Os Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro não são mais os melhores da história. De acordo com o presidente da Organização Desportiva Pan-americana (Odepa), Mario Vázquez Raña, a competição de Guadalajara, no México, está sendo mais bem organizada e é “sem dúvida” a melhor da história.

A declaração foi dada ao jornal local El Informador. Há quatro anos, ele falou a mesma coisa em relação ao evento carioca. Segundo o presidente, Guadalajara teve apenas “probleminhas”, mas não deixou que eles se tornassem “problemões”.

O diretor geral do Comitê Organizador do Pan (Copag), Carlos Andrade Garín ficou “muito feliz” com as palavras do colega dirigente e quer manter o nível de organização nos últimos dias do evento.

Talvez essa opinião não seja compartilhada por alguns atletas, como o tenista brasileiro Ricardo Mello. Sua partida de quartas de final do torneio individual contra o dominicano Victor Estrella foi adiantada sem o seu conhecimento. Ele acabou eliminado e detonou a organização dos jogos. Na natação, houve diversos erros de cronometragem.

Vázques Reña também exaltou a ausência de casos de doping. Até agora, todos os mil exames realizados deram negativo.

De acordo com o diário mexicano, Peru, Colômbia, Estados Unidos e Chile brigam pelos Jogos de 2019. Em 2015, a competição será realizada em Toronto, no Canadá.

(Gazeta Esportiva)

Anúncios