O Sindicato dos Bancários do Ceará (SEEB/CE) cobrou da Diretoria Administrativa do BNB explicações sobre o horário estendido que passou a vigorar a partir do dia 29/4, em várias unidades operadoras do Banco.

O Diretor Nelson de Souza esclareceu que a medida atende determinação do Governo Federal visando à renegociação de dívidas de agricultores prejudicados pela seca, mas que está sendo implantada respeitando todos os requisitos legais e trabalhistas.

Para o SEEB/CE, a jornada estendida em mais duas horas é prevista em lei desde que seja integralmente remunerada com os acréscimos legais, isto é, não admite compensação através de banco de horas.

Outra exigência legal é que a medida seja por tempo determinado e não tenha caráter universal, ou seja, abranja apenas parte das agências da Instituição onde os problemas acarretados pela seca estejam devidamente caracterizados.

O Diretor Administrativo do BNB afirmou que o horário estendido será implantado em cerca de 30% das agências e tem prazo até o dia 10 de maio corrente para ser concluído em regime de mutirão.

O Sindicato dos Bancários do Ceará alerta os funcionários no sentido de registrarem o ponto eletrônico e assinarem a FIP nos horários que efetivamente iniciarem e encerrarem o expediente.

E lembra que o horário estendido somente pode ser adotado com a concordância individual de cada funcionário. Quaisquer desvios das normas devem ser imediatamente comunicados ao SEEB/CE para a adoção das providências cabíveis.

(Sindicato dos Bancários do Ceará)

Anúncios