“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva veio como Cristo, anunciando a boa nova”, disse hoje seu colega venezuelano, Hugo Chávez, a respeito da aprovação em uma comissão do Senado brasileiro da entrada da Venezuela no Mercosul.

“É benéfico para todos. Criar um grande mercado para a América do Sul. O Mercosul vai se transformar em um novo polo de poder econômico”, afirmou Chávez aos jornalistas na pista do aeroporto de El Tigre, onde recebeu Lula para um novo encontro trimestral entre ambos.

Ontem, a CRE (Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional) aprovou o protocolo de adesão assinado em Caracas em julho de 2006 e encaminhado pelo Executivo ao Congresso no início de 2007. A matéria ainda precisa ser votada no plenário do Senado para ter valor definitivo, o que deverá ocorrer na próxima semana.

O protocolo de adesão da Venezuela já foi ratificado nos Parlamentos argentino e uruguaio, e ainda aguarda debate no Paraguai.

“Considero do ponto de vista moral, econômico, político, que a Venezuela já é território do Mercosul”, acrescentou o presidente venezuelano, se mostrando esperançoso de que o Paraguai dê também o sinal verde.

“O Paraguai tem seus próprios ritmos. Acho que mais cedo do que tarde conseguiremos que o Paraguai aprove a entrada da Venezuela”, declarou Chávez.

Lula qualificou ontem de “extraordinário” o avanço no processo de adesão da Venezuela, ao inaugurar em Caracas, pouco após sua chegada, o novo Consulado do Brasil no país.

Em sua sétima reunião trimestral, os dois presidentes assinarão acordos para a operação conjunta de uma refinaria em Pernambuco e tratarão assuntos da agenda bilateral, assim como questões internacionais.

Fonte: Noticias Uol