Miriam Belchior

Agência O Globo

A presidente Dilma Rousseff deve anunciar nesta terça-feira a indicação da ex-ministra do Planejamento Miriam Belchior para a presidência da Caixa Econômica Federal. Ela substituirá o atual presidente, Jorge Hereda, no cargo desde o governo Lula.

Miriam esteve com Dilma no Palácio do Planalto na manhã de hoje. Sua ida para a presidência da Caixa é a primeira baixa do Conselho de Administração da Petrobras. Também é iminente o afastamento do ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, da presidência do conselho.

A expectativa é que Miriam realize mudanças na direção da Caixa, dando preferência para nomeações técnicas, em vez de indicações políticas. Seu principal desafio será preparar a instituição para o processo de abertura de capital, o que não deverá ocorrer neste ano.

No caso do Conselho de Administração da estatal brasileira, o mais provável é que não caberá aos atuais conselheiros divulgar o balanço anual fechado e outros dados aguardados pelo mercado. Depois do remanejamento de Aldemir Bendine do Banco do Brasil para a presidência da Petrobras, agora a prioridade do governo é a renovação do grupo.

Anúncios