“RENOVAÇÃO É COISA DO PT”, DIZ O “DURO DE MATAR” SERRA

247 – José Serra é, para a política, o que Bruce Willis representa para o cinema. Em 2010, ao ser derrotado por Dilma Rousseff, fez seu discurso dizendo um “até breve”. Em 2012, após a derrota para Fernando Haddad, afirmou que saía da disputa “revigorado e com ideias novas”, ou seja, pronto para futuras batalhas.

Antes mesmo da apuração das urnas, quando não se conhecia o resultado oficial mas já se pressentia que Serra seria derrotado, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso propôs a renovação do PSDB, ao dizer que “a renovação é necessária sempre e o Brasil está mostrando isso mais uma vez”.

Serra não gostou. E em telefonemas e emails disparados a aliados nos últimos dias, ele passou a dizer que “renovação é coisa do PT”, além de dirigir impropérios impublicáveis a FHC. Ou seja: ele se mostrou disposto a continuar lutando por espaços num partido que tenta se livrar dele. Muitos tucanos gostariam de já sacramentar Aécio Neves como candidato à presidência em 2014 e Geraldo Alckmin à reeleição no mesmo ano. A Serra, restaria tentar o Senado.

Ele, no entanto, não parece disposto a ceder. E assim como Bruce Willis pode protagonizar diversas batalhas – a série “Duro de Matar” já produziu cinco filmes e, em todas, o protagonista sobreviveu.

No entanto, nesta quarta-feira, um dos melhores amigos de José Serra (e também de FHC), o jornalista Elio Gaspari, sugere que o PSDB renove não apenas seus quadros, mas também suas ideiais, eliminando o que chama de “demofobia”. Leia:

Uma vinheta da eleição paulistana

Elio Gaspari

Em agosto, quando o candidato Fernando Haddad prometeu a criação de um Bilhete Único Mensal, pelo qual o cidadão poderia comprar um passe livre para os ônibus municipais, a marquetagem tucana acusou-o de propor uma taxa, um “bilhete mensaleiro”.

Dividia-se o eleitorado em dois grupos. Um, que já foi a Londres, Nova York ou Paris e sabia que esse tipo de bilhete com desconto não é uma taxa, pois ninguém é obrigado a comprá-lo. Noutro grupo estava a população que usa os ônibus. Para ela, bastava fazer a conta: se o novo bilhete custar R$ 150 e o cidadão fizer duas viagens por dia, a tarifa de R$ 3 cai para R$ 2,50.

Com o início da propaganda eleitoral gratuita Haddad tinha 16% nas pesquisas, bem atrás dos 35% de Celso Russomanno, que sobrevivia ao raquitismo de seu tempo de exposição e de uma ofensiva de parte da hierarquia católica. Uma semana antes da eleição, o “fenômeno Russomanno” começou a evaporar. Na véspera, tinha 27% das preferências. Abertas as urnas, ficou com 22%, fora do segundo turno. O que houve? No final de setembro Russomanno prometera a cobrança de tarifas diferenciadas nas viagens de ônibus. Simples assim: quem anda muito pagaria mais, como quem viaja muito é o trabalhador, lá vinha tunga. Até hoje a explicação mais convincente para a implosão de Russomanno está na migração dos eleitores mais pobres. Perceberam o perigo e saltaram.

O tucanato, que condenara o Bilhete Único Mensal acordou e, no segundo turno, correu atrás, propondo a extensão da sua validade. Desde 2004, quando a prefeita Marta Suplicy foi a primeira a instituir essa modalidade de tarifa numa grande cidade brasileira, governantes e candidatos do PSDB olham para a iniciativa com cara feia. Primeiro porque criticavam-na nos seus aspectos técnicos. Depois, porque ela parecia coisa do adversário. Acordaram com oito anos de atraso.

É uma exagerada temeridade atribuir o resultado eleitoral de São Paulo ao item do Bilhete Único, mas certamente ele foi um dos ingredientes do naufrágio, pela percepção oferecida ao eleitorado. No primeiro turno uma parte dele saltou de Russomanno porque o doutor queria cobrar mais caro pelas tarifas de quem fica duas horas no ônibus para chegar ao trabalho. Não se deve esquecer que os transportecas da prefeitura defenderam a instituição do pedágio urbano para veículos sobre pneus numa cidade em que a municipalidade nada cobra pelos pousos de helicópteros. Com uma cabeça dessas, um candidato tucano poderá ganhar a eleição em Fort Worth, no Texas, pois lá está a fábrica das aeronaves Bell.

A renovação de que o PSDB precisa e que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso vocalizou é de nomes mas, sobretudo, de ideias. Não só de propostas novas, mas sobretudo de uma faxina nas velhas, demofóbicas. Os candidatos do PSDB deveriam ser obrigados a usar a rede de ônibus todos os dias, durante pelo menos uma semana. A experiência valeria mais que sete seminários com ex-ministros tucanos reapresentando ideias de um governo que acabou em 2002. Algo como barões do Império amaldiçoando a República em 1899, durante o governo Campos Salles.

(Brasil 247)

Anúncios

LUZ AMARELA PARA O PSDB

O terceiro turno da eleição municipal começou antes mesmo de o segundo terminar. Enquanto os eleitores ainda votavam, a disputa pelo troféu do “grande vencedor” já estava em curso.

Políticos, lideranças partidárias, observadores e comentaristas entraram em campo desde a manhã de domingo, apresentando sua interpretação do “sentido da eleição” e decretando quais eram, a seu ver, os ganhadores e os perdedores.

Em política, como em várias coisas na vida, às vezes importa mais a versão que o fato. Adequadamente embalada, a narrativa sobre o ocorrido pode até prevalecer sobre o que efetivamente se passou.

É possível ganhar e ser derrotado, assim como perder e posar como vencedor. Depende, no fundo, de quão alto se bate o bumbo na propagação da versão que sobrepuja as outras.

Não que seja decisivo esse terceiro turno. No final da eleição municipal de 2008, por exemplo, a mídia se encheu de análises que afirmavam que o PMDB havia se tornado a “noiva cobiçada” na disputa presidencial seguinte.

Falso. O partido já era, desde a eleição legislativa de 2006, desejado como parceiro por petistas e tucanos, fundamentalmente por ter eleito a maior bancada na Câmara e ter vasto tempo de televisão. Não era por ter muitos prefeitos em cidades pequenas e algumas capitais que queriam se casar com ele.

Todos sabem que isso conta pouco na hora de ganhar a eleição para o Planalto. Pela simples razão que a maioria dos eleitores não acha relevante ouvir o prefeito quando escolhe o candidato a presidente.

Para as oposições e os setores da sociedade – e da imprensa – mais hostis ao que chamam lulopetismo, o terceiro turno da eleição recém concluída está sendo complicado.

De um lado, precisam reduzir o significado do desempenho objetivo de Lula e do PT, especialmente em função do resultado em São Paulo. De outro, têm que produzir “vencedores”, nem que seja às custas de alguma prestidigitação.

O fato é as eleições foram ruins para as oposições. Em especial, para o PSDB.

De 2004 para cá, o total de prefeitos que elegeu, junto com o DEM e o PPS, caiu quase à metade. O número de vereadores diminuiu – apesar do aumento de vagas. Suas bases municipais, tão necessárias para a eleição legislativa, estão se esgarçando ano após ano.

O PSBD não fez, em 2012, o prefeito de nenhuma das 7 capitais das regiões Sul e Sudeste – sequer apresentou candidato em 3 e foi derrotado em 4. No segundo turno, ganhou apenas 5 prefeituras nas 34 cidades dessas regiões que o realizaram.

Saiu-se bem na região Norte e em algumas capitais menores do Nordeste.

Em São Paulo, foi derrotado na capital e viu o PT vencer em 7 das 10 maiores cidades do estado.

Na tentativa de desqualificar a vitória de Fernando Haddad, começou a circular, desde a semana passada, a tese de que é de Serra a responsabilidade exclusiva pela debacle. Que, em outras palavras, o único derrotado foi ele.

Dizer, no entanto, que “A culpa é do Serra!” – como até Kassab se apressa em declarar – expressa apenas parte da verdade.

O que foi julgado e reprovado o ultrapassa: um discurso, uma proposta de governo, uma “turma”. O eleitorado da cidade rejeitou mais que um indivíduo.

Os problemas do PSDB preocupam a democracia. Quando a oposição legítima se enfraquece, abre-se o caminho para toda sorte de fantasia extra-política. É nesse vazio que viceja o golpismo.

Quem perde a esperança de vencer na urna faz de tudo para levar o jogo para o tapetão.

 (Marcos Coimbra, Brasil 247)

PARA MARCAR SUA HISTÓRIA: CONHEÇA OS ESTÁDIOS DA COPA

247 – Quem sabe mais, e mais rápido, sobre a história das Copas do Mundo, das Libertadores da América, das Copas dos Campões da Europa, sobre personalidades e curiosidades do futebol? Dominar informações sobre o esporte nacional do Brasil e o mais praticado do mundo será fundamental para ganhar um prêmio inesquecível: conhecer, uma a uma, e com acomopanhante, quatro das mais espetaculares arenas da Copa de 2102: Corinthians, em São Paulo, Fonte Nova, em Salvador, e Pernambuco, em Recife. Além delas, o estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, que está sendo totalmente reformado.

Levar o torcedor para dentro das arenas, conhecer detalhes das obras e participar desse momento histórico único é a intenção da Construtora Odebrecht com a premiação do concurso cultural Craque Torcedor. Absolutamente online, a participação se dá na navegação do site da Odebrecht (teste seus conhecimentos clicando aqui).

É preciso ser bom, ou melhor, ser ótimo e, também, muito rápido para ganhar. Vale fazer pesquisas e buscar conhecimentos em qualquer fonte de informação, mas o critério de desempate é pelo tempo. Ganha quem acertar tudo antes dos demais. Fácil? Os cinco primeiros colocados terão direito a levar um acompanhante cada para quatro visitas que, sem dúvida, ninguém vai esquercer mais.

Andamento

Os últimos balanços divulgados pelos responsáveis pelos 12 estádios da Copa no Brasil mostraram que 7 deles já ultrapassaram a metade do planejado, entre os quais estão os quatro estádios em questão. A Arena Corinthians, de São Paulo, chegou a 52% de conclusão em setembro. O Maracanã, no Rio de Janeiro, já chegou a 66% do planejado em outubro. No Recife, a Arena Pernambuco já conta 58% de obras concluídas e a Arena Fonte Nova, em Salvador, que já atingiu 70% do planejado.

(Brasil 247)

Lea T. vai quase nua a festa de Halloween na Itália e “causa”

Lea T. chamou atenção na noite de sábado (27), ao chegar em uma festa de Halloween na boate “Hollywood”, em Milão, na Itália, usando uma fantasia de Eva, composta por apenas 3 folhas verdes. A modelo transexual fez a cirurgia de mudança de sexo em março deste ano na Thailândia e parece querem mostrar o novo corpo para todos. 

Um mês depois do procedimento, a filha do ex-jogador Toninho Cerezo falou com o colunista Bruno Astuto. 
 
 “Agradeço a todos os meus amigos pelo afeto e apoio que recebi nesses dias. Sem eles, não poderia fazer [a cirurgia]. E também da minha maravilhosa família. Sei que é presunçoso, mas me sinto uma mulher realmente sortuda neste momento, obrigada”, disse ela ao colunista.
(Portal Cenário MT)

 

Transex Carol Marra posa para revista e dispara ‘Gays são preconceituosos’

A modelo transex Carol Marra posou para a primeira edição da revista GLS “G Size”. Na entrevista, ela disse que os próprios gays são preconceituosos entre eles mesmos. “Canso de ouvir um chamar o outro de passiva, de uma forma ofensiva, como que ser passiva fosse um demérito. Afinal, em uma relação precisa haver um passivo e um ativo e nenhuma das posições diminuem a pessoa. Acho esse tipo de brincadeira entre eles desnecessária e agressiva”, disse a modelo, que também assumiu que seus namorados costumam ser heterossexuais.

“Não procuro rotular, mas eu gosto e quem gosta de mim são obviamente os homens heteros. Gays querem outro gay com uma imagem masculina, o que não é e nunca foi meu caso. Não considero um homem que fica com uma transexual como gay. Afinal, ele está no papel dele de homem, e eu no meu de mulher, ele me enxerga e me deseja como um mulher. As pessoas não compreendem”, afirmou.

(Portal EGO)

Pâmela Baris Nascimento: Modelo morre durante lipoaspiração em SP

A Polícia Civil de São Paulo investiga a morte de uma modelo catarinense durante uma cirurgia de lipoaspiração. A clínica particular onde aconteceu a operação, na zona sul da capital paulista, removeu o corpo da moça sem autorização e avisou a delegacia apenas duas semanas depois. 

Pâmela Baris do Nascimento, de 27 anos, decidiu fazer uma lipoaspiração pela terceira vez, mas não avisou os parentes. A família recebeu a notícia da morte poucas horas depois do início da cirurgia. A clínica é suspeita de ter acobertado um erro médico. 

Em nota, o Hospital Green Hill afirmou que foiaberta uma sindicância interna para apuração dos fatos. “Todas as informações colhidas serão documentadas e entregues às autoridades competentes conforme solicitação”, diz o texto. 

O caso

O procedimento aconteceu no último dia 19 de outubro. O médico Júlio César Yoshimura foi o responsável pela cirurgia. De acordo com os investigadores, o fígado da vítima foi perfurado durante o procedimento. Ela teve hemorragia, sofreu parada cardiorrespiratória e morreu. 

O delegado responsável pelo caso já pediu a exumação do corpo de Pâmela e aguarda o resultado de exames do IML (Instituto Médico Legal) para continuar a investigação.

O médico pode ser indiciado por dois crimes: homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e fraude processual, já que a polícia não foi comunicada sobre a remoção do corpo da vítima de São Paulo para Santa Catarina.

Pâmela morava em São Paulo desde 2009, onde participou de programas de televisão como assistente de palco. Atualmente, ela cursava a faculdade de Biomedicina e trabalhava como instrumentadora em um hospital.

Veja nota do hospital na íntegra

Em referência ao fato ocorrido e noticiado por diversos veículos de comunicação, acerca do óbito de Pâmela Baris Nascimento (27 anos), no último dia 19 de outubro, nas dependências do Hospital Green Hill, o advogado responsável pela instituição médica, Dr. Nelson Shioiti Shin-Ike Junior (OAB-PR 41693), vem a público esclarecer os seguintes pontos:

O Hospital Green Hill, fundado em 1969, referência no segmento de cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, ao longo de sua história jamais registrou caso que se assemelhasse ao supracitado. Todos os médicos que atuam nesta instituição são diretamente escolhidos e contratados pelos pacientes e, somente após a comprovação de estarem habilitados a realizar o procedimento cirúrgico pretendido, são autorizados a utilizar a estrutura do hospital.

Foi aberta uma sindicância interna para apuração dos fatos. Todas as informações colhidas serão documentadas e entregues às autoridades competentes conforme solicitação.

O prontuário da paciente e demais documentos pertinentes já foram entregues aos órgãos encarregados e, por tratarem de relação sigilosa médico-paciente, necessitam de autorização dos mesmos para que venham a ser divulgados.

Na ocasião, o hospital disponibilizou todos os recursos necessários ao adequado atendimento da paciente Pâmela Baris Nascimento. Contudo, lamenta com imensa tristeza o ocorrido.

(Portal Eband)

Polícia militar de SP encontra lista de policiais que estariam marcados para morrer

IMAGEM ILUSTRATIVA

As Polícias Civil e Militar confirmam a apreensão de papéis com pelo menos 40 nomes e apelidos de pessoas, além de rotinas de seus familiares. O material, já encaminhado pela perícia, foi encontrado na noite de terça-feira (30), na favela Paraisópolis, no bairro do Morumbi, zona oeste de São Paulo. 

