ferrao
Sob a fantasia de Tutuba, mascote coral, Roni mostrava irreverência e colecionava causos à beira do gramado nos jogos do Tubarão da Barra. — Foto: Arquivo Pessoal

Aos 36 anos, após ter sofrido um acidente de trânsito no fim de semana que passou, morreu na madrugada desta terça-feira, na UTI do IJF, o homem que, desde 2015, vestia a fantasia do mascote do Ferrão, o Tutuba.

Ronierbson Gomes interpretava o personagem do modo mais natural possível. Não por acaso, colecionou admiradores em todas as torcidas nestes quatro anos recentes, muito em função de suas coreografias, além do jeito de vibrar, lamentar gols perdidos e incentivar o time na beira do campo. Tais situações irreverentes também provocaram algumas expulsões.

Roni, na foto de reprodução do Facebook, também colecionou amigos em uma vida marcada pela paixão pelo futebol e pelo Ferroviário, que começou ainda menino, nas arquibancadas, passou para o campo e na tentativa de ser jogador.

Longe da nobre função de ser o Tutuba, ele era vendedor e deixa a mulher, Nivanda Ribeiro, e dois filhos meninos, família que tanto amava.

E em um ano tão bom para o Ferroviário dentro de campo, com os títulos da Série D e da Fares Lopes,  o clube e a comunidade coral perdem um pouco da alegria e um grande e jovem representante.

O Tutuba e a torcida do Ferrão sempre saberão honrá-lo.

(Fernando Graziani, O Povo Online)

 

Anúncios