A ação, promovida pela Coordenadoria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Coppir) da SCDH, acontece nesta sexta-feira (31/07) às 16h no Teatro Antonieta Noronha. O evento tem apoio da Coordenadoria de Políticas para as Mulheres, Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) e da Frente de Assistência à Criança Carente (Facc).

A solenidade contará com apresentação da cantora Ana Célia e do grupo de percussão da Frente de Assistência à Criança Carente. Receberão certificado de reconhecimento Sandra Petit e Dione Silva, ativistas do movimento negro com ações de luta e promoção da igualdade racial.

O evento fortalece as organizações de mulheres negras, apoiando a construção de estratégias para a inserção de temáticas voltadas para o enfrentamento ao racismo, sexismo, discriminação, preconceito e demais desigualdades raciais e sociais. Para ampliar parcerias, dar visibilidade à luta e às ações, promoção, valorização e debate sobre a identidade da mulher negra brasileira.

Sobre a Data

O dia 25 de julho foi instituído no ano 1992 durante o I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-Caribenhas em Santo Domingo (República Dominicana). Nesse encontro, foi estipulado que o dia seria o marco internacional da luta e da resistência da mulher negra.

Desde então, sociedade civil e governo têm atuado para consolidar e dar visibilidade a essa data tendo em consideração as condições de opressão de gênero e étnico-raciais em que vivem essas mulheres.

Serviço

Solenidade alusiva ao Dia da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha

Quando: Sexta-feira (31/07), de 16h às 19h
Onde: Teatro Antonieta Noronha (Rua Pereira Filgueiras, 04, Centro)

Fonte: Prefeitura de Fortaleza

Anúncios