dia_da_pedofilia_2SÃO PAULO – O deputado estadual do Pará Luiz Afonso Seffer (DEM) decidiu se afastar de todas as funcões que ocupava na Assembléia Legislativa até a conclusão das investigações sobre uma denúncia de abuso sexual a uma menina. O parlamentar era líder do partido na Casa e suplente na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia.

Segundo o deputado federal Vic Pires (DEM-PA), Seffer tomou a decisão para se dedicar à sua defesa. Na segunda-feira, primeira reunião da CPI, os parlamentares disseram que querem realizar uma visita ao juiz José Maria do Rosário, da Infância e da Adolescência, para tomar conhecimento dos detalhes sobre a investigação.

Pires informou que Seffer teve seu nome substituído pelo deputado Márcio Miranda (DEM) na liderança da sigla na Casa. Haroldo Martins (DEM) assumiu a vaga de suplente na CPI.

Seffer teria abusado de uma menina que morou em sua casa por dois anos. Em sessão na Assembléia Legislativa no dia 15 de dezembro, ele negou as acusações.

– Não existe nenhum processo de pedofilia contra mim, não existe nenhum inquérito, nem sequer eu fui citado, eu fui chamado no juizado da infância e adolescente para esclarecer sobre uma situação de risco a partir de uma denúncia contra mim por uma adolescente que morou na minha casa e isso eu fiz – disse.

O parlamentar afirmou que não sabe explicar como as denúncias surgiram e foram feitas.

– É uma história sem nexo, de que ela vivia inclusive em cárcere privado, eu não sei de onde partiu, eu só sei que a própria a família da adolescente é testemunha de como ela era bem tratada – falou.

Fonte: http://jbonline.terra.com.br/

Anúncios