Evaldo Tavares de Araújo, de 31 anos, responde a dois processos e, segundo o delegado, parece sofrer de transtorno psicológico, o que não foi comprovado

Um homem identificado como Evaldo Tavares de Araújo, 31, conhecido como ‘Irmão Evaldo’, foi preso na noite do último domingo (22), depois de pichar a Igreja Matriz de Viçosa do Ceará (348Km de Fortaleza) e destruir as imagens e o altar da Igreja do Céu, considerada um dos pontos turísticos da Cidade. De acordo com a Polícia, Araújo já responde a dois procedimentos criminais por ter pichado a Igreja de São Francisco e invadido o cemitério de Viçosa para violar e destruir túmulos e imagens sacras, no ano passado.

O delegado Gilker Santos disse que ‘Irmão Evaldo’ foi detido por agentes da Guarda Municipal de Viçosa, quando depredava a Igreja do Céu. “Ele quebrou imagens que tinham mais de cem anos. Destruiu um patrimônio histórico, que tem um valor inestimável para a população”.

As imagens e o altar da Igreja do Céu foram destruídos pelo suspeito. Parte das obras tinham mais de cem anos e eram consideradas patrimônio do município

Conforme a Polícia, Evaldo Araújo escreveu nas paredes do ponto turístico mensagens com apelo satânico e de violência, como “quero sangue”, “666” e “vou derramar sangue”. O delegado disse que os moradores de Viçosa ficaram indignados com a ação e cobraram reações enérgicas da Polícia. “Conseguimos dar a resposta imediatamente e ele está preso. As pessoas já estão mais calmas, mas infelizmente nada pode minimizar o sentimento de tristeza que ele causou na população, principalmente nas pessoas idosas, que têm toda uma ligação afetiva com a igreja”, declarou Gilker Santos.

Depoimento

Em depoimento à Polícia, o homem permaneceu calado. “Ele usufruiu de seu direito constitucional de permanecer em silêncio. Extraoficialmente, disse que todo tipo de imagem sacra precisa ser destruída, porque a Bíblia diz isto. Segundo ele, é esta interpretação própria do texto da Bíblia que o move a praticar estas ações danosas ao patrimônio”, explicou Santos.

O delegado afirmou que Araújo foi autuado por dano qualificado ao patrimônio público e pichação. O crime de pichação é de menor potencial ofensivo e gera apenas o registro de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO); já o dano qualificado garantiu que o suspeito fosse autuado em flagrante e preso. Como o delito é afiançável, ficou estabelecido que deve haver o pagamento de cinco salários mínimos para que o pichador consiga ser liberado.

Em 2014, Evaldo Tavares se envolveu em outros dois episódios contra uma igreja e um cemitério, mas não foi preso. “No ano passado, ele já tinha pichado outra igreja, mas o crime foi registrado como um dano simples, que não é passível de prisão. No caso do cemitério, ele destruiu, violou túmulos e quebrou imagens de santos. Como não foi pego em flagrante, respondeu por portaria os inquéritos por dano ao patrimônio e vilipêndio de cadáver”, disse o delegado.

As cenas, que se repetem sempre que o pichador tem chances, sugerem para o titular da Delegacia de Viçosa que, além de serem criminosas, as atitudes revelam intolerância extrema. “Uma pessoa que não concorda com uma doutrina não tem o direito de destruir seus símbolos, por causa disto. Imagine se toda a sociedade pensasse como ele, estaríamos em uma situação de barbárie. O princípio da civilização é exatamente saber respeitar o que é diferente do que eu gosto”, disse Gilker Santos.

O suspeito não citou se é adepto de outra religião, nem professou nenhuma fé. Disse apenas que não concorda com o culto às imagens, como é feito nas igrejas católicas. Ele continuará preso na Cadeia Pública de Viçosa até que seja feito o pagamento da fiança arbitrada pela autoridade policial.

O delegado Gilker Santos declarou também que o rapaz aparenta sofrer de algum transtorno psicológico. A informação, porém, não parte de comprovações mediante exames, nem é alegada pelo próprio suspeito.

Ponto Turístico

A Igreja do Céu é um dos pontos mais visitados de Viçosa do Ceará, uma cidade tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Inaugurada no dia 14 de agosto de 1938, a construção está localizada em um ponto alto do município, por isso foi feita a alusão aos céus.

A construção do prédio foi dedicada à Nossa Senhora das Vitórias, que ainda é padroeira do local. No ano de 1939, uma imagem do Cristo Redentor foi esculpida pelo italiano Agostinho Ódisio Baomés, ao lado da igreja. O acesso à Igreja do Céu pode ser feito pelos 334 degraus feitos na serra.

A outra igreja atacada por ‘Irmão Evaldo foi a de Nossa Senhora da Assunção, localizada no Centro da Cidade.

Márcia Feitosa, Repórter – Diário do Nordeste

Mais sobre Viçosa do Ceará (Fonte: IBGE)

História Religiosa:

A história religiosa de Viçosa do Ceará inicia com a chegada dos jesuítas Luís Figueira e Francisco Pinto, Provindos de Pernambuco no ano de 1607. Anos depois em 1656, Pe. Antônio Ribeiro e Pedro Pedrosa Fundam a missão jesuítica, missão fortalecida, em 1660, com a visita de Pe. Antônio Vieira.

Em 1700 os jesuítas, em pleno trabalho de catequese com os indígenas, construíram a magnífica igreja de N. S. da Assunção. Em 18 de maio de 1759, a missão foi encerrada com a expulsão dos jesuítas pelo marquês de Pompal.

Pontos Turísticos:

Igreja do Céu.
Igreja do Céu.

Igreja do Céu: Ponto mais alto da cidade com uma capela dedicada a Nossa Senhora das Vitórias. No alto do templo surge a imagem do Cristo Redentor. O Pólo Turístico dispõe de restaurante, telefone público, centro de convenções, biblioteca, banheiros, área de estacionamento, palco para shows, calçadão e boxes para venda de artesanato e as delícias da culinária local. Para chegar ao local a escolha fica a critério do turista, de carro ou a pé pelos 334 degraus que dão acesso ao santuário.

Anúncios