17 agências do Banco do Brasil estão sem funcionar no Ceará após ataques

Por Matheus Ribeiro, da Tribuna do Ceará

A violência no interior do Ceará tem causado preocupações. Com a onda de assaltos a bancos e a carros fortes, pelo menos 17 agências bancárias não estão funcionando plenamente.

No primeiro expediente da sessão plenária desta terça-feira (21), o deputado Odilon Aguiar (PMB) anunciou que a Comissão de Defesa do Consumidor promoverá no próximo dia 6 de julho uma audiência pública para discutir a situação das agências do Banco do Brasil nos municípios do interior.

Segundo o deputado, o objetivo do encontro é o de entender o motivo pelo qual tantas agências não estão prestando seus serviços à população. “Já não bastasse os elevados custos que os correntistas do Interior pagam e as altas taxas de juros, ainda temos agências sem funcionar”, justificou o parlamentar.

 

 

Para o encontro, o deputado afirmou que serão convidados representantes da Superintendência do Banco do Brasil, CDLs do Interior, Câmaras Municipais, União dos Vereadores do Ceará (UVC) e do Sindicato dos Bancários.

Ainda de acordo com Odilon, as agências que estão sem funcionar com sua capacidade total são: Farias Brito, Icapuí, Mombaça, Barreira, Milhã, Araripe, Novo Oriente, Independência, Jaguaretama, Itapiúna, Morrinhos, São João do Jaguaribe, Monsenhor Tabosa, Coreaú, Capistrano, Cariús e Fortim.

Ataques a Bancos no Ceará

Na madrugada desta quarta-feira (22) mais duas agências bancárias no interior do Estado foram atacadas. Desta vez, a agência do Banco do Brasil de Madalena, situada a 185 quilômetros de Fortaleza, foi alvo dos bandidos. Além de quebrar vidraças do banco, diversas capsulas de balas foram encontradas dentro da agência.

Além dessa, outra agência do Banco do Bradesco, localizada em Aracoiabá, a cerca de 95 km de Fortaleza, também sofreu ataques durante esta madrugada. No entanto, de acordo com a Polícia Militar da região, nada foi levado de dentro da agência. Por isso, o caso está sendo avaliado como vandalismo.

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

1/12

Ataques

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

2/12

Ataques

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

3/12

Ataques

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

4/12

Ataques

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

5/12

Ataques

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

6/12

Ataques

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

7/12

Ataques

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

8/12

Ataques

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

9/12

Ataques

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

10/12

Ataques

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

11/12

Ataques

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

12/12

Ataques

Ataques no bancos já somam 32 (FOTO: Reprodução Whatsapp Tribuna do Ceará)

 

Somente este ano, 32 ataques a bancos foram registrados no Ceará:

1º DE FEVEREIRO – FARIAS BRITO

Um arrombamento foi registrado durante a madrugada no Banco do Brasil de Farias Brito, 481,1 km de Fortaleza. A ação foi notada durante a manhã pelo vigilante do estabelecimento, que chamou a Polícia Militar. Segundo a PM, o local foi arrombado com materiais de ferro, e alguns objetos foram furtados. A quantia levada não foi informada.

4 DE FEVEREIRO – NOVO ORIENTE

Um grupo realizou um assalto a agência do Banco do Brasil de Novo Oriente (398 km de Fortaleza). A Polícia foi acionada por volta das 9h10 da manhã, mas os assaltantes deixaram os clientes e funcionários durante 40 minutos como reféns dentro da unidade, tempo em que esperavam a abertura do cofre. Uma parte do banco ficou do lado de fora da agência atirando para o alto. O bando fugiu levando reféns como escudo.

10 DE FEVEREIRO – CARIUS

O cofre da agência do Banco do Brasil de Cariús (411 km de Fortaleza) foi arrombado durante o feriado de Carnaval, mas o fato só foi percebido na quarta-Feira de Cinzas, quando os funcionários voltaram ao trabalho. Os suspeitos ainda teriam ido até aos caixas eletrônicos antes de arrombar o
cofre.

