O Sindicato garantiu a reintegração de mais uma bancária demitida ilegalmente. Após oito anos de trabalho, o Bradesco dispensou, em fevereiro, a bancária Clívia Galindo, que possui doença ocupacional.

Com o apoio do Sindicato, ela recorreu à Justiça do Trabalho, que considerou a demissão ilegal e determinou sua reintegração. Clívia voltou a fazer parte do quadro de funcionários do Bradesco na última quinta-feira, dia 20.

Há três anos, Clívia trabalhava como gerente administrativa na agência do município de Cupira. Há anos, ela sofre com LER/Dort(Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho).

Quando ainda trabalhava em outra agência do Bradesco, o Sindicato emitiu uma CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho) e ela foi licenciada pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) durante alguns meses.

Por indicação do gerente da agência em que trabalhava, Clívia não renovou a CAT, na expectativa de ser promovida. Sem a CAT, ela foi, de fato, promovida. Mas, um tempo depois, foi demitida, mesmo ainda sofrendo pela doença ocupacional.

Clívia ressalta a necessidade de cuidar da própria saúde, também no ambiente de trabalho.“Depois dessa experiência, aprendi que é preciso se precaver. Vou voltar ao trabalho, mas sinto dores nos ombros, punhos e antebraço”, comenta Clívia. “Além disso, tenho síndrome do pânico, depois de um assalto que sofri durante o trabalho”, completa.

A bancária ainda está licenciada pelo INSS e deve fazer uma perícia, ainda este mês, que indicará quando poderá retornar ao trabalho. Ela foi assessorada juridicamente pelo Escritório Galindo & Falcão Advogados Associados, que presta serviços ao Sindicato.

CAT – A CAT garante estabilidade de 12 meses para o trabalhador que possui doença ocupacional. É possível emiti-la no próprio ambiente de trabalho ou no Sindicato. O secretário de Saúde Wellington Trindade destaca que os bancários não devem hesitar em procurar o Sindicato, quando precisarem de ajuda ou orientação.

“Problemas de saúde graves são comuns entre os bancários. É preciso tomar as medidas apropriadas para preveni-los ou saná-los”, afirma Wellington.

Os telefones da Secretaria de Saúde do Sindicato são (81) 3316-4244 ou 3316-4215. Atendimentos presenciais são feitos na sede do Sindicato (Av. Manoel Borba, 564. Boa Vista. Recife).

Fonte: Camila Lima – Seec PE 
Anúncios