Procon Fortaleza aponta variação de 375% de preços nos supermercados

supermercados-com-preco-justo1

O Procon orienta ao consumidor pesquisar e buscar os locais mais baratos, exigindo o cumprimento da oferta anunciada em encartes publicitários. Se houver divergência no preço do produto exposto na prateleira com o valor apresentado no caixa, o consumidor deve pagar sempre o menor preço.

Se comparada com a pesquisa anterior, 31 itens aumentaram de preço médio, 15 tiveram redução e 1 produto não sofreu alteração.

Frutas e hortaliças continuam com variação de preços acima de 100% entre os supermercados pesquisados. O quilo do tomate pode ser encontrado de R$ 1,89 a R$ 8,98, uma diferença de 375,13%. A batata também apresentou grande diferença de preço, indo de R$ 2,69 a R$ 8,34, o que confere uma diferença de 210,04%.

No campo de higiene pessoal, o desodorante masculino rollon 50ml, pode custar o dobro do preço, entre o supermercado mais barato (R$ 5,98) e o mais caro (R$ 9,89), ou seja, 65,38% de diferença.

Pão e café

O quilo do carioquinha (pão francês) pode variar até R$ 32,57, sendo encontrado de R$ 8,29 a R$ 10,99. O pacote de café em pó 250g, da mesma marca, pode custar de R$ 3,99 a R$ 4,78, uma diferença de 19,80%.

Segundo a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, consumidor precisa ficar atento. optando por preços menores e exigindo seus direitos. “É bom lembrar que o troco de centavos deve ser fornecido ao consumidor, e não bombons, balas ou doces no lugar das moedas. Caso o estabelecimento não possua troco de centavos, o valor do produto deve sempre ser arredondado para baixo, até fornecedor o troco devido”, esclareceu.

Maiores variações

Tomate 375,13% (R$ 1,89 a R$ 8,98)
Batata 210,04% (R$ 2,69 a R$ 8,34)
Cebola 166,89% (R$ 2,99 a R$ 7,98)
Coentro/Cebolinha 142,31% (R$ 0,78 a R$ 1,89)
Laranja 129,03% (R$ 1,24 a R$ 2,84)

5 dicas nos supermercados

1 – Observe a data de validade dos produtos que estão com preços promocionais, pois sempre estão com datas próximas ao vencimento

2 – Tenha o hábito de levar uma calculadora, colocando, primeiramente, no carrinho os itens de primeira necessidade, e avaliar quanto ainda resta para ser gasto com outros produtos, sem ultrapassar o valor previsto para a compra;

3 – Evite ir às compras com fome e acompanhado de crianças;.

4 – Escolha preços de marcas mais baratas, atentando, é claro, para a qualidade dos produtos;

5 – Exija o preço anunciado em encartes publicitários. E se houver divergência entre o preço da prateleira com o preço do caixa, pague sempre o menor valor.

Pesquisa completa

Fonte: Assessoria do Procon Fortaleza

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s