imagem-demissao-sem-justa-causa

São Paulo – Os trabalhadores da rede de agências do Bradesco foram surpreendidos nos últimos dias com a demissão de vários colegas que ocupavam funções de gerentes executivos de negócios. Segundo informações levantadas pelo Sindicato, a atribuição do cargo era conquistar crédito e ganhar mercado ocupado por outros bancos. A produção desses trabalhadores era medida de acordo com o crescimento da carteira comercial da Gerência Regional na qual o bancário está lotado.

“Entretanto, ao assumirem tal desafio, esses bancários não tiveram qualquer reajuste ou readequação salarial”, relata a dirigente sindical Erica de Oliveira. “Para agravar a situação, os que exerciam essa função e não conseguiram ser recolocados em alguma agência foram todos desligados nas últimas semanas”, acrescenta.

O Sindicato apurou que o projeto empregava cerca de 500 bancários quando teve início, em julho de 2010. A entidade entrou em contato com o Bradesco, mas até o fechamento dessa edição não houve retorno do banco.

“Estamos em contato com esses trabalhadores para assessorá-los no que for necessário e estamos acompanhando atentamente todas as demissões que estão acontecendo no Bradesco”, ressalta Erica. “Não podemos concordar com esse modelo de gestão que demite pais e mães de família e visa somente o lucro a qualquer preço”, critica a dirigente.

(SEEB/SP)

Anúncios