fortaleza-696x377

Fortaleza passa a receber 36 voos semanais do exterior até o fim deste ano. Os primeiros desembarques da Europa começam em 3 de maio. Atualmente, o Aeroporto Internacional Pinto Martins já opera com 13 voos internacionais por semana, dos seguintes destinos: Miami, nos Estados Unidos; Lisboa, em Portugal; Bogotá, na Colômbia; Buenos Aires, Argentina; Milão, Itália; Frankfurt, na Alemanha; Praia, Cabo Verde; e Caiena, na Guiana Francesa.

Outros 23 destinos internacionais entram em operação até o fim do ano, entre os quais Paris, na França; Amsterdan, na Holanda; Cidade do Panamá, no Panamá; Orlando, nos Estados Unidos; além de novas frequências para Miami, também nos Estados Unidos.

O aumento na oferta de voos internacionais ocorreu após o anúncio da instalação de um centro de conexões aéreas das empresas Air France, KLM e Gol em Fortaleza. O hub entra em operação em maio deste ano no Aeroporto de Pinto Martins, que agora é administrado pela empresa alemã Fraport.

Venda acima do esperado

De acordo com anúncio feito nesta quarta-feira (7) pelas empresas aéreas que iniciaram voos em Fortaleza, as vendas de bilhetes para o Fortaleza superaram as expectativas. “Desde o mês de setembro, quando abrimos as vendas na Europa, vimos uma animação das vendas acima do que se esperava”, revela Jean-Marc Pouchol, diretor-geral da empresa Air France-KLM.

São três frequências diretas para Paris e outras três para Amsterdan. Fortaleza também vai receber passageiros de outros estados para embarcar nesses voos. “Nosso objetivo é permitir que clientes que estejam nas Regiões Norte, Nordeste e no Distrito Federal consigam chegar em Fortaleza com uma oferta de voos da Gol para fazer conexão no banco de conexões da operação da Air France-KLM com destino à Europa”, afirma o vice-presidente de Vendas da Gol, Eduardo Bernardes.

Investimento

Para receber um maior número de voos internacionais o Pinto Martins vai passar por uma série de melhorias. Em março do ano passado, o aeroporto foi leiloado pela Fraport AG Frankfurt Airport Services para uma administração de 30 anos. A expectativa é que ao longo dos próximos anos a alemã Fraport aplique R$ 1,7 bilhão a R$ 2 bilhões em melhorias no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Entre as intervenções previstas para os 30 anos de concessão está a conclusão das obras do aeroporto, que será revitalizado e passará por uma expansão nos próximos quatro anos. O contrato com o consórcio Método e Passarelli que realizará as obras civis do Aeroporto Pinto Martins já foi assinado.

Neste primeiro momento, estimados investimentos da ordem de R$ 800 milhões, valor que contempla a contratação do consórcio, a compra de equipamentos, o desenvolvimento e a gestão do projeto. Ocorre que para a execução de parte das obras a empresa precisa resolver algumas pendências judiciais.

Demolição de obra inacaba

Estudos foram realizados e será necessária a demolição das estruturas atuais, aquelas das obras que foram planejadas para serem concluídas na Copa do Mundo de 2014. Como existe uma ação judicial identificar os responsáveis pela paralisação das obras, a Fraport precisa de uma ordem judicial para demolir a estrutura e retirar o material inservível.

De acordo com a Fraport, as licenças ambientais já foram emitidas pelos órgãos reguladores. Agora, a conclusão da expansão do terminal depende de autorização judicial para acesso ao local e aprovação para eventual demolição das estruturas antigas para a execução de obras no Terminal de Passageiros.

As demais obras consistem basicamente na extensão da pista e adequação das vias de taxiamento. Passageiros e todos parceiros de negócios serão beneficiados diretamente por um terminal maior e mais confortável e por uma infraestrutura de airside que atenda aos requisitos de segurança.

(G1 Ceará)

Anúncios