O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), Dimas Barreira, indicou, em entrevista ao colunista José Maria Melo na manhã desta quarta-feira (29), que pode haver aumento nas passagens de ônibus em breve. Atualmente o valor das passagens na Capital é de R$ 2,20 (inteira) e R$ 1,10 (meia).

“A presidente, nos novos pacotes de ajuste fiscal, tirou a prioridade do transporte coletivo, como se não tivesse ouvido aquelemovimento todo de julho de 2013 (onda de protestos que tomou as ruas de várias cidadesdo Brasil e que começou pelo aumento das passagens de ônibus em São Paulo)”, disse Dimas. Segundo ele, o aumento de impostos nos combustíveis, principalmente no diesel, também deve influenciar nos custos das passagens de ônibus no Ceará.

“A gente tem lutado muito contra isso, porque sabemos que a população não recebe bem os aumentos nas passagens de ônibus”, comentou o presidente do sindicato, mostrando estar sendo pressionado pela situação econômica atual do País. Dimas, no entanto, não estimou uma data para que o reajuste nas passagens aconteça.

Ônibus refrigerados

Dimas relembrou, ainda, que até 2020 todos os ônibus devem ter ar condicionado na Capital. “Até o final de 2015 a frota de ônibus refrigerados deve passar de 200. Até 2020 todos (os coletivos) devem ter ar-condicionado em Fortaleza”, comentou. De acordo com ele, toda a frota de ônibus de Fortaleza deve ser renovada de forma gradativa em até 5 anos, que é a média do tempo de utilização dos veículos pelas empresas.

(Diário do Nordeste)