Foto: Onix Dance

Uma travesti conhecida como Bianca, com nome de batismo Francisco Robson Caetano Elias, 22, foi assassinada a tiros na avenida Juscelino Kubistchek, bairro Passaré, nesta sexta-feira, 20.

De acordo com informações repassadas pela Polícia, a vítima trabalhava no local quando dois homens passaram em um carro e efetuaram vários disparos. Seis tiros atingiram Bianca.

Uma fonte que não quis se identificar informou à Polícia que o crime estaria ligado à prática de ‘cafetinagem’.

O espaço utilizado pelas travestis na hora do crime, para o trabalho de prostituição, era cobrado. Três homens se beneficiariam da prática, exigindo o valor de R$ 100 por semana pra cada travesti. Ainda de acordo com a fonte, Bianca vinha sendo ameaçada pela falta do pagamento.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) esteve no local realizando os primeiros levantamentos e a investigação do crime será encaminhada para o 8º Distrito Policial (DP).

Redação O POVO Online