Wesley Safadão é a cara do Brasil

wesley_0
Do Ceará para o Brasil: cantor é o showman do momento – Foto: WS/Divulgação

Por uma coincidência funesta, os 27 anos sempre foram perigosos para popstars. Vide Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jim Morrison, Brian Jones, Kurt Cobain e Amy Winehouse, todos mortos antes de comemorar o aniversário seguinte. Até surgir Wesley Safadão. Depois do cantor cearense, ter essa idade pode também representar o momento em que um artista deixa de ser uma atração de alcance restrito à sua região de origem para estourar em todo um país. Conviva com isso.

Pois foi exatamente aos 27 anos, completados neste 2015, que ele entrou para o seleto grupo dos artistas nacionais que têm jatinho (pelo qual pagou US$ 850 mil), não pisam no palco por menos de algumas centenas de milhares de reais (especula-se que o cachê do moço gire em torno de meio milhão) e garantem que permanecem as mesmas pessoas do tempo em que se apresentavam em troca de um prato de comida. Profissional, ele já era. Tinha uma carreira sólida, independente e autossustentável no Nordeste, sem precisar de gravadoras nem de esquemas de divulgação. Tudo ficou muito maior com a sua contratação pela empresa administrada pelos neossertanejos milionários Jorge & Mateus. Um banho de loja e o mínimo de autenticidade para não descaracterizar o produto se encarregaram do resto.

A ascensão de Wesley Safadão é o caso mais recente e bem-acabado do reposicionamento do forró, de ritmo popular – leia-se “para pobre” – a opção no cardápio musical de uma juventude urbana que consome tudo diluído. Sua música tem o mesmo apelo de festa & alegria do funk, do pagode, do axé. De preferência, associada a signos que revelam sua mobilidade social, como carrões, “champa” e mulheres. Mas quem se incomoda com isso é a pretensa elite intelectual e, muitas vezes, preconceituosa. Para o fã, antigo ou recém-conquistado, o que importa é que um filho de caminhoneiro chegou no topo. Vê- lo esfregar a vitória na cara dos invejosos faz um tremendo bem à autoestima coletiva, principalmente porque ele continua “gente como a gente”: tão Wesley, tão Safadão, tão brasileiro.

Link: http://dc.clicrbs.com.br/sc/entretenimento/noticia/2015/12/wesley-safadao-e-a-cara-do-brasil-4941337.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s