Edisca leva o espetáculo Balé do Jangurussu para a Caixa Cultural Fortaleza

foto-mila-petrillo-4-624x4151

O Povo Online

A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 20 a 25 de setembro de 2016, o Balé Jangurussu, da companhia cearense Edisca. Com 21 anos de existência, a montagem de dança contemporânea carrega uma grande beleza plástica e carga dramática. Quem assina a criação é a coreógrafa e diretora geral da Edisca, Dora Andrade, que comemora, junto à companhia, 25 anos de fundação da escola de dança.

A inspiração para o balé – que gravou seu nome na história da dança local – veio após uma visita que a bailarina fez ao aterro sanitário de Fortaleza, localizado no bairro do Jangurussu. Dora ficou muito sensibilizada ao ver centenas de famílias catando do lixo as suas sobrevivências. Crianças disputando com urubus pedaços de alimentos em decomposição, mães amamentando bebês sentadas nas montanhas de lixo e homens duelando pelo domínio da melhor parte dos dejetos.

Com essa montagem, a Edisca ganhou o prêmio Funarte de melhor coreografia de 1996, além de ter sido o espetáculo de maior público no Theatro José de Alencar, no mesmo ano. Ao todo, foram mais de 47 mil espectadores, em 70 apresentações por sete capitais do Brasil.

foto-mila-petrillo-10
Mesmo passado 21 anos da primeira apresentação do Balé Jangurussu, Dora Andrade fez questão de preservar a mesma essência, emoção e drama artístico representados em 96. “Por ser um espetáculo icônico, não tiramos a sua originalidade. Resolvemos manter as mesmas coreografias, justamente por elas traduzirem exatamente o sentido que a companhia Edisca propõe”, relata.

Ao avaliar os 25 anos de existência da Edisca, a fundadora firma ainda mais o compromisso que escolheu para a sua vida. “Durante todos esses anos tivemos um nível de resistência descomunal. Conquistamos muitas coisas, perdemos outras. Se alguém me perguntar o que eu quero fazer daqui para frente, responderei que continuarei fazendo exatamente a mesma coisa”, revela a coreógrafa.

foto-mila-petrillo-13

Oficina de Dança Contemporânea

Além dos espetáculos, a Edisca vai realizar uma oficina gratuita de dança contemporânea para bailarinos. A oficina acontece no sábado, 24 de setembro, das 14h às 15h30 e é indicada para pessoas acima dos 14 anos. Para se inscrever em uma das 25 vagas, é necessário enviar um email para edisca@edisca.org.br, entre 12 e 23 de setembro.

Conheça mais sobre a  Edisca

A Edisca é uma organização educacional sem fins lucrativos, sediada em Fortaleza. Desde 1991, ela tem como missão a promoção do desenvolvimento humano de crianças e adolescentes que se encontram em situação de vulnerabilidade social, residentes em comunidades que apresentam risco para a infância e a adolescência.

A organização tem consolidado a imagem de centro de formação de agentes culturais e construtora de espetáculos de dança, que a credenciaram a receber, em 2012, a Ordem do Mérito Cultural, maior comenda da cultura de nosso país, concedida pelo Governo Federal. No entanto, o trabalho desenvolvido pela Edisca ultrapassa a formação artística. Os programas e ações desenvolvidos, cujas metodologias estão sistematizadas, também abrangem a área educacional e capacitações para educadores da rede de ensino, como o projeto A Vida é Feminina, que tem foco no fortalecimento das mulheres, mães dos educandos, por meio da formação cidadã, capacitação profissional e geração de renda. Com ele, o grupo recebeu o Prêmio ODM, concedido pela Presidência da República. Na área de saúde, são desenvolvidas ações curativas e, principalmente, preventivas, articuladas com um setor de psicologia.

Ficha técnica do Balé do Jangurussu

Coreografia: Dora Andrade/ Assistente Coreográfico: Valério Oliveira/ Colagem Musical: Chico Sales/ Figurino, Material Cênico e Cenografia: Marcelo Santiago/ Produção: Gerusa Pacheco/ Direção Geral: Dora Andrade.

Site oficial: http://edisca.org.br/

Serviço:

Dança: Edisca – Jangurussu
Local: CAIXA Cultural Fortaleza
Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema
Data: 20 a 25 de setembro de 2016
Horário: terça a sexta, às 20h | sábado, às 18h e 20h | domingo, às 17h e 19h
Duração: 30 minutos
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia)
Vendas a partir do dia 20/09, às 10h, na bilheteria do local
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Serviço de manobrista gratuito

Texto: Eduardo Sousa com informações da AD2M | Imagens: Mila Petrillo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s