Cerca de dois meses depois de consultar seu nome na lista de premiados da Secretaria da Educação (Seduc), Alexsandra Santiago ainda não recebeu sua premiação pelo desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ela foi uma dos milhares de alunos da rede pública estadual que deveriam receber computadores pelos resultados no exame e Spaece 2014.

“Eu fiz esse Enem em 2013, quando cursava o 2° ano. Já terminei o 3° ano e também atingi uma pontuação para a premiação da Seduc, mas até agora não tive retorno sobre o equipamento”, explica Alexsandra. A estudante disse ainda que a escola que estudou, EEEP Joaquim Antônio Albano, no bairro Dionísio Torres, também não obteve informações sobre as premiações.

Procurada, a Seduc disse que realiza processo licitatório para compra dos equipamentos de jovens do Ensino Médio que em 2013 e 2014 obtiveram bons resultados de aprendizagem. “Nas duas últimas edições, são 32 mil computadores e a previsão para a entrega é até o final do primeiro semestre letivo. Essa data da premiação será divulgada com antecedência para as escolas e via site da Seduc”, completa a pasta, em nota.

A premiação dos alunos que apresentaram bons resultados existe desde 2008, com o objetivo de potencializar a qualidade da educação dos alunos cearenses que estudam nas escola públicas.

Fortaleza
No ano passado, apesar do aumento de 4,9 pontos na proficiência média dos alunos do segundo ano fundamental, Fortaleza teve o mais baixo índice do Ceará no tocante à alfabetização. Em 2013, a Capital apresentou a marca de 136,3 pontos no Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece-Alfa).

(O Povo)