17 DE FEVEREIRO – SOLONOPOLE

A agência do banco Bradesco da cidade de Solonópole, na região Central do Ceará, foi mais uma vez roubada. O mesmo estabelecimento bancário havia sido assaltado recentemente, no último dia 20 de novembro de 2015. Segundo a polícia, durante a manhã, a agência foi roubada por dois assaltantes. A dupla foi visualizada nas filmagens, por incrível que pareça, a polícia identificou sendo os mesmo do crime anterior. Os bandidos estavam portando arma de fogo, entraram na agência e renderam os vigilantes. Os funcionários e os clientes que estavam dentro do banco foram mantidos refém, mesmo assim, os assaltantes não conseguiram levar nenhuma quantia em dinheiro, fugindo em seguida em uma moto.

19 DE FEVEREIRO – MADALENA

Os moradores de Madalena (180 km de Fortaleza) foram acordados durante a madrugada com tiros de fuzil para desviar a atenção da quadrilha que invadiu a agência do Banco do Brasil da cidade numa tentativa frustrada de roubo. Enquanto parte do bando amedrontava a população, outros cortaram a energia da agência e invadiram o local, instalando uma bomba junto ao cofre. Entretanto, o artefato falhou. De acordo com a polícia, nada foi levado e nenhum caixa foi danificado. A quadrilha fugiu.

3 DE MARÇO – SENADOR SÁ

Uma agência do Bradesco foi atacada por volta da 1 hora da madrugada, em Senador Sá, a 297,3km de Fortaleza. Conforme informações do estacamento da Polícia Militar (PM) no Município, cerca de dez homens, armados, participaram da ação, utilizando carros e motos. A PM ainda divulgou que o grupo cercou a sede do destacamento policial, impedindo a saída dos oficiais. Enquanto outra parte da quadrilha foi ao banco e explodiu, usando dinamite, o cofre da agência.

19 DE MARÇO – PARAIPABA

O Sindicato dos Bancários do Ceará recebeu denúncia da população de Paraipaba (cerca de 93km de Fortaleza) a respeito de um arrombamento de um caixa eletrônico do Banco do Brasil do município com uso de maçarico. A ação aconteceu durante a madrugada do feriado de São José. Ninguém foi preso.

23 DE MARÇO – IBARETAMA

Uma agência do banco Bradesco foi atacada por criminosos por volta das 2h10min da madrugada, na cidade de Ibaretama (Sertão Central). De acordo com a Polícia Militar, o banco foi alvo de disparos e teve um caixa eletrônico violado. Explosivos foram utilizados no caixa, mas não chegaram a ser
detonados. O grupo não teve acesso ao dinheiro, conforme atestado pelo gerente da agência. Por causa dos explosivos não detonados, o banco foi
isolado.

4 DE ABRIL – ORÓS

Uma agência do Banco do Brasil foi atacada por volta das 2h10min da madrugada em Orós, a 352km de Fortaleza. Segundo informações da Delegacia Municipal de Orós, o grupo era composto por cerca de 20 pessoas. Eles ocuparam a cidade em diversos pontos e passaram a disparar a esmo, valendo-se de um forte armamento, com fuzis, escopetas e pistolas. O grupo ainda queimou um carro na ponte da entrada da cidade. Outra estratégia utilizada pelo grupo para impedir o acesso ao Município foi o uso de pregos nas entradas e saídas da cidade. No banco, o grupo utilizou explosivos para ter acesso ao cofre. Toda a ação durou cerca de 30 minutos.

7 DE ABRIL – MORRINHOS

A agência do Banco do Brasil de Morrinhos (184Km de Fortaleza), no Litoral Norte do Estado, foi atacada por volta da 1h30min da madrugada por cerca de dez homens armados com fuzis, escopetas e pistolas que detonaram explosivos nos caixas eletrônicos da agência. Os criminosos, porém, não conseguiram ter acesso ao dinheiro. Conforme a PM, o grupo atirava para o alto durante a ação, numa forma de intimidar os policiais do destacamento. Ninguém ficou ferido com os disparos.

11 DE ABRIL (2 AGENCIAS NESTE LOCAL) – INDPENDENCIA

Cerca de 15 a 20 homens portando armas longas sitiaram a cidade de Independência, no interior do Ceará, e assaltaram duas agências bancárias do município: Banco do Brasil e Bradesco, por volta das 17h30min. O grupo fugiu levando reféns. Os reféns foram liberados aos poucos pelo grupo armado. Ninguém se feriu. Uma equipe do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) se encaminhou para a cidade para desarmar artefatos explosivos deixados pelos criminosos em um cofre de um dos bancos.