A corporação não disse, porém, se os nomes da lista são de policiais civis ou militares, mas supõe que eram de pessoas marcadas para morrer. A apreensão foi feita durante ação da Operação Saturação, que também prendeu oito pessoas em outras duas favelas da capital –São Remo, na zona oeste, e Funerária, na zona norte.

De acordo com o comandante do Batalhão de Choque da PM, coronel Cesar Augusto Morelli, “os nomes e o que mais está escrito nessa lista estão sendo analisados.’

A polícia confirmou a existência da lista na tarde desta quarta-feita (31) em entrevista coletiva na sede no Denarc (Departamento de Narcóticos), na qual participaram a PM e a Polícia Civil.

O diretor geral do DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa), Jorge Carrasco, afirmou que só o exame de balística das armas apreendidas pela policia durante as operações é que ajudará a descobrir a autoria dos crimes contra policiais na cidade de São Paulo. Carrasco disse ainda desconhecer a lista de nomes e afirmou que só neste ano foram 57 policiais militares mortos na Grande São Paulo.

“Temos 57 homicídios de PMs na capital e Grande São Paulo neste ano, e 23 deles estão esclarecidos. Observamos que a maior parte se dá em periferias, com o autor usando moto, capacete ou capuz. Mas é sempre uma dificuldade obter testemunhas: impera a lei do silencio”, afirmou.

Conforme Carrasco, nos 23 casos esclarecidos, a motivação para o crime variou, com casos de crime passional e vingança, além de execuções. “Cada caso é um caso investigado separadamente. Mas não é fácil identificar o autor sem testemunhas”, disse.

Segundo o diretor do DHPP, está confirmada a participação de dois homens presos hoje na São Remo na morte do policial da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) André Peres de Carvalho, no mês passado, perto da comunidade. Carrasco afirmou ainda que há outros seis mandados de prisão a serem cumpridos pelo mesmo crime. De acordo com ele, a polícia procura suspeitos de terem indicado a casa em que o policial morava e de terem providenciado carros para os bandidos.

Prisões

Na favela São Remo, vizinha ao campus Butantã da USP (Universidade de São Paulo), quatro pessoas foram presas nesta quarta-feira. Além dos suspeitos pela morte do policial da Rota, outros dois homens foram presos por porte ilegal de arma e porte de dois tijolos de maconha.

Também foi encontrado no local um laboratório de fabricação de drogas, segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar. No total, foram apreendidos 90 kg de drogas. A operação na São Remo não tem prazo para acabar.

Já na favela Funerária foram presas quatro pessoas. A polícia também apreendeu no local três carros e 726 kg de maconha. Segundo nota da Polícia Militar, o objetivo da Operação Saturação é a prisão de traficantes e de suspeitos de matar policiais militares. Ação é feita em conjunto por 50 policiais da Rota e 30 policiais civis do DHPP.

Atentados contra PMs

De acordo com o governo de São Paulo, atentados recentes contra policiais militares foram ordenados por traficantes de Paraisópolis. Na segunda-feira (29), pela primeira vez, o governo admitiu que foi de bandidos dessa comunidade que partiu a determinação de matar policiais.

“Dali emanaram algumas ordens de atentados contra PMs”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto. O objetivo da operação, segundo ele, é asfixiar o tráfico de drogas e causar prejuízos ao Primeiro Comando da Capital (PCC).

(Janaina Garcia, Uol SP)

Militares do Exército morrem afogados durante treinamento em Santana do Livramento (RS)

Dois militares morreram afogados durante exercício, nessa terça-feira (30), no interior do Rio Grande do Sul. O corpo do segundo militar do Exército que perdeu a vida no incidente foi encontrado na madrugada de hoje. O sargento Eberton Soares dos Santos, 24 anos, foi localizado no rio Ibicuí, em Santana do Livramento (489 km de Porto Alegre), na fronteira oeste, por volta das 3h.

Santos estava desaparecido desde o início da tarde de ontem, quando foi levado pela correnteza. O corpo de seu primo, o soldado Luciano da Silva Borges, 21, que pulou na água para salvar o colega, foi localizado ainda na terça-feira.

Ambos serviam no 7º Regimento de Cavalaria Mecanizada, e, desde segunda-feira, participavam de um exercício de travessia de blindados sobre pontes. Conforme o tenente-coronel Queiroz, um dos comandantes do grupamento, fazia parte do treinamento os militares verificarem os pilares da estrutura.

Foi quando Santos caiu em um buraco e foi levado pela correnteza. Borges saiu em seu auxílio, mas também foi arrastado. O soldado foi o primeiro a ser encontrado nessa segunda-feira.

“Apesar de a água estar baixa, estava na altura do joelho, o sargento pisou em um buraco e foi puxado para baixo em função da correnteza. Na sequência, o soldado, no intuito de salvar o sargento, também não obteve sucesso”, afirmou o tenente coronel.

O Comando Militar do Sul deve apurar as causas do acidente. Além disso, será aberto pela delegacia de polícia da cidade um inquérito sobre o ocorrido. Os corpos dos dois militares estão sendo velados nesta tarde em Santana do Livramento (495 km de Porto Alegre).

(Portal Uol)

Micarla de Sousa: Prefeita de Natal é afastada por suposto esquema de corrupção

Kívia SoaresDo NE10/Rio Grande do Norte

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) acatou o pedido de afastamento da prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), por suposto envolvimento no esquema de corrupção no sistema de Saúde do Município investigado pela Operação Assepsia. O pedido foi feito procurador geral de Justiça do Ministério Público Estadual (MPRE), Manoel Onofre Neto, no último dia 18 de outubro e deferido pelo desembargador Amaury Moura, em sessão ordinária, na manhã desta quarta-feira (31), segundo informações da Assessoria do TJRN.

A Medida Cautelar Penal suspendendo as funções da prefeita de Natal foi solicitada pelo procurador-geral do MPE devido aos “fortes indícios” do envolvimento da gestora no esquema de fraudes nos contratos de Organizações Sociais (OS), que administram as unidades de saúde em Natal.

O Portal NE10 entrou em contato com o secretário de Comunicação Social da Prefeitura, Gerson de Castro, mas, segundo ele, ainda iria se encontrar com Micarla para tratar do assunto, disse.

Informações extra-oficiais dão conta de que com a decisão quem assume imediatamente a Prefeitura de Natal  é o vice-prefeito, Paulinho Freire (PP), que está em viagem no Rio de Janeiro.

(Portal Nordeste 10)

Tá tudo dominado: modelo brasileira nova no pedaço desbanca outras 200 meninas

Não é só na Victoria’s Secrets que as brasileiras são destaque. Mesmo sendo pouco conhecida, ainda, no mundo da moda, a brasileira Barbara Beluco caiu nas graças deElle Macpherson, e foi escolhida para protagonizar a campanha da grife Elle Macpherson Intimates. 

Só para lembrar: a catarinense de Araranguá desbancou outras 200 beldades de todo o mundo que concorriam para esse job.

(Heloisa Tolipan, JB Online)

Por que a dependência química é uma droga?

Jornal do Brasil, do Verônica Barrozo do Amaral

Há 6.000 anos já se fabricava cerveja na Mesopotâmia. Há 3.000 anos os sumérios cultivavam papoulas e fabricavam ópio. Desde que existe o álcool, existe o alcoolismo. Desde que existem drogas alteradoras do humor, existem os dependentes químicos.

Considerada durante milênios como fraqueza de caráter, a dependência química só foi reconhecida como doença na década de 1960. Primeiro, a Organização Mundial de Saúde definiu o alcoolismo como doença e logo depois estendeu esta classificação às outras drogas que alteram o humor. Reconhecida como doença primária, não depende e não é consequência de outras doenças; ao contrário, o uso abusivo de álcool ou de drogas é que causa outras doenças. É uma doença que afeta o físico, o estado mental e as emoções. É crônica, progressiva e de terminação fatal, o que significa que se não for tratada causa a morte do indivíduo. Ocorre no mundo todo, geralmente numa taxa de mais ou menos 15% da população.

Por muito tempo o fator hereditário foi considerado o principal desencadeador, entre outros, dessa doença, mas hoje sabe-se que álcool, calmantes,drogas tradicionais e todas as novas drogas sintéticas que não param de aparecer precisam somente de quantidade e tempo de uso para que seja desenvolvida a dependência delas.

A sociedade geralmente faz uma grande diferença entre o alcoolismo e a dependência de outras drogas, legais e ilegais, mas a doença é a mesma, desenvolve-se do mesmo jeito, com os mesmos prejuízos sociais, familiares, emocionais e mentais, não importando qual o tipo de droga usada (sim, álcool é droga também). As poucas diferenças ocorrem na velocidade que a droga leva para causar prejuízos físicos e mentais, sendo que com o tempo todos os sistemas são afetados, assim como as relações familiares, sociais e de trabalho.

Mas, como é que decidiram então ser o consumo de drogas uma doença? Certamente não é só o médico ou o terapeuta olhar para o indivíduo e, pelo seu jeitão, concluir que é um dependente. Há critérios para o diagnóstico. É a ocorrência de pelo menos três destes sintomas, nos últimos doze meses, que determina se alguém sofre de dependência química ou não. Estes são os critérios listados pela Classificação Internacional de Doenças (CID), e valem eles para todo mundo, no mundo inteiro.

1. Um desejo forte ou senso de compulsão para consumir a droga.

2. Dificuldades em controlar o consumo da droga em termos de quando vai começar, quando vai terminar e de quanto vai usar.

3. Desejo persistente ou tentativa fracassada de diminuir o uso.

4. Tolerância: é a necessidade que a pessoa experimenta de aumentar cada vez mais a quantidade de drogas para obter o mesmo efeito.

5. Crise de abstinência: ocorre quando o uso é suspenso, ocorrendo então sintomas como tremor, ansiedade, irritabilidade e insônia.

6. Abandono progressivo de outras atividades. A pessoa passa a gastar boa parte do seu tempo na busca e no consumo das drogas e também para se recuperar de seus efeitos.

7. Apesar dos claros prejuízos físicos e psicológicos decorrentes do uso da droga, a pessoa persiste no uso.

Assim como a doença causada pelo abuso de drogas é a mesma, não importando qual a droga usada, o tratamento também segue o mesmo caminho. Existem alguns tipos de tratamentos, sendo o que utiliza uma grande quantidade de informação sobre a doença e sobre os efeitos emocionais da perda de controle do uso aliada a uma radical mudança de comportamento é o que mais alcança sucesso. Seja um dependente de álcool, de calmantes ou de crack, todos vão necessitar de abstinência, conscientização da doença e mudança de estilo de vida. A ajuda e o tratamento da família, que também é afetada, é muito importante para que se consiga alcançar sucesso.

*Verônica Barrozo do Amaral é terapeuta e conselheira em dependência química na Clínica Solar Day Care, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio de Janeiro. 

Multi Market: Explosão em supermercado no Rio deixa sete feridos graves

Uma explosão em loja do supermercado Multi Market em Irajá, Zona Norte do Rio, na manhã desta quarta (31), deixou sete pessoas feridas, quatro em estado grave.

A explosão foi em uma padaria por volta da 7h30 da manhã. Na hora, a loja estava fechada e só havia alguns funcionários, que ficaram desesperados.

Segundo a direção da rede de supermercado, um vazamento de gás foi a causa do problema. O açougueiro e o gerente estavam na padaria no momento da explosão. O diretor disse que eles não chegaram a acender o forno.

“Possivelmente, na madrugada teve algum escape de gás e por alguma coisa, deu uma explosão e atingiu quem estava perto “, explicou o gerente André Portes. O primeiro atendimento aos feridos foi dado nas ambulâncias. Quatro pessoas tiveram queimaduras graves.

O supermercado fica em uma esquina de muito movimento. É uma área de comércio forte, mas também com muitos prédios residenciais. Moradores da região contaram que há algum tempo vinham sentindo cheiro de gás. “Eu senti o cheiro dentro do mercado e comuniquei aos funcionários. E não foi uma vez só não, foram várias”, afirma Márcia Costa, moradora da região. 

A direção do estabelecimento nega que tenha recebido qualquer reclamação. Nos fundos do supermercado, estão armazenados botijões de gás, que não foram atingidos pela explosão. O local vai ficar interditado até sair o laudo da perícia.

(Jornal do Brasil)

CIRO GOMES recusa acordo e retratação com policiais militares e bombeiros do CEARÁ

O ex-deputado Ciro Gomes recusou acordo com representantes da Associação dos Profissionais de Segurança Pública do Ceará (Aspropec) em audiência de conciliação nesta terça-feira (30/10) no 3º Juizado Especial Cível e Criminal (JECC) de Fortaleza.

O ex-parlamentar está sendo acusado de difamação e injúria, por ter chamado policiais e bombeiros grevistas de “marginais fardados”.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE), foi proposto que Ciro Gomes se retratasse ou pagasse multa de cinco salários mínimos a cada um dos 30 militares que entraram com a ação. O ex-deputado, no entanto, não aceitou.

Por se tratar de audiência preliminar, a sessão foi conduzida pelo promotor de Justiça Antônio Edvando Elias de França. O processo será encaminhado à titular do 3º JECC, juíza Maria Cristiane Costa Nogueira, que dará início à fase de instrução.

Greve

A greve dos bombeiros e policiais militares foi deflagrada em 29 de dezembro de 2011 e chegou ao fim no dia 4 de janeiro deste ano, após acordo com o Governo do Estado.

Durante os cinco dias, os policiais e bombeiros militares paralisaram suas atividades na Capital e montaram acampamento no Quartel da 6ª Companhia do 5º BPM. O Governo usou tropas federais para impedir o avanço do crime na cidade.

A categoria reivindicava incorporação de gratificação e redução na jornada de trabalho.

 (Diário do Nordeste Online)

Patrimônio Público com nome da família Ferreira Gomes terá que ser renomeado

Maquete da Vila Olimpica Ciro Gomes (FOTO: Divulgação)

O Ministério Público do Estado do Ceará propôs uma Ação Civil Pública (ACP) contra a Prefeitura de Sobral, para que seja determinada a nulidade dos atos praticados pelo município nas homenagens feitas a pessoas vivas. Entre as obras com homenagens estão a Vila Olímpica Ciro Gomes e Rua Maria José S. Ferreira Gomes (mãe de Cid e Ciro Gomes).

O MP pede que, em um prazo de 60 dias, sejam retiradas de todo e qualquer patrimônio público local as indicações constantes de letreiros ou outros instrumentos de homenagens indevidas. A ação data do último dia 23 e é assinada pelos promotores de Justiça Irapuan da Silva Dionizio Junior e André Luis Tabosa de Oliveira.

Violação da impessoalidade

Os promotores argumentam que essa conduta viola o princípio da impessoalidade, previsto no art. 37 da Constituição Federal de 1988. Seguem alguns exemplos de prédios e outros locais públicos nessa situação: Vila Olímpica Ciro Gomes (ex-deputado federal), Escola Municipal Padre Osvaldo Chaves (padre e educador de Sobral), Praça Joceli Dantas (empresário do ramo do café), Rua Maria José S. Ferreira Gomes (mãe do atual governador do Ceará) e Conjunto Habitacional Padre José Linhares (deputado federal pelo PP), dentre outros.

Na ação, o MP pede ainda que a Prefeitura de Sobral seja condenada a se abster de conceder novas homenagens a pessoas vivas nos prédios e logradouros públicos da cidade. Em caso de descumprimento da sentença, o MP pede também que seja imposta à Prefeitura uma multa diária no valor de R$ 20 mil. O dinheiro deve ser destinado ao Fundo Estadual de Direitos Difusos.

(Jangadeiro Online)

Para onde vai Eduardo Campos, pivô de 2014?

