you're reading...
Arte & Cultura, Atualidades, Justiça & Legislação, Saúde e Comportamento, Sociedade

Michel Teló afirma “não tenho nada a ver com ação judicial sobre o hit Ai, Se Eu Te Pego”

O cantor Michel Teló se manifestou, através de nota oficial, a respeito da notícia de que seus bens estariam bloqueados, e de que os ganhos com a música “Ai, Se Eu Te Pego” seriam retidos por ordem judicial.

De acordo com a nota, nenhuma notificação a respeito foi recebida pelo cantor. Teló ainda diz que não tem “nada a ver com essa história”, e que se há algum problema com a música, ele deve ser resolvido com os autores.

Abaixo, a nota oficial:

Você já brincou de telefone sem fio? Então!! É exatamente o que está acontecendo. Cheguei hoje da Europa morrendo de saudade do Brasil, muito feliz e logo de cara recebi a noticia.

Não tenho nada a ver com essa história, sou apenas um interprete da música. Meus bens não estão bloqueados e tenho todos os direitos legais para interpretar a música.

Nossos representantes não receberam nenhuma notificação legal sobre o assunto. Se existir algum problema isso deve ser resolvido com os autores da música, no qual tratam dos direitos autorais.

Estou focado no meu novo CD/DVD.

___

Explicando o caso:

Na última segunda-feira, o juiz da 3ª Vara Cível de João Pessoa, Miguel de Brito Lyra Filho, determinou que todo o dinheiro arrecadado com a música “Ai, Se Eu Te Pego” fosse bloqueado, até que o caso de três estudantes que reivindicam a autoria da canção seja julgado.

A liminar defende o interesse das estudantes paraibanas Marcella Ramalho, Maria Lucena e Amanda Cavalcanti, amigas que afirmam também ser as compositoras do refrão da música.

Para não confundir, outras três moças já se acertaram, assinaram acordo e passaram a receber pela música. As moças de agora são as que “sobraram”, que se sentiram injustiçadas, e que afirmam também ter participado da criação do refrão durante um voo para a Disney.

No documento, o juiz cita Sharon Acioly e Antonio Diggs, registrados como autores da música, a editora Panttanal, na qual a canção está registrada, a Teló Produções e o cantor Michel Teló, a gravadora Som Livre e a Apple. Tirando a Apple e a Som Livre, todos terão 60 dias para apresentar um balanço de tudo o que foi arrecadado com a canção.

___

Nota do blog: há de se esclarecer uma confusão. Michel Teló não comprou os direitos da música, o que ele tem é uma fatia mínima do faturamento por ser intérprete e sócio da editora Panttanal.

Quando a música foi gravada, foi feita uma proposta para que os compositores fechassem acordo com a editora, já que a música havia sido editada de forma independente. Os compositores, vendo a proporção que a música poderia tomar, aceitaram ceder uma porcentagem (em torno de 10%) em troca de um melhor controle da música.

(UNIVERSO SERTANEJO – UOL)

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

VISITANTES TOTAIS

  • 8,649,021 visitas

VISITANTES ON-LINE

SAUDAÇÕES

Sejam tod@s muito bem vind@s!

O blog diálogos políticos é uma iniciativa da Secretaria de Formação do Sindicato dos Bancários do Ceará. Nosso objetivo é possibilitar o intercâmbio de informações entre as pessoas interessadas nos mais diversos temas da conjuntura brasileira.

MEDIADOR

. Geógrafo e Funcionário da Secretaria de Formação do SEEB/CE. Atua na CCP-Banco do Brasil e CCV-Caixa. Diretor da AESB e Delegado Sindical do SINTEC-CE.

MÚSICA

Direito a Liberdade de Expressão

"Todo o indivíduo tem direito a liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e idéias por qualquer meio de expressão". Art.19 da Declaração Universal dos Direitos do Homem, promulgada em 10 de dezembro de 1948.
free counters
%d blogueiros gostam disto: