Por Pablo Villaça

JORNAIS E PORTAIS noticiando que Jack Nicholson está com Alzheimer avançado e não sabe mais quem é. Este é o estado do jornalismo brasileiro: o de publicar qualquer baboseira pra atrair cliques, leitores e repercussão.

Nos dias de hoje, com a informação a um clique, não há desculpa para publicar algo sem verificar. E, neste caso, verificar era muito simples: Nicholson esteve, há apenas duas semanas, no especial AO VIVO dos 40 anos do Saturday Night Live. Mais do que isso: ele apresentou um dos segmentos. E depois distribuiu autógrafos para dezenas de pessoas.

Desmenti a “notícia” ontem à noite, quando um amigo a publicou no Twitter. Pois hoje ela já havia invadido minha timeline no Facebook com comentários do tipo “Que pena!”. Houve até alguém que disse: “Agora que saiu no Estadão eu acredito!”.

E desde quando o Estadão é sinônimo de credibilidade? (Muitos diriam ser exatamente o contrário.)

A maior prova desta falta de credibilidade é esta: publicaram uma notícia falsa sobre uma figura famosa, dizendo que ela já não sabia nem quem era, e ignorando que ela esteve em público há duas semanas.

Nicholson está bem, cinéfilos. Relaxem. Já o jornalismo brasileiro está em estado terminal.

Viahttp://horia.com.br/noticia/nicholson-esta-bem-mas-o-jornalismo-brasileiro-esta-em-estado-terminal-por-pablo-villaca