Dilma Rousseff estava reunida em audiência no Palácio do Planalto com o vice Michel Temer quando Eduardo Campos ligou para a presidente na segunda-feira, antes de conceder uma entrevista coletiva em Olinda, na sede provisória do governo pernambucano (o Palácio do Campo das Princesas está em reforma), para celebrar os bons resultados do seu PSB nas eleições de domingo.

No meio da entrevista, Dilma retornou a ligação. O governador pediu licença aos jornalistas para atender à presidente e, na volta, informou que Dilma o convidou para ir a Brasília. Na versão do Palácio do Planalto, foi Campos quem propôs um encontro com Dilma na próxima semana.

Pode parecer irrelevante saber quem ligou para quem primeiro e quem tomou a iniciativa de propor um encontro, mas o fato é que o protagonismo federal conquistado por Campos, ao levar o PSB a importantes conquistas nas eleições municipais, com um crescimento de mais de 50% em número de votos na comparação com 2008, e elegendo os prefeitos de cinco capitais, o colocou como pivô do jogo da sucessão presidencial de 2014, que já começou.

Bobagem perguntar ao governador agora para onde vai porque não vai responder e, possivelmente, ele mesmo ainda não saiba a resposta. Se souber, não vai dizer a ninguém. Eduardo Campos não tem pressa.

Ao pedir, durante a entrevista, a votação ainda este ano de um novo rateio do Fundo de Participação dos Estados, o governador pernambucano desconversou sobre a sucessão presidencial: “Isto é parte de uma pauta muito mais importante do que ficar discutindo como é que vai ficar 2014, porque 2014 só se vai saber em 2014. Não tem quem saiba antes”.

O problema é que a presidente Dilma e o PT querem definir logo com quem podem contar na base aliada para a disputa sucessória, antes de promover a reforma ministerial que vai contemplar o novo quadro partidário saído das eleições de domingo. Dilma e Lula ainda não se manifestaram sobre o resultado das eleições.

Todo mundo agora quer mais espaço no governo, a começar pelo PMDB, e é grande a lista de aliados insatisfeitos, que nas eleições municipais já apoiaram ou foram apoiados por partidos de oposição, como aconteceu com o próprio PSB.

E ainda precisa sobrar uma vaga para o recém-criado PSD do prefeito Gilberto Kassab, derrotado em São Paulo, mas que cresceu no plano nacional, conquistando quase 500 prefeituras em sua primeira eleição. Kassab, como se sabe, joga em todas, e já andou namorando com o PSB.

Enquanto Dilma e Campos não acertam as agendas, o ex-presidente Lula entra em campo e já tem agendada para esta terça-feira (30) uma reunião com Roberto Amaral, seu ex-ministro de Ciência e Tecnologia, secretário-geral do PSB e principal articulador político do partido de Eduardo Campos.

Do lado da oposição, com o eterno candidato José Serra fora de combate depois de mais uma derrota para Lula e o PT, desta vez no seu quintal paulistano, o espaço se abriu para o mineiro Aécio Neves, agora candidato natural do PSDB à presidência, que gostaria muito de ter Eduardo Campos na sua chapa.

É o sonho de uma noite de verão dos tucanos, que agora já admitem até abrir mão da cabeça de chapa. “Meu time dos sonhos reuniria Aécio e Eduardo Campos, sem importar em qual posição na chapa”, admitiu, em entrevista à Folha, o prefeito eleito de Manaus, ex-senador Artur Virgílio, certamente porque o governador pernambucano já avisou que não nasceu para ser vice de ninguém.

Por conhecer bem os dois netos, o de Tancredo Neves e o de Miguel Arraes, previ essa possibilidade semanas atrás aqui no Balaio.

A tendência no momento é Campos deixar o barco, correr para ver o que acontece, com um pé em cada canoa, até porque Aécio anda meio escondido no Senado e ainda não conseguiu ganhar a confiança da mídia e do grande empresariado paulista, que ficaram órfãos com a derrota de Serra em São Paulo. Sem opções, podem investir no PSB de Campos que surge como uma terceira via entre o PT e o PSDB.

As vitórias do PT na capital, na área metropolitana e em importantes cidades do interior paulista são um grande reforço para a campanha da reeleição de Dilma, tornando mais difícil a vida do governador Geraldo Alckmin, que agora não pode nem pensar em sair candidato a presidente, como em 2006, simplesmente porque o PSDB ficou sem ninguém para disputar o governo paulista no lugar dele. Além disso, não terá tempo para apoiar o candidato presidencial tucano, às voltas com sua própria campanha de reeleição.

Em Minas, já se fala até na possibilidade de Aécio Neves voltar a disputar o governo do Estado, indicando o atual governador, Antonio Anastasia, para uma possível chapa de Eduardo Campos.

Se Aécio não emplacar e o governador pernambucano adiar seus planos presidenciais para 2018, a reeleição pode se tornar um passeio para Dilma, a depender dos ventos da economia que hoje garantem seus altos índices de aprovação.

Caso contrário, o cenário se torna imprevisível, apesar do atual favoritismo da presidente. Em dois anos, tudo pode acontecer. E é nisso que Eduardo Campos aposta, sem pressa.

(Blog do Ricardo Kotscho, Portal R7)

    Risco de furacões no Brasil e América do Sul é mínimo, diz especialista

    Na América do Sul, especialmente no Brasil, o risco de ocorrer furacão é mínimo devido à ausência da combinação de fatores essenciais ao fenômeno: aquecimento da água do oceano e ventos constantes e fracos. Portanto, a ameaça do Furacão Sandy, que atingiu o Caribe e agora chega à Costa Leste dos Estados Unidos, não deve preocupar quem vive na América do Sul. Um furacão pode variar de 1 a 5, da escala Saffir-Simpson – a partir do nível 3 que é acima de 178 quilômetros por hora, o fenômeno é considerado grave.

    A análise à Agência Brasil foi feita pelo professor de Meteorologia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no Rio Grande do Sul, Ernani Nascimento. Ele é considerado um dos principais estudiosos em furacões do país. “O Atlântico Norte e os ventos daquelas regiões têm os combustíveis essenciais para a ocorrência de um furacão”, descreveu ele.

    Nascimento acrescentou que o atual período do ano favorece a combinação de aquecimento da água com ventos fracos e constantes nos países cercados pelo Oceano Atlântico Norte. Segundo ele, essa é uma das principais causas dos furacões.

    Porém, o professor disse que é impossível avaliar se as mudanças climáticas, que vêm ocorrendo nos últimos anos, acentuaram as possibilidades de furacões no mundo. De acordo com Nascimento, é necessário aguardar mais, pelo menos, uma década para fazer a avaliação. No entanto, ele ressaltou que há estudos que mostram que as mudanças podem estimular, sim, a ocorrência de furacões.

    Nascimento observa de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, a passagem do Furacão Sandy pelo Caribe e pelos Estados Unidos. Por enquanto, o rastro do furacão deixou pelo menos 50 mortos no Caribe. Nos Estados Unidos, as autoridades temem porque a chegada do furacão está associada à passagem de duas tempestades.

    Especialistas norte-americanos analisam que as tempestades podem estimular o furacão a seguir do Leste dos Estados Unidos para o Oeste do país, situação que pode ser agravada com a mudança da lua que influencia a alta das marés. Como precaução, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, decretou estado de emergência em várias cidades, enquanto as autoridades locais suspenderam voos, o funcionamento do transporte urbano e das escolas.

    (Agência Brasil)

    Confira o furacão Sandy visto da Estação Espacial Internacional [vídeo]

    Como você já deve saber, o Furacão Sandy está fazendo com que os Estados Unidos sofram de diversas maneiras. Muitos moradores já deixaram as suas casas, o transporte público chegou a ser interrompido e diversos alunos já estão sem aula — e essas são apenas medidas de precaução.

    Segundo meteorologistas, Sandy pode se chocar com uma frente fria e se transformar uma tempestade sem precedentes. Para mostrar o tamanho desse fenômeno, tripulantes da Estação Espacial Internacional (ISS, pela sigla em inglês) registraram a movimentação do furacão, que chegou a apresentar ventos de quase 145 km/h.

    Como a distância entre a ISS e o planeta Terra é consideravelmente grande, você não vai conseguir ter noção da grande velocidade com que o Sandy se movimenta. Contudo, dá para notar o tamanho do furacão, de forma que o perigo que ele representa fique bastante claro.

    Caso você queira ter uma noção maior de como é a movimentação dos ventos, é possível assistir a um vídeo produzido e divulgado pela NASA — que é apenas uma simulação — clicando aqui.

    Fonte: NASA e BBC

    Furação Sandy mata 69 no Caribe, 35 nos EUA, 1 no Canadá e inunda Manhattan

    Subiu para 35 o número de mortes provocadas pela supertempestade Sandy nos EUA, segundo números divulgados por autoridades de sete Estados atingidos pelo fenômeno climático. Com isso, passa de cem o total de mortos por Sandy.

    Além das 35 mortes ocorridas nos Estados Unidos, pelo menos uma morte foi atribuída à tempestade no Canadá. No Caribe, atravessado pela tempestade na semana passada, Sandy matou 69 pessoas, a maioria no Haiti.

    A tempestade entrou nos EUA por New Jersey na noite de ontem, deixou pelo menos 8,2 milhões de pessoas sem luz na Costa Leste e na região Meio-Oeste do país e paralisou a campanha para as eleições presidenciais norte-americanas, marcadas para a próxima terça-feira.

    O governador de New Jersey, Chris Christie, concedeu uma entrevista coletiva na manhã de hoje e fez um balanço sombrio sobre a passagem de Sandy. “Está além de tudo o que eu poderia imaginar. É uma paisagem de devastação” disse Christie, referindo ao litoral do Estado, onde as águas arrancaram os trilhos de ferrovias. Partes do litoral de New Jersey ainda estão debaixo das águas, com muitas cidades alagadas. O cenário é parecido nas cidades litorâneas de Maryland e Nova York.

    “Essa foi uma tempestade devastadora, talvez a pior que já experimentamos”, disse o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg. Segundo ele, a tendência é de que o número de mortos aumente.

    As informações são da Associated Press.

    Furacão Sandy deixa 8,1 milhões de casas sem energia nos EUA

    Por David Sheppard e Scott DiSavino

    NOVA YORK, 30 out (Reuters) – Mais de 8,1 milhões de residências e estabelecimentos comerciais norte-americanos estavam sem energia na terça-feira, depois que o furacão Sandy derrubou linhas de energia, inundou redes elétricas e provocou uma explosão na subestação da Consolidated Edison no East River, de Manhattan.

    Cerca de um quarto das residências e estabelecimentos comerciais da cidade de Nova York estavam sem energia havia 15 horas depois que o Furacão Sandy passou pela costa, acompanhado por um aumento da maré de quase 4,2 metros, inundando túneis do metrô e da malha rodoviária.

    A Con Edison advertiu que partes de Nova York poderão ficar sem energia por mais de uma semana. O prefeito Michael Bloomberg disse em uma entrevista coletiva que é improvável que o metrô volte a funcionar antes de quatro ou cinco dias.

    Os fornecedores de energia relataram apagões em todos os Estados, indo da Carolina do Norte até a fronteira do Canadá e chegando, no interior, a Ohio e Indiana. Nova Jersey foi o Estado mais duramente afetado, com os apagões atingindo 62 por cento dos clientes. Sete Estados tinham um quinto ou mais de todos os clientes sem energia.

    Às 13h (no horário de Brasília), a falta de energia nos EUA atingia mais de 8,1 milhões, de acordo com o Departamento de Energia, e se aproximava ao pico de 8,4 milhões registrado durante o Furacão Irene, no ano passado.

    Os números englobam residências e estabelecimentos comerciais, o que indica que o número de pessoas afetadas será bem maior.

    “Este é o maior apagão relacionado a tempestade de nossa história”, disse John Miksad, vice-presidente para operações elétricas da Con Edison.

    Uma explosão em uma subestação do East River, em Manhattan, na noite de segunda-feira contribuiu para a ocorrência dos cortes de energia, e pode complicar os esforços para restaurar o fornecimento elétrico. Grandes partes da ilha abaixo da 39th Street – ao sul da Times Square – estão sem energia.

    A Con Edison disse aos clientes via Twitter que as áreas mais afetadas poderão ficar mais de uma semana sem energia. Um total de 787 mil residências e estabelecimentos residenciais estavam sem energia em Nova York e em Westchester como um todo, de um total de 3 milhões de clientes da Con Edison.

    NOVA JERSEY

    Em Nova Jersey, 62 por cento das residências estavam sem energia, de acordo com a DOE. A agência de Nova Jersey Public Service Electric and Gas (PSE&G) informou em um tweet que essa foi a “maior tempestade da história da PSE&G”. A empresa pediu que os clientes sejam pacientes, pois a inundação “sem precedentes” ameaçava deixar as casas sem força durante dias.

    Pensilvânia, Rhode Island, Nova Hampshire, West Virginia, Nova York, Nova Jersey e Connecticut tiveram apagões afetando 20 por cento ou mais dos clientes, de acordo com a DOE.

    Uma companhia previu que as perdas econômicas poderiam chegar a 20 bilhões de dólares em todo país — apenas metade estava assegurada.

    A Long Island Power Authority (LIPA), de propriedade do Estado, foi uma das agências mais atingidas, com 85 por cento de seus 1,1 milhão de clientes em Nova York sem energia. Ela informou que poderá levar entre sete a 10 dias para que todos os clientes voltem a ter energia.

    O site da Connecticut Light and Power informou que 38 por cento de seus clientes estavam sem energia.

    Os fornecedores de energia enfatizaram que os clientes devem manter distância das linhas de energia derrubadas. Uma mulher na cidade de Nova York morreu depois de pisar em uma poça eletrificada.

    (Reuters Brasil)

    Fotos de tubarões nadando em ruas de NOVA JERSEY circulam na web após Sandy

    O estado de Nova Jersey está nos trends topics do Twitter, nesta terça-feira, por causa da passagem da tempestade Sandy. Entre as notícias que circulam na rede social, a que mais chama atenção é a de tubarões nadando pela cidade Brigantine, alagada.

    Com exceção dos perfis de agências de notícias e jornais, grande parte dos usuários que cita Nova Jersey nas mensagens do Twitter está se referindo aos tubarões, e publicando montagens sobre o caso. Alguns deles por brincadeira, outros chocados com a possibilidade.
    Já foi comprovado que tais imagens são falsas. Apesar de Brigantine ser uma ilha, não há tubarões nadando nas ruas alagadas. A falsa notícia chegou a ser publicada na parte dedicada ao jornalismo participativo da rede americana CNN, e depois tirada do ar.
    Em Nova Jersey, as cidades de Moonachie, Little Ferry e Carlstadt ficaram alagadas, com cerca de 1,5 metro de altura, depois do rompimento da barragem do rio Hackensack. Milhares de moradores estão deixando o local, e até agora não há informações sobre vítimas.
    A mais antiga usina nuclear em funcionamento nos Estados Unidos, a Oyster Creek, também em Nova Jersey, está em alerta por causa do nível da água. A Exelon Corp, companhia que administra a usina, garantiu que está tomando as medidas cabíveis, e que não há riscos para a saúde pública ou ameaça à segurança.
    Quinze pessoas morreram na Costa Leste dos Estados Unidos, por conta da tempestade Sandy. Em Nova York, o presidente Barack Obama declarou estado de emergência. A ilha de Manhattan está debaixo d´água, e cerca de 500 mil pessoas estão sem energia.
    (www.24horasnews.com.br)

    Cidãdaos viverão em mundo policêntrico e interconectado

    Ranulfo Bocayuva

    Se o genial autor da precursora e moderna literatura de ficção científica Júlio Verne, cujos livros nos fizeram viajar no tempo e imaginar o futuro, estivesse vivo, 2030 seria previsível.

    Mas podemos afirmar, que apesar dos avanços da tecnologia e do conhecimento humano e da importante inclusão das classes mais baixas no mercado de trabalho e de consumo, há oportuna conscientização e preocupação sobre os fracassos do atual modelo de desenvolvimento mundial baseado na ganância capitalista e destruição dos recursos naturais.

