Boleto vencido poderá ser pago em qualquer banco a partir de julho

Brasil Econômico

567935-como-pagar-boleto-vencido-2-630x340

O novo sistema de pagamento de boleto bancário começará a funcionar a partir de junho. Com a plataforma, o documento poderá ser pago em qualquer banco, ainda que vencido. Além disso, o cálculo de juros e multa do boleto atrasado será feito de forma automática. O objetivo é reduzir a necessidade de ir a um guichê de caixa e eliminar a possibilidade de erros de cálculo.

Parte de uma série de encontros com empresas a jornalistas para divulgar o novo sistema, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) apresentou nesta terça-feira (2), em Brasília, as vantagens do novo modelo. Segundo o diretor adjunto de Operações da federação, Walter Tadeu, a nova plataforma vem sendo desenvolvida desde o ano passado, devido ao alto número de fraudes com boleto .

Objetivo do novo sistema da Febraban para o pagamento de boleto bancário visa reduzir fraudes
EBC

Objetivo do novo sistema da Febraban para o pagamento de boleto bancário visa reduzir fraudes

“A Nova Plataforma vai trazer mais segurança”, defendeu. De acordo com ele, o sistema criado para substituir um modelo com mais de 20 anos de existência tem como missão reduzir o índice de golpes na emissão de boletos de condomínios, escolas e seguradoras, por exemplo. A Febraban lembra, ainda, que uma série de quadrilhas enviam documentos falsos aos consumidores, que acabam sendo pagos como se fossem verdadeiros, gerando prejuízos.

Há também casos de sites maliciosos que realizam a emissão de falsas segundas vias, com informações fraudulentas, além de vírus que podem ser instalados nos computadores. Durante o evento, Tadeu explicou que os dados de todos os boletos emitidos pelos bancos ficarão armazenados na nova plataforma, criada pela federação em parceria com a rede bancária.

Quando o consumidor tentar realizar o pagamento, os dados serão checados na plataforma. Caso haja algum tipo de divergência de informações, o pagamento não será autorizado e o cliente deverá pagar o boleto somente banco que emitiu a cobrança. Neste caso, a instituição é que terá condições de realizar as checagens necessárias. O diretor adjunto não soube afirmar se o novo sistema será mais oneroso para as empresas que contratam este serviços junto aos bancos. Segundo ele, por se tratar de uma política de cada banco, a Febraban não pode comentar o assunto.

Cronograma para pagamento dos boletos

A implantação da nova plataforma deverá seguir um cronograma: a partir de 10 de julho, será possível pagar qualquer boleto acima de R$ 50 mil. Em 11 de setembro, os documentos acima de R$ 2 mil; 13 de novembro, acima de R$ 200; e, em 11 de dezembro, cobranças de qualquer valor. Segundo o diretor adjunto, a divisão por etapas é necessária para localizar eventuais falhas no sistema e corrigi-las a tempo.

* Com informações da Agência Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s