A Frente Parlamentar Brasil-Coreia pleiteia a fixação de um consulado coreano em Fortaleza. A demanda se justifica pela relação que o país tem com o Ceará, por meio da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP).

Raimundo Gomes de Matos, deputado federal (PSDB) e presidente da Frente Parlamentar, também acrescenta que há proposta dele para que seja instalada uma agência do Ministério do Trabalho e Emprego em São Gonçalo do Amarante, onde está a CSP. “Muitas outras empresas da Coreia possuem interesse de fazer seus investimentos no Estado do Ceará, na área da ZPE”, diz.

Porém, segundo o deputado, há instabilidades nacionais, como insegurança dos empresários em relação ao sistema tributário e trabalhista, que adiam a decisão dos coreanos em se instalarem no País.

“Algumas empresas têm vários processos no Tribunal da Justiça do Trabalho. Existe falta de compreensão no aspecto tributário. Eles não entendem nosso modelo de impostos em cima de impostos”, acrescenta.

(Beatriz Cavalcante, O Povo)

 

Anúncios