Se viajar para o Nordeste do Brasil ou para algum país do exterior está em seus planos, fique de olho. A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo emitiu um alerta sobre os riscos de entrada do vírus por meio dos viajantes. A orientação é para que todos fiquem atentos à atualização da cartela de vacinação e que tomem principalmente a que previne o sarampo. Isso porque alguns locais, como o Ceará, os Estados Unidos, a Europa, a Ásia, a África e a Oceania, têm registrado uma crescente incidência da doença. A vacina deve ser tomada 15 dias antes da visita a essas regiões.

A dica também é válida para taxistas, hoteleiros, agentes de turismo e outros profissionais que têm contato com turistas. Além disso, crianças com idade entre 1 e 5 anos que não foram imunizadas no final de 2014 também devem tomar a vacina.

Atualmente, a vacina é a forma mais segura de prevenir o vírus, que pode ser facilmente transmitido por secreções da tosse e do espirro, por exemplo. Coriza, olhos avermelhados, manchas na pele e tosse são os principais sintomas da doença, que pode se complicar e evoluir para cenários mais graves, como pneumonia, encefalite, diarreia e até a morte. Para tomar a vacina, basta ir até o posto de saúde mais próximo, portando a carteira de vacinação.

(Revista Crescer)