    A escassez de alimentos, pobreza, miséria, escravidão humana, tráfico de drogas e seres vivos, conflitos étnicos, massacres, ciberterrorismo, criminalidade, proliferação de doenças e poluição são consequências flagrantes.

    Governos e instituições estão perdendo controle em face de diversas realidades.

    Estima-se que 27 milhões de pessoas estejam submetidas a regime de escravidão, sobretudo na África e Ásia, em pleno século XXI, uma realidade intolerável, mas que não é devidamente combatida.

    Falam por si as trágicas imagens da fotógrafa Lisa Kristine, que documentou durante dois anos o trabalho escravo em minas no Nepal e Gana.

    Para permitir a escolha de estratégias a longo prazo de forma a apoiar os próximos ciclos de governança na Europa, onde a crise do euro se intensifica levando as massas ao desemprego e à insegurança social e política, especialistas estudaram as tendências globais para 2030.

    “Cidadãos num mundo interconectado e policêntrico” traz conclusões interessantes, mas desafiadoras para todos os governos e não somente europeus.

    As tendências do estudo europeu apontam para um mundo mais convergente. Ligada pelas revoluções da informação e conhecimento, a comunidade mundial realçará o poder dos cidadãos mas a ineficiência dos governos em fornecer serviços adequados pode gerar tensões e revoltas.

    Além disso, desafio significativo será representado pela escassez de recursos naturais e pelas mudanças climáticas. Desertificação e enchentes causarão falta de água e alimentos, principalmente na África, Ásia e América Latina, e, consequentemente, instabilidade regional.

    O fenômeno da seca, por exemplo, é registrado, há longas décadas, no semiárido baiano sem que as autoridades intervenham eficazmente.

    A terceira tendência refere-se ao papel cada vez mais preponderante de agentes médios de poder num mundo policêntrico e fragmentado no qual desapareceria a força hegemônica de um só país ou bloco de países.

    Do multilateralismo, passaríamos a um mundo policêntrico no qual empresas privadas, organizações civis e entidades filantrópicas seriam também capazes de desenvolver papel determinante em sociedades mais participativas e integradas pelas redes de informação.

    Como exemplo, a Primavera Árabe resultou de mobilização popular pelas redes sociais contra ditaduras solidamente estruturadas, caracterizando tipos de revoltas provavelmente impensáveis antes da revolução da internet.

    O estudo revela ainda que a China será o poder econômico mais forte em 2030, seguido dos Estados Unidos e União Europeia, o que suscita incertezas mas cria também novas oportunidades.

    Capitalista com regime comunista centralizado do tipo ditatorial, o repressor modelo chinês está sujeito a causar revoltas sociais e movimentos nacionalistas, paralelamente à inclusão de numerosos segmentos sociais no mercado.

    Sem dúvida, a China balançará o equilíbrio de poder e os EUA reagirão de uma forma ou outra, como aliás, foi dito nos recentes debates eleitorais americanos.

    Se os governos e organizações mundiais tiverem vontade política e quiserem realmente intervir para mudar uma possível realidade sombria devem adotar nova percepção econômica, política e social para atender a esta comunidade de cidadãos mais informada e mais ávida por democracia.

    Conceito entendido, obviamente, com base em particularidades geopolíticas.

    Num mundo interconectado e policêntrico, a comunidade exigirá respostas mais rápidas e eficazes. É bom se preparar.

    Ranulfo Bocayuva é jornalista 

    ranulfobocayuva@atarde.com.br

    PT conquista sete das 10 maiores cidades da Grande São Paulo

    PT conquistou sete das 10 cidades com maior eleitorado da região metropolitana de São Paulo e aumentou seu domínio na mesma região em comparação à última eleição, quando elegeu seis prefeitos nesses municípios.

    Com a vitória do petista Fernando Haddad em São Paulo, e de Carlos Grana em Santo André, o partido conquista duas prefeituras que estavam sob domínio de outras legendas, o PSD, em São Paulo e o PTB, em Santo André e passa a comandar agora a maior cidade do Brasil e uma das maiores do Estado.

    Em outras cinco cidades sobre seu domínio, o partido conseguiu manter-se no governo. Em Guarulhos, segundo maior colégio eleitoral do Estado, Sebastião Almeida se reelegeu com 60% dos votos, e derrotou, no segundo turno, Carlos Roberto (PSDB).

    Em São Bernardo do Campo, casa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e terceiro maior colégio eleitoral do Estado, Luiz Marinho se reelegeu logo no primeiro turno. Ligado a Lula, o petista é um dos cotados a disputar o governo de São Paulo, em 2014 e fortalece seu nome com o desempenho desta eleição.

    Em Osasco, após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manter a cassação da candidatura de Celso Giglio (PSDB), que foi o mais votado no primeiro turno, o petista Jorge Lapas – que se tornou candidato após a desistência do deputado federal João Paulo Cunha (PT), considerado culpado no julgamento do caso do mensalão -, venceu a eleição e mantém a cidade sob o comando da legenda, assumindo o posto no lugar de Emídio de Souza (PT).

    Em Mauá, Donisete Braga assume o executivo da cidade no lugar de Oswaldo Dias (PT), que venceu a eleição de 2008 e reassumiu o comando do PT na cidade. Em Carapicuíba, Sergio Ribeiro (PT) conseguiu sua reeleiçãojá no primeiro turno, com 67,68% dos votos, e também mantém a cidade sob o controle petista.

    Além dessas sete cidades, o PT também passará a administrar outros dois municípios da Grande São Paulo, região que abrange um total de 39 cidades. O partido também controlará, a partir de janeiro de 2013, as cidades de Embu, com Chico Brito, e Franco da Rocha, com Kiko.

    Perda
    Apesar do avanço, o partido teve uma perda relevante entre os 10 maiores colégios eleitorais da região metropolitana. Após três gestões consecutivas na cidade de Diadema, na região do ABCD paulista, o atual prefeito Mario Reali, que buscava sua reeleição, acabou derrotado por Lauro Michels (PV), que venceu a disputa com considerável vantagem: 60,44% dos votos válidos.

    (Portal Terra)

    PSB COM “UM OLHO NO PT E OUTRO NA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA”

    O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, fez um balanço do desempenho da legenda nestas eleições municipais e tentou minimizar possíveis atritos com o PT, um aliado histórico; Mas as declarações dadas pelo vice-presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, deixam claro que as intenções socialistas visam o Palácio do Planalto muito em breve.

    Paulo Emílio_PE247 – O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, fez um balanço do desempenho da legenda nestas eleições municipais e tentou minimizar possíveis atritos com ó PT, um aliado histórico. Apesar de desconversar sobre o assunto, uma declaração dada no final da manhã desta segunda-feira (29) pelo vice-presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, deixa claro que as intenções socialistas visam o Palácio do Planalto muito em breve.

    Considerando o desempenho do PSB  como “extraordinário – o partido elegeu 442 prefeitos , sendo cinco capitais -, Eduardo disse que agora é hora de descer do palanque e trabalhar pelos municípios. O discurso é praticamente uma “deixa” da fala de Roberto Amaral que em entrevista à Rádio Folha declarou que os socialistas irão trabalhar a sua imagem administrativa de forma nacionalizada e que a sua legenda  “é diferente do PT, PMDB  e outros partidos da base. Temos nosso programa e imagem. Temos nosso ponto de vista”, disse.

    O discurso de nacionalização já vem sendo adotado pelo governador pernambucano como a criação de um novo pacto federativo, rediscussão da distribuição dos royalties do petróleo e a descentralização dos investimentos. Estas posições vão de encontro a muitas das que hoje são defendidas pelo Partido dos Trabalhadores, o que pode elevar a temperatura entre as duas siglas muito em breve.

    “Se todas as nossas ideias fossem iguais às do PT, não haveria necessidade de se ter um PSB”, observou Amaral.  Para ele,  uma chapa do PSB em 2014 não é uma opção a ser descartada. “Pode se disputar a gestão em 2014 como também podemos apoiar a Dilma. O quadro está aberto. Hoje a realidade diz que Dilma será reeleita e contamos com isto. É um governo que participamos e temos orgulho em participar”, acrescentou.

    A nacionalização do jeito PSB de administrar será o foco, segundo o governador, de um seminário que a legenda irá promover em novembro com os prefeitos eleitos.  Colocando à disposição dos novos gestores técnicos e economistas ligados ao partido, a direção nacional do PSB quer imprimir a sua marca não somente durante a transição mas durante toda a administração, em especial o primeiro ano de mandato, apontado por Campos como o período mais duro para que sejam colocados em prática as ações de governo prometidas ao longo da campanha.

    Apesar da linha divergente entre os dois dirigentes socialistas, tão logo começou a coletiva. Eduardo Campos pediu licença para se retirar por alguns minutos. A razão: um telefonema da presidente Dilma Rousseff que, segundo ele, era para cumprimenta-lo quanto ao resultado das eleições e para tratar de algumas questões administrativas. Uma reunião entre eles deverá ser marcada para os próximos dias. Somente após este encontro é que será conhecido a fundo o futuro da aliança histórica entre as duas legendas.

    (Brasil 247)

    Eleitor que não votou tem até 27 de dezembro para justificar ausência

    eleitor que não votou no último domingo, no segundo turno das eleiçõesdeste ano, tem até 27 de dezembro para justificar a ausência. Já quem faltou no primeiro turno pode regularizar a situação até 6 de dezembro.

    O eleitor deve apresentar a justificativa em qualquer cartório eleitoral, e o Requerimento de Justificativa Eleitoral deve ser preenchido – o documento pode ser encontrado nos cartórios eleitais, postos de atendimento ao eleitor e no no site do Tribunal Superior Eleitoral. O eleitor também precisa apresentar um documento com foto – carteira de identidade, de trabalho, de habilitação ou certificado de reservista são aceitos.

    Quem não votar e não apresentar justificativa fica impedido de tirar passaporte, inscrever-se em concurso para cargo público e renovar matrócula em estabelecimento de ensino fiscalizado pelo governo, entre outros. Quem não justificar por três eleições tem o título cancelado.

    Os eleitores que moram no exterior que já têm o cadastro para votar no País em que residem só necessitam participar das eleições para presidente da República. Os que não têm cadastro têm um prazo de 30 dias a partir do retorno ao Brasil para justificar a ausência.

    O voto é obrigatório para pessoas entre 18 e 70 anos.

    (Portal Terra)

    Morador de rua encontra urna eletrônica que foi furtada em São Paulo

    Um morador de rua encontrou a urna eletrônica que foi furtada na madrugada do último domingo, dia da eleição, segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. O equipamento foi achado dentro de um saco na avenida Prof. Osvaldo de Oliveira, perto da escola de onde foi levado. De acordo com o TRE, é a primeira vez que um incidente deste tipo é registrado em todo o Estado.

    Os lacres estavam intactos e, por consequência, não houve violação da mídia de resultado e do flash de votação. A urna estava suja e com a chave quebrada. Apenas o microterminal, que acompanha a máquina, e o cabo de energia não estavam junto com o equipamento.

    A Polícia Militar (PM) foi comunicada do aparecimento da urna na madrugada de hoje pelo próprio morador de rua. A PM ainda não tem indícios do autor do crime.

    Segundo o Código Eleitoral (art. 340), está sujeito à reclusão de até três anos, além do pagamento de 3 a 15 dias multa, quem subtrai urna de uso exclusivo da Justiça Eleitoral.

    A 405ª Zona Eleitoral, responsável pelo equipamento, fica no Conjunto José Bonifácio, região Leste da capital. O furto, que ocorreu na E.E. Prof Francisco de Assis Pires Corrêa, foi identificado no início da manhã de domingo. Os responsáveis pela votação na escola providenciaram outra urna eletrônica e a votação ocorreu normalmente.

    (Ultimo Segundo)

    A Memória do Tempo, por Drawlio Joca

    A Memória do Tempo

    Artigo: Drawlio Joca

    Fotografia: Chico Albuquerque

    12 de setembro de 1894, rua Paraíso, célebre bairro de Santa Teresa no Rio de Janeiro. Nasce o dono da chamada voz orgulho do Brasil. Ainda se fazia longínqua a época em que a Bossa Nova instauraria um outro modo de cantar e o então recém-nascido, por dote e pela habitualidade do seu tempo, entoaria em vida a lírica de sua Coração Materno, tal e qual um rufar de tambores ou o soar das trombetas dos anjos e dos guardiões, fosse ao vivo através da boêmia noturnal carioca ou singrando sua portentosa voz por meio das ondas da era do rádio.

    Nalgum impreciso dia de 1952. No canto superior esquerdo do quadro, o olho de um homem de 35 anos vê o que também agora vejo. V. Celestino, desta forma, com o prenome abreviado, assim está inscrita na grande peça triangular de lona de algodão, a designação batismal da pequena embarcação. Seu dono, por assim denominá-la, em óbvia homenagem ao singrante tenor, talvez desejasse que com tal força e eloqüência sua nau singrasse bravamente os verdes mares. Mais abaixo, mas ainda à esquerda do retângulo, dois homens de costas para o nosso observador postam-se sentados no madeiro conhecido por piúba, importado da mata amazônica paraense especialmente para a construção da embarcação, da qual desta não se pode ver o nome. Do mesmo pau de piúba, por certo o feitio da outra nau similar e na direção da qual eles olham, a primeira, a jangada Vicente Celestino.

    O espectador, deslocando então seu astuto olhar para a direita através do quadro, mas por um breve instante fugindo à sua consciência o primeiríssimo plano, vê ainda neste dia já de um século e de um milênio passados, a fugaz passagem de um homem moreno que observa um outro, este por sua vez preguiça, alonga suas pernas sobre esteira à areia da praia e olha para o observante, sendo o único a fazê-lo e a denunciar-lhe a oculta presença. Prosseguindo em sua criteriosa observação, o recôndito desconhecido varre com seu olhar pertinaz toda a realidade exposta à direita da cena, minuciosamente, com perspicácia tal qual a do olhar eletrônico de um poderoso escaner. Vê então aos pés daquele mandriado que também o vê, um instrumento de trabalho construído de forma rudimentar a partir de paus amarrados em uma grande pedra e utilizado pelos bravos homens do mar para fundear suas embarcações à hora do ferrar panos: o toaçu. À direita desta elementar âncora, o samburá, espécie de cesto trabalhado por mãos desta cena desconhecidas, que entrelaçaram o cipó de tal maneira abaloada, para que este utensílio sirva para guardar os frutos da pescaria. Mais feliz o incógnito obreiro, quando o objeto do seu trabalho retorna da lida no mar, nas palavras do desta feita também contente pescador – samburá cheio e roda afora. Transbordando de peixe, assim a cesta deve estar para a predileção de todos, sempre que os rolos de madeira vistos pelo nosso observador à direita e abaixo da cena forem utilizados para deslizar a jangada de volta à firmeza da terra.

    Terra. Entre terra e mar balouça a vida destes argonautas. Terra, a segurança continuamente conquistada e renegada, numa espécie de movimento circular que busca o porto seguro, mas retorna sempre ao incerto, fugaz calmaria que cede sucessivamente ao intrépido e incontrolável desejo de navegar. Terra. Em sua morada, o pescador descansa do balanço marítimo novamente se balouçando em sua rede de dormir, como numa dança mítica da qual seu corpo não consegue se apartar. Ainda que aportado, balouçam todos os seus órgãos, todas as suas células, todo o seu espírito neste bailado do mar, na contumaz embriaguez de sua maresia, no insofismável murmúrio de suas ondas. Tudo presente em seu âmago, gravado para sempre na memória de sua pele.

