Se os eleitores hispânicos comparecerem em massa às urnas, o presidente norte-americano e aspirante democrata à reeleição, Barack Obama, pode vencer em quatro estados-chave, Nevada, Colorado, Flórida e Virgínia, segundo uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira (5).

Estes quatro estados combinados representam 57 eleitores dos 270 necessários para obter a vitória nas eleições de terça-feira, que até agora mostram um empate entre Obama e Romney em nível nacional, segundo as pesquisas.

As eleições presidenciais americanas são realizadas de forma indireta, através de um Colégio Eleitoral, e historicamente alguns estados são os responsáveis por inclinar a balança.

Nevada conta com 6 eleitores, Colorado 9, Flórida, 29 e Virgínia, 13.

Cerca de 73% dos eleitores hispânicos registrados se declaram favoráveis a Obama e 24% a Romney, segundo o relatório do grupo de meios de comunicação hispânicos ImpreMedia e da LatinoDecisions, uma empresa especializada que durante onze semanas rastreou o voto hispânico.

A pesquisa ‘sugere que o presidente Obama obterá uma porcentagem recorde do voto hispânico, o que, por sua vez, lhe dará a vitória em estados-chave e votos suficientes do Colégio Eleitoral para alcançar a presidência’, explicou o comunicado.

A LatinoDecisions afirma que a motivação dos hispânicos foi crescendo com a disputada campanha eleitoral.

‘Se Obama conquistar 73% dos votos hispânicos ou mais, ofuscará os 72% obtidos por Bill Clinton em sua reeleição maciça de 1996, e marcará o resultado mais alto registrado até agora por um candidato presidencial democrata’, explicou o relatório.

A pesquisa foi realizada entre os dias 26 de outubro e 1 de novembro entre 300 eleitores hispânicos, em inglês ou espanhol.

(www.agorams.com.br)