Uma pesquisa estimulada do Datafolha, publicada na edição deste domingo do jornal Folha de S.Paulo, aponta que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva manteve sua aprovação durante a crise no Senado. A atuação de Lula em seu segundo mandato é tida como ótima/boa por 67% dos entrevistados, uma redução de dois pontos percentuais (dentro da margem de erro) ante os 69% obtidos por ele em maio. A avaliação regular subiu de 24% para 25% e ruim/péssimo de 6% para 8%. O levantamento entrevistou 4,1 mil pessoas, em 171 municípios, entre os dias 11 e 13 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

A crise do Senado tem foco no presidente da casa, o senador José Sarney (PMDB-AP). Ele é alvo de uma série de denúncias que incluem cometer irregularidades na administração da Casa, empregar pessoas ligadas à sua família e desviar dinheiro público por meio de uma fundação que leva o seu nome.

Com o resultado da pesquisa divulgada pelo jornal, Lula está a apenas três pontos de seu recorde pessoal (70%), obtido em novembro de 2008.

Se por um lado Lula conseguiu manter seu nível de aprovação, o mesmo não se pode dizer do Congresso Nacional. No mesmo levantamento, o Datafolha apontou que as casas legislativas do País tiveram 44% de péssimo, 36% de regular e 14% de ótimo/bom, ante 34% de péssimo, 41% de regular e 19% de ótimo/bom obtidos no levantamento de maio.

Fonte: Portal Terra