bolsas-estudo

Na última quarta-feira (14), o Governo do Estado tornou oficial a concessão de bolsas de estudo. Serão cerca de 1,8 mil bolsas para iniciação científica, mestrado e doutorado. Além disso, a partir do próximo ano, serão disponibilizadas duas mil bolsas sociais, no valor de R$ 450,00, para estudantes de baixa renda de universidades públicas do Ceará, com o objetivo de manter o aluno na instituição. Na cerimônia, ocorrida no Palácio da Abolição, também foram homenageados cursos e universidades que tiveram destaque no Estado.

Devem ser beneficiados com as bolsas de iniciação científica os alunos de cursos de graduação que sejam interessados em realizar pesquisas acadêmicas. Já para as bolsas de mestrado e doutorado serão favorecidos os estudantes que estejam em cursos de pós-graduação stricto sensu em instituições de ensino cearenses e que tenham pesquisas em cursos credenciados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Os auxílios serão coordenados pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico e Científico (Funcap), órgão ligado à Secretaria de da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece).

Para a vice-governadora do Estado, Isolda Cela, é fundamental que existam momentos para que seja celebrado o bom desempenho das instituições de ensino. Além disso, ressaltou a importância da bolsa para os estudantes: “essa é uma notícia muito boa para a comunidade acadêmica, porque é uma bolsa que realmente estimula, que atrai e que dá oportunidade às instituições de incrementarem os seus programas de iniciação científica. É algo que tem muito valor. Nós vemos perfeitamente a resposta dos jovens quando a eles é dada uma oportunidade. Nada melhor do que ver estudantes e academia empenhados e envolvidos em pesquisa”.

No evento, receberam homenagens cursos de graduação e pós-graduação que atingiram notas 4 e 5 no Exame Nacional de Desempenho Acadêmico (ENADE) de 2016 e notas 5, 6 e 7 na Avaliação do Sistema Nacional de Pós-Graduação – quadrienal 2017.

Universidade Federal do Ceará (UFC) conseguiu a nota máxima na avaliação (7) da Capes de 2017 em três dos cursos: Engenharia Civil, Física e Matemática. Outros sete cursos da instituição, um da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Ciências Veterinárias, e um da Universidade de Fortaleza (Unifor), Direito Constitucional, atingiram nota 6; com nota 5 ficaram mais 17 cursos da UFC e dois da Uece.

Segundo o diretor do Centro de Estudos Sociais Aplicados da Uece, Vladimir Spinelli, é por meio dessas boas notas, que as instituições citadas continuarão com o compromisso de manter o bom nível de desempenho: “Agora é um novo desafio. Todos os cursos que alcançaram suas notas máximas por certo continuarão trabalhando para manter suas notas máximas, e aqueles que não alcançaram esse êxito tem o exemplo para trabalharem nessa direção”.

(Rádio Verdes Mares)

Anúncios