    Terra, retomando a realidade imediatamente observável, o observante vê ainda a sua direita algum casario que serve de morada e descanso para os pescadores. Adiante um majestoso coqueiro que ocupa precisamente o terço oposto ao peso maior da composição, conferindo-lhe equilíbrio. Ao fundo e quase a perder de vista, coqueiral e dunas. Acima e abraçando tudo o que é visível por este atento olhar, um céu limpo, céu de brigadeiro, típico destas terras setentrionais de sol impiedoso. Deste febo poderoso e brilhante vem toda a luz que ilumina e resplandece a cena. Luz que torna possível que a partir de um preciso ato do observador e de sua alquimia, vejamos ainda hoje tudo o que ele neste outro tempo vê. Mesma luz que abrasa e marca a pele de todo aquele que ali vive, outorgando-lhes para sempre a tez amorenada.

    Tornando velozmente sua consciência ao primeiríssimo plano, o espectador observa diante de si a figura de um pescador portando chapéu de palha e roupas de algodãozinho de primaz brancura, mas ali tingido a castanho-escuro a partir do corante natural que larga da fervura da casca do cajueiro. Antes, durante e depois do ato terminante que embora há muito já o tenha feito, na cronologia desta narrativa, ainda realizará nosso observador, o pescador trabalharia na construção de sua embarcação. O feitio consistia na época em prender os troncos de piúba da jangada através de tornos, espécie de grandes pregos de madeira feitos de pau-ferro, por ser este um lenho de extrema dureza. Os tornos eram transpassados transversalmente aos paus de piúba a marretadas, unindo-os.

    A tudo isto assiste atentamente nosso espectador neste breve instante deste dia já perdido no tempo.

    Que olhar pervagante é esse que olha para todas estas coisas num átimo? Que consciência é essa que a tudo vê no tempo de um raio? Que sentimento é esse que determina o instante crucial desta cena?

    Zuuuuum! Zune o zunido do choque da ferramenta com o ar. Tensão máxima na cena: eis o momento decisivo! O contumaz observador ouve, sente e vê o pescador deslocar rapidamente a marreta através do espaço e do tempo e no preciso instante em que o melhor desenho de tudo isto que até agora aqui narramos se faz, Chico Albuquerque aciona o disparador de sua câmara obscura e eterniza este momento, tornando-o uma fotografia, um documento.

    Depois de ouvir o som sutil do disparo do obturador de seu instrumento, o fotógrafo ainda ouviria na fração de segundo seguinte, o estampido resultante da colisão da marreta com o pau-ferro. A partir daí, o que ele fez e o que todos os atores de sua cena se puseram a fazer, não cabe mais na narrativa desta sua fotografia. Dentro de sua câmara, no inimaginável intervalo de tempo entre o primeiro e o segundo som, já estava gravada em seu fotograma a imagem latente.

    2002. O tempo. Cinqüenta anos passados, encontro-me aqui debruçado sobre esta fotografia de Seu Chico realizada na lendária praia do Mucuripe e ponho-me a pensar sobre o ofício de um fotógrafo, seu particular tempo de observação, sua forma de olhar para o mundo, todos os seus momentos decisivos e ainda sobre as tantas histórias de vida silenciosamente guardadas em seus instantâneos. A partir da reconstituição poética que aqui fiz do momento da realização desta fotografia, situando sua historicidade, descrevendo seus aspectos e suas particularidades, uma impressionante quantidade de informações pôde ser obtida dentro da leitura descritiva de apenas uma única imagem. Eis a grande importância que a fotografia tem como fonte de pesquisa.

    O mestre se foi, mas permanece a sua obra especialmente relevante para nossa memória iconográfica. Tudo o que dela pode se extrair fortalece a identidade e as reminiscências do nosso povo.

    O fotógrafo se ocupa de registrar realidades que estão em constante processo de transformação e preservá-las enquanto documento visual. Fotografia é a memória do tempo que se esvai.

    A crescente importância de um trabalho de fotografia se dá na razão direta da evolução do tempo. O que hoje nos parece comum, corriqueiro e até banal, muitas vezes guarda um sentido no qual está inscrita nossa própria história.

    Fonte de pesquisa: Antero Ferreira Bezerra, Seu Tutuca, nascido em 1921 em Canoa Quebrada – certamente à época uma dessemelhante praia – autodidata, alfaiate por ofício, orquidófilo por satisfação, meu avô, deu ciência a este texto com preciosas informações sobre a vida dos homens do mar.  

    Os orelhões instaladas em um matagal pela Oi

    Felipe Ventura

    À medida que os celulares se expandem, os orelhões perdem cada vez mais sua relevância. Eles ainda tem sua utilidade, no entanto: em cidades afastadas, por exemplo, ou para quem está sem celular ou sem sinal. Mas será que um matagal numa área remota precisava de nove orelhões?

    A Oi instalou nove orelhões em um matagal de Passa Sete (RS), próximo a uma torre de telefonia e longe do centro da cidade. E não explica porque escolheu esse local.

    A operadora diz que precisava instalar mais orelhões devido a uma exigência da Anatel: toda cidade deve ter o mínimo de quatro telefones públicos para cada mil habitantes, e Passa Sete precisava de mais.

    Então a Oi instalou mais. Colocou três orelhões próximo a um cemitério, outros três em frente a uma oficina mecânica – contra a vontade do dono – mais um na prefeitura, e nove no matagal.

    Só que a cidade precisa de orelhões em outros lugares. A secretária municipal Rosani Rech diz ao G1: “As escolas não têm orelhões, o posto de saúde central também não, nem o comércio da cidade”.

    Pelo que a Anatel diz, a regra não permite colocar orelhões em qualquer lugar só para atingir a meta. Eles devem ficar acessíveis à população, e não se deve caminhar mais de 300m para chegar a um.

    E a história tem outro detalhe. Em agosto, a Oi foi punida pela Anatel a liberar o uso gratuito dos orelhões em 2.020 municípios – e Passa Sete está na lista. Até o final do ano, quem ligar neles para telefones fixos locais não pagaria nada. Só que, segundo o Zero Hora, nenhum orelhão da cidade faz essas ligações gratuitas. E mais: dos 20 aparelhos, já incluindo os novos, só cinco funcionam.

    A Oi foi punida devido à precariedade do serviço oferecido em orelhões, mas parece que ainda não aprendeu a lição. Em nota à imprensa, a Oi promete que vai remanejar os orelhões “o mais brevemente possível”

    http://videos.clicrbs.com.br/rs/zerohora/video/zero-hora/2012/10/orelhes-instalados-meio-matagal-surpreende-moradores-passa-sete/4006

     

    Político ou eleitor: Quem é o mais corrupto?

    O Brasil é um dos países mais corruptos do mundo.

    Esse adjetivo é proclamado no globo terrestre em razão de escândalos na esfera da administração pública, que mancharam a imagem da nação com superfaturamentos de obras, desvios de verbas públicas, enfim, o estado que deveria cumprir o ofício de cuidar da coletividade, é composto por salafrários, indignos de respeito, pois não têm moral e ética para se comportar como sujeitos decentes que decidam a favor da sociedade e não do próprio bolso.

    A indecência dessas imundícies que se dizem políticos é tão grande que na época das eleições, sua face está tão desfigurada, sua moral está tão depreciada que é preciso oferecer dinheiro para conseguir o voto. Pode-se comparar a um homem feio, que não tem atributos que atraiam uma mulher e, para ter sexo, ele desembolsa uma determinada quantia para uma garota de programa. E, nesse contexto, as prostitutas são aqueles eleitores que vendem sua dignidade por valores irrisórios.

    O pior é que uma acompanhante lucra muito mais, pois a cada programa feito, ela acumula valores e se o mesmo cliente quiser ter mais prazer, vai ter que pagar por isso. Já o eleitor burro, na prostituição política, ele vende seu corpo por quatro anos, sem ter o direito de exigir nada além, uma vez que seu produto (voto) já foi comercializado.

    Hoje é uma análise muito complexa decidir quem é mais safado, o político que compra o voto ou eleitor que se vende. O “cidadão” perdeu a inocência e hoje não vota pelo melhor da cidade, do estado ou do país, vota pelas suas conveniências, pelos favores, e assim tudo caminha e sempre vai caminhar, porque o político imundo nunca vai ter vergonha na cara, pois que, essa imoralidade já contaminou o eleitor e o processo só tende a piorar e já se tornou a epidemia da corrupção política do Brasil, entristecendo cidadãos sérios que um dia sonharam com a democracia exercida sem a participação desses putrefatos.

    (www.sionesantos.com.br)

    PMDB é o partido que mais elegeu prefeitos e PT o que recebeu mais votos em 2012

    Blog do Fernando Rodrigues

    Terminada a apuração do 2º turno das eleições municipais neste domingo (28.out.2012), o PMDB é o partido que mais elegeu prefeitos em 2012.

    De acordo com os resultados do 1º turno e do 2º turno divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), peemedebistas conquistaram 1.024 das 5.568 prefeituras em disputa (18,4% do total). Em seguida aparecem PSDB (702, 12,6% do total), PT (635, 11,4%), PSD (497, 8,9%), PP (469, 8,42%) e PSB (442, 7,9%).

    Apesar deste resultado, o partido que mais recebeu votos para prefeito no país foi o PT. A comparação entre as votações dos partidos no 1º turno mostra que petistas tiveram 17.263.259 votos, contra 16.716.079 do PMDB e 13.950.804 do PSDB. No 2º turno, petistas tiveram mais 4.616.878 votos. Os peemedebistas, 814.048. E tucanos, 1.982.441.

    Esta é a segunda vez que o PT aparece como líder de votos recebidos para prefeitos no país. A primeira vez havia sido em 2004. Em 1996 (primeiro ano para o qual há dados confiáveis sobre votação) e em 2000, o campeão foi o PSDB. Em 2008, o PMDB.

    Os dados ainda são preliminares porque serão modificados ao longo dos próximos meses. Alguns candidatos conseguirão na Justiça o direito de assumirem os mandatos de prefeito e seus adversários terão que deixar os cargos. Urnas também serão invalidadas e os votos que contêm, cancelados. Por esses motivos, o número de votos e a quantidade de prefeitos por partido poderá oscilar durante algum tempo.

    NO FIM, O PT LEVOU A MAIOR PARTE DO BOLO MUNICIPAL

    Dos R$ 341,3 bilhões administrados pelas prefeituras, o PT, de Fernando Haddad, ficou com R$ 77,7 bilhões (22,8%). Foi seguido pelo PMDB, que elegeu Eduardo Paes, com R$ 60,3 bilhões (17,7%), pelo PSDB, de Arthur Virgílio, com R$ 42,6 bilhões (12,5%), pelo PSB, de Eduardo Campos, com R$ 37,9 bilhões (11,1%), pelo PDT, de Gustavo Fruet, com R$ 25,0 bilhões (7,3%), e pelo PSD, de Gilberto Kassab, com (5,5%). O poder se fragmentou, mas quase todos os vencedores são aliados de Dilma, também vitoriosa na disputa

    247 – Feito o balanço final das eleições municipais, pode-se dizer, com segurança, que há dois vencedores: o Partido dos Trabalhadores e a presidente Dilma Rousseff.

    Com seis 636 municípios, o Partido dos Trabalhadores ficou atrás, do ponto de vista quantitativo, do PSDB (702) e do PMDB (1.032) em cidades administradas. Mas quando se avalia o orçamento que estará nas mãos de cada um dos partidos, o PT é claramente o vencedor, com R$ 77,7 bilhões, o que representa 22,8% do total. Além disso, o partido governará a maior parte do eleitorado brasileiro (19,9%).

    Isso se explica pela vitória em São Paulo, que é a cidade mais rica e mais populosa do País. Depois do PT, vêm o PMDB, com R$ 60,3 bilhões, o PSDB, com 42,6 bilhões, o PSB, com R$ 37,9 bilhões, o PDT, com R$ 25 bilhões, o PSD, com R$ 18,9 bilhões, e o PP, com R$ 17,2 bilhões. Ou seja: dos sete primeiros partidos políticos, apenas o PSDB faz oposição ao governo Dilma. O DEM, que elegeu ACM Neto em Salvador, ficou em oitavo lugar.

    Isso significa que, do Oiapoque ao Chuí, a presidente Dilma terá, majoritariamente, prefeitos aliados, o que pode facilitar a implementação de políticas públicas. Além disso, com a provável entrada do PSD, de Gilberto Kassab na base governista, ela terá praticamente todo o Congresso nas mãos, reduzindo o poder de barganha dos partidos políticos.

    (Brasil 247)

    Guilherme (PT) é reeleito em Vitória da Conquista

    BRASÍLIA – Com 91% das urnas apuradas, o candidato Guilherme (PT) foi reeleito prefeito de Vitória da Conquista (BA), com 56,35% dos votos válidos. Herzem Gusmão (PMDB) ficou com 43,65% dos votos válidos. Os votos brancos somam 1,27% e os nulos, 3,03%. A abstenção está em 20,83%.

    Sexta maior economia  do estado, com Produto Interno Bruto (PIB) estimado em R$ 3,1 bilhões, Vitória da Conquista tem 306 mil habitantes, de acordo com o censo 2010 do Instituto Brasileiro de Economia e Estatística (IBGE), e cerca de 215 mil eleitores aptos a votar, conforme dados do SuperiorTribunal Eleitoral (TSE).

    A economia local é majoritariamente baseada no setor de serviços, que gera R$ 2,2 bilhões em receitas. Anualmente, Vitória da Conquista recebe R$ 47,5 milhões do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

    Segundo dados do último censo do IBGE, a rede de saúde municipal conta com 199 unidades e 102 leitos para internação de pacientes. Na rede escolar municipal, foram matriculados no ensino fundamental 29,3 mil alunos e na pré-escola 3,7 mil.

    (Portal DCI)

    Carlos Gama, do PT: Metalúrgico vence atual prefeito nas eleições de Santo André (SP)

    SÃO PAULO – Carlos Grana, do PT, venceu as eleições para prefeito de Santo André (SP) com 53,92% (204.594) dos votos válidos. Dr. Aidan Ravin, do PTB, que liderou durante parte das apurações, obteve 46,08% (174.815). A diferença entre os candidatos foi 29.779 votos, enquanto 110.728 eleitores deixaram de votar, registrando 20% de abstenção.

    Carlos Grana tem 46 anos e é natural de São Bernardo do Campo (SP). Ferramenteiro formado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), presidiu a Confederação Nacional dos Metalúrgicos. Em 2010, elegeu-se deputado estadual.

    O futuro prefeito encontrará em Santo André um cenário econômico profundamente alterado, embora algumas metalúrgicas ainda continuem no município. Comércio e serviços compõem a maior parte do PIB local, que em 2009 ficou em R$ 14,7 bilhões.

    Sandro André foi muito conhecida pela sua indústria metalúrgica. As montadoras de automóveis que se instalaram na região na década de 60 do século passado haviam estimulado o surgimento de empresasde autopeças, componentes para refrigeração, eletroeletrônicos e produtos de borracha, como pneus.

    (Portal DCI)

    PT e PSDB foram os partidos que mais elegeram prefeitos no segundo turno

    BRASÍLIA – Nas 50 cidades, capitais e interior, onde houve disputa eleitoral em segundo turno, o PSDB e o PT elegeram o maior número de prefeitos. Aos petistas coube a vitória na maior cidade do país, São Paulo, administrada por quase uma década pelo PSDB e em mais sete cidades das quais duas capitais, João Pessoa (PB) e Rio Branco (AC). Os tucanos, por sua vez, conquistaram nove municípios, três capitais – Manaus (AM), Teresina (PI) e Belém (PA).

    O PMDB, que a disputa em 1.035 prefeituras em todo o país no primeiro turno, administrará mais seis cidades vencidas no segundo turno. Os peemedebistas perderam em todas as capitais onde disputaram como, por exemplo, Campo Grande (MS) e Natal (RN).

    O PSB, que no primeiro no primeiro turno venceu em 422 cidades, no segundo turno conquistou mais seis prefeituras. O partido registrou um crescimento de 34%, o maior índice entre as legendas que disputaram as eleições de 2008 e deste ano.

