A Conferência contou com a participação do presidente do Comitê Estadual do PCdoB, Luis Carlos Paes, do deputado federal Chico Lopes e do presidente do Comitê Municipal, Dr. Erivaldo, pré-candidato, que elencou os motivos e ressaltou a disposição da legenda para candidatura própria na cidade.

“Apesar de todo o poderio econômico que existe sobre a política de Caucaia, por todos os desmandos registrados na cidade resolvemos colocar ao povo de Caucaia uma opção de nome que possa enfrentar esse sistema político que aí está”, declarou Dr. Erivaldo, ressaltando que a candidatura deverá se dar em coligação entre o PCdoB e o Partido Verde (PV), que também contou com participantes na Conferência deste domingo e se colocou à disposição para o pleito.

“Pelo andar da carruagem, temos um candidato a prefeito nesta cidade”, confirmou Chico Lopes. “Temos que propor um projeto novo pra Caucaia, não sendo o mesmo diante das hierarquias. Queremos alegria na nossa campanha aqui em Caucaia. Vamos à luta e vamos ganhar essas eleições, para vereador e prefeito”, conclamou o deputado federal do PCdoB cearense, vice-líder da bancada do partido na Câmara Federal e eleito pelo voto popular, em levantamento do site Congresso em Foco, parlamentar cearense que melhor representa o povo.

“Esse é um momento importante, de eleição do Diretório Municipal de Caucaia e ponto de partida para as eleições de 2016. Se temos 256 anos de existência, se somos a segunda maior população do Ceará e temos a terceira maior riqueza do Estado, por que somos apenas o 10o. IDH? Se temos 44km de litoral, cadê a nossa capacitação para o turismo? E a nossa agricultura, com o Porto do Pecém aqui no nosso costado e a gente não exportando quase nada? Alguma coisa está errada”, destacou Paulo Sérgio Cordeiro, liderança do PCdoB local. “O PCdo B vem para esse pleito de 2016 com a disposição de resgatar Caucaia”.

Contexto nacional

Na abertura da Conferência, o presidente do Comitê Estadual do PCdoB, Luis Carlos Paes, fez uma avaliação da conjuntura política nacional, destacando as tentativas dos setores conservadores de desestabilizar a democracia e o governo da presidenta Dilma, por não aceitar o resultado das urnas de outubro de 2014.

“Precisamos de um grande partido, para as grandes e decisivas lutas que estamos enfrentando e vamos continuar a enfrentar. Tenho certeza que todos saberão construir um projeto eleitoral que permita alcançarmos grandes vitórias no projeto eleitoral de 2016 e na defesa da democracia e do futuro da nossa pátria”, enfatizou Luis Carlos.

De Fortaleza,
Dawlton Moura (Especial para o Vermelho-CE)