17 DE ABRIL – SÃO JOÃO DO JAGUARIBE

Um bando fortemente armado explodiu o Banco do Brasil localizado no Centro de São João do Jaguaribe, a 213 km de Fortaleza, por volta das 1h45min. De acordo com a polícia, enquanto uma parte do bando realizava a explosão, outros atiravam para cima nas imediações do banco. Ao mesmo tempo, outros integrantes ateavam fogo em uma van, numa rodovia que liga o centro da Cidade à BR-116. Policiais ficaram “encurralados” no destacamento e nenhum foi atingido por disparos.

29 DE ABRIL (ATAQUE A CARRO FORTE) – IBARETAMA

Um grupo fortemente armado com fuzis atacou e explodiu um carro-forte da empresa Prosegur, durante a manhã, na localidade de Triunfo, em Ibaretama, a 134 km de Fortaleza. Os suspeitos ainda trocaram tiros com a Polícia Militar e fugiram em direção ao município de Ocara. Ninguém ficou ferido. Os suspeitos renderam o motorista do carro-forte, explodiram o cofre e conseguiram levar uma quantia não informada. O ataque ocorreu próximo à BR-116, e o carro-forte fazia o trajeto Fortaleza-Ibaretama.

1º DE MAIO – ICAPUI

Uma quadrilha arrombou a parte de trás do prédio em que funciona a agência do Banco do Brasil de Icapuí (202km de Fortaleza) e conseguiu furtar o dinheiro que estava no estabelecimento. O crime só foi percebido na manhã seguinte. Segundo a polícia, os suspeitos alugaram um ponto comercial vizinho ao banco, quebraram a parede que dava acesso à sala do cofre do agência e conseguiram entrar no compartimento de segurança. A polícia informou ainda que ao entrar na agência, os criminosos desligaram o sistema de monitoramento da agência e as imagens da ação não foram captadas.

5 DE MAIO – HORIZONTE

Criminosos arrombaram uma agência do Banco do Brasil, durante a madrugada, em Horizonte, a 40 km de Fortaleza. Segundo a PM, os suspeitos teriam utilizado um maçarico para violar o caixa da agência.

17 DE MAIO – FORQUILHA

Criminosos armados arrombaram um caixa eletrônico da agência do Banco do Brasil de Forquilha (230km de Fortaleza) e fugiram com uma quantia de dinheiro não informada. O ataque foi registrado às 4 horas da madrugada, quando a PM foi acionada para a agência, localizada no Centro da cidade. Os suspeitos espalharam grampos em ruas e avenidas para evitar perseguição. Os bandidos usaram um maçarico para ter acesso aos caixas.

17 DE MAIO (ATAQUE A CARRO FORTE) – JAGUARIBE

Cerca de oito criminosos atacaram e explodiram um carro-forte da empresa Corpvs, no Km 28 da rodovia CE-226, em Jaguaribe, no Interior do Ceará. Na ação, a quadrilha rendeu os vigilantes e fugiu levando o dinheiro que era transportado para a cidade de Iguatu e as armas dos profissionais de segurança. Durante a ação, um vigilante ficou ferido ao ser atingido por estilhaços no rosto. Outros dois foram feitos reféns. Segundo a polícia, os tiros que atingiram o carro forte teriam sido de fuzil.50, arma capaz de quebrar vidros blindados.

30 DE MAIO (ATAQUE A CARRO FORTE) – ACOPIARA

Durante a manhã, uma quadrilha armada com fuzis roubou um carro-forte na CE-404, município de Acopiara. Segundo a polícia, pelo menos cinco homens abordaram o carro e explodiram o cofre para levar o dinheiro que estava sendo transportado. O carro-forte saiu de Iguatu levando o dinheiro para abastecer uma agência de Acopiara. Ninguém saiu ferido.

