IPVA: Saiba como não cair no golpe do boleto falso

golpe-boleto-falso-ipva-2016

Uma onda de boatos sobre possíveis fraudes no IPVA tomou conta das redes sociais nos últimos dias. Alguns golpes realmente se confirmaram. Diante disso, diversas secretarias estaduais da Fazenda emitiram comunicados aos contribuintes, alertando sobre golpes do boleto falso ou vírus de computador que simulam páginas da internet de órgãos públicos.

Quinze Estados não enviam qualquer boleto de IPVA. Outros 11 e o Distrito Federal enviam pelos Correios. Nesse último caso, é preciso ficar atento.

As secretarias que emitem os boletos admitem que há risco de golpistas enviarem títulos falsos, muito parecidos, para a casa dos motoristas. A recomendação é para, em caso de dúvida, emitir um novo boleto pela internet ou pagar diretamente nas agências bancárias utilizando o número do Renavam.

O problema de pagar diretamente o título que se recebe em casa, sem checar, é que golpistas podem ter alterado o código de barras. Com isso, o dinheiro que iria para as contas do governo vai parar na conta de algum estelionatário. Além disso, a pessoa continua em dívida com o Estado.

Em se tratando de e-mails recebidos com links para a emissão das guias, a regra é apagar a mensagem sem clicar em nada. Em seguida, acesse a página da Secretaria da Fazenda do seu Estado e siga as orientações descritas lá. Os Detrans e órgãos públicos não enviam e-mails sobre IPVA.

Minas Gerais

Em Minas Gerais, a Sifaz (Secretaria de Estado de Fazenda) afirma que já tomou conhecimento de boletos falsos em Belo Horizonte e em Uberlândia, mas não informa o número de casos. No Estado, a orientação é para que seja descartado qualquer boleto de IPVA, já que esse tipo de documento não é enviado pelos Correios. Quem precisar da guia deverá imprimi-la pelo site da secretaria.

São Paulo

O governo de São Paulo também emitiu um alerta para que as pessoas desconsiderem boletos que receberem por Correios. A Secretaria da Fazenda diz que enviou apenas avisos de vencimento do IPVA 2016 e que o pagamento é feito somente em caixas eletrônicos, agências bancárias ou pela internet após informar o Renavam.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, um internauta mostra o aviso original enviado pela Secretaria da Fazenda e outro envelope, falso, de uma suposta cobrança de IPVA. Em nota, a Secretaria de Estado da Segurança Pública afirmou que a Polícia Civil abriu investigação para apurar a fraude. Qualquer pessoa que se sentir lesada pela tentativa de golpe ou que tenha sido vítima deve procurar o Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) para registrar queixa.

Paraná

No Paraná, um boato falso, segundo a Secretaria da Fazenda, deixou muita gente em dúvida sobre a autenticidade do boleto recebido em dezembro. A mensagem difundida nas redes sociais dizia que boletos que chegassem antes de janeiro eram fraudados.

A secretaria diz que enviou os boletos em dezembro e que são verdadeiros. Mas também não descarta que golpistas possam utilizar os títulos para cometer fraudes. Aqueles que tiverem dúvidas sobre a autenticidade podem acessar o site da Fazenda e imprimir um novo ou conferir se os dados são os mesmos.

Distrito Federal

Assim como o Paraná, o Distrito Federal também envia boleto para o endereço dos contribuintes. No entanto, a Fazenda alerta que “não envia notificações ou boletos aos contribuintes por e-mail ou aplicativos para smartphones, como Whatsapp e Facebook. Em caso de dúvidas sobre o valor ou a veracidade do DAR, a orientação é de que o contribuinte cheque ou retire a 2ª via, atualizada, do boleto no site da Fazenda”.

Mato Grosso do Sul

Circulou pelo WhatsApp a informação de que os boletos de IPVA, impressos em preto e branco, enviados em Mato Grosso do Sul eram falsos. O secretário-adjunto de Fazenda, Jader Julianelli, confirma que neste ano, os boletos não são coloridos, como em outros anos, mas diz que foram enviados pelo governo. Ele ainda recomenda que as, se houver dúvida, o contribuinte acesse o site do Detran-MS para confirmar as informações do boleto.

Santa Catarina

Após a onda de boatos, a Secretaria da Fazenda de Santa Catarina emitiu uma nota lembrando que o Estado não envia qualquer boleto por e-mail ou pelos Correios. “A recomendação, portanto, é que o cidadão não pague nada se receber em casa ou por e-mail a guia de cobrança do IPVA 2016”, diz a pasta. O único meio para emitir a guia do IPVA é pelo site do Detran-SC.

Maranhão

Os boatos também chegaram ao Maranhão, onde foi espalhado que os sistemas da Secretaria de Estado da Fazenda e do Detran-MA haviam sido invadidos. O governo nega que isso tenha ocorrido e reiteram que a cobrança do IPVA não é feita por correspondência. Os pagamentos devem ser feitos pelo sistema do Banco do Brasil ou por meio de guia emitida no site da própria Fazenda.

(Portal R7)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s