    O estreante PSD, uma dissidência do DEM, criado com o apoio de outros partidos, perdeu em São Paulo, onde o atual prefeito, Gilberto Kassab, é uma das principais lideranças do partido. No entanto, a legenda mostrou força em outras regiões e venceu as eleições em 502 cidades, 499 no primeiro turno e mais três no segundo turno, entre elas a capital de Santa Catarina, Florianópolis.

    O DEM, que saiu desgastado no primeiro turno quando elegeu 276 prefeitos, apenas um nas 27 capitais, o prefeito de Aracaju (SE), João Alves Filho, conquistou hoje a administração do terceiro maior colégio eleitoral do país e primeiro do Nordeste, Salvador (BA). Antônio Carlos Magalhães Neto ganhou a disputa com o petista Nelson Pellegrino. Com a sua vitória, ACM Neto reverte um cenário de decadência do carlismo na capital baiana, que vinha ocorrendo desde antes da morte de seu avô Antônio Carlos Magalhães.

    PDT, PPS e PCdoB elegeram em segundo turno três prefeitos cada. O PP e o DEM, dois prefeitos; o PV, PSOL, PR, PRB e PTC, um prefeito cada. O PP ganhou na capital de Mato Grosso do Sul, Campo Grande. O PTC ganhou em São Luís (MA) e o PSOL em Macapá (AP).  Os pedetistas fizeram duas capitais no segundo turno: Natal (RN) e Curitiba (PR). O PPS, administrará Vitória, capital do Espírito Santo.

    (Portal DCI)

    ACM Neto ressuscitará o DEM?

    Por Altamiro Borges

    Numa disputa mais apertada do que alardearam os institutos de pesquisa, ACM Neto venceu as eleições para a prefeitura de Salvador. O demo obteve 53,6% dos votos válidos, contra 46,4 do petista Nelson Pelegrino. A vitória representa o retorno do “carlismo”, da velha política dos coronéis, à capital baiana e está sendo festejada pela direita nativa. Ela é encarada como a tábua de salvação do DEM, o partido das oligarquias que estava caindo pelas tabelas e caminhava celeremente para a extinção.

    A festança, porém, não garante a sobrevida da sigla. Os demos conquistaram duas prefeituras de capital – Aracaju, ainda no primeiro turno com João Alves, e agora em Salvador. ACM Neto administrará a terceira cidade com maior número de eleitores do país (1,9 milhão). Ele terá muita dor de cabeça para transformar a caótica capital baiana numa “vitrine do DEM”, como deseja o presidente da legenda, senador Agripino Maia. Pragmático, o demo tende a reduzir o seu ímpeto oposicionista e a compor com o governo federal.

    Já o DEM continua a viver seu inferno astral. No computo geral, ele perdeu força nesta eleição. Em 2008, ele elegeu 496 prefeitos; agora, conquistou apenas 276 prefeituras (sem ainda considerar as cidades onde houve segundo turno). O DEM também perdeu 1.529 vereadores no país – um recorde entre as legendas que disputaram as eleições municipais. Em 2010, o partido já havia reduzido a sua bancada de deputados federais e senadores. Em 2011, ele sofreu um duro golpe com a formação do PSD de Gilberto Kassab.

    O DEM também foi abalado com os escândalos envolvendo algumas das suas principais lideranças. O discurso da ética, que partia de políticos mais sujos do que pau de galinheiro, caiu por terra. O governador José Roberto Arruda foi preso no escândalo do “mensalão do Distrito Federal”. Ele chegou a ser cogitado para se o “vice-careca” de José Serra na eleição presidencial de 2010. Já o senador Demóstenes Torres, outro presidenciável dos demos, foi cassado por seu envolvimento com a máfia de Carlinhos Cachoeira.

    Nada garante que a vitória de ACM Neto vai conseguir ressuscitar o combalido DEM. Há fortes boatos, inclusive, de que alguns demos pretendem migrar para o PMDB e para o PSDB no próximo ano – inclusive o novo prefeito de Salvador. O “carlismo” venceu na capital baiana – isto é fato e representa um grave retrocesso político. Já a sobrevivência dos demos não está garantida. A conferir!

    (Correio do Brasil)

    Saiba o que o eleitor terá de cobrar do novo prefeito eleito de FORTALEZA

    Roberto Claudio (PSB), o prefeito eleito neste domingo (28), promete um conjunto de ações durante os próximos quatros anos de mandato em Fortaleza. Entre os principais temas abordados durante toda sua campanha eleitoral veiculada na TV estão a educação, saúde, mobilidade urbana, juventude e emprego e renda. 
     
    As escolas com o ensino em tempo integral para pré-escola e ensino fundamental, a implantação do Bilhete Único por até duas horas em 100% das linhas de ônibus e a construção de 11 novas Unidades de Pronto Atendimentos (UPAs) são as propostas que Roberto Cláudio mais investiu durante sua candidatura.

    Educação

    Na área da educação, o prefeito eleito promete implantar nas escolas públicas o ensino em tempo integral. Roberto garante estabelecer gradativamente o ensino em 18 unidades da pré-escola e em 30 escolas do ensino fundamental nos bairros mais carentes da Capital.
     
    Além disso, Roberto Claudio destaca em sua campanha que vai construir 80 novas creches em parceria com o Governo Federal, implantar cursos de capacitação para jovens e adultos para vagas que vão surgir com a Copa e o curso Pro Enem para alunos ingressarem no ensino superior.
     
    Para os professores, o prefeito inclui em suas promessas uma escola de formação permanente do magistério, aumentos salariais acima da inflação, concursos, cursos de pós-graduação apoiados pela Prefeitura, um terço da carga horária para planejamento de aula e seleção para diretores de escola.
     
    Mobilidade Urbana

    Quanto à mobilidade urbana na Capital, o prefeito eleito promete introduzir o uso de apenas uma passagem por até duas horas em 100% das linhas de ônibus. Roberto Claudio destaca que este sistema terá três etapas, a primeira apenas em ônibus, a segunda em topiques, e a terceira, onde metrô e ônibus intermunicipais também vão aceitar apenas uma passagem.
     
    Roberto Claudio promete para Fortaleza paradas de ônibus modernas, confortáveis, cobertas e iluminidas com cadeiras para idosos, grávidas e pessoas com deficiência. Além disso, ele apresentou a propostas de corredores exclusivos para aumentar velocidade média dos ônibus,
    manter a passagem de ônibus mais barata do Brasil, implantação de ciclovias e aluguéis de biclicletas.
     
    Saúde

    As Unidades de Pronto Atendimentos (UPAs) são as grandes apostas do candidato Roberto Cláudio (PSB) para a saúde de Fortaleza. Roberto Claudio promete construir 11 novas UPAs e com isso alocar três unidades em cada regional da Capital. Entre as propostas do prefeito eleito, também estão a de construir seis policlínicas, dividindo uma em cada regional.
     
    Roberto Claudio informou que vai contratar médicos para os postos de sáude da cidade e que os profissionais de saúde terão uma gratificação especial. Também ressaltou que vai equipar os postos de saúde e distribuir uma unidade em cada bairro da Capital.
     
    Juventude e Emprego

    Em sua gestão, Roberto promete concluir e colocar para funcionar as unidades do Centro Urbano de Cultura, Artes, Ciência e Esporte (Cuca), que estão em construção e tirar do papel as que ainda não começaram. O prefeito destacou em sua campanha eleitoral que vai recuperar campos de futebol e áreas de lazer em todos os bairros da cidade e construir novas quadras poliesportivas, espaços de convivência e pistas de skate.
     
    O prefeito eleito destaca em sua campanha que vai oferecer curso de capacitação para preparar os jovens para as oportunidades que vão surgir com a Copa do Mundo de 2014. Além disso, Roberto Claudio ressalta a implantação de escolas profissionais à noite.
     
    Já na área de emprego e renda, Roberto Claudio garante que vai gerar vaga de estágio e emprego para jovens que se recuperarem da dependência química em parceria com empresas públicas e privadas. Além disso, o prefeito promete garantir todas as conquistas dos servidores públicos.
     
    Também destaca que vai desenvolver nas áreas degradadas e nos vazios espaciais projetos indústriais e comunitários.

    (Diário do Nordeste Online)

    Confira votação em Fortaleza por zona eleitoral

    1ª Zona
    Roberto Cláudio – 60,92%
    Elmano – 39,08%

    2ª Zona
    Roberto Cláudio – 54,28%
    Elmano – 45,72%

    3ª Zona
    Roberto Cláudio – 62,65%
    Elmano – 37,35%

    82ª Zona
    Elmano – 52,82%
    Roberto Cláudio – 47,18%

    83ª Zona
    Elmano – 50,1%
    Roberto Cláudio – 49,9%

    94ª Zona
    Roberto Cláudio – 50,49%
    Elmano – 49,51%

    112ª Zona
    Roberto Cláudio – 56,45%
    Elmano – 43,55%

    113ª Zona
    Roberto Cláudio – 52,88%
    Elmano – 47,12%

    114ª Zona
    Elmano – 55,8%
    Roberto Cláudio – 44,2%

    115ª Zona
    Roberto Cláudio – 51,29%
    Elmano – 48,71%

    116ª Zona
    Roberto Cláudio 55,07%
    Elmano – 44,93%

    117ª Zona
    Roberto Cláudio – 55,08%
    Elmano – 44,92%

    118ª Zona

    Roberto Cláudio – 50,29%
    Elmano – 49,71%

    Zona Bairros
    ALDEOTA, ANTÔNIO DIOGO, CAIS DO PORTO, CIDADE 2000, COCÓ, DE LOURDES, DIONISIO TORRES, MANOEL DIAS BRANCO, MEIRELES, MUCURIPE, PAPICU, VARJOTA, VICENTE PINZON

    ALAGADIÇO NOVO, CAMBEBA, CIDADE DOS FUNCIONÁRIOS, COAÇU, CURIÓ, EDSON QUEIROZ, GUAJIRU, JOSÉ DE ALENCAR, LAGOA REDONDA, MESSEJANA, PARQUE IRACEMA, PAUPINA, SABIAGUABA, SÃO BENTO, SAPIRANGA

    ALDEOTA, CENTRO, FARIAS BRITO, JACARECANGA, JOAQUIM TÁVORA, MEIRELES, MOURA BRASIL, PRAIA DE IRACEMA

    82ª ALAGADIÇO, ÁLVARO WEYNE, BARRA DO CEARÁ, BELA VISTA, CARLITO PAMPLONA, CRISTO REDENTOR, FARIAS BRITO, JACARECANGA, MONTE CASTELO, PADRE ANDRADE, PARQUE ARAXÁ, PARQUELÂNDIA, PRESIDENTE KENNEDY, SÃO GERARDO, VILA ELLERY

    83ª AMADEU FURTADO, ANTÔNIO BEZERRA, AUTRAN NUNES, BELA VISTA, CACHOEIRINHA, COUTO FERNANDES, DAMAS, DEMOCRITO ROCHA, DOM LUSTOSA, HENRIQUE JORGE, JOÃO XXIII, JÓQUEI CLUBE, MONTESE, PADRE ANDRADE, PAN AMERICANO, PARANGABA, PARQUELÂNDIA, PICI, PRESIDENTE KENNEDY, VILA UNIÃO

    94ª ANTÔNIO BEZERRA, AUTRAN NUNES, BARRA DO CEARÁ, CACHOEIRINHA, DOM LUSTOSA, FLORESTA, HENRIQUE JORGE, JARDIM GUANABARA, JARDIM IRACEMA, JÓQUEI CLUBE, OLAVO OLIVEIRA, PADRE ANDRADE, PARQUE GENIBAÚ, QUINTINO CUNHA, VILA VELHA

    112ª AEROLÂNDIA, ALDEOTA, ALTO DA BALANÇA, BOA VISTA, BOA VISTA CASTELÃO, CAJAZEIRAS, CASTELÃO, CENTRO, CIDADE DOS FUNCIONÁRIOS, DIAS MACEDO, DIONISIO TORRES, EDSON QUEIROZ, ENGENHEIRO LUCIANO CAVALCANTE, GUARARAPES, JARDIM DAS OLIVEIRAS, JOAQUIM TÁVORA, MEIRELES, PARQUE MANIBURA, PASSARÉ, SALINAS, SÃO JOÃO DO TAUAPE, SERRINHA

    113ª AEROPORTO, ALTO DA BALANÇA, AMADEU FURTADO, BENFICA, BOM FUTURO, CENTRO, DAMAS, FARIAS BRITO, FÁTIMA, JARDIM AMÉRICA, JOSÉ BONIFÁCIO, MONTESE, PARQUE ARAXÁ, PARQUELÂNDIA, PARREÃO, RODOLFO TEÓFILO, VILA UNIÃO

    114ª ALAGADIÇO, ÁLVARO WEYNE, ANTÔNIO BEZERRA, BARRA DO CEARÁ, CACHOEIRINHA, CRISTO REDENTOR, FLORESTA, JACARECANGA, JARDIM GUANABARA, JARDIM IRACEMA, PADRE ANDRADE, PRESIDENTE KENNEDY, QUINTINO CUNHA, SÃO GERARDO, VILA VELHA

    115ª AEROLÂNDIA, AEROPORTO, ALTO DA BALANÇA, BENFICA, BOM FUTURO, DAMAS, DENDÊ, DIAS MACEDO, FÁTIMA, ITAOCA, ITAPERI, JARDIM AMÉRICA, JARDIM CEARENSE, MANUEL SÁTIRO, MARAPONGA, MONDUBIM, MONTESE, PARANGABA, PARQUE DOIS IRMÃOS, PARREÃO, PASSARÉ, SERRINHA, VILA PERI, VILA UNIÃO

    116ª ANTÔNIO BEZERRA, BOM JARDIM, BONSUCESSO, CONJUNTO CEARÁ, GRANJA LISBOA, GRANJA PORTUGAL, HENRIQUE JORGE, PARQUE GENIBAÚ, SIQUEIRA

    117ª ALTO ALEGRE, BOM JARDIM, BONSUCESSO, CANINDEZINHO, CONJUNTO ESPERANÇA, DOM LUSTOSA, GRANJA LISBOA, GRANJA PORTUGAL, HENRIQUE JORGE, JOÃO XXIII, JÓQUEI CLUBE, MANUEL SÁTIRO, MARAPONGA, MONDUBIM, PARANGABA, PARQUE GENIBAÚ, PARQUE PRESIDENTE VARGAS, PARQUE SANTA ROSA, PARQUE SÃO JOSÉ, SIQUEIRA, VILA PERI

    118ª ANCURI, BARROSO, BOA VISTA, BOA VISTA CASTELÃO, CAJAZEIRAS, CASTELÃO, CONJUNTO PALMEIRAS, DIAS MACEDO, ITAPERI, JANGURUSSU, MESSEJANA, MONDUBIM, PARANGABA, PARQUE DOIS IRMÃOS, PARQUE SANTA MARIA, PASSARÉ, PEDRAS, PLANALTO AYRTON SENNA, PREFEITO JOSÉ WALTER, SERRINHA

    (O Povo Online)

    Os números das eleições em Fortaleza

    100% das urnas foram apuradas na disputa pela Prefeitura de Fortaleza. Vamos aos números:

    Eleito, Roberto Cláudio (PSB) conquistou 650.607 votos, o que corresponde a 53,02% do total.

    Elmano de Freitas (PT) teve 576.435 votos, o que representa 46,98% dos sufrágios.

    74.172 foi a diferença de votos entre Roberto Cláudio e Elmano de Freitas.

    A abstenção foi de 268.138 votos, 16,63% dos eleitores.

    1.344.017 eleitores foram às urnas neste domingo.

    33.782 eleitores votaram em branco.

    83.193 eleitores votaram nulo.

