A rede mundial de hotéis Accor anunciou ontem, em Fortaleza, a intenção de instalar 100 hotéis em todo o Brasil, nos próximos cinco anos, com foco em cidades interioranas de 100 a 500 mil habitantes. Somente no Nordeste existe a meta de construir 30 unidades. O Ceará está incluído na proposta.

De acordo com a Accor, os hotéis são da marca Formule 1. Os investimentos devem chegar a R$ 500 milhões.

Cada unidade custa entre R$ 4 e 6 milhões, conforme a rede, e teriam de 66 a 100 quartos.

No Ceará estariam dentro do pacote de hotéis os municípios de Sobral, Crato e Maracanaú. Também faz parte dos planos, ainda, a praia do Pecém, em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza.

A Accor quer trabalhar com o sistema de franquias. Cada franquiado assumiria um pacote com cinco hotéis. A rede assegura que é possível construir e implementar cada unidade em sete meses – ou até menos tempo, já que parte da edificação é feita com material pré-fabricado.

O público-alvo é o usuário que viaja a trabalho e procura um bom hotel, mas com baixo custo. As unidades seriam de duas estrelas – cada um com 12 metros quadrados. Cada quarto tem ar-condicionado e TV a cabo, por exemplo, mas os hotéis não possuem serviços como restaurante ou mensageiro, embora haja a opção de café da manhã.

Além da rede de novos hotéis Formule 1, no Interior do Ceará, a Accor também tem planos para Fortaleza. Hoje a empresa tem somente dois hotéis na Capital – o Ibis e o Mercure. A rede quer instalar em Fortaleza um Formule 1 próximo à avenida Monsenhor Tabosa, em fase avançada de negociações, e ainda outros projetos na área nobre.

7 MESES

é o prazo em que a rede mundial de hotéis Accor prevê construir uma unidade.

(O Povo Online)