Rio –  Os restos mortais do cantor Tim Maia foi exumado na manhã desta quinta-feira, no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, Zona Portuária da cidade. A exumação foi autorizada pelo Tribunal de Justiça do Rio, na última quarta-feira, com o objetivo de submeter o material genético do cantor a um exame de paternidade.

A ação de reconhecimento de paternidade é movida por Rafaela Soares, de 33 anos, que tenta provar na justiça que o cantor é seu pai biológico.

Em 2009, a Justiça autorizou, pela primeira vez, a exumação do corpo de Tim Maia, mas os herdeiros do “Síndico” recorreram da decisão, sob alegação de que eles mesmos poderiam doar o material para o exame. O pedido, no entanto, foi negado.

Tim Maia morreu em 1998. Rafaela afirma ser fruto de uma relação entre o cantor de sucessos como “Primavera” e “Sossego” e sua secretária, Isaelma Soares, que trabalhou com Tim entre os anos de 1973 e 1981.

(O DIA ONLINE)

Anúncios