Eleitores que usam os sistemas Android ou IOS em seussmartphones ou tablets – e que tenham feito o cadastramento biométrico – poderão estrear, neste domingo (7), o e-título, aplicativo que substitui o título de eleitor na hora da votação. Novidade desta eleição, o e-título, que foi desenvolvido pela Justiça Eleitoral, pode ser baixado gratuitamente na Apple Store e no Google Play até o dia da eleição.

29691847580004753650000
e-Título – Foto: reprodução/FolhaPE

O documento digital traz dados da zona eleitoral, situação cadastral do eleitor, foto, informações sobre a quitação eleitoral, dados sobre o seu cadastramento biométrico e o endereço de seu local de votação, inclusive com um mapa com geolocalização. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ele também tem um QR Code para a validação na zona eleitoral.

Após baixá-lo em seu dispositivo, o eleitor deve preencher os dados pessoais exatamente como o registrado em cartório eleitoral. “Se houver preenchimento de alguma informação em discordância com aquela lançada no documento original, o sistema não validará o cadastro”, diz o TSE em seu site.

Caso o eleitor ainda não tenha feito o recadastramento biométrico, o e-título virá sem foto, o que obrigará o eleitor a apresentar outro documento com foto ao mesário.

A exemplo do título de papel, o e-título ficará com os mesários na hora em que o eleitor for votar na urna, pegando o smartphone ou tablet de volta depois – é crime eleitoral entrar junto à urna com qualquer aparelho que registro o voto.

Via https://www.folhape.com.br

Anúncios