    1.227.042 votos foram considerados válidos.

    (Segunda Leitura, O Povo Online)

    Gustavo Fruet, do PDT, é eleito prefeito de Curitiba

    Como já indicavam as últimas pesquisas eleitorais , o candidato Gustavo Fruet (PDT) foi eleito prefeito de Curitiba com 60,65% dos votos válidos. Ratinho Júnior (PSC) ficou com 39,35%. A capital do Paraná registrou 2,42% de votos em branco, 4,21% nulos e 10,09% de abstenções. A vitória de Fruet marca uma das principais viradas ocorridas nestas eleições municipais. No primeiro turno, todas as pesquisas de intenção de voto descartavam o ex-deputado federal em uma eventual disputa no segundo turno.

    arrancada do prefeito eleito ocorreu no final da primeira etapa e se consolidou na segunda. Aos 49 anos, Fruet é filho do ex-prefeito Maurício Fruet e começou na política como vereador, eleito em 1996 pelo PMDB.

    Dois anos depois, após a morte do pai, chegou à Câmara dos Deputados. Em 2004, tentou se candidatar a prefeito pelo PMDB, mas não conseguiu e filiou-se ao PSDB, pelo qual foi eleito em 2006 deputado federal. Em 2010, disputou uma cadeira no Senado e ficou em terceiro lugar. Em 2011, deixou o PSDB e foi para o PDT.

    Apoio político

    A seu favor, Fruet teve apoio político de cinco ministros durante a campanha: José Eduardo Cardozo (Justiça), Paulo Bernardo (Comunicações), Gleisi Hoffmann (Casa Civil), Alexandre Padilha (Saúde) e Brizola Neto (Trabalho).

    Mesmo sendo do PDT, partido coligado ao PT, ele não teve oficialmente o apoio do ex-presidente Lula ou da presidenta Dilma Rousseff . O primeiro não entrou na campanha do pedetista a pedido do apresentador Ratinho, pai de Ratinho Júnior. Dilma não fez palanque em nenhuma campanha que envolvesse disputa entre candidatos de partidos da base.

    Entre as principais promessas de Fruet para Curitiba estão o acréscimo de 2% nos recursos do orçamento municipal na área da saúde, criar o Conselho Municipal de Segurança Pública, fortalecer a Guarda Municipal, criar 15 mil novas vagas no sistema municipal de ensino e investir R$ 200 milhões na frota de ônibus da capital paranaense.

    Campanha acirrada

    A troca de acusações entre os dois candidatos à Prefeitura de Curitiba foi intensa durante a campanha do segundo turno. Fruet acusou o filho do apresentador Carlos Massa, o Ratinho, de ter pouca experiência política e de ter voltado de Brasília “com concessões de rádio e TV”, referindo-se aos negócios do pai do candidato no Paraná.

    Já Ratinho Júnior acusou o adversário de ter distribuído panfletos apócrifos em Curitiba. A alternância de partidos políticos na carreira de Fruet também serviu como combustível de críticas.

    Considerado a maior surpresa das eleições em Curitiba, Ratinho Júnior, no entanto, foi perdendo fôlego aos poucos. O próprio candidato chegou a declarar que era alvo de preconceito porque é mais novo e por não ser de uma tradicional família curitibana. “Eleição é uma faculdade intensiva e aprendi com a experiência que Curitiba é uma cidade conservadora ”, disse ele, após votar neste domingo (28).

    (Ultimo Segundo)

    Haddad bate Serra e PT volta a dirigir São Paulo após 8 anos

    Por Eduardo Simões

    SÃO PAULO, 28 Out (Reuters) – O ex-ministro da Educação Fernando Haddad derrotou o tucano José Serra no segundo turno da eleição municipal em São Paulo neste domingo, colocando o PT de volta no comando da maior cidade do país após oito anos.

    Em suas primeiras declarações como prefeito eleito, Haddad fez um enfático agradecimento ao seu padrinho político, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e prometeu derrubar o “muro da vergonha entre a cidade rica e a cidade pobre”.

    “Quero agradecer do fundo do meu coração ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva”, disse Haddad, provocando um coro da plateia que gritou o nome do ex-presidente. “Viva o presidente Lula!”, disse.

    Lula, no entanto, não estava presente na hora do discurso da vitória. Ele cogitou ir, mas depois desistiu e preferiu acompanhar a declaração de Haddad de sua casa em São Bernardo, segundo a assessoria do ex-presidente.

    Haddad, que também agradeceu a Dilma, a quem chamou de “outra grande liderança nacional”, fez um discurso em tom otimista, focado principalmente em promessas de redução de desigualdades sociais na cidade.

    Haddad foi eleito com 55,57 por cento dos votos, contra 44,43 por cento de Serra, segundo os números do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com todas as seções apuradas.

    Escolhido pessoalmente por Lula para representar o PT na eleição paulistana, Haddad foi ministro da Educação nos governos do ex-presidente e de Dilma Rousseff. Também atuou na prefeitura durante o governo Marta Suplicy, a última petista a comandar a capital paulista, entre 2001 e 2004.

    A vitória de Haddad em São Paulo é apontada por analistas como estratégica para o PT. Além de comandar a maior cidade do país e o terceiro maior orçamento, ela dá aos petistas uma vitória sobre o arquirrival PSDB e sobre Serra, figura histórica do tucanato que já disputou duas eleições presidenciais.

    Haddad, que participou pela primeira vez de uma disputa eleitoral, contou com apoio direto da presidente Dilma Rousseff que esteve em comícios tanto no primeiro quanto no segundo turno da disputa.

    O prefeito eleito, de 49 anos, disse ainda que vai buscar parcerias tanto com o governo federal quanto com o estadual, comandado pelo tucano Geraldo Alckmin.

    EMPURRAR PARA A FRENTE

    Pelo lado tucano, a derrota gera incertezas sobre o futuro político de Serra, que comandou a cidade entre 2005 e 2006 e foi governador do Estado entre 2007 e 2010.

    Em seu discurso após a derrota, Serra, que perdeu para Lula e Dilma em disputas presidenciais em 2002 e 2010, disse sair da campanha com mais “energia e vigor” do que quando entrou, apesar de estar com semblante claramente abatido.

    “Sei que as pessoas estarão vigilantes no acompanhamento e fiscalização do novo governo. Na cobrança do cumprimento das promessas realizadas”, disse o tucano, depois de, sem citar o nome de Haddad, desejar boa sorte ao prefeito eleito.

    Serra disse ainda ter feito uma campanha “limpa” e baseada na defesa da “ética na vida pública”.

    Um dos principais temas da campanha tucana em São Paulo foi o julgamento do escândalo do chamado mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em que foram condenados ex-integrantes da cúpula petista, como o ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu, o ex-presidente do PT José Genoino e o ex-tesoureiro da legenda Delúbio Soares.

    Uma das propagandas do tucano afirmava que, se o eleitor votasse em Haddad, Dirceu, Genoino e Delúbio “voltariam”.  

    (Reuters Brasil)

    TRF do Rio de Janeiro e do Espírito Santo abre inscrições para concurso com 58 vagas

    O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (Rio de Janeiro e Espírito Santo) abre neste sábado (27) as inscrições do concurso público para 58 vagas de juiz federal substituto. O salário é de R$ 21.766,16.
     

    Tribunal Regional Federal da 2ª Região (Rio de Janeiro e Espírito Santo)
    Inscrições
    De 27 de outubro a 26 de novembro
    Vagas
    58
    Salário
    R$ 21.766,16
    Taxa
    R$ 160
    Provas
    13 de janeiro de 2013

    A cada 20 vagas preenchidas, considerando também as que surgirem durante a validade do concurso, haverá a reserva de uma vaga para candidatos deficientes.

    Os candidatos devem ter nível superior em direito há, no mínimo, 3 anos, e possuir 3 anos de atividade jurídica após a obtenção do bacharelado em direito.

    As inscrições devem ser feitas no período de 27 de outubro a 26 de novembro pelo sitewww.cespe.unb.br/concursos/trf2_12_juiz. A taxa é de R$ 160.

    A seleção terá 5 etapas. A primeira consiste na prova objetiva seletiva. A segunda terá 2 provas escritas. Já a terceira etapa compreende a sindicância da vida pregressa e investigação social, exame de sanidade física e mental e exame psicotécnico. Na quarta etapa será aplicada uma prova oral. E na última etapa haverá a avaliação de títulos.

    Serão cobradas as disciplinas de direito constitucional, direito administrativo, direito penal, direito processual penal, direito civil, direito processual civil, direito previdenciário, direito financeiro e tributário, direito ambiental, direito internacional público e privado, direito empresarial, direito econômico e de proteção ao consumidor, sociologia do direito, psicologia judiciária, ética e estatuto jurídico da magistratura nacional, filosofia do direito e teoria geral do direito e da política.

    A prova objetiva seletiva será aplicada no dia 13 de janeiro de 2013.

    A prova objetiva e a perícia médica serão realizadas no Rio de Janeiro e Vitória. As demais etapas serão apenas na cidade do Rio de Janeiro.

    O concurso terá validade de 2 anos e poderá ser prorrogado, uma vez, por igual período.

    (G1 Concursos)

    Site anuncia falsa morte de AMAZONINO MENDES, prefeito de Manaus

    Uma notícia falsa publicada num site pirata e que circulou nas rede sociais neste sábado (27) anunciava a morte do prefeito de Manaus, Amazonino Mendes. A Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom) informou que trata-se de um boato.

    “Não procedem os boatos postados em redes sociais sobre o prefeito Amazonino Mendes”, diz a secretaria, em nota. Os links compartilhados nas redes sociais levam a páginas falsas, que não correspondem às oficiais. Um dos links levava a uma página falsa que imita o design gráfico do G1.

    A secretaria de comunicação informa que “O prefeito Amazonino Mendes está em Manaus, bem de saúde, e votará neste domingo, às 8h”.

    (G1)

    Cantora lírica Diva Pieranti morre no Rio, aos 82 anos

    Morreu na madrugada deste sábado (27), no Rio de Janeiro, a cantora lírica brasileira Diva Pieranti. Ela tinha 82 anos e estava internada na Hospital São Lucas, em Copacabana, na Zona Sul da cidade. Considerada um dos maiores sopranos brasileiros de sua geração, Diva vinha se recuperando de um aneurisma cerebral há dois anos, mas faleceu após um procedimento cirúrgico.

    O velório aconteceu às 16h da tarde deste sábado, na Capela 8 do Cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul. O enterro será às 11h de domingo (28).

    Em nota, a presidente da Fundação Theatro Municipal, Carla Camurati afirmou sentir muito a “perda desta cantora de voz tão singular”. O diretor artístico do teatro, o maestro Silvio Viegas, também lamentou a morte da soprano. “O cenário lírico brasileiro fica mais pobre, a partir de hoje, com o falecimento desta excepcional cantora”, destacou.

    Carreira
    Durante quatro décadas de trajetória artística, Diva Pieranti contracenou com grandes nomes da cena lírica, como Mario Del Monaco, Ferruccio Tagliavini, Maria Callas, Renata Tebaldi, Boris Christoff, Giulio Neri, Nicola Rossi-Lemeni e Paulo Fortes. Filha de pais italianos, iniciou seus estudos aos 13 anos com cantora Pina Monaco. Posteriormente, fez cursos de aperfeiçoamento no famoso Maggio Musicale Fiorentino, onde foi elogiada e incentivada pelo célebre barítono Titta Ruffo.

    Estreou como solista aos 17 anos de idade, no Theatro Municipal do Rio, com a Orquestra Sinfônica Brasileira, sob regência do maestro Jean Constantinescu. Suas primeiras óperas foram “La bohème” (Musetta), “Barbeiro de Sevilha” (Rosina ) e “Elisir d’amore” (Adina). Como diretora, sua primeira experiência foi a montagem da ópera Aída, no Maracanãzinho, no Rio.

    Foi uma das artistas que mais se apresentaram no palco do Municpal, tendo sido homenageada com uma medalha de ouro em 2009, por ocasião do centenário do teatro.

    Nos últimos anos, dava aulas de aperfeiçoamento vocal para cantores e também atuava como diretora de cena. Entre seus alunos estão Isabel Porciúncula (vencedora do Concurso Internacional de Canto como melhor brasileira e quarta colocada, como internacional), Mirna Rubin (primeiro lugar no Concurso Nacional de Canto em Brasília), Teresa Fagundes (concertista), India Tiso e o jovem ator George Sauma (o Tatalo da série “Toma lá dá cá”, da TV Globo).

    (G1)

    Revista Veja também joga a toalha e diz: o PT venceu

    247 – Em reportagem publicada nesta fim de semana, intitulada “A velha renovação”, a revista Veja admite o sucesso eleitoral do Partido dos Trabalhadores e aponta o PT como a única legenda que “cresce sem parar desde a sua criação”.

    O sucesso eleitoral seria fruto da aposta na renovação, com quadros como Fernando Haddad, cuja vitória em São Paulo já é praticamente certa, segundo a revista, e Alexandre Padilha e Lindbergh Farias, que estariam sendo preparados para futuras disputas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

    Enquanto isso, o PSDB, partido com o qual a Editora Abril tem se alinhado nos últimos anos por razões ideológicas e econômicas, insistiria na repetição. Segundo a reportagem, há um desgaste com José Serra, que concorre pela “quinta vez neste século”.

    Assinada por Otávio Cabral, a análise de Veja, no entanto, não atribui o sucesso do PT apenas à busca de quadros novos. Diz ele que o partido hoje se sustenta “mais por seus vícios do que por suas virtudes”. Entre esses vícios, ele aponta o “centralismo leninista” e o aparelhamento do Estado.

    Em relação ao PSDB, há certo desalento e a revista afirma que “não há nomes no horizonte para carregar a bandeira dos tucanos, com exceções como o senador mineiro Aécio Neves”.

    (Brasil 247)

    Embates entre PT, PSB e PSDB marcam disputas do 2o turno

    São Paulo – A eleição deste domingo será protagonizada por disputas envolvendo PT, PSB e PSDB, cujos candidatos concorrem no segundo turno em 12 das 17 capitais, com destaque para Fortaleza, Salvador e São Paulo, onde o resultado tem influência direta para as aspirações dessas legendas nos próximos anos.

    Para o PT, por exemplo, uma vitória em São Paulo sobre o PSDB pode significar a conquista de uma importante trincheira com vistas às eleições de 2014. Para os tucanos, a vitória é essencial para manter a força no Estado de São Paulo e de quebra dar uma vitrine para um dos quadros mais importantes do partido, José Serra.

    PT e PSDB são adversários históricos e terminaram o primeiro turno apontando motivos para comemorar. Enquanto os petistas conquistaram o maior número de votos, os tucanos se mantiveram como a segunda maior força no comando das prefeituras, atrás apenas do PMDB, que historicamente é o que mais elege prefeitos.

    “Acho que o PT (já) saiu vitorioso dessa eleição. Se o PT ganhar em São Paulo, a vitória vai ser mais estrondosa ainda”, analisou Carlos Melo, cientista político do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper).

    “Para o PSDB (a vitória) vai depender mesmo de São Paulo”, continua Melo, argumentando que as disputas travadas pelos tucanos em outras sete capitais não compensam o peso do eleitorado paulistano. “O PSDB está querendo fazer do limão uma limonada, mas é uma limonada com sal, não uma limonada com açúcar.” Além de São Paulo, os tucanos enfrentam o PT em Rio Branco e João Pessoa, e outros partidos em São Luís, Manaus, Vitória, Belém e Teresina.

    As pesquisas animam os petistas, já que Ibope e Datafolha apontaram nas sondagens desta semana uma vitória folgada para Fernando Haddad sobre Serra.

    Se a disputa em São Paulo opõe adversários tradicionais, em Fortaleza, quinta cidade mais populosa do país, a eleição será definida entre aliados históricos: PT e PSB.

