Em mensagem publicada ontem e reproduzida no perfil do pastor Marco Feliciano (PSC-SP) na rede social Twitter, um assessor do deputado afirma que o destino de crianças adotadas por gays é o estupro.

Na mensagem postada na conta de Roberto Marinho, que está registrado como funcionário do gabinete do deputado, o assessor chama a atenção do pastor para uma reportagem da TVB, afiliada da Record na região de Campinas, sobre um caso de uma criança que teria sofrido abusos de um casal gay.

“Olha isso @marcofeliciano, esse será o destino de crianças adotadas por gays. Casal gay estuprava filho adotivo.”

O pastor reproduziu a mensagem aos seus mais 160 mil seguidores, sem emitir comentário sobre o conteúdo.

twitter feliciano gays

Procurada, a assessoria de Feliciano disse que o Twitter é particular do assessor e que não comentaria a mensagem.

Marco Feliciano sofre pressão para renunciar ao cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos por ter opiniões consideradas homofóbicas e racistas. O pastor nega as acusações e afirma que suas opiniões são compartilhadas pela maioria da comunidade evangélica.

Luis Nassif Online