maior população de pessoas entre 10 e 19 anos, etapa considerada pelas Nações Unidas como adolescência.

Assim, só a metade das crianças da África Subsaaariana completa o Ensino Primário e esta região apresenta as menores taxas de escolarização de Ensino Médio do planeta.

Apesar de 90% das crianças do mundo estar matriculada em escolas de educação primária, 71 milhões não continuam os estudos no Ensino Médio e 127 milhões de jovens entre 15 e 24 anos são analfabetos.

Outro dos desafios aos quais enfrentam os 12 bilhões de adolescentes que atualmente vivem no mundo é o da violência, em suas distintas manifestações.

As meninas são especialmente vulneráveis à violência dentro do casamento, por exemplo, na República Democrática do Congo, onde, como evidenciou uma pesquisa do Unicef, 70% das jovens que se casaram entre os 15 e os 19 anos sofreram maus-tratos nas mãos de seus parceiros atuais e anteriores.

Muitas adolescentes são forçadas a deixar a infância prematuramente e assumir papéis adultos, como esposas e mães, já que um terço das jovens casadas dos países em vias de desenvolvimento que agora têm entre 20 e 24 anos casaram antes dos 18 anos.

No Níger, por exemplo, a metade das jovens destas idades deu à luz também antes dos 18 anos. Na África, as complicações no parto e durante a gravidez são a principal causa de morte para as jovens com idades compreendidas entre os 15 e os 19 anos.

(EFE)

Tommy Marth: Saxofonista da banda The Killers comete suicídio em Las Vegas

O músico Tommy Marth, de 33 anos, que tocava saxofone na banda The Killers, foi encontrado morto na última segunda-feira (23) em sua casa, na cidade de Las Vegas.

De acordo com informações do jornal Las Vegas Weekly e da rede CNN, a polícia local concluiu que Marth cometeu suicídio.

O músico participou das gravações dos álbuns “Sam’s Town” (2006) e “Day & Age” (2008), e excursionou com o The Killers na turnê mundial da banda entre 2008 e 2009.

Além de tocar saxofone, Tommy Marth fazia também vocais de apoio.

O grupo disse em comunicado oficial, no Twitter, que “Na última noite nós perdemos nosso amigo Thomas Marth. Nossas orações estão com sua família. Há uma luz a menos em Las Vegas essa noite. Vá em paz, Tommy”.

O The Killers tocou no Brasil duas vezes, em 2007 e 2009.

(ÚLTIMO SEGUNDO)

Planeta Terra não é sustentável sem controle de consumo e população , diz relatório

O consumo excessivo em países ricos e o rápido crescimento populacional nos países mais pobres precisam ser controlados para que a humanidade possa viver de forma sustentável.

A conclusão é de um estudo de dois anos de um grupo de especialistas coordenados pela Royal Society (associação britânica de cientistas).

Entre as recomendações dos cientistas estão dar a todas as mulheres o acesso a planejamento familiar, deixar de usar o Produto Interno Bruto (PIB) como um indicativo de saúde econômica e reduzir o desperdício de comida.

O relatório da Royal Society será um dos referenciais para as discussões da Rio+20, cúpula que acontecerá na capital fluminense em junho próximo.

“Este é um período de extrema importância para a população e para o planeta, com mudanças profundas na saúde humana e na natureza”, disse John Sulston, presidente do grupo responsável pelo relatório.

“Para onde vamos depende da vontade humana – não é algo predestinado, não é um ato de qualquer coisa fora (do controle) da humanidade, está em nossas mãos”.

John Sulston ganhou renome internacional ao liderar a equipe britânica que participou do Human Genome Project, projeto responsável pelo mapeamento do genoma humano.

Em 2002, ele foi ganhador, junto com outro cientista, de um prêmio Nobel de Medicina, e hoje é diretor do Institute for Science Ethics and Innovation, na Manchester University, em Manchester.

Discussão retomada

Embora o tamanho da população humana da Terra fosse no passado um importante ponto de discussão em debates sobre o meio ambiente, o assunto saiu da pauta de discussões recentemente.

Em parte, isso aconteceu porque alguns cientistas chegaram à conclusão de que a Terra seria capaz de suportar mais pessoas do que o imaginado. Além disso, países em desenvolvimento passaram a considerar a questão como uma cortina de fumaça criada por nações ocidentais para mascarar o problema do excesso de consumo.

Entretanto, o tema voltou à pauta de discussões após novos estudos terem mostrado que mulheres em países mais pobres, de maneira geral, desejam ter acesso ao planejamento familiar, o que traria benefícios à suas comunidades.

Segundo a projeção “média” da ONU, a população do planeta, atualmente com 7 bilhões de pessoas, atingiria um pico de pouco mais de 10 bilhões no final do século e depois começaria a cair.

“Dos três bilhões extra de pessoas que esperamos ter, a maioria virá dos países menos desenvolvidos”, disse Eliya Zulu, diretora execuriva do African Institute for Development Policy, em Nairóbi, no Quênia. “Só na África, a população deve aumentar em 2 bilhões”.

“Temos de investir em planejamento familiar nesses países – (desta forma,) damos poder às mulheres, melhoramos a saúde da criança e da mãe e damos maior oportunidade aos países mais pobres de investir em educação”.

O relatório recomenda que nações desenvolvidas apoiem o acesso universal ao planejamento familiar – o que, o estudo calcula, custaria US$ 6 bilhões por ano.

Se o índice de fertilidade nos países menos desenvolvidos não cair para os níveis observados no resto do mundo – alerta o documento – a população do planeta em 2100 pode chegar a 22 bilhões, dos quais 17 bilhões seriam africanos.

O consumo excessivo em países ricos e o rápido crescimento populacional nos países mais pobres precisam ser controlados para que a humanidade possa viver de forma sustentável.

A conclusão é de um estudo de dois anos de um grupo de especialistas coordenados pela Royal Society (associação britânica de cientistas).

Entre as recomendações dos cientistas estão dar a todas as mulheres o acesso a planejamento familiar, deixar de usar o Produto Interno Bruto (PIB) como um indicativo de saúde econômica e reduzir o desperdício de comida.

O relatório da Royal Society será um dos referenciais para as discussões da Rio+20, cúpula que acontecerá na capital fluminense em junho próximo.

“Este é um período de extrema importância para a população e para o planeta, com mudanças profundas na saúde humana e na natureza”, disse John Sulston, presidente do grupo responsável pelo relatório.

“Para onde vamos depende da vontade humana – não é algo predestinado, não é um ato de qualquer coisa fora (do controle) da humanidade, está em nossas mãos”.

John Sulston ganhou renome internacional ao liderar a equipe britânica que participou do Human Genome Project, projeto responsável pelo mapeamento do genoma humano.

Em 2002, ele foi ganhador, junto com outro cientista, de um prêmio Nobel de Medicina, e hoje é diretor do Institute for Science Ethics and Innovation, na Manchester University, em Manchester.

Discussão retomada

Embora o tamanho da população humana da Terra fosse no passado um importante ponto de discussão em debates sobre o meio ambiente, o assunto saiu da pauta de discussões recentemente.

Em parte, isso aconteceu porque alguns cientistas chegaram à conclusão de que a Terra seria capaz de suportar mais pessoas do que o imaginado. Além disso, países em desenvolvimento passaram a considerar a questão como uma cortina de fumaça criada por nações ocidentais para mascarar o problema do excesso de consumo.

Entretanto, o tema voltou à pauta de discussões após novos estudos terem mostrado que mulheres em países mais pobres, de maneira geral, desejam ter acesso ao planejamento familiar, o que traria benefícios à suas comunidades.

Segundo a projeção “média” da ONU, a população do planeta, atualmente com 7 bilhões de pessoas, atingiria um pico de pouco mais de 10 bilhões no final do século e depois começaria a cair.