31 DE MAIO – ITAITINGA

Uma tentativa de roubo foi registrada contra uma agência bancária do Banco do Brasil, durante a madrugada, em Itaitinga, 27 km de Fortaleza. Um caixa eletrônico foi violado, mas nenhuma quantia foi levada, segundo informações preliminares da Polícia Civil. A ação foi registrada por volta das 4 horas, mas nenhum suspeito foi encontrado no local. Os materiais utilizados no arrombamento foram recolhidos pela Perícia. Tudo indica que os assaltantes não conseguiram levar o dinheiro porque a máquina estava desabastecida.

1 DE JUNHO – EUSÉBIO

2 DE JUNHO – MONSENHOR TABOSA

Uma agência do Banco do Brasil de Monsenhor Tabosa, no Sertão Central, foi explodida com dinamite por um grupo criminoso composto por pelo menos quatro pessoas, por volta da 0h30min. Segundo informações da Polícia Militar, o banco não havia sido abastecido e os criminosos levaram cerca de R$ 600. A PM informa que os criminosos portavam armas longas, mas não chegaram a disparar contra o destacamento.

3 DE JUNHO – MORADA NOVA

Cerca de cinco homens fortemente armados invadiram a agência do Bradesco em Morada Nova. O grupo chegou ao local e recolheu o dinheiro das pessoas que estavam na fila do caixa eletrônico. Ninguém ficou ferido. Ação ocorreu por volta de uma hora da tarde e, segundo testemunhas, houve correria e pânico de pessoas que estavam nos arredores da agência.

4 DE JUNHO – ACOPIARA

A agência do Banco do Brasil do município de Aracoiaba, na região do Maciço de Baturité, foi assaltada durante a madrugada. Os homens usaram um maçarico para abrir dois caixas eletrônicos. A Polícia ainda não sabe informar quantos homens teriam participado da ação, que aconteceu por volta das três horas da madrugada. Os homens colocaram lonas pretas na vidraça do banco para impedir a população de ver o que acontecia. Segundo informações da população, o alarme do banco não disparou.

4 DE JUNHO – CHORÓ

Cerca de dez homens invadiram a cidade de Choró, no Sertão Central, durante a madrugada e explodiram o caixa eletrônico do Bradesco. Os explosivos não foram suficientes para abrir o equipamento e os bandidos não conseguiram levar nenhuma quantia. É a quarta ação contra bancos e correspondentes bancários na cidade em menos de um ano. Segundo a população, a agência havia sido reformada após a última ação de assaltantes e funcionava há apenas quatro meses. O fato aconteceu por volta de 3h da madrugada e o bando portava armas de grosso calibre. Enquanto uma parte do bando se dirigiu a agência, outra parte da quadrilha se deslocou para o destacamento da PM a fim de impedir a ação dos policiais.

7 DE JUNHO – PARAMBU

Um supervisor administrativo do Bradesco, de Parambu, no Sertão dos Inhamuns, esteve sob a mira das armas de criminosos das 21h30 da noite do dia 6, até, aproximadamente, às 7 horas do dia 7. Ele só foi libertado após solicitar acesso ao dinheiro à gerência do banco. A esposa e as filhas dele, além de uma babá, também foram feitas reféns na casa da família. Enquanto parte do grupo conduzia o funcionário à agência, os demais mantinham a família em cárcere. O homem, de identidade preservada, foi libertado na CE-151. Os criminosos, cerca de seis – segundo depoimento do funcionário -, fugiram levando o carro do funcionário.

13 DE JUNHO – BEBERIBE

Uma tentativa de explosão em um caixa eletrônico no mirante da Praia de Morro Branco, em Beberibe foi frustrada durante a madrugada, por volta de 3h da manhã. Segundo a Polícia Militar, cinco homens teriam utilizado uma bomba de dinamite para tentar o acesso ao caixa, mas não obtiveram sucesso. Quando a polícia chegou ao local, os assaltantes já tinham fugido, deixando apenas uma marreta e um pé de cabra.

14 DE JUNHO – COREAU

15 DE JUNHO – CAPISTRANO

16 DE JUNHO – CARIÚS

17 DE JUNHO – CRATO (TENTATIVA)

18 DE JUNHO – FORTIM E VÁRZEA ALEGRE

22 DE JUNHO – MADALENA E ARACOIABA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s