SUS volta a realizar cirurgias de catarata em Fortaleza

catarata_capa

Depois de mais de um ano suspensas por falta do repasse de verbas do Ministério da Saúde, as cirurgias de catarata voltaram a ser realizadas pelo SUS em Fortaleza nesta semana. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebeu R$ 4 milhões. Quatro instituições vão realizar o procedimento, entre elas, o Instituto dos Cegos.

Com a suspensão, muitos portadores aguardam a realização da cirurgia. A SMS não divulgou a quantidade de pessoas estão na fila de espera, mas só no Instituto dos Cegos, cerca de 1.700 pacientes precisam realizar o procedimento.

A dona de casa Maria Iris de Sousa disse que tem problemas no olho direito há dois anos e tentou fazer a cirurgia.  “Fiz um exame de sangue e cardiológico. Não troquei os óculos porque o médico disse que se trocasse os óculos ia perder porque tinhad e fazer a cirurgia”.

Os exames pré-operatórios foram feitos, a cirurgia foi marcada para setembro do ano passado no Hospital das Clínicas, mas até janeiro deste ano ela não foi operada. Hoje, além de não conseguir fazer os serviços domésticos, Íris sofre de dores de cabeça todos os dias. “Vivo sob efeitos de remédios. Não consigo mais trabalhar. Minha aposentadoria não está dando para me sustentar, manter minhas despesas. Estou muito prejudicada com essa minha situação”.

Segundo a gerente administrativa da Sociedade de Assistência aos Cegos, Cássia Aquino, no ano passado, nenhuma cirurgia foi realizada. Neste ano, só duas.

“Essa fila tem um perfil muito diversificado. Existem pessoas que estão esperando por mais de dois anos. Um ano, um mês, uma semana. Alguns até já faleceram. Aquela pessoa que esperou tanto que acabou falecendo. Outras que pagaram pela cirurgia que tiraram do próprio bolso. Então uma fila que varia muito”.

O motorista José de Lins de 65 anos, resolveu pagar do próprio bolso a cirurgia nos olhos. Motorista profissional, ele está parado por causa do problema na visão e só vai renovar a carteira de habilitação quando fizer a cirurgia. “Se vencer lá o prazo não pego mais cinco anos de carteira pego somente três né?”

Os médicos lembram que, quanto maior o tempo de espera pela cirurgia, maiores os riscos de complicação da doença, podendo chegar até mesmo à cegueira irreversível.

“A chance de a pessoa operar uma catarata se ela não tiver nenhum outro problema relacionado ao olho é praticamente 100%. Ela voltar a enxergar. Quanto mais tempo ela passar com essa catarata, ela poderá desenvolver um glaucoma e outras doenças”, explicou o médico José Arruda Filho.

(G1 Ceará)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s