“Dos três bilhões extra de pessoas que esperamos ter, a maioria virá dos países menos desenvolvidos”, disse Eliya Zulu, diretora execuriva do African Institute for Development Policy, em Nairóbi, no Quênia. “Só na África, a população deve aumentar em 2 bilhões”.

“Temos de investir em planejamento familiar nesses países – (desta forma,) damos poder às mulheres, melhoramos a saúde da criança e da mãe e damos maior oportunidade aos países mais pobres de investir em educação”.

O relatório recomenda que nações desenvolvidas apoiem o acesso universal ao planejamento familiar – o que, o estudo calcula, custaria US$ 6 bilhões por ano.

Se o índice de fertilidade nos países menos desenvolvidos não cair para os níveis observados no resto do mundo – alerta o documento – a população do planeta em 2100 pode chegar a 22 bilhões, dos quais 17 bilhões seriam africanos.

(BBC BRASIL – Via UOL)

Adriane Galisteu X Ana Hickmann: Apresentadoras em pé de guerra‎

Na última terça (24), Ana Hickmann recebeu a imprensa e convidados para comemorar os dez anos de parceria com a empresa que produz os óculos que levam sua assinatura.

Apesar do clima de festa, a apresentadora do “Tudo é Possível”, da Record, comentou sobre a recente discussão que teve com Adriane Galisteu. 

No dia 17 de abril, Galisteu falou sobre Hickmann em seu programa, o “Muito +”, da Band. No quadro “Roda de Fogo”, Adriane disse: “um filho vai melhorar muito o jeito dela”, o que irritou a contratada da Record e seu marido, Alexandre Côrrea.

“Eu acho que ela (Galisteu) perdeu a chance de ficar de boca fechada, ela foi muito má quando falou aquilo. Ela não conhece minha intimidade, não sabe o que se passa na minha casa, com minha família, com meu marido. Não sabe porque não fui mãe até hoje. Eu nunca fiz nada de ruim para ela. Nunca briguei, nunca disse nada de áspero e nunca quis tomar o lugar dela, em momento algum”, desabafou.

Ana Hickmann acredita que, por já ser mãe, Galisteu deveria ter sido “mais sensível” ao falar de outra mulher. “Se eu fosse alguém de má índole, que tivesse prejudicando as pessoas, aí sim ela teria todo o direito. Ela não gostar de mim é um direito dela também. Agora, afirmar que eu posso ser uma melhor pessoa depois que eu for mãe, o que eu fiz de errado? Ela sabe porque eu não fui mãe até hoje? Não sabe! Então, foi muita maldade da parte dela”, explicou.

Mesmo magoada, Hickmann negou que pretende processar Galisteu, diferente do que circulou na imprensa. “Não vejo porque processar. O que ela tinha que falar já falou, já fez o mal. Eu acho uma grande bobagem (processar), se fosse algo que fosse ser levado adiante por ela, aí quem sabe. Mas hoje não, não por isso. Acho que não vale a pena. Prefiro não dar mais assunto para esta história, porque foi muito chato o que aconteceu”, disse.

Questionada se a relação com Adriane Galisteu começou a ficar ruim quando a apresentadora do “Muito +” conversou com Chris Flores – que foi chamada de falsa pelo marido de Ana -, Hickmann disse que não.

“Nunca teve uma briga minha com a Chris Flores, a gente teve um desacordo como colegas de trabalho, o que acontece em qualquer empresa. Acho que o que ela fez foi só para ter assunto no programa. Nunca tive nada contra a Galisteu, pelo contrário, sempre foi uma pessoa que eu admirei e não entendo o motivo dessas atitudes dela. Hoje prefiro ficar afastada para não me magoar com isso”, finalizou.

Com informações do site GenteIG.

Fonte: UOL televisão

Marcelo Tosin: Brasileiro de 23 anos é encontrado morto em Moçambique

FOTO: PORTAL TERRA

O brasileiro Marcelo Tosin Furlanneto, de 23 anos, natural de Garibaldi, no Rio Grande do Sul, foi encontrado morto em sua casa em Lamego, na província de Sofala, região central de Moçambique. Ele morreu no dia 22 de abril, mas as informações só foram divulgadas pelas autoridades do país nesta quinta-feira. O corpo dele deve ser transportado para o Brasil no dia 28.

De acordo com investigadores, a suspeita é que Furlanneto tenha morrido por causa de complicações causadas por malária. Amigos do brasileiro disseram que ele se queixou de dores de cabeça nos dias anteriores à sua morte.

Formado em direito, Furlanneto pertencia à organização não governamental (ONG) local Development Catalyst Network, ligada a religiosos. De acordo com informações preliminares, o corpo do ativista foi encontrado em sua cama pelos colegas que moravam com ele.

A ONG na qual Furlanneto atuava trabalha nas áreas de desenvolvimento econômico sustentável, estimulando a agricultura e incentivando a cultura e a educação. A organização atua basicamente em países africanos e foi fundada em 2011 pelo norte-americano Zachary Lager, com o apoio da italiana Chiara Corbetta.

Com Agência Brasil

Graça Foster substitui três diretores da Petrobras nesta sexta

Os diretores no site da Petrobras (Foto: Reprodução)

Rio de Janeiro – A Petrobras deverá anunciar até sexta-feira a substituição de três de seus sete diretores. O afastamento de Paulo Roberto Costa (Abastecimento), Renato Duque (Serviços e Engenharia) e Jorge Zelada (Internacional) foi acertado nesta quarta-feira em Brasília durante reunião entre a presidente Dilma Rousseff e a presidente da Petrobras, Graça Foster.

A partir do início da noite, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, começou a contatar os diretores que serão afastados. Os três chegaram aos cargos com respaldo político, o que indica que a presidente da petrolífera, no cargo há 80 dias, tende a tornar sua gestão mais técnica.

A dispensa dos diretores será submetida na quinta-feira ao Conselho de Administração da Petrobras, que deverá referendar a decisão de Dilma e de Graça. Oficialmente, a estatal não confirmava, até o fim da noite, a substituição dos três diretores.

Os nomes dos substitutos estão sendo mantidos em sigilo. O gerente do Cenpes (Centro de Pesquisas da Petrobras), Carlos Tadeu da Costa Fraga, é um dos cotados. Ele chegou a ser cogitado para assumir a Diretoria de Exploração e Produção, quando o ex-diretor Guilherme Estrella deixou o cargo, em fevereiro passado. Acabou preterido pelo atual diretor, José Formigli, que não teve indicação partidária.

Outros nomes comentados na empresa são os do gerente-executivo de Novos Negócios da Área Internacional, Publio Bonfadini, na vaga de Zelada; Luiz Eduardo Valente Moreira, gerente-executivo de Gás-Química e Liquefação; e o presidente da Petrobras Chile, Otávio Ladvocat, para a Diretoria Internacional.

Funcionários concursados da Petrobras, Duque, Zelada e Costa são diretores antigos. O diretor de Engenharia ocupava o cargo desde janeiro de 2003. Integrou a primeira diretoria do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Paulo Roberto estava à frente da Diretoria de Abastecimento desde maio de 2004. Zelada assumiu a Internacional um ano depois.

Duque já era considerada de saída da direção da Petrobras desde 2010, quando pediu demissão, negada pelo então presidente José Sérgio Gabrielli. O diretor era uma indicação pessoal do ex-ministro da Casa Civil e ex-deputado José Dirceu, que manteve sua influência na Petrobras mesmo afastado do governo e da política, em razão de seus vínculos políticos com Gabrielli. Paulo Roberto Costa chegou à direção da Petrobras pelo PP, indicado pelo deputado José Janene, que já morreu. No cargo, passou a ter o apoio de setores influentes do PT, do PR e especialmente de senadores e deputados importantes do PMDB, ligados ao grupo comandado pelo ex-presidente José Sarney.