    Essa disputa é mais um capítulo do duelo entre os dois partidos da base aliada da presidente Dilma Rousseff. No primeiro turno eles estiveram de lados opostos em Belo Horizonte e Recife, por exemplo. O PSB levou a melhor nos dois casos.

    Em Fortaleza, o tom da campanha com ataques entre Elmano de Freitas (PT), que critica o governo estadual do PSB, e Roberto Cláudio (PSB), que mira na administração municipal petista, tem preocupado a cúpula dos dois partidos que buscam evitar consequências para a aliança nacional e estadual entre petistas e socialistas.

    Para o PSB, que também disputa o segundo turno em Cuiabá –também contra o PT– e Porto Velho, a capital cearense é considerada a jóia da coroa a ser conquistada no domingo. A legenda elegeu 444 prefeitos no primeiro turno, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e teve o maior crescimento entre todos os partidos.

    Uma eventual vitória em Fortaleza ao se somar a Recife fortaleceria ainda mais a posição do partido na região –onde comanda os governos de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Piauí– ao tirar essas capitais do PT.

    Além disso, a vitória animaria ainda mais os socialistas que veem o governador de Pernambuco e presidente da legenda, Eduardo Campos, como um futuro candidato à Presidência da República.

    Mas mesmo esse bom desempenho não seria definitivo para um projeto nacional do PSB na avaliação do cientista político e diretor do Instituto de Pesquisas e Projetos Sociais (Inpro), Benedito Tadeu Cesar.

    “Tudo bem, o Eduardo Campos se fortalece, mas não para a próxima eleição. Acho que seria um caminho mais seguro se ele continuar na base da Dilma e pleitear ministério de projeção (num segundo mandato da petista)”, afirmou o diretor do Inpro.

    Outra disputa fundamental para os petistas se dá em Salvador, num confronto emblemático porque Nelson Pelegrino (PT) tem como adversário o deputado ACM Neto (DEM), cujo avô Antônio Carlos Magalhães, falecido em 2007, teve uma carreira política tão notória que deu origem ao verbete “carlismo”.

    Uma vitória do DEM, segundo maior partido de oposição ao governo federal, pode ter impacto na sucessão do governador Jaques Wagner (PT) e daria novo fôlego à legenda que é tida por analistas políticos como candidata à extinção depois que boa parte dos seus quadros no Congresso migraram para o recém criado PSD.

    O PMDB, o “rei” das prefeituras, ainda pode ganhar mais três capitais no domingo –disputa em Campo Grande, Natal e Florianópolis.

    (Exame Online)

    LUIZIANNE LINS ganha direito de resposta na TV contra ROBERTO CLÁUDIO

    A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), que tenta eleger o petista Elmano de Freitas como sucessor, conquistou na Justiça direito de resposta contra a coligação adversária, do candidato Roberto Cláudio (PSB). 

    Hoje, ela terá 25 inserções de um minuto, em três emissoras de TV da capital cearense – entre elas a TV Verdes Mares, afiliada da TV Globo-, para responder aos ataques sofridos nos últimos dois dias. 

    A campanha de Roberto Cláudio apresentou em sua propaganda eleitoral inserções contendo foto da prefeita e o áudio de uma entrevista à TV Diário, feita em 2010, na qual ela diz que seria capaz de eleger “até um poste, mesmo com a luz quebrada”. 
    A juíza da 117ª Zona Eleitoral, Maria das Graças Almeida de Quental, entendeu que a veiculação teve o claro propósito de “denegrir a imagem da prefeita no momento em que há disputa eleitoral […], afrontar e ofender a honra de Luizianne”. 
    Na decisão, Quental diz ainda que as palavras de Luizianne “ocorreram em outro momento, que pela imagem denota-se que foram proferidas quando em descontração e privacidade”. 
    No entendimento da juíza, a mensagem tem a intenção é “denegrir a imagem da prefeita e despertar na opinião pública o entendimento de que a mesma não tem respeito com o seu eleitorado”. 
    Ao fazer comício em Fortaleza ao lado de Luizianne e Elmano na última terça-feira (23), o ex-presidente Lula repetiu a mesma frase que já havia dito sobre outros candidatos petistas em São Paulo: “De poste em poste, o PT vai iluminar o Brasil”. 
    A disputa em Fortaleza chega à reta final com resultado imprevisível. Elmano e Claudio estão empatados nas pesquisas. O Datafolha indica 42% para o petista e 41% para o socialista. O Ibope apontou 43% para cada um deles.  

    (Folha Press)

    Roberto Cláudio, candidato do PSB, é punido pela Justiça Eleitoral

    Fortaleza – Na véspera do segundo turno das eleições para a Prefeitura de Fortaleza, o candidato do PT, Elmano de Freitas, obteve mais uma vitória na Justiça Eleitoral. A campanha do candidato do PSB, Roberto Cláudio, foi obrigada a retirar do ar propaganda em que exibia declaração antiga da prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, afirmando que elegeria “até um poste” como seu sucessor. A Justiça deu direito de resposta à prefeita, com 15 inserções de um minuto cada, que serão veiculadas ao longo do dia deste sábado.

    Há dois dias, a Justiça Eleitoral já havia proibido a campanha de Roberto Cláudio de associar sua imagem à do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à da presidente Dilma Rousseff.

    Empatados nas pesquisas de intenção de voto, Elmano e Roberto Cláudio travam um disputa apertadíssima. Não é à toa que acirraram os ânimos na reta final da campanha. No debate de sexta-feira (26) à noite, veiculado pela TV Verdes Mares, afiliada da TV Globo, os dois candidatos trocaram duras acusações.

    Aliados até junho, Elmano e Roberto Cláudio criticaram os governos, principalmente nas áreas de educação, saúde e segurança, de seus respectivos padrinhos políticos. Elmano é apoiado por Luizianne, enquanto Cláudio tem o apoio dos irmãos Ferreira Gomes (o governador do Ceará, Cid Gomes, e o ex-ministro Ciro Gomes).

    Ao acusar Roberto Cláudio de representar uma oligarquia, que comanda o Ceará há vários anos, Elmano tentou vincular o candidato do PSB a José Serra, derrotado à presidência da República, em 2010, e atual candidato a prefeito de São Paulo.

    “Esse seu discurso é fácil, o mesmo utilizado contra Dilma pelo Serra em 2010”, disse Elmano, que acusou o socialista de “faltar com a verdade” durante todo o debate. Cláudio, por sua vez, atacou a gestão de Elmano à frente da secretaria de Educação de Fortaleza. Afirmou ainda que a candidatura de Elmano foi “tirada do bolso do colete” da prefeita.

    O fato é que o segundo turno das eleições de Fortaleza se transformou em um verdadeiro “duelo de postes”. Nenhum dos dois candidatos era conhecido antes das eleições. Ex-secretário de Educação de Fortaleza, Elmano nunca disputou mandato eletivo e teve sua candidatura turbinada com a ajuda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff, desde o primeiro turno das eleições.

    No segundo turno, Lula foi pessoalmente a Fortaleza, na terça-feira (23), onde participou de um megacomício, arrastando cerca de 50 mil para o centro da cidade. Deputado estadual com dois mandatos, Roberto Cláudio é um pouco mais conhecido do eleitorado de Fortaleza, mas também precisou dos padrinhos políticos para alavancar sua candidatura.

    (Exame Online)

    AOS 67 ANOS, LULA ESTÁ A UM DIA DA MAIOR VITÓRIA POLÍTICA

    Caso Fernando Haddad confirme o favoritismo e vença a disputa deste domingo em São Paulo, o ex-presidente Lula, que hoje cedo comemorou o primeiro aniversário após a cura do câncer, terá, mais uma vez, provado seu faro eleitoral e sua capacidade de superar obstáculos internos e externos 

    27 DE OUTUBRO DE 2012

    247 – Ao lado da presidente Dilma Rousseff, de ministros como Guido Mantega, Aloizio Mercadante, Gilberto Carvalho, Alexandre Padilha e Miriam Belchior, do amigo José Múcio, do médico Roberto Kalil e da esposa Marisa Letícia, o ex-presidente Luiz Inácio Lula comemorou nesta manhã, em São Bernardo do Campo, seu 67ª aniversário, com dois bons motivos para comemorar. Foi sua primeira celebração após a vitória contra um câncer na laringe e Lula está também a apenas um dia de conquistar sua maior vitória política: a eleição de Fernando Haddad, em São Paulo, depois de superar obstáculos internos e externos.

    Haddad não era o nome mais forte dentro do PT. No início da disputa eleitoral, várias lideranças do partido defendiam que a ex-prefeita Marta Suplicy fosse novamente a candidata. Num quadro adverso, o ex-ministro da Educação começou como um traço nas pesquisas, enfrentando as máquinas da prefeitura de São Paulo e do governo estadual. Hoje, com vinte pontos de vantagem sobre o tucano José Serra, só uma hecatombe seria capaz de impedir sua vitória.

    Desta vez, a vitória, mais do que qualquer outra, representa um triunfo pessoal de Lula. Em 2002, quando chegou à presidência, o líder metalúrgico conquistou o poder representando um projeto político de toda uma geração. A reeleição de 2006 e a vitória de Dilma Rousseff em 2010 foram mensagens do eleitorado a esse mesmo projeto, aprovado pela maioria da população.

    Em São Paulo, era diferente. Lula impôs sua vontade, no momento em que o PT sofria o momento mais crítico de sua história, com o julgamento da Ação Penal 470. Mesmo diante de um bombardeio diário dos meios de comunicação, a intuição de Lula prevaleceu novamente e ele parece estar provando que ainda é a força política mais relevante do País.

    (Brasil 247)

    Atriz Regina Dourado morre aos 59 anos em Salvador

    Morreu na manhã deste sábado (27), a atriz Regina Dourado, de 59 anos., no Hospital Português, em Salvador.

    Regina sofreu uma parada cardíaca e estava internada em estado grave, em coma, na UTI do hospital, lutando contra um câncer de mama com metástase, desde o último dia 20.

    A atriz descobriu um nódulo maligno em um dos seios, em 2003 e, durante alguns anos, passou por cirurgias, sessões de quimioterapia e radioterapia. 

    O velório, aberto ao público, será no Cemitério da Saudade, em Salvador, com início previsto para 16h. O corpo de Regina será cremado neste domingo (28), em cerimônia fechada para familiares e amigos da atriz.

    Apelo

    O irmão de Regina, Oscar Dourado, havia feito um pedido aos amigos e ao público no último dia 24, durante conversa com a apresentadora Sonia Abrão, em seu programa, A Tarde é Sua , da Rede TV!.

    “Infelizmente, a situação é complicadíssima. Ela está em metástase. Ela já está em um estágio de transição. A gente pede para que as pessoas orem para que essa transição seja a mais amena possível para ela”, disse ele.

    Por saber que o estado de sua irmã é muito grave, já que ela está em coma, Oscar pediu para que os fãs se lembrem de como Regina era antes de contrair a doença.

    “A gente tem ela na condição de mulher independente, mulher vencedora, que conseguiu sucesso na profissão, que conseguiu criar seu filho. Então, temos que guardar essa imagem dela”, finalizou.

    Carreira
    Regina Maria Dourado nasceu na Bahia em 1953. Logo cedo, ela começou sua carreira como atriz no teatro da Companhia Baiana de Comédia. Mas foi apenas 10 anos depois, em 1978, que ela estreou na Globo com um especial de Quincas Berro D´água, ao lado de Paulo Gracindo.

    Desde então, Regina Dourado seguiu com uma bem sucedida carreira na televisão e no cinema. Entre as novelas e minisséries que a atriz estrelou estão: Pai Herói; Cavalo Amarelo; Rosa Baiana; Lampião e Maria Bonita; Pão, Pão, Beijo, Beijo; Roque Santeiro; O Pagador de Promessas; Felicidade, O Sorriso do Lagarto; Tereza Batista; Renascer; Tropicaliente; Explode Coração; O Rei do Gado; Anjo Mau; Andando Nas Nuvens; Esperança; Seus Olhos, América; Bicho do Mato; Caminhos do Coração.

    Em Explode Coração Regina Dourado emplacou o bordão, repetido por milhares de brasileiros: “Stop, Salgadinho! Stop”. Na trama, ela vivia Lucineide, casada com Salgadinho, interpretado por Rogério Cardoso. Por esse papel, ela chegou a ganhar por melhor cena no Prêmio Cassiano Gabus Mendes – Vídeo Show.

    No cinema a atriz também foi muito reconhecida. Regina Dourado recebeu o prêmio de melhor atriz coadjuvante no Festival de Cinema de Recife pelo aclamado Espelho D´Água – Uma Viagem pelo Rio São Francisco, dirigido por Marcus Vinicius César. Além de três prêmios como melhor atriz: em Tana´s Take, Tigipió e Corpo em Delito.

    Seu último trabalho foi em Caminho das Índias, em 2008.

    (Portal Mídia News)

    American Top Team: FORTALEZA ganhará centro de treinamento para novos talentos do MMA

    Gleison Tibau 

    CT chancelado pela American Top Team será construído em Fortaleza para revelar talentos do MMA

    Gleison Tibau, atleta do UFC, esteve em Fortaleza para acertar a ida do promissor Mardone Sampaio aos Estados Unidos. O atleta cearense vai treinar na sede da American Top Team .

    Fortaleza vai receber um centro de treinamento com estrutura inédita no Nordeste: a American Top Team. As obras devem começar até dezembro. O objetivo dessa que é uma das mais tradicionais equipes do mundo no MMA é revelar lutadores nordestinos para eventos como o UFC, por exemplo.

    O Centro de Treinamento, que ficará na Parangaba, terá o mesmo padrão do CT da equipe na Flórida, nos Estados Unidos.

    A informação foi confirmada pelo lutador do Ultimate, Gleison Tibau, e pelo atleta cearense Mardone Sampaio, em entrevista exclusiva para o Blog Vai Encarar, nos estúdios da TV DN, na redação do Diário do Nordeste. O potiguar esteve em Fortaleza, onde veio tratar de detalhes do projeto e ministrar um seminário sobre Wrestling na academia Nordeste Combat.

    “Vai ser bom para os nordestinos que se destacarem, pois vão poder ir para os Estados Unidos e ter oportunidades que não tive, e vai ser bom também para a América Top Team, que vai se aproximar dos talentos nordestinos”, disse Tibau, que venceu Massaranduba, em um belíssimo combate entre nordestinos no UFC Rio 3, realizado neste mês.

    Gleison também veio acertar a ida de mais uma promissor lutador cearense para treinar na sede American Top Team, nos Estados Unidos. Mardone Sampaio também será um do sócios de Tibau no projeto da equipe no Ceará. “Queremos começar as obras até o fim do ano. A ideia é inaugurar o espaço depois do Carnaval. Lá, os lutadores locais terão toda a estrutura necessária para crescer profissionalmente. Musculação, piscina, tatame e octógono profissional. Tudo no padrão da American Top Team dos Estados Unidos”, afirmou.

    Mardone afirma que vai realizar um sonho em poder treinar em uma equipe de ponta no MMA, e pretende agarrar a oportunidade. O lutador cearense garante que Gleison Tibau vai dar todo o apoio a ele. E que essa é uma das características do atleta potiguar. “Ele é humilde e gosta de ajudar as pessoas”, afirmou.

    Uma das formas de Tibau ajudar ainda mais gente do seu País é aproximar sua equipe dos brasileiros. “Amo o Nordeste. E aqui tem muitos talentos. Fortaleza é minha casa. Adoro as praias daqui e tenho muitos amigos. Os lutadores do Ceará são muito bons de strike (luta em pé). Quero trazer também noções de wrestling para aperfeiçoar (a técnica) dos nordestinos. Os que se destacarem terão chances de ir treinar nos Estados Unidos”, informou.

    Gleison Tibau está no UFC desde 2006. É um dos brasileiros há mais tempo no evento.

    (Diário do Nordeste Online)