O consumo das famílias puxa o crescimento da economia do Brasil e da Região Nordeste. No caso do Nordeste, segundo maior mercado consumidor do País, estudo de mercado feito pela consultoria IPC Marketing Editora, que será lançado na próxima semana, revela que o Índice de Potencial de Consumo (IPC Target) 2010 é de 17,71599. Isso quer dizer que de cada R$ 100 que vão ser gastos este ano no Brasil R$ 17,72 serão na Região Nordeste. O total estimado para o consumo neste ano passou de R$ 350 bilhões em 2009 para R$ 390 bilhões.

Segundo o diretor da empresa, Marcos Pazzini, o IPC da Região Nordeste perdeu participação entre 2009 e 2010, o que não significa redução do valor do potencial de consumo, mas sim de perda de participação no cenário nacional, pelo fato da Região Sul apresentar crescimento do consumo acima da média. Mesmo assim, o ranking nacional de potencial de consumo continua com o Sudeste em primeiro, seguido do Nordeste (segundo), Sul (terceiro), Centro-Oeste (quarto) e Norte (quinto).

O Nordeste conquistou a posição de segundo maior mercado consumidor, ultrapassando a Região Sul do Brasil, em 2008. Pazzini observa que durante 2009, mesmo com a crise, o Nordeste se manteve e ampliou a vantagem, mostrando que não se trata de uma bolha de crescimento. Adianta que a explicação para do índice de consumo ter caído – de 18,78799 para 17,71599 – está ligada ao fenômeno da crise que beneficiou mais o Nordeste onde as pessoas da classe C – a maior da região – continuaram consumindo. Passado o impacto da crise, as classes B1 e B2 voltaram a consumir mais beneficiando o Sul. “Mas isso não significa que o dinheiro no bolso do nordestino diminuiu, o que caiu foi a participação no consumo nacional, não o valor“, reforça.

O estudo IPC Target 2010 coloca Fortaleza como a maior cidade do Cearáe o segundo do Nordeste, em termos de consumo, e a oitava do País com o IPC de 1,37887. A estimativa é que este ano a população da capital cearense vai consumir R$ 30,4 bilhões contra R$ 24 bilhões de 2009. O Estado do Ceará é o 10º no ranking nacional de consumo – IPC 2,87001 – e R$ 63,2 bilhões. Salvador atualmente possui o maior potencial de consumo da Bahia e do Nordeste, com IPC 1.80045.

Com 38% as classes C1 e C2 detém o maior mercado consumidor do Nordeste. Logo a seguir vêm as classes B (37,7%), A (14,8%) e D e E (9,2%). As classes C1 e C2, com rendas de R$ 1.650 e R$ 1.100, respectivamente, têm R$ 80 bilhões para consumo.

Assim como no Brasil, a maior despesa na Região Nordeste fica com manutenção do lar (R$ 86,5 bilhões), que inclui gastos com aluguel, contas de água, luz, telefone e outros serviços. O segundo maior gasto fica com alimentação e bebidas (R$ 84,8 bilhões). O consumo das famílias é relevante na composição do PIB pela ótica da demanda. Por esta visão, foi responsável por 62,8% do PIB brasileiro em 2009.

NÚMEROS

30,4
BILHÕES DE REAIS É A EXPECTATIVA DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS EM FORTALEZA ESTE ANO, SEGUNDO OS DADOS DO IPC TARGET

63,2
BILHÕES DE REAIS É A EXPECTATIVA DE CONSUMO DAS FAMÍLIAS EM TODO O CEARÁ ESTE ANO. SEGUNDO OS DADOS DO IPC TARGET

Estados

01-BA – 5,05954
02-PE – 3,17290
03-CE – 2,87000
04-MA -1,61714
05-PB – 1,26402
06-RN – 1,17028
07-AL – 1,01337
08-PI – 0,86593
09-SE -0,68289

Capitais

01-Salvador (BA) – 1,80045
02-Fortaleza (CE) – 1,37887

03-Recife (PE) – 0,86513
04-Maceió (AL) – 0,52977
05-São Luís (MA) – 0,48572
06-Natal (RN) – 0,46300
07-João Pessoa (PB) – 0,41057
08-Teresina (PI) – 0,35493
09-Aracaju (SE) – 0,31006

Principais Cidades do Interior

01-Feira de Santana (BA) – 0,26098
02-Campina Grande (PB) – 0,16592
03-Caruaru (PE) – 0,12573
04-Vitória da Conquista (BA) – 0,11821
05-Petrolina (PE) – 0,10060
06-Imperatriz (MA) – 0,09882
07-Mossoró (RN) – 0,09806
08-Itabuna (BA) – 0,09029
09-Juazeiro (BA) – 0,08917
10-Juazeiro do Norte (CE) – 0,08631
11-Ilhéus (BA) – 0,07073
12-Arapiraca (AL) – 0,06557
13-Barreiras (BA) – 0,06090
14-Sobral (CE) – 0,05948
15-Alagoinhas (BA) – 0,05356
16-Jequié (BA) – 0,05304
17-Porto Seguro (BA) – 0,05290
18-Teixeira de Freitas (BA) – 0,05171
19-Parnaíba (PI) – 0,04871
20-Garanhuns (PE) – 0,04764
21-Vitória de Santo Antão (PE) – 0,04509
22-Timon (MA) – 0,04371
23-Eunápolis (BA) – 0,04188
24-Paulo Afonso (BA) – 0,04054
25-Crato (CE) – 0,03944
26-Caxias (MA) – 0,03884
27-Patos (PB) – 0,03854

Fonte: Target e Jornal O Povo
Anúncios