O amparo político a Jorge Zelada é menos expressivo, mas o manteve na direção por sete anos, mesmo criticado pelo desempenho abaixo do esperado, desde a gestão Gabrielli. O diretor da área internacional teve a indicação e o apoio do PMDB, principalmente das bancadas federais do Estado do Rio e Minas Gerais.

 (EXAME ONLINE)

 

Bar do Mercado onde estariam Agnelo Queiroz e Romário é assaltado em Brasília

Diferente do que foi divulgado nos meios de imprensa sobre um assalto ocorrido no Bar do Mercado, na 509 Sul, na noite desta quarta-feira, o governador Agnelo Queiroz não estava presente no local na hora do crime. Segundo o porta-voz do Governador, Ugo Braga, Agnelo estava participando de um vernissage na QI 28, do Lago Sul, até 1h da manhã de hoje, saindo diretamente para a Residência Oficial de Águas Claras.  

O assalto ocorreu de madrugada e os assaltantes levaram o dinheiro que estava no caixa, além de alguns pertences das pessoas que estavam no bar. Os ladrões teriam fugido de carro, Fiat Punto vermelho, em direção a Asa Norte.

Quem estava, de fato, no Bar do Mercado, momentos antes do incidente, era o ex-jogador e deputado federal Romário. O deputado confirmou que esteve no local com o cineasta americano Spike Lee, que está em Brasília para fazer um documentário sobre o Brasil.

O caso foi registrado da 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) onde será investigado.

(PORTAL MAIS COMUNIDADE)

Cesgranrio diz que não houve irregularidade no concurso da Caixa‎

No mesmo dia em que surgiram notícias sobre uma possível anulação do concurso da Caixa Econômica Federal (CEF), realizado no último fim de semana, a Fundação Cesgranrio, organizadora do certame, se defendeu das supostas acusações de fraude. De acordo com o Correioweb, a empresa afirmou, por meio de um nota de esclarecimento, que não houve irregularidades na seleção pública. 

Segundo a organizadora, as três caixas encontradas por policiais em um terreno baldio na cidade do Guará (DF) contêm apenas lixo do concurso realizado no último domingo (22), para o cargo de técnico bancário novo. De acordo com o comunicado, as caixas foram descartadas sem consentimento da Cesgranrio após a realização das provas. A determinação da organizadora, conformou noticiou o Correioweb, era a de que as caixas fossem guardadas por 40 dias e, somente depois deste prazo, descartadas.

A nota informa, ainda, que o conteúdo encontrado nas caixas é somente de provas soltas utilizadas pelos candidatos durante a seleção. O documento explica que “elas continham, como podem ser vistas em imagens divulgadas pela imprensa, apenas provas soltas já utilizadas pelos candidatos no domingo, envelopes com provas em branco dos candidatos faltosos, envelopes lacrados, correspondentes à reserva técnica, e também lacres utilizados, tudo sem qualquer valor acadêmico ou administrativo”. Procurada, a Caixa informou, através de sua assessoria de comunicação, que apenas irá se manifestar sobre as suspeitas após a finalização das investigações realizadas pela 4ª Delegacia de Polícia (Guará/DF).

Entenda o caso
Investigadores da 4ª Delegacia de Polícia receberam denúncias de que provas do concurso da Caixa Econômica Federal, que deveriam ter ido para Águas Claras e outros endereços, haviam sido desviadas e abandonadas em um terreno baldio. Nas caixas encontradas pelos policiais havia o adesivo da organizadora do concurso, a Fundação Cesgranrio. Alguns envelopes ainda estavam com lacre. A previsão era de que 12 mil fossem contratados após o certame.

A seleção foi uma das mais disputadas do ano e registrou 1,1 milhão de inscritos em todo o país. O certame oferecia oportunidades para formação de cadastro de reserva com salários de R$ 1,7 mil e era direcionado para pessoas com ensino médio completo. Além dos rendimentos, o edital trazia a possibilidade de participação nos lucros e resultados da instituição, oferecia plano de saúde e de previdência complementar, auxílio-alimentação e auxílio-cesta de alimentação. A jornada de trabalho, conforme o edital, seria de 6h diárias e 30 semanais. Os candidatos convocados iriam trabalhar com atendimento ao clientes e executar tarefas bancárias e administrativas.

Com informações do Correioweb

Sambista Dicró morre em Magé, no Rio, vítima de infarto

Morreu, aos 66 anos, no final da noite de quarta-feira (25), em Magé, na região metropolitana do Rio de Janeiro, o sambista Carlos Roberto de Oliveira, o Dicró, que ganhou notoriedade com letras bem-humoradas e de duplo sentido.

Lutando contra os efeitos da diabetes, o cantor e compositor passou mal em casa, no bairro de Mauá, por volta das 22h, após retornar do hospital onde havia realizado uma sessão de hemodiálise. Segundo parentes, Dicró, antes de sofrer o infarto, reclamou de dores na cabeça. Mesmo encaminhado para o Hospital Central de Magé, o sambista não resistiu e morreu.

O enterro de Carlos Roberto de Oliveira está marcado para as 17h desta quinta-feira (26) no Cemitério Jardim da Saudade, em Mesquita, cidade natal de Dicró, também na Região Metropolitana do Rio. O velório está sendo realizado desde o início da manhã no mesmo local.

Vascaíno, Dicró nasceu em 14 de fevereiro de 1946, e se especializou em sambas satíricos, cujas letras davam ênfase ao dia a dia do subúrbio e da Baixada Fluminense. O apelido “Dicró” veio da assinatura que ele utilizava com as suas iniciais “De C.R.O.” quando fazia parte dos compositores de um bloco de Nilópolis.

Entre alguns dos sambas bem-humorados de sua autoria estão “A Vaca da Minha Sogra”, “Botei Minha Nega no Seguro”, “Funeral do Ricardão”, “Olha a Rima” e “Chatuba”.

Em seus perfis no Twitter, vários artistas se manifestaram sobre a notícia. “Vou fazer um bingo lá na casa da Vovó”, escreveu Tom Cavalcante, citando a música “O Bingo”, que prossegue com o verso “o prêmio é a minha sogra”. “Vai com Deus, meu amigo Dicró”, concluiu o humorista.

Leandro Sapucahy, o rapper Emicida e MV Bill também lamentaram a morte do sambista. “Dicró é dos caras que vão deixar muita saudade”, afirmou Emicida, “que a terra lhe seja leve, malandro”.

(ÚLTIMO SEGUNDO)

Centro Dragão do Mar: fim do Espaço Unibanco de Cinema

No dia 30 deste mês – para tristeza dos frequentadores -, serão realizadas as últimas sessões de cinema nas salas do Espaço Unibanco, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. O fim da parceria com o Unibanco/Itaú é visto não só como mais um passo no esvaziamento do Dragão do Mar, mas como um novo golpe contra o Centro histórico de Fortaleza e contra a própria vida cultural da cidade. 

Como se sabe, a inauguração das duas salas do Espaço Unibanco de Cinema, em 1999 (um ano após a inauguração do equipamento cultural) inseriu Fortaleza num importante circuito de filmes independentes e mostras nacionais e internacionais, ao mesmo tempo em que dava ensejo a projetos paralelos. Tratava-se de um ineditismo, em termos de Nordeste, já que o grupo Unibanco, até então, tinha salas de exibições apenas em São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre (hoje, são 114 salas no Brasil, e as duas do Dragão do Mar eram as únicas da cidade).

A opção do grupo por Fortaleza decorreu da atração despertada pela forte vocação cultural que emanava da cidade. A ousadia da criação do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura era uma prova disso: o equipamento prometia dar impulso à vida cultural local, pô-la em contato com as expressões universais e atuar, ao mesmo tempo, como elemento catalisador das potencialidades cearenses. Assim foi, aliás, durante certo tempo (embora nunca tenha atingido, de fato, a totalidade daquilo que se propôs originariamente). 

