Foto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

Uma nova dieta — chamada de mind (mente, em português) — promete diminuir em até 53% o risco de desenvolver Alzheimer. As recomendações, desenvolvidas por cientistas da Rush University Medical Center — foram publicadas no Journal of the Alzheimer’s Association.

Os pesquisadores afirmam que mesmo quem não seguiu rigorosamente a mind conseguiu reduzir em 35% o risco de desenvolver a doença.

Alimentação pode reverter os sinais do Alzheimer, diz pesquisa

A dieta mind é uma mistura da mediterrânea e da dash (uma dieta inglesa contra hipertensão). E, além de prevenir Alzheimer, reduz o risco de doenças cardiovasculares, ataques cardíacos e derrames. Se aderida por longo tempo, pode proteger também contra a demência.

O novo cardápio é mais fácil de ser seguido do que o mediterrâneo, disseram os cientistas. A dieta é composta por 15 alimentos, sendo 10 com efeito direto sobre a saúde cerebral (vegetais de folhas verdes, outros vegetais, nozes, frutas, grãos, cereais integrais, peixe, aves, azeite e vinho). Os outros componentes compreendem carnes vermelhas, manteiga, margarina, queijo, bolos e doces ou frituras.

Confira a dieta mind:

— Pelo menos três porções de grãos integrais

— Uma salada

— Um outro vegetal

— Um copo de vinho

— Uma porção de feijão a cada dois dias

— Aves duas vezes por semana

— Peixe pelo menos uma vez por semana

— Menos de uma colher de sopa por dia de manteiga

— Menos de uma porção por semana: queijo, frituras ou fast food

Via http://zh.clicrbs.com.br