Justiça Federal retira do ar site que estimula estupro de alunas da UFC

site2-620

A Justiça Federal retirou do ar nesta segunda-feira (4) um site de estímulo à violência e estupro de alunas do curso de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC). Em uma das postagens no site, havia um texto com “dicas” de como enganar uma aluna, colocar drogas na bebida dela e estuprá-la.

O site, cujas postagens mais antigas são datadas de dezembro de 2015, teve o conteúdo retirado do ar. Ao tentar acessá-lo, desde esta segunda, há uma mensagem da Justiça Federal alertando a ilegalidade do conteúdo. “Servidor apreendido por ordem Judicial”, diz a mensagem.

Conteúdo de site que estimula violência foi substituído por mensagem da Justiça Federal (Foto: Reprodução)

Conteúdo de site que estimula violência foi
substituído por mensagem da Justiça Federal
(Foto: Reprodução)

“A típica estudante de Direito é aquela vadia patricinha de classe média alta, que quer ser Juíza, Promotora ou Delegada da PF. Em qualquer civilização decente esta vagabunda não deveria nem estar sentada na merda de um banco de faculdade, deveria estar na cozinha lavando as cuecas de seu homem ou fazendo a porra da comida [sic]”, diz um trecho da postagem no blog.

A UFC diz repudiar o conteúdo do site. “A UFC espera que esse tipo de crime seja objeto de investigação e de punição na forma da lei aos que o praticam, em respeito aos direitos fundamentais da pessoa humana e pelo combate rigoroso a qualquer tipo de violência, intolerância e discriminação na sociedade”, relata nota da universidade.

(G1 Ceará)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s