Infelizmente, nos últimos tempos, parece que o próprio governo deixou de considerá-lo uma prioridade. O que, aliás, não é nada inédito, visto que a Cultura sempre foi vista como um elemento secundário nas preocupações do poder público, sobretudo, no Ceará.

O fato é que o Dragão do Mar entrou num processo de esvaziamento e de escanteio que comprometeu não só suas atividades, mas, a própria estrutura. A falta de uma manutenção sistemática, a degradação do entorno, pela ausência de segurança pública, e outros fatores paralelos cortaram o fluxo de frequentadores. Não chega a surpreender que esse processo atinja, agora, as salas de cinema, pondo fim a uma parceria que rendia uma diversão de qualidade e concorria para o enriquecimento cultural de seus frequentadores. Fortaleza não merece isso.

(O POVO ONLINE)

Porto do Mucuripe supera operações do Porto do Pecém

O presidente da Companhia Docas do Ceará, Paulo André Holanda, anuncia: as operações do Porto do Mucuripe superaram as do Pecém em 2011. A movimentação foi de 4,2 milhões de toneladas no Mucuripe, enquanto no Pecém o total chegou a 3,6 milhões de toneladas de carga no ano.

Embora a movimentação dos dois portos do Ceará continuem a crescer, ela ainda está longe do que é apresentado no Porto de Suape, no Recife, cujo movimento de cargas no ano passado foi de 11 milhões de toneladas. A explicação é fácil: Suape já tem uma estrutura de investimento consolidada com grandes projetos no seu entorno.

Ontem, no programa Mercado&Negócios da Rádio OPOVO/CBN, Paulo André informou que é esperado um crescimento de 5% no movimento do Porto do Mucuripe este ano, em relação ao resultado de 2011. Só neste trimestre, o porto atingiu a marca de um milhão de toneladas de carga.

(Coluna Mercado & Negóciso do O POVO/Foto – Paulo Moska)

SEEB-CE E MASTER CONCURSOS CELEBRAM REALIZAÇÃO DO CURSO PREPARATÓRIO PARA CAIXA

O Sindicato dos Bancários do Ceará, em parceria com o Master Concursos, realizou o Curso Preparatório Resolução em Exercícios para a Caixa Econômica Federal (CEF). Ao todo, foram ofertadas 60 vagas, destinadas a bancários e seus dependentes.

As aulas aconteceram entre os dias 9 e 21/4, na sede da entidade, onde foram vistos conteúdos de matemática, informática, conhecimentos bancários, atualidades, português, atendimento e Estatuto.

A última disciplina foi encerrada pela diretora do SEEB-CE, Laura Andrea. 

(BANCÁRIOS CE)


PLR: SEEB-CE denuncia desrespeito do BNB e cobra transparência

Uma verdadeira desmoralização para o presidente do Banco, que empenhou sua palavra e divulgou o compromisso de pagar os 2% do adicional de PLR ao funcionalismo neste dia 23/4. É assim que o Sindicato analisa a decisão da direção do BNB de mais uma vez submeter-se subservientemente ao DEST, preferindo desrespeitar o corpo funcional da Instituição ao não cumprir o acertado com a Contraf-CUT em relação a PLR de 2011 e ainda por cima ignorar a Convenção Nacional da categoria. 

Com essa atitude caem em descrédito o presidente Jurandir Santiago e toda a sua diretoria, principalmente a administrativa, a quem compete negociar os direitos trabalhistas dos funcionários junto às entidades representativas dos trabalhadores. 

Lideranças políticas com notória influência na indicação de administradores do Banco, também estão em xeque e precisam agir urgentemente no sentido de garantir que suas promessas sejam efetivadas. 

Protesto – O Sindicato dos Bancários do Ceará, por orientação da Contraf-CUT, convoca para esta segunda-feira, dia 23/4 (data em que deveria estar sendo honrado o compromisso de pagar o adicional da PLR) manifestação de repúdio ao descumprimento ao acordo feito com as entidades sindicais. O ato ocorrerá a partir das 13 horas, na Praça Jader Colares, no Centro Administrativo do Passaré. 

A decisão do Banco de pagar o adicional de 2% só veio após muitas manifestações e mobilizações realizadas nas principais agências do BNB e na Direção Geral, inclusive com a perspectiva de deflagração de greve, que foi suspensa somente após o compromisso do Presidente do Banco em honrar com distribuição do adicional em consonância com o que dispõe a Convenção Coletiva Nacional. 

A realização de greve volta a ser debatida pelas entidades representativas que deverão convocar, sob a orientação da Contraf-CUT, assembleias para deliberar sobre o assunto nos próximos dias. Paralelamente continuará sendo desenvolvida campanha de denúncia de má gestão do Banco, que fez sumir praticamente todo o lucro da Instituição no segundo semestre do ano passado 

O Sindicato convoca todos os benebeanos em sua base de atuação para retomar a mobilização, ampliando o debate para a imprensa e entre órgãos da sociedade, inclusive aqueles responsáveis pela fiscalização do BNB, reivindicando a divulgação do relatório sobre as denúncias encaminhadas pelo Ministério Público Federal. 

O SEEB/CE vai solicitar o agendamento de audiência pública para discutir a situação do BNB na Assembleia Legislativa do Estado. Da mesma forma, está sugerindo à Contraf-CUT solicitar audiência pública na Câmara Federal e no Senado, bem como reuniões com a bancada parlamentar nordestina para exigir o fortalecimento do Banco e a transparência nas ações de seus administradores.

(BANCÁRIOS CE)

CAIXA: Assinado aditivo para tratar de 7ª e 8ª horas em CCV

A Contraf-CUT assinou no dia 12/4, com a Caixa Econômica Federal, em Brasília, um termo aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho 2011/2012 que amplia o público alvo da Comissão de Conciliação Voluntária (CCV). Com isso, a CCV passa a ser admitida também em casos de postulação de direitos relativos às 7ª e 8ª horas dos ocupantes de cargos em comissão de natureza técnica. 

O aditivo foi assinado por Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT, e por Jair Pedro Ferreira, coordenador da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa), que assessora a Confederação nas negociações com o banco. Pode ser transacionado o passivo dos últimos cinco anos. Para quem não está mais na função, a data de referência para o cálculo do passivo a ser transacionado é o dia 1º de setembro de 2011. 

O aditivo para ampliação da CCV a empregados ativos que desejem postular direitos referentes às 7ª e 8ª horas dos cargos em comissão está previsto na cláusula 49ª do acordo coletivo da Caixa. As orientações para a assinatura do termo serão encaminhadas aos sindicatos pela Contraf-CUT. As entidades que optarem pela instalação da CCV farão o comunicado aos trabalhadores de suas respectivas bases. 

O total de empregados que passam a ter possibilidade de tratar do passivo das 7ª e 8ª horas sem a necessidade de ingressar com ação judicial chega a 8.300 em todo o País. Para Jair, que também é vice-presidente da Fenae, o aditivo assinado significa mais um passo na solução de pendências trabalhistas acumuladas ao longo de vários anos. “E é importante lembrar que se trata de conquista obtida com a mobilização da última campanha nacional”, destaca.

(BANCÁRIOS CE)

Ministério Público move ação para enquadrar Big Brother da Globo

Cláudio Julio Tognolli _247 – Ministério Público Federal em São Paulo, por meio da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, ajuizou ação civil pública contra a TV Globo e a União, com pedido de liminar, para que a emissora deixe de transmitir durante o “Big Brother Brasil”, seja em TV aberta ou em TV a cabo ou por qualquer outro meio, cenas que possam estar relacionadas, mesmo que em tese, à prática de crimes. À União, o MPF requer que a Justiça Federal determine a obrigação de fiscalizar o reality show por meio da Secretaria de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações.

