Arquivo da tag: Demissão

Sindicatos bancários espanhóis se preparam para novos cortes no Santander

santander

MADRI (Reuters) – Os sindicatos de trabalhadores do setor bancário da Espanha estão se preparando para milhares de novos cortes de empregos neste ano, começando com demissões no Santander após fusão com a subsidiária Banesto.

Os sindicatos disseram nesta sexta-feira que esperam entre 3 mil e 4 mil cortes de trabalho como resultado da fusão e que iriam se reunir na próxima semana com o banco.

Com 6 mil empregos eliminados no Bankia e milhares de demissões em outros bancos nacionalizados, o ano começou com um comunicado sombrio para muitos trabalhadores na Espanha, onde 25 por cento da força de trabalho já está desempregada.

Somente no setor financeiro, os sindicatos bancários estimam a perda de 12 mil postos de trabalho neste ano, além dos cerca de 35 mil cortados desde meados de 2008 quando a crise do setor imobiliário na Espanha começou a afetar a indústria financeira.

No mês passado, o Santander anunciou seus planos para absorver totalmente o Banesto, fundado há 110 anos, fechando 700 agências para reduzir os custos e ajudar a se posicionar para qualquer nova crise no conturbado setor bancário espanhol.

(Reuters Brasil)

Anúncios

Fabíola Molina é suspensa por 6 meses após doping e só volta em abril

A Federação Internacional de Esportes Aquáticos (Fina) anunciou nesta quinta-feira, em seu site oficial, a suspensão da brasileira Fabíola Molina por seis meses por ter sido pega no exame antidoping. A brasileira testou positivo em abril de 2011 e foi julgada em dezembro pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) e, com isso, só poderá voltar às piscinas em abril.

Isso porque um terço da pena já foi cumprida: a atleta ficou afastada das competições por dois meses, cumprindo punição imposta pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA). Fabíola testou positivo para o estimulante metil-hexanamina durante a tentativa para o Mundial de Xangai, na qual obteve índice.

Por seu histórico de duas décadas na Seleção Brasileira de natação, a atleta foi suspensa por dois meses. A Fina, no entanto, levou o caso ao CAS, que determinou gancho de seis meses, dando crédito aos dois já cumpridos. O período de gancho vale a partir de 20 de dezembro de 2011.

Desta forma, Fabíola Molina poderá voltar a competir em 21 de abril, alguns dias antes do início do Troféu Maria Lenk, no Rio de Janeiro, que será disputado de 24 a 29 do mesmo mês. A competição será sua única chance de tomada de índice olímpico, já que vai ficar fora do Campeonato Sul-Americano de Belém, em março.

Ela havia conquistado o índice nos 100 m costas durante o Troféu Maria Lenk 2011, mas o resultado foi anulado com a punição da CBDA. Contatada pela reportagem do Terra, a entidade afirmou que não vai se pronunciar sobre o caso. Fabíola Molina está nos Estados Unidos, onde mora e treina.

(PORTAL TERRA)

Ronaldinho Gaúcho leva mulher para concentração; Luxemburgo pede demissão do jogador

Com o caso, Vanderlei Luxemburgo teria pedido a saída de Ronaldinho Gaúcho do Flamengo, mas negativa por parte da presidente Patricia Amorim e o diretor de futebol Luiz Augusto Veloso esvaziaram ainda mais o treinador.

 Ronaldinho e Luxemburgo estão em pé de guerra no Flamengo.

Rio de Janeiro – Como se não bastassem todos os problemas que ocorreram no Flamengo nesse início de ano, outros continuam surgindo e até mesmo antigos casos que não vieram à tona prometem abalar ainda mais o clima entre diretoria, treinador a jogadores na pré-temporada rubro-negra.

O problema agora está na suspeita de que Ronaldinho teria combinado de encontrar uma mulher para a concentração do clube em Londrina, entre os dias 10 e 11de janeiro, e o técnico Vanderlei Luxemburgo teria recorrido aos funcionários do hotel para tentar descobrir a indisciplina.

Ele assistiu repetidas vezes a dois vídeos com as imagens do local. Funcionários da noite do hotel ja suspeitavam que mulheres estariam circulando pela concentração enquanto os jogadores estavam no centro de treinamento;  algumas mulheres se hospedavam no local e o aguardavam o craque chegar do treino, por volta das 20h.

Com o caso, Vanderlei Luxemburgo teria pedido a saída de Ronaldinho Gaúcho do Flamengo, mas a negativa por parte da presidente Patricia Amorim e o diretor de futebol Luiz Augusto Veloso esvaziaram ainda mais o treinador, que foram  contrários à demissão do craque. “Eu não tenho nada a falar sobre isso. Bem… As medidas foram tomadas.

Como o Vanderlei fala, as soluções são internas. Eu segui o que o Vanderlei sempre postulou. Tomamos as medidas sugeridas pelo departamento jurídico”,  disse  Luiz Augusto Veloso conforme divulgado pelo Jornal Extra.

Não apenas os atrirtos com R10, e esse caso teria sido o motivo para um afastamento maior entre os dois, vem desgastando a autoridade de Luxemburgo na Gávea. O atrito entre o treinador e membros da diretoria, entre eles o vice-presidente de finanças Michel Levy, vêm de longa data.

A “guerra” entre Luxemburgo e Levy não chega a ser novidade na Gávea, no entanto, a diretoria entende que chegou a hora de tomar alguma providência mais drástica para que a crise não se arraste ainda mais.

Para que não se atrapalhe todo o projeto envolvendo a participação na pré-Libertadores, Patrícia e seus aliados vão aguardar os desdobramentos da partida contra o Real Potosí, dia 25, na Bolívia, mas não descartam uma troca no comando técnico do time. O próprio Luxemburgo Vanderlei já teria dito que entregará o cargo após as partidas contra o Real Potosí.

(PORTAL D24AM)