Brasília – O senador Randolfe Rodrigues deixou o PSOL e deverá se filiar ao novo partido Rede Sustentabilidade, liderado por Marina Silva. Também a ex-senadora do Psol Heloísa Helena anunciou a sua adesão à Rede.

Randolfo Rodrigues oficializou, domingo, com uma carta à militância do PSOL, sua saída da legenda.

“A partir de hoje deixo de ser um filiado e passo a ser um amigo do partido. Tenho orgulho de ter feito parte da construção do PSOL. Um partido de lutas justas e de resistência contra os ataques aos direitos individuais e coletivos. Um partido irrepreensível do ponto de vista ético, de prática parlamentar irretocável e onde guardo uma multidão de companheiros”, disse o senador no documento.

À Agência Brasil, Randolfe disse que desde que desistiu da candidatura à Presidência da República, nas eleições de 2014, as relações internas no partido “estavam muito deterioradas”. “Acho que era o melhor para mim e para o PSOL que não se identificava mais com a minha atuação, embora eu ache que tenha sido fiel, leal ao partido”.

Randolfe ainda não definiu para que partido irá, mas se reúne nesta segunda-feira (28) em Brasília, às 15h, com a senadora Marina Silva do recém-criado Rede Sustentabilidade. Sem o senador, o PSOL fica sem representantes no Senado.

A ex-senadora Heloísa Helena, que hoje atua como vereadora em Maceió, também deixou o PSOL neste fim de semana e foi para o Rede. “Rede Sim! Porque Marina merece e o Brasil precisa!”, publicou Heloísa Helena no Twitter, com uma foto sorridente ao lado de Marina Silva.

Na semana passada, o deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Alessandro Molon, o mais votado no estado do Rio de Janeiro em 2014, deixou o partido onde militou durante 18 anos para se filiar à Rede Sustentabilidade. Molon era um dos vice-líderes do PT na Câmara dos Deputados.

“O deputado Alessandro Molon se desfiliou, na tarde desta quinta-feira (24), do Partido dos Trabalhadores. Ele ingressou na Rede Sustentabilidade, onde dará continuidade às lutas que sempre o nortearam na política: defesa da democracia, justiça social e desenvolvimento sustentável. Molon agradece pelos 18 anos de luta por um Brasil melhor no Partido dos Trabalhadores”, diz a nota divulgada pela assessoria do parlamentar.

Nas eleições de 2014, Alessandro Molon obteve 87 mil votos, sendo o parlamentar do PT eleito no estado do Rio com maior número de votos.

Via http://www.portugaldigital.com.br

Anúncios