Ao final do processo, o MPF requer, além da manutenção das eventuais liminares concedidas, que a Rede Globo seja condenada a elaborar e divulgar campanha de conscientização à população acerca dos direitos das mulheres, visando a erradicação da violência de gênero, além de adotar as medidas necessárias para monitorar as condutas praticadas pelos participantes do reality show com o intuito de impedir a exibição de imagens atentatórias aos valores éticos e sociais ou a imediata reparação dos danos causados pela eventual exibição dessas imagens.

Em 17 de janeiro deste ano, o Ministério Público Federal em São Paulo, após milhares de manifestações de telespectadores nas redes sociais e reportagens de jornalistas especializados, abriu procedimento visando apurar a violação de direitos da mulher no BBB 12.

O fato que causou essa comoção social foi a exibição, na madrugada de 15 de janeiro deste ano, de imagens de um suposto estupro de vulnerável ocorrido no programa, constatado por telespectadores da atração em sistema pay-per-view, que desconfiaram da prática do abuso pelo fato de que enquanto ambos estavam na mesma cama ocorreram movimentos característicos de sexo entre os participantes Daniel e Monique, sendo que ela aparentemente dormia em razão de excesso de consumo de álcool.

NOVE MINUTOS NO AR – As imagens do suposto abuso sexual foram exibidas durante 9 minutos e 29 segundos da versão pay-per-view do BBB12. Um pequeno trecho da cena foi exibido na versão do programa, em TV aberta, no mesmo dia 15, na edição que trouxe um resumo da festa na véspera.

Pela análise das cenas exibidas no pay-per-view, pode-se interpretar a possível ocorrência de abuso sexual, uma vez que Monique aparece parada na mesma posição todo o tempo em contraste com a intensa movimentação de Daniel, com conotação sexual. Ainda, pela análise da cena, pode-se observar que a movimentação do rapaz só termina após a intervenção de Monique, que o afasta com a mão, no que pareceu ser um ato de defesa.

O MPF, é bom deixar claro, não está acusando Daniel de abuso sexual. A ação civil visa tão somente a adequação do programa para impedir que cenas, que dêem margem a interpretações do gênero, aconteçam novamente, e, pior, sejam exibidas em qualquer modo de transmissão. O caso foi investigado na esfera penal pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, mas que foi trancado em virtude de, em depoimento, Monique ter declarado que os atos foram consensuais.

Entretanto, as cenas exibidas, independentemente do alegado por Daniel e Monique à polícia, deram margem a esse tipo de interpretação de sexo não consensual e, no mesmo dia, o assunto tomou proporções gigantescas no Twitter, sendo um dos assuntos mais comentados da rede social e em sites jornalísticos ou não, naquele dia e nos seguintes.

OMISSÃO – Entretanto, na avaliação do MPF, mesmo após a advertência do público, a direção do programa nada fez para remediar os danos do suposto crime e da veiculação das imagens. Pior, “de forma imprudente, realizou a exibição de trecho destas imagens no programa transmitido na noite do mesmo dia 15 de janeiro”. A cena aparece aos 09 minutos e 40 segundos da gravação enviada à Justiça Federal pelo MPF como prova. Logo em seguida, o apresentador Pedro Bial comenta: “O amor é lindo”.

Para o Procurador Regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo, Jefferson Aparecido Dias, autor da ação, a direção do BBB e a Rede Globo só adotaram providências após a instauração do inquérito policial (que abriu a investigação após uma representação externa), quando decidiu expulsar Daniel do programa, por infração ao regulamento do reality show, conforme informado por Bial na edição de 16 de janeiro.

“A expulsão de D.E. demonstra que os diretores do programa e a Rede Globo também reconheceram, mesmo que tardiamente, a potencialidade abusiva da conduta deste participante em detrimento de M.A.”, afirma Dias na ação.

SUBMISSÃO DA MULHER – Entretanto, para o MPF, mesmo após reconhecer o abuso e o potencial crime na conduta de Daniel e a consequente expulsão dele, “a Rede Globo deixou de adotar medidas em prol da reparação dos danos causados pela exibição das imagens em questão, atentando, desta forma, contra os propósitos do Poder Público e da sociedade no sentido da afirmação dos direitos humanos da mulher, da desconstrução do estigma de submissão do sexo feminino ao sexo masculino e de combate à violência de gênero no Brasil”, afirma Dias.

Somente no Estado de São Paulo, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública, ocorreram 80 casos de violência contra a liberdade e a dignidade sexual da mulher no mês de janeiro, o que demonstra o quanto é incompatível a exibição pela TV de cenas que possam sugerir um estupro, pois apesar de todas as iniciativas do poder público e da sociedade, como a Lei Maria da Penha e a existência de uma Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, a violência de gênero persiste.

A Rede Globo foi questionada pelo Ministério Público Federal do Rio de Janeiro, que também instaurou procedimento para apurar os fatos ocorridos no reality show. Em síntese, a emissora afirmou que o BBB “não se trata de uma obra de ficção, mas de um reality que, sem roteiro previamente aprovado – promove convivência entre pessoas de diferentes origens, provocando reações espontâneas entre os participantes”. Disse ainda que as cenas entre Daniel e Monique não foram ao ar na TV aberta, o que não corresponde à gravação obtida pelo MPF da edição do dia 15, que contém um trecho da cena.

Para o MPF, isso só aumenta a lesão ocasionada pelas imagens exibidas na versão pay-per-view do programa. Na ação, Dias recorda que essa não é a primeira ação do MPF-SP contra o BBB. Em 2010, a emissora foi condenada a prestar esclarecimentos ao público sobre as formas de contágio do vírus HIV por conta da exibição de um comentário do futuro vencedor do BBB 10, Marcelo Dourado, que disse que “hétero não pega Aids”.

ERROS EM SEQUÊNCIA – Para o MPF, a Globo errou ao não ter tentado intervir na cena entre Daniel e Monique e errou novamente ao manter a cena no ar por tanto tempo e errou uma terceira vez por não ter acionado a polícia. Na ação, é citada entrevista da BBC Brasil com o especialista em mídia da BBC britânica Torin Douglas, que ressaltou a necessidade de monitoramento constante sobre todos os participantes para evitar que crimes sejam consumados, como ocorreu na edição britânica do programa, que, em 2004, exibiu uma briga entre dois participantes que resultou em ameaça de morte de um contra o outro e uma sanção ao Channel 4, que exibia a atração.

Na entrevista, Douglas cita o livro “Dead Famous”, de Ben Elton, que gira em torno de um homicídio ocorrido em um reality show. “A obra é de ficção, mas infelizmente a realidade do BBB não é longínqua de tal hipótese, considerando a diversidade das pessoas confinadas, e as inúmeras artimanhas da direção do programa para gerar conflitos entre estes, tais como o “Monstro” e a separação dos participantes em grupos rivais, e o ineficiente aparato de monitoramento das condutas dos participantes, demonstrado pelo episódio do BBB 12”, afirma Dias, que ressalta ainda que o número de camas menor que o número de participantes contribui para abusos contra as mulheres.

Para o MPF, a falta de ação da Globo para evitar a exibição da cena e a ocorrência dela, não importando se na TV aberta ou fechada, são graves violações aos princípios do artigo 221 da Constituição, à Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra Mulher (Convenção de Belém do Pará), de 1995, ao art. 28 do Regulamento dos Serviços de Radiofusão, de 1963, e à Lei Maria da Penha, que prevê no inciso III de seu artigo 8º “o respeito, nos meios de comunicação social, dos valores éticos e sociais da pessoa e da família, de forma a coibir os papeis estereotipados que legitimem ou exacerbem a violência doméstica e familiar”.

“O MPF optou por ajuizar a ação após o fim do programa para termos oito meses para debater o desrespeito aos direitos da mulher na TV e, também, como as emissoras podem intervir nos reality shows de modo a impedir que crimes ou cenas sugerindo crimes ocorram e, caso ocorram, deixem de ir ao ar. Evitamos ainda gerar uma publicidade gratuita ao programa caso fosse discutida a questão com o programa no ar”, afirma Dias.

