Ceará sedia a 13ª Oficina para Inclusão Digital e Participação Social

oficina-para-inclusc3a3o-digital-e-participac3a7c3a3o-social

O futuro da política de inclusão digital; formação dos educadores sociais; cidades digitais; recondicionamento e reciclagem de eletrônicos. Esses são alguns dos temas que serão debatidos na A 13ª Oficina para Inclusão Digital e Participação Social (OID e PS), que começa hoje e prossegue até a próxima quarta-feira, 30, no Sesc Iparana, em Caucaia.

Trata-se de um fórum permanente de debates que tem o objetivo de discutir e oferecer políticas públicas que promovem o acesso às tecnologias digitais no Brasil. A programação da OID e OS conta com mesas plenárias, palestras, oficinas, debates, exposições, telecentro e outras atividades que possibilitam intercâmbio entre pessoas. A expectativa é que a OID conte com a participação de mais de 500 pessoas de todo o País.

O secretário Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), Josbertini Clementino, destaca a importância do evento. Segundo ele, o Ceará é o único Estado que tem uma política pública de inclusão social, com o Cinturão Digital, e isso facilita a interiorização. Observa ainda que no início deste ano foi instalado em Maracanaú, um Centro de Recondicionamento de Computadores (CRC), numa parceria do Ministério da Ciência e Tecnologia com o Instituto para o Desenvolvimento Tecnológico e Social (Idear), que inclusive é um dos premiados da 13ª edição da Oficina para Inclusão Digital.

Clementino acredita que o evento, que vai contar com a participação de especialistas, autoridades e entidades da sociedade civil que atuam nessa área, deve fomentar outras parcerias, entendimentos e disseminação de conhecimento. Com inscrições gratuitas e direito a certificado de participação, o evento é aberto a todos os interessados que buscam maiores informações ou que desejam aprimorar seus conhecimentos práticos na área.

Além das mesas plenária haverá celebração dos dez anos dos Centros de Recondicionamentos de Computadores (CRCs). Os CRCs, bem como os Programas de Telecentros e a Rede Nacional de Apoio à Inclusão Digital, estão dentre as principais políticas do governo federal ligadas às proposições da OID. Nessa edição da OID, os CRCs premiados serão o Centro Marista de Inclusão Digital (Cmid) – de Porto Alegre –, que é o primeiro CRC criado, e o Idear, de Fortaleza, que é o mais novo CRC.

A cada oficina realizada, é produzido um documento final (síntese de debates) que tem o propósito de dialogar amplamente com a sociedade e com as diferentes esferas de governo. Ao retornar para os estados, é compromisso de cada participante, no ato da inscrição, realizar uma ação para multiplicar os conhecimentos adquiridos.

A OID e PS é um evento que acontece desde 2001 e que completa 13 anos com a edição 2016, no Ceará. A primeira edição da Oficina para Inclusão Digital e Participação Social aconteceu no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília (DF), em maio de 2001. Inicialmente organizada pelo Governo Federal, a OID e PS hoje conta com a coordenação de movimentos sociais, que buscam reunir tanto a sociedade civil quanto empresas públicas e privadas, gestores públicos e pessoas engajadas com ações de inclusão digital.

SERVIÇO
13ª Oficina para Inclusão Digital e Participação Social (OID E PS)
Data: 28 a 30 de novembro
Local: Sesc Iparana
Horário: a partir das 8h30
Inscrições: http://www.oid.org.br

Redação O POVO Online

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s