Presidente Dilma libera R$ 48 milhões para combate à seca no Ceará

b474282366_media
Seca: carro-pipa garante água às comunidades (Foto:Kalberto Rodrigues/PK)

O governador Camilo Santana (PT) anunciou nesta quarta-feira (2) que a presidente Dilma Rousseff liberou para o Ceará R$ 48 milhões para ações emergenciais de combate à seca. Camilo Santana se reuniu com a presidente nesta quarta em Brasília.

“Esse recurso vai chegar aos estados do Nordeste por meio de uma medida provisória da presidente. O pedido foi feito pelos governadores da região em uma reunião no final do ano passado, em que a presidenta nos pediu um plano de trabalho para ações emergenciais. Esse plano foi apresentado ao Ministério da Integração, via Defesa Civil, e agora recebemos essa boa notícia”, explicou Camilo.

No encontro, que durou cerca de 1h15, o governador ainda discutiu com Dilma Rousseff outros assuntos, como o combate ao Aedes aegpyti, segurança, educação, entre outros assuntos. Na próxima sexta-feira (4), Camilo Santana volta a se reunir com a chefe de executivo federal, juntamente com os outros governadores do Brasil e o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. Na pauta, reforma fiscal, alongamento da dívida dos estados e o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Previsão de estiagem
O Ceará deve enfrentar o quinta ano seguido de poucas chuvas, segundo previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos. No mês de fevereiro, as chuvas ocorridas no Ceará representaram a metade do volume esperado para o período. A média histórica para fevereiro é de 118.6 milímetros e a chuva ocorrida no mês passado foi de 58 milímetros, o que representa uma queda de 51,1% no volume.

O prognóstico da Funceme para março, abril e maio indica 70% de probabilidade de o Ceará ter chuvas abaixo da média. As chances de haver precipitações em torno da média é de 25% e, na categoria acima da média, 5%.  O principal fator que influencia essa perspectiva é a atuação do El Niño, que traz impactos negativos no regime de chuvas do Estado principalmente nos meses de abril e maio.

Açudes
Atualmente, a média geral de volume de água nos 153 reservatórios monitorados pela Companhia e que abastecem o Ceará, se mantém em 12,5%. O açude Castanhão, maior reservatório do Ceará, sofre as consequências da estiagem prolongada.

Localizado no município de Jaguaribara, a 260 quilômetros de Fortaleza, o reservatório tem capacidade para armazenar 7,5 bilhões de metros cúbicos de água, mas atualmente acumula apenas 663,45 milhões, que representa apenas 9,9% da sua capacidade de armazenamento, o pior índice desde que foi inaugurado há 12 anos, de acordo com informações da Cogerh.

(G1 Ceará)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s