 (BRASIL 247)

Cynthia Giglioli Camacho: Primeira-dama do PCC é condenada a oito anos de prisão

Fernando Porfírio _247 – A primeira-dama do crime organizado, Cynthia Giglioli da Silva Camacho, mulher do chefão do PCC, Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, foi condenada a oito anos de prisão, em regime inicial fechado. A decisão, por votação unânime, é da 11ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo. Cynthia responde ação penal pelos crimes de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. Ainda cabe recurso.

A defesa disse que vai recorrer. O advogado Daniel Bialski afirmou que a decisão do tribunal paulista contrária o Superior Tribunal de Justiça (STJ) que, em recurso anterior, determinou, segundo ele, que a ré tinha direito à pena mínima. “Minha cliente foi condenada, unicamente, pela condição de mulher do Marcola. Não havia prova contra ela”, afirmou.

Na decisão, o tribunal paulista determinou a expedição de mandado de prisão contra a ré, mas condicionou a medida ao julgamento definitivo da ação penal. O advogado afirmou que está entrando com recurso para pedir que Cynthia ganhe o direito a prisão domiciliar.

O advogado contou que a estudante fez uma inseminação artificial e passou por uma gravidez de alto risco. Agora tem que cuidar da criança. Ele sustenta que Cynthia nunca recebeu dinheiro de nenhum grupo. “Ela é mãe de uma criança de menos de seis anos e tem direito ao benefício”, afirmou Bialski.

Em julho de 2005, Cynthia foi presa por policiais do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic) na posse de R$ 156,7 mil, além de US$ 7,7 mil e mais dois cheques que somavam R$ 5,5 mil. A polícia ainda apreendeu um arsenal avaliado em R$ 500 mil, cinco carros, uma motocicleta e boa parte da contabilidade do PCC, que era mantida por Deivid Surur, o DVD.

Cynthia, segundo apurou a Polícia, recebia uma mesada de R$ 15 mil da facção. Os documentos apreendidos mostravam que o PCC movimentava R$ 1 milhão por mês. Além dela e de Surur, que foi executado na prisão por ordem da cúpula da facção, outras seis pessoas foram presas pelo Deic. Entre elas, o investigador da Polícia Civil Paulo Humberto Mangini.

Ao estabelecer a pena, o desembargador Antonio Manssur, relator do recurso, ressaltou que Cynthia tinha uma atuação singular, com o objetivo de permitir o desenvolvimento e ampliar a atividade da organização criminosa.

Segundo o relator, além de mulher do chefe do PCC “dele [Marcola] recebia informações e se encarregava de fazer a ligação (mensageira) entre ele e os demais réus, para receber dinheiro proveniente de ilícitos, depositá-lo em contas correntes que estavam em nome de sua irmã, mas por ela movimentadas, efetuando, dessa forma, lavagem de dinheiro, mediante a aquisição de diversos bens e pagamentos a terceiros”.

Cynthia foi absolvida em primeira instância. O Ministério Público recorreu e o Tribunal de Justiça reformou sentença da 17ª Vara Criminal da Capital condenando a acusada. Casada com o líder máximo do Primeiro Comando da Capital (PCC), ela alega inocência.

Na mesma decisão, o tribunal condenou a prisão em regime inicial fechado Paulo Humberto Mangini, Alexandre Gongora, Cristiano Conrado Martinez, Eduardo Ferreira da Silva e Marco Antonio Martins. Segundo o Ministério Público, os acusados arrecadavam dinheiro para o PCC principalmente por meio do tráfico de drogas.

(BRASIL 247)

Concurso da Caixa realizado no último domingo (22/04) pode ser anulado

O Concurso da Caixa Econômica Federal poderá ser anulado.O Concurso que foi realizado no dia 22 de abril deste ano,previa contratação de 12 mil pessoas.Após denúncias feitas aos investigadores da 4ª Delegacia de Polícia (Guará/DF) foram encontradas provas abandonadas em um terreno baldio que deveriam ter ido para Águas Claras e outros endereços, no último fim de semana. Nas caixas encontradas pelos policiais, havia ainda o adesivo da Fundação Cesgranrio ,organizadora do concurso.Alguns envelopes ainda estavam lacrados.

A seleção foi uma das mais concorridas do ano, registrou 1,1 milhão de inscritos em todo o país. O concurso oferecia oportunidades para formação de cadastro de reserva com salários de R$ 1,7 mil e era direcionado para pessoas com ensino médio completo. Além dos rendimentos, o edital trazia a possibilidade de participação nos lucros e resultados da instituição, oferecia plano de saúde e de previdência complementar, auxílio- alimentação e auxílio- cesta de alimentação. A jornada de trabalho seria de 30 semanais. Os candidatos convocados iriam trabalhar com atendimento ao cliente e executar tarefas bancárias e administrativas.

Segundo o delegado, Jefferson Lisboa, que recebeu uma denúncia, em uma das caixas existem provas soltas. Em outra caixa, as provas estão em envelopes plásticos. Na terceira, em envelopes lacrados.Disse também que dentro de uma das caixas há vários lacres rompidos. As caixas são de papelão e do lado de fora está impresso o nome da Fundação Cesgranrio, responsável pela aplicação do concurso.

A assessora de imprensa da Fundação Cesgranrio, Nícia Maria, informou ao G1 que o material foi descartado erroneamente por um funcionário da Faculdade Unieuro de Águas Claras, um dos locais em que a prova foi aplicada.

“A determinação da Cesgranrio é para que as provas permaneçam guardadas no local, após a realização do concurso, por 40 dias. Isso inclui provas que foram usadas ou não. Só são encaminhados para o Rio de Janeiro os cartões de respostas. Um funcionário da escola viu aquelas provas e, em vez de guardar, jogou na lata do lixo. Houve realmente um erro, mas nada que coloque em risco a lisura do concurso. Não há o risco da prova ser anulada”, afirmou.

Nícia explicou ainda que as provas soltas são as dos candidatos faltosos, já que o número de exames enviados para cada sala é exatamente igual ao número de inscritos. “Os lacres rompidos são dos envelopes que guardavam provas que foram efetivamente usadas no domingo. E os envelopes lacrados correspondem a uma reserva técnica que enviamos para os locais de prova para casos de falhas, como má impressão”, afirmou.

Até o momento não há informações oficiais da Caixa Econõmica Federal se o concurso será anulado ou não.

(PORTAL 180 GRAU)

Ana Beatriz Moro: ‘Me senti no período do nazismo’, diz brasileira deportada da Espanha

O que era para ser um reencontro com a família tornou-se pesadelo para a professora e psicopedagoga Gilmara Duarte, integrante do grupo de 15 brasileiros deportados da Espanha na terça-feira (24). “Foi uma pressão psicológica total. Eu me senti como no período do nazismo, em que tinha todo aquele processo de pressão psicológica para confundir as pessoas. Foi desumano”, desabafa Gilmara.

O desembarque do grupo em Salvador aconteceu às 19h53, e revoltados, eles contaram o que passaram três dias retidos em uma sala do aeroporto Barajas, em Madri, em acesso à área externa. A maioria chegou na Espanha no domingo (22), mas alguns desembarcaram no local também na terça-feira (24), segundo o Itamaraty. O Itamaraty relata que grande parte deles não apresentou a carta-convite, um dos documentos requisitados de estrangeiros pelas autoridades espanholas, e não comprovou recursos para arcar com os custos da estada. 

