FOTO: SEEB-CE

O Sindicato dos Bancários do Ceará denuncia as péssimas condições de trabalho e atendimento em várias agências do BNB em Fortaleza e no interior do Estado, ocasionados principalmente devido à quantidade insuficiente de funcionários e à ausência de planejamento para garantir aos clientes do microcrédito atendimento escalonado.

Segundo depoimentos colhidos em agências como Maracanaú e Bezerra de Menezes, a espera pelo atendimento chega a durar cinco horas, com dezenas de pessoas espremendo-se nos salões das unidades, pressionando os funcionários num verdadeiro festival de assédio moral explícito.

O Sindicato reivindica soluções imediatas para o problema, pois os funcionários e a população merecem respeito. O SEEB/CE vai tratar dessa questão formalmente com a direção do BNB antes de abrir procedimento jurídico junto ao Ministério Público do Trabalho, o que ocorrerá se o Banco não mostrar sensibilidade para resolver o problema.

(Sindicato dos Bancários do Ceará)