O grupo Santander oferecerá, a partir da intensificação de convênios com a PUC Minas, dois programas de bolsas de estudos no exterior para alunos de graduação da Universidade. O anúncio foi feito pelo diretor do Santander Universidades Brasil, Jamil Hannouche, durante solenidade de inauguração do posto do Banco Real/Grupo Santander, ocorrido na última quinta-feira, 29 de abril, no campus Coração Eucarístico.


O primeiro programa é o Top China, cujo objetivo é possibilitar que alunos e professores brasileiros passem três semanas em uma universidade chinesa, como uma possibilidade de troca de conhecimento. De segunda a sexta-feira, os alunos e professores participarão de grupos de estudos, discutindo com alunos locais a respeito de temas pré-definidos, como o meio ambiente, mudanças climáticas e biotecnologia.

Nos finais de semana, o objetivo do Top China é promover um tour pelo país, uma oportunidade de se estudar sobre a História da Arte da China. Quatro alunos e um professor da PUC Minas serão contemplados com as bolsas. Para participar da seleção, os interessados devem preencher alguns requisitos mínimos, como fluência em inglês, bom desempenho acadêmico e boa comunicação interpessoal. O programa será lançado pelo Santander no dia 11 de maio, e as viagens ocorrerão no dia 8 de julho.

O segundo programa anunciado por Hannouche é o Bolsas Fórmula Santander, que será oficialmente lançado no Brasil entre outubro e novembro deste ano. Seu objetivo é possibilitar que os alunos escolham uma das cerca de 830 universidades conveniadas com o Santander no mundo e realizem um intercâmbio de seis meses. Serão oferecidas 300 bolsas de mobilidade internacional, das quais 100 serão destinadas à Inglaterra, 100 à Espanha e outras 100 ao Brasil.

Segundo o diretor do Santander, o anúncio dos dois programas representa um fortalecimento da parceria com a universidade, que, segundo ele, já dura 20 anos. “Hoje, na minha opinião, inauguramos uma nova etapa na construção do relacionamento com a PUC. Esta instituição, agora, passa a fazer parte dessa rede de relacionamento de 830 universidades, que é uma rede poderosa a serviço do ensino superior no mundo”, afirmou.

(Assessoria da PUC MInas)

Anúncios