Acompanhada da filha Luma, de 6 anos, e da mãe Joseisa Duarte, de 52, Gilmara conta que portava toda a documentação requisitada aos estrangeiros pelas autoridades espanholas, como a carta-convite, os recursos para se manter durante a estada no país, além da passagem de volta.  
deportados Espanha Bahia (Foto: Ida Sandes/G1)
“Humilhante essa situação”, diz administradora sobre
autoridades espanholas (Foto: Ida Sandes/G1)

No caso da família de Gilmara, a carta-convite foi negada por falta de um carimbo, que mesmo com a intervenção de advogados do cunhado espanhol, não foi considerada pelas autoridades espanholas como legítima para permitir a entrada das três no país.

Ela relata que a sua mãe, que é diabética, teve os medicamentos confiscados, e a filha pequena foi mantida na mesma sala em que estavam todos os estrangeiros retidos no aeroporto de Madrid; cerca de 20 pessoas, dentre elas os 15 brasileiros.

A cabeleireira Delma Bráz conta que chegou na Espanha no dia 22 de abril, mas teve estampado no passaporte o carimbo de entrada no país no dia 23. Ela, que pretendia passar uma semana, diz que já foi várias vezes para lá e nunca tinha passado por esta situação antes. ” Acho que não vale a pena mais ir, é humilhante. Não necessitamos passar por isso, temos outros lugares mais lindos no nosso país para ir”, avalia.

deportados Espanha-Bahia (Foto: Ida Sandes/G1)
Administradora chegou a ter visto carimbado como falso
(Foto: Ida Sandes/G1)

A administradora da empresas Ana Beatriz Moro também teve a data de entrada na Espanha registrada no dia 23 de abril, mesmo tendo desembarcado no dia 22. Ela ainda teve um dos carimbos do passaporte identificado como falso. “Eles não tinham o que alegar e colocaram isso. Humilhante essa situação, estou sem palavras para os espanhois”, desabafa revoltada.

As brasileiras contam que não tiveram acesso aos pertences pessoais, nem a itens de higiene. “Ficamos três dias com a mesma roupa do corpo”, conta Gilmara, que acrescenta: “A comida era servida às 9h e às 15h, sempre batata frita, uma salada, uma fruta e alguma carne frita”.

(G1)

Sapo senta igualzinho a um homem e faz sucesso na internet

Sapos também descansam – caçar insetos com a língua não parece ser coisa fácil. O mundo descobriu isso depois que o usuário do YouTube RoltonB publicou um vídeo de um sapinho sentado tranquilamente em um banco, com as mãos na perna e tudo. Internautas indagaram se o animal não estava preso de alguma forma no pedaço de madeira, mas o responsável pela filmagem negou: “O sapo está bem. Não houve pregos, colas, abuso animal, etc. Depois, ele saltou do banco e foi pulando até a água”. O vídeo foi publicado há um dia, na segunda-feira (23), mas já soma 335.500 visualizações.

(ÉRIKA KOKAY – ÉPOCA ONLINE)

Caixa reduz em até 21% juros para financiamento imobiliário

Caixa Econômica Federal informou nesta quarta-feira (25) que reduziu a taxa de juros do financiamento de imóveis para todos os clientes. A redução, de acordo com o banco, pode chegar a 21%, nas condições do Sistema Financeiro de Habitação. As novas taxas vão valer para os novos financiamentos contratados a partir do 8º Feirão da Casa Própria, que acontece entre os dias 4 de maio e 10 de junho.

De acordo com a Caixa, para os imóveis de até R$ 500 mil, os juros passam de 10% ao ano para 9% ao ano. Se o interessado se tornar cliente do banco, com conta salário, a taxa cai para 7,9% ao ano. O financiamento neste caso é de no máximo R$ 450 mil, e dentro das condições de SFH.

Para imóveis com valor superior a 500 mil, ou seja, fora do SFH, a taxa de juros vai cair de 11% ao ano para 10% ao ano, informa a Caixa. Se tiver conta salário no banco, a taxa cai ainda mais, para 9% ao ano.

Já para um cliente que tenha relacionamento com o banco e financie um imóvel de R$ 170 mil, nas regras do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a taxa de juros cai dos atuais 8,4% ao ano para 7,9% ao ano. Se a pessoa também for cotista do FGTS, os juros caem para 7,4% ao ano, inclusive para financiamentos dentro do programa Minha Casa, Minha Vida, na faixa de renda acima de R$ 3.100.

As novas condições, segundo a Caixa, vão ser praticados em todas as agências do banco no país a partir do dia 4 de maio, data do início do 8º feirão. Elas só vão valer para contratos novos.

Simulação
De acordo com a Caixa, todo o cliente, independente ter conta no banco, em um financiamento de R$ 200 mil, economizará cerca de R$ 1.800 nas prestações do primeiro ano. No período de 20 anos do contrato, a economia chega a R$ 18 mil.

No caso de um financiamento de R$ 100 mil, dentro das regras do FGTS, a economia no primeiro ano será de R$ 450 e, ao longo de 30 anos de contrato, de R$ 7 mil.

Se o financiamento for de R$ 600 mil, fora do SFH, a economia no período de vigor do contrato pode chegar a R$ 54 mil, segundo o banco.

Feirão
O 8º Feirão da Casa Própria da Caixa será realizado em 13 cidades do país. Entre os dias 4 e 6 de maio, acontece em Belo Horizonte , Recife, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília. Ao todo, serão oferecidos mais de 430 mil imóveis novos, usados ou na planta. 

Entre os dias 18 e 20 de maio, é a vez de Curitiba, Fortaleza e São Paulo receberem o evento. De 25 a 27 de maio, o feirão será feito em Uberlândia, Campinas e Porto Alegre. Já em Belém e Florianópolis, acontece entre 8 e 10 de junho.

(G1)

Divulgadas cidades que receberão obras do PAC Mobilidade Urbana

O Ministério da Cidades divulgou nesta quarta-feira (25) o resultado da seleção de propostas a serem apoiadas com recursos do PAC Mobilidade Urbana Grandes Cidades. Ao todo, a portaria publicada no “Diário Oficial da União” desta quarta inclui 22 municípios.

A presidente Dilma Rousseff anunciou na terça-feira (24) um investimento total de R$ 32 bilhões para 51 municípios de 18 estados incluídos no programa, que prevê construção de linhas de metrô, Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e corredores de ônibus em cidades com mais de 700 mil habitantes.

De acordo com a assessoria do Ministério das Cidades, o “Diário Oficial” divulgou apenas 22 municípios porque são esses que receberão maior parte das obras devido à ‘abrangência de região metropolitana’ dos 22. As obras passarão pelos 51 municípios.

O PAC Mobilidade Urbana prevê construção de 600 quilômetros de corredores de ônibus, 380 estações e terminais, 200 quilômetros de linhas de metrô e compra de mais de mil veículos sobre trilhos. Os empreendimentos vão beneficiar, segundo o Ministério das Cidades, 53 milhões de pessoas.

De acordo com a portaria, os beneficiados terão prazo de até 18 meses para a entrega dos projetos finalizados. Se não atenderem ao prazo, serão excluídos do programa.

Segundo o documento, os municípios integrantes do grupo 1 são: Salvador, Fortaleza, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Curitiba, Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo.

No grupo 2 estão Manaus, Goiânia, São Luis, Belém, Campinas (SP) e Guarulhos (SP).

No grupo 3 estão Maceió, Campo Grande, João Pessoa, Teresina, Nova Iguaçu, Natal e São Bernardo do Campo (SP).

Os municípios contemplados terão, a partir da data da publicação no “Diário Oficial da União”. Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Salvador, Fortaleza, Recife e Rio de Janeiro já tiveram investimentos nessa área anunciados anteriormente.

(G1)

Corpos dos 5 universitários desaparecidos em viagem à Bahia são resgatados pela Polícia

A polícia resgatou na madrugada desta quarta-feira (25) os corpos dos cinco jovens que desapareceram durante uma viagem do Espírito Santo até a Bahia. O carro em que os universitários estavam foi localizado na terça (24) sob uma ponte que passa pelo rio Mucuri, na Bahia.

