Será realizada nesta quinta-feira (28), às 19h, no auditório da Reitoria da UFC (Av. da Universidade, 2853 – Benfica), a palestra “Teerã, Ramalá e Doha: memórias da política externa altiva e ativa”, com o ex-Ministro das Relações Exteriores e da Defesa Celso Amorim. Na oportunidade, será lançado livro com o mesmo título da palestra.

Interessados podem se inscrever até esta terça-feira (26), no site do Instituto de Cultura e Arte (ICA). A atividade, gratuita e aberta ao público, é uma realização do Instituto Brasil-África e do ICA.

PERFIL Formado em 1965 no Instituto Rio Branco, Amorim fez pós-graduação em Relações Internacionais pela Academia Diplomática de Viena, na Áustria. O diplomata também é membro permanente do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (USP) e foi professor de Ciência Política e Relações Internacionais da Universidade de Brasília (UnB).

Amorim foi Ministro das Relações Exteriores por duas vezes. A primeira foi de 1993 a 1994, durante o governo de Itamar Franco, quando ajudou nos preparativos para o lançamento do Mercosul, que ocorreu em 1995. Anos mais tarde, em 2003, foi escolhido para retornar ao cargo, no primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva. Ele seguiu na função até o fim do segundo mandato do petista, quando foi sucedido por Antonio Patriota, na gestão Dilma Rousseff.

No dia 8 de agosto de 2011, Amorim voltou à Esplanada dos Ministérios como Ministro da Defesa, a convite da Presidenta Dilma. Ele ficou no cargo até 31 de dezembro de 2014.

Fonte: Profª Inês Vitorino, vice-diretora do Instituto de Cultura de Arte da UFC – fone: 85 3366 9223