Alemã cria 1ª escola do Ceará que capacita cegos para uma vida independente

Superar preconceitos e ultrapassar as barreiras diárias é um sacrifício que qualquer deficiente visual sofre cotidianamente. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), até o ano de 2010 o Ceará possuía cerca de 2,3 milhões de deficientes em todo o estado.

Contudo, para ajudar uma pequena parcela dessas pessoas, uma Organização Não Governamental (ONG) em Ubajara, município a 340 quilômetros de Fortaleza, aberta por uma alemã, criou um projeto para dar independência a quem possui essa deficiência.

Fundada pela deficiente visual Anja Pfafenzeller em 2013, a ONG “Bats in Action – Morcegos em Ação” busca ensinar crianças e adultos com deficiência visual a ter uma vida mais autônoma.

“Nosso objetivo é fazer com que os deficientes criem independência. É fazer com que ela saia de casa sozinha, aprenda a fazer as coisas de casa sozinha, etc. Para isso, utilizamos métodos, estratégias e atitudes específicas para que essa pessoa tenha o sucesso nos estudos e nas interações sociais”, explica a fundadora.

Quando perguntada o significado do nome da associação, Anja explicou que a simbologia dos deficientes com o animal.

“O morcego é um símbolo que representa a cegueira. Muitas pessoas têm medo de morcegos, mas eles têm capacidades especiais. Durante as minhas viagens vi muitos morcegos dormindo de cabeça para baixo nos buracos escondidos. Eles estão em um lugar confortável só aguardando insetos ou outra comida gostosa aparecer. Esses morcegos nunca tiveram a possibilidade de aprender a voar, a procurar a própria comida e de orientar-se usando os outros sentidos. Então, como uma metáfora, os buracos dos morcegos também estão em outros lugares. Às vezes eles ficam no sofá assistindo televisão ou brincando com o computador”, explica Anja. 

Apesar do objetivo claro de auxiliar os cegos no Ceará, Anja conta que a intenção da ONG vai além. “Queremos mudar as atitudes sobre a cegueira, para que seja percebida mais como um desafio positivo do que uma limitação. Preparar crianças cegas para se locomoverem com autonomia também em áreas de acesso difícil, incentivar a comunicação e pensamento crítico são alguns dos nossos desafios”, concluiu a alemã.

Conforme o censo de 2010 do IBGE, o Ceará é o terceiro estado com maior número de pessoas com deficiência visual do Nordeste, ficando atrás apenas do Rio Grande do Norte e da Paraíba.

Anja criou o projeto em 2013 no município de Sobral

História

Morando pela segunda vez no Brasil, Anja explica que a iniciativa de criar a ONG surgiu ainda na sua primeira passagem pelo país.

“Em 2006 passei um ano trabalhando como professora de alemão na Universidade Federal do Ceará (UFC), em Fortaleza, e fiz trabalho voluntário no Setor Braille na Biblioteca Pública. Não encaro a cegueira como uma deficiência e sim como uma oportunidade. Então juntei experiência pra poder mudar a vida de pessoas que não encaram a cegueira dessa forma”, explicou.

Em fevereiro de 2013, Anja começou um trabalho itinerante nas casas e nas escolas de alunos cegos e com baixa visão, para identificar as suas necessidades e iniciar um processo de mobilização. Com o apoio da Secretaria de Educação do Estado, foi implantada a primeira sala Braille no município de Sobral, a 231 km de Fortaleza, para ensinar jovens cegos.

Com o sucesso do projeto, Anja criou uma nova unidade em Ubajara. Atualmente, a sede da associação fica no Sítio Moitinga, onde está sendo construída a primeira Escola Preparatória para crianças e jovens com deficiência visual.

SERVIÇO

A Associação Morcegos em Ação
Endereço em Ubajara: Associação Morcegos em Ação Santo Antônio da Moitinga – zona rural Ubajara, Ceará.
Endereço em Sobral: Anexo da Escola José da Mata e Silva Av. John Sanford Junco Sobral – CE.
Contato: Tim – 088 9.97942068 / Claro – 088 9.92675445

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

1/9

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

(FOTO: Reprodução Facebook)

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

2/9

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

(FOTO: Reprodução Facebook)

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

3/9

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

(FOTO: Reprodução Facebook)

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

4/9

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

(FOTO: Reprodução Facebook)

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

5/9

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

(FOTO: Reprodução Facebook)

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

6/9

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

(FOTO: Reprodução Facebook)

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

7/9

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

(FOTO: Reprodução Facebook)

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

8/9

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

(FOTO: Reprodução Facebook)

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

9/9

ONG utiliza técnicas específicas para ajudar deficientes

(FOTO: Reprodução Facebook)

(Tribuna do Ceará)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s