Policiais da delegacia de Teixeira de Freitas (BA) afirmaram que a principal hipótese para as mortes é de acidente. Eles apontam que o motorista pode ter perdido o controle do carro em uma curva e caído da ponte. A polícia aponta ainda que o acidente teria ocorrido na sexta (20), mesmo dia em que saíram de São Mateus (ES).

O coronel Ivanildo da Silva, comandante da Companhia de Ações Especializadas em Mata Atlântica da Bahia, já tinha informado na terça que uma equipe da PM de Teixeira de Freitas havia identificou o veículo como sendo dos jovens.

Os amigos Izadora Ribeiro, 21, Rosaflor Oliveira, 24, Amanda Oliveira, 22, Marllonn Amaral, 21, e André Galão,28, saíram do litoral norte capixaba com direção a Prado (BA) para comemorar o aniversário da mãe de Izadora no fim de semana.

Os cinco jovens foram vistos pela última vez em um posto de gasolina na localidade de Itabatã, município baiano de Mucuri, segundo a polícia da Bahia.

(DIÁRIO DO NORDESTE)

PAC Mobilidade investirá R$ 3,39 bilhões no trânsito de Fortaleza

O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade Urbana deverá investir m total de R$ 3,390 bilhões em Fortaleza. O anúncio foi feito ontem, pela presidente Dilma Rousseff.

Os recursos fazem parte de um montante de R$ 32 bilhões para 51 grandes cidades brasileiras, acima de 700 mil habitantes, em 18 estados. Estima-se que esses centros urbanos concentrem quase 40% da população nacional.

O dinheiro para a Capital do Ceará bancará a Linha Leste do Metrô de Fortaleza (Metrofor) e o Programa de Mobilidade Urbana de Fortaleza (Transfor II). De acordo com o Governo Federal, os R$ 3,390 bilhões para os dois projetos serão assim divididos:

A União deverá entrar com um total de R$ 1,1 bilhão, com recursos diretos do Orçamento Geral; outro 1,2 bilhão sairá da Caixa Econômica Federal (CEF), via financiamento.

As contrapartidas, tanto do Governo do Estado – responsável pelo Metrofor – quanto da Prefeitura de Fortaleza, totalizarão os demais R$ 1,090 bilhão. O dinheiro sairá dos tesouros e de Parcerias Públicos-Privadas (PPPs).

O Metrô está orçado, no total, em R$ 3,033 bilhões. Já para o Transfor II estão previstos R$ 369 milhões, entre recursos da União (100), Caixa (200) e dinheiro próprio (69).

Sustentabilidade

“O Brasil tem que investir em metrô. Antes, as cidades não tinha condições de fazer isso porque era muito caro. Hoje, os governadores têm enorme dificuldade para construir metrôs com a cidade funcionando. É um duplo desafio”, disse a presidente Dilma. “Além disso, temos que olhar pelo lado sustentável, garantir menos tempo de vida a ser perdido pelas pessoas em um transporte de menor custo e de melhor adequação ao meio ambiente”.

Ao apresentar o que chamou de “matemática humana do projeto”, o ministro das Cidades, Agnaldo Ribeiro, reiterou que os canteiros de obras ligados a essa vertente do PAC vão gerar milhares de empregos. “Mas, além do novo traçado urbano, vamos deixar um legado muito importante se considerarmos que hoje os brasileiros ficam quatro horas por dia no trajeto casa-trabalho”.

Em todo o Brasil, o Governo Federal prevê a construção de mais de 600 km de corredores exclusivos para ônibus, pelo menos 380 estações e terminais para esse tipo de transporte, além de 200 km de linhas de metrô e da aquisição de mais de 1.000 veículos sobre trilhos.

Após a publicação da seleção de propostas dos projetos no Diário Oficial da União (DOU), os estados e municípios terão até 18 meses para entregar os projetos. (com agência de notícias)

ENTENDA A NOTÍCIA

Feito o anúncio dos recursos, Governo do Estado e Prefeitura de Fortaleza devem agilizar os projetos. A experiência mostra que a lentidão é a marca dessas grandes obras. Por muitos fatores. Entre eles, os próprios recursos financeiros. Anunciados, mas, lentamente, liberados.

Números

 

1,1 bi

É o total que sairá, diretamente, do Orçamento Geral da União, para os dois projetos de mobilidade urbana na Capital do Estado

 

1,2 bi

É o montante que Governo do Estado e Prefeitura de Fortaleza poderão contrair, em empréstimos, junto à Caixa Econômica Federal

(O POVO ONLINE)

Validade das carteiras estudantis de Fortaleza é prorrogada até 31 de maio

As carteiras estudantis de Fortaleza terão prorrogado o prazo de validade até 31 de maio, um mês além da validade original. Segundo a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), com a prorrogação, os estudantes podem continuar pagando a metade da tarifa nos ônibus e vans da cidade com a apresentação da carteira 2011.

A prorrogação está sendo feita, porque cerca de 200 mil estudantes não solicitaram a carteira válida até 2012. Somente 100 mil dos estudantes, um terço do número previsto, fizeram o pedido da nova carteira.

Para solicitar nova carteira
O estudante que desejar requerer a nova carteira acessar o site da Etufor na Internet. Segundo a Etufor, o estudante preenche os dados, imprime o comprovante de solicitação, anexa a documentação exigida e entrega todo o material na entidade, colégio ou universidade. 

Os estudantes de escolas e universidades particulares terão de emitir, também pela internet, o boleto de pagamento das taxas de R$ 13,00 e R$ 15,00, respectivamente. Alunos da rede pública recebem o documento gratuitamente.

A carteira de estudante 2012 terá sua validade iniciada em 1º de junho deste ano. O documento estará desbloqueado automaticamente nesta data.

(O POVO ONLINE)

José Brugnaro e Renata Quirino: Casal de brasileiros morre afogado em caverna no México

CIDADE DO MÉXICO – O Consulado do Brasil na Cidade do México aguarda das autoridades mexicanas o resultado da autópsia do casal paulista que morreu enquanto mergulhava em uma caverna em Playa Del Carmen, a 60 km de Cancún, no México. José Brugnaro Neto, engenheiro da Embraer de 34 anos, e sua mulher, a médica Renata Quirino Brugnaro, de 36, faleceram na quinta-feira. O resultado da autópsia poderia sair ainda nesta terça-feira.

 Tudo indica que eles se perderam e ficaram sem oxigênio, mas falta confirmação oficial  contou ao GLOBO o vice-cônsul Cláudio Teixeira.

A caverna subterrânea onde mergulhavam, conhecida como Chac Mool, fica em uma região de origem indígena maia e é uma das mais visitadas por moradores locais e turistas, mas também é considerada um labirinto com pouca luz natural. O guia que acompanhava o casal, o espanhol Ismael García Manzanares, também morreu.

A polícia mexicana trabalha com a hipótese de negligência. Meios de comunicação mexicanos criticam a demora da agência de mergulho responsável pelo passeio em reportar às autoridades o desaparecimento do casal brasileiro e do guia espanhol. Eles teriam iniciado o passeio às 16h da última quinta-feira. O acesso a visitantes ao Chac Mool se encerra normalmente às 17h, e as autoridades só teriam sido avisadas às 21h. Os corpos foram localizados por volta de meia-noite e retirados uma hora depois.

Segundo o Consulado do Brasil no México, familiares do casal e funcionários da Embraer foram avisados na segunda-feira sobre o ocorrido, mas até agora não confirmaram sua vinda ao México para acompanhar as investigações.

Autoridades mexicanas contaram ao GLOBO que as investigações continuam e afirmaram que a família ainda não reclamou os corpos de José Brugnaro Neto e de Renata Quirino Brugnaro, que ainda estão em Playa del Carmen.

(AGÊNCIA O GLOBO)