No Estado do Ceará, estão em processo de formação nove partidos políticos. Alguns pretendem participar das eleições municipais do próximo ano, mas as exigências estabelecidas pela legislação farão com que os planos de alguns sejam adiados. Para participar da eleição, é preciso que o partido esteja registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um ano antes do pleito, ou seja, até o dia 7 de outubro deste ano.

As nove agremiações em formação no Ceará são as seguintes: Partido Ecológico Nacional (PEN), Partido Federalista (PF), Partido Humanista do Brasil (PHB), Partido Liberal Democrático (PLD), Partido da Mulher Brasileira (PMB), Partido Pátria Livre (PPL), Partido Social (PS), Partido da Transformação Social (PTS) e Partido Social Democrático (PSD), este último tem como articulador o prefeito de São Paulo Gilberto Kassab.

Como tudo no Brasil, para ser registrado no TSE, um partido precisa passar por alguns processos burocráticos. Ele precisa elaborar o programa e o seu estatuto, eleger os dirigentes nacionais provisórios e publicar o programa e o estatuto no Diário Oficial da União.

Também é necessário, no mínimo, 101 eleitores com domicílio eleitoral em, pelo menos, um terço dos Estados. No caso específico do Ceará, seriam 4.699 assinaturas. Para comprovação, o partido deverá organizar listas ou formulários, para cada Zona Eleitoral dos respectivos estados.

